Com o meu cordial boa noite

Salar do Atacama

Queridas e queridos, desculpem. Eu queria pôr um post completo sobre o passeio ao pôr-do-sol no Salar do Atacama, com flamingos e quetais, mas acabamos chegando muito tarde — oito e meia da noite — e era preciso jantar. Tô esbodegado; acordei às 3h45 da manhã pra pegar o vôo das 5h30. Vocês esperam até amanhã? Brigadinho, obrigado pela companhia e muito boa noite.

32 comentários

Riq (ou bóias! :-)),
Estamos de viagem marcada para o Atacama no final de setembro. Como ficaremos 10 dias no total, estamos querendo incluir Uyuni no passeio mas essas excursões tradicionais (com estada em refúgios coletivos) não animam muito a minha esposa, não. Por outro lado, a opção da Eva Nati aí de cima para nós é inviável porque não teremos tempo para fazer a viagem por conta própria, alugando um carro.
Já sondei com algumas agências, mas as referências no trip advisor são sempre díspares (enquanto uns elogiam o serviço de uma agência, outros abominam) e isso está me deixando muito receoso.
Por isso, resolvi pedir a ajuda de vocês e seus leitores: será que alguém tem dicas de como fazer o passeio até Uyuni, saindo de SPA, de forma mais civilizada?

    Olá, Tiago! Aqui quem responde é A Bóia!
    Vamos abrir um post sobre o assunto amanhã no RSVP, tá bom? (No lugar do da Nova Inglaterra)

Coisas que eu não sabia ou sabia e deveria ter dado mais atenção ou sabia e não havia como escapar :

No NOA tudo ( lojas, cambio, algumas atrações) fecha por 3 ou 4 horas, entre 13:00/14:00 e 16:00/17:00 h.

A aduana argentina em La Quiaca fecha por 3 horas para o almoço, isto só importa para quem passa com carro, pois a imigración funciona direto.

A polícia de fronteira boliviana – como diriam – apresenta indícios de corrupção. Depois de fazer todos os trâmites referentes ao carro na aduana boliviana, tínhamos que receber um carimbo da polícia. O policial cobrou uma taxa, que eu sabia ser falsa, discuti e a resposta foi: sem taxa só o tenente carimba e ele só volta em 2 horas.

Para o trem entre Villazon e Uyuni é necessário fazer reserva com antecedência. Vi muitos turistas ficarem para traz e ter que enfrentar a viagem em ônibus bem… digamos… cheios de estilo.

Não encontrei nenhuma agência para os passeios boa. Busquei todas as referências possíveis e mesmo assim tive probleminhas.

Os refúgios na Laguna Colorada são muito ruins.

Tem mais, depois continuo…

Nossa Ric, ja estou imaginando os posts maravilhosos que vai fazer desta regiao. Tomara que vc faça um tour pelo Salar Uyuni. Fiz com a Colque e adorei. Foi um dos meus melhores passeios já feitos em viagens (em relação a custo-benefício, é o meu top)!
Felicidades!
Helo

    Quero fazer uma viagem combinando Uyuni, Atacama e Salta, sem precisar ir e voltar pelo mesmo caminho…

    Aqui fica um resuminho de nosso roteiro sem voltar pelo mesmo lugar. Quem quiser que eu detalhe algo, é só falar.

    Salta – Tilcara – La Quiaca – Fronteira Argentina/Bolívia – Villazon – Tupiza – Uyuni – noite no deserto – fronteira Bolívia/ Chile – San Pedro – fronteira Chile/Bolívia – Purmamarca – Iruya – Salta

    Fizemos tudo dirigindo um carro 4×4, mas todo o roteiro é atendido por transporte coletivo.

    O trecho de Salta até La Quiaca, no norte argentino tem estradas asfaltadas bem conservadas e a paisagem é deslumbrante. Os ônibus são freqüentes e modernos, com origem em Salta ou S.S. de Jujuy.

    Entre Villazon e Tupiza, a estrada está sendo asfaltada e os desvios estão precários. De Tupiza a Uyuni o caminho é de terra e difícil, com algumas travessias de rios (nesta época praticamente secos) e “caracoles” montanha acima. A paisagem nos fazia parecer bobos de tanto ohhhs e aahs que soltávamos. Sem um carro adequado, a melhor opção é o trem entre Villazon e Uyuni (pode, inclusive, despachar o carro). Os ônibus são… bem… digamos… cheios de estilo, uma opção “puxa, não conheci o trem da morte da era anterior”.

    Em Uyuni pode se escolher chegar a San Pedro de Atacama em roteiros de 3 ou 4 dias, passando pelo salar. A maioria oferece o pernoite nos refúgios da Laguna Colorada que são precários e muito sujos. A opção está no Hotel del Desierto da rede Tayka, negociado em tour fechados. Nós fizemos com nosso carro e o caminho é menos ruim do que se imagina, mas exige um carro adequado e preparação. O deserto de Siloli tem as paisagens mais majestosas que já vi. É maravilhoso estar lá!

    Outra opção (quero tentar na próxima – sim já estou pensando em voltar) é atravessar o salar e dormir no Hotel de Piedra, também da tayka.

    De San Pedro de Atacama à Purmamarca na Argentina, atravessamos pelo passo Jama em estradas asfaltadas boas e bem sinalizadas. Esse caminho tem direito a salares e lagunas, para uma despedida. Em alguns trechos vemos o topo de montanhas da cordilheira, como se a sobrevoássemos. Os ônibus com que cruzamos eram modernos. Tem direito a caracoles também. Estou sendo repetitiva, mas tenho que dizer, as paisagens são espetaculares.

    Todo o NOA tem boa estrutura, nós ficamos em Tilcara na ida e em Purmamarca na volta. Passamos também uma noite em Iruya – culpa da foto no post sobre Salta.

    Olá, gostaria de uma opinião de vcs. Estou lendo em vários foruns e blogs que o traçado das estradas entre Uyuni e San Pedro de Atacama são incertos e mal definidos. Isso procede? Também estou pensando em ir em carro próprio, mas gostaria de uma opinião “positiva” para enfrentar esse trajeto… vcs utilizaram algum GPS ou foram na “cara e na coragem” mesmo? Obrigado

    Caro Oswaldo Junior.
    Vou sair de carro de BH agora dia 23/08/13, se ainda não saístes contate-me quem sabe vamos juntos.
    Dois carros já seria melhor.
    Abraços Ruy

Para mim, um belo aperitivo. Saio agora de São Paulo e depois de passar pelo sul da Bolívia chego em San Pedro. Aproveitem!

    Depois você conta os perrengues e macetes? Quero fazer essa viagem também…

Ric, cuidado com o sangramento no nariz. O primeiro dia em Atacama é meio complicado (pelo menos foi para mim). Em 2004 tive a felicidade de estar aí na lua cheia. Enquanto fotografava o por do sol, virei 180 graus e fotografei “aquela” lua nascendo. Foi muito legal.

O passeio ao Salar foi à tarde? Em geral fazem de manhã cedo. Acho que a luz e o lugar ficam mais bonitos por volta das 10hs. Normalmente de tarde rola o passeio ao Vale da Morte e ao Vale da Lua, onde se vê um lindo pôr-do-sol.

    Ué, o meu passeio ao Salar também foi à tarde… E foi um pôr-do-sol fantástico, que não fez feio mesmo para quem tinha visto o do Vale da Lua no dia anterior… 😉

    Eu acho que o Tierra Atacama faz os passeios nos horários trocados para pegar menos gente.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.