Com o meu cordial bom dia, de Ronda

Ronda, Espanha

Enquanto a Catalunha segue debaixo de chuva, aqui na Andaluzia o tempo está firmíssimo. Ontem não pude aproveitar o dia lindo porque tinha muito trabalho atrasado de escritório para fazer. Mas hoje o nosso passeio pelos Pueblos Blancos se anuncia magnífico.

Partimos agorinha de Ronda e vamos até Cádiz, parando pelo caminho. Amanhã ainda faço um bate-volta de Cádiz a Vejer de la Frontera. Na sexta chego em Sevilha.

A grande foto aqui de Ronda não é matinal: o cartão-postal à vera é tirado à tarde, com o sol batendo do lado certo da cidade no lado certo do precipício. Ontem cheguei uns 15 minutos atrasado, mas ainda deu pra pegar um derradeirinho raiozito de sol.

Ronda, Espanha

Simbora!

A rede AccorHotels.com apoia essa temporada do VnV na Europa.

Os carros desta viagem são alugados com todos os seguros pela Mobility Cars.

O Mondial Travel é a assistência viagem oficial do #viajenaviagem no projeto Europa de carro.

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem


100 comentários

Ana,

Gibraltar nao tem boa comida, nem boas compras, nem uma vida noturna interessante. O maior atrativo e a incongruencia historica que representa na Europa moderna.

Cadiz e muito mas bonita e gostoso de conhecer, comida, vida noturna, etc. Ao contrario de outros comentarios que eu li, eu nao perderia Vejer de la Frontera, varias veces votado o vilarejo mais lindo da Espanha, e para vida noturna mesmo iria ao Puerto de Santa Maria.

Pode esquecer Marbella, breguinha e cara, mas se voce ja estiver la, a vida noturna é no Puerto Banus.

Ana,

Morei em Malaga, e trabalhei em Gibraltar 18 meses. Gibraltar é um lugar curioso para se visitar, mas não é bonito. Curioso, porque e um morro de 500 metros em território Espanhol onde moram 15,000 que são súditos da coroa Britanica–Gibraltar pertence a Coroa Britânica desde 1713; porque o acesso por terra a Gibraltar e atravessando a pista de pouso e decolagem do aeroporto, percurso que todos os dias fazem um numero importante de llanitos (moradores de Gibraltar) que vao trabalhar na Espanha, e muitos Espanhóis que vao trabalhar em Gibraltar; porque e a única colonia que um pais europeo mantém em outro pais europeo; porque e um dos melhore lugares para ver o litoral Africano a olho nu; porque tem a única reserva de macacos selvagens na Europa; porque tem uma rede de galerias excavadas na rocha durante o século 18 para uso como fortificação militar.

    Assino embaixo do torivio! Concordo com tudo que ele comentou sobre Gibraltar. Realmente é um lugar super curioso e acredito que vale a visita.
    Passei um dia lá, a caminho do Marrocos, e adorei. Mas não acho que seja o caso de pernoitar, muito menos 2 noites.
    Não conheço Cadiz, mas você já vai a tantas cidades… Por que não curtir um pouco mais de 1 ou 2 delas?

Olá, Bóia! Tenho 12 dias na Andaluzia, passando por Málaga, Granada, Ronda, Pueblos Blancos, Jerez, Sevilha e Córdoba. Terei, portanto, uma boa dose de influência árabe, flamenco, plaza de toros, tapas, etc.
Pensei em dar uma quebrada e pernoitar duas noites em Gibraltar, ou seja, ter um dia inteiro lá pra conhecer a cidade e subir de teleférico até The Rock. Só que para isso, eu teria que abrir mão de Cádiz… O que você acha? E Gibraltar, vale mais do que um bate-volta? Tem uma vida noturna interessante?

    Olá, Ana! O Ricardo Freire não esteve em Gibraltar. Vamos compartilhar sua pergunta no Perguntódromo; havendo resposta, aparecerá aqui.

    Não estive nem em Gibraltar nem em Cádiz apesar de ter feito intercâmbio na Andaluzia. Mas por tudo que já li por aí, escolheria Cádiz, que me parece mais interessante.

    Pernoitei em Gibraltar por uma noite apenas quando estivemos em visita a Andaluzia. Achei que foi o suficiente. Deu pra subir o teleférico com calma, apreciar os macacos e a bela visão da África!
    Fomos ainda ao Jardim Botânico e ao Museu Histórico que e’ pequenino, mas explica bem a história do local e tem um crânio fóssil de um homicídio. Realmente não e’ bonita, mas é’ bem interessante.

Olá, Bóia! Estou tentando, conforme sua sugestão, alugar um carro em Granada para devolver em Sevilha. Não estou conseguindo, já tentei por aqui também, sem sucesso. Sabe dizer por qual cia o Riq alugou? Será que só é possível pegar e devolver nos aeroportos?
Obrigada

    Obrigada, Bóia,, mas já tentei neste site, e só tem opção de devolução no aeroporto, e eu gostaria de retirar e devolver em lojas no centro de Granada e Sevilha. Vou continuar tentando.

Olá, Bóia!!
Meu roteiro para a Andaluzia: 6 a 20/04
Rio – Madrid – Granada – 2noites
Granada – Ronda – 2 noites
Ronda -Cadiz – 2 noites
Cadiz – Sevilha – 4 noites ( bate-volta Córdoba e talvez Carmona)
Sevilha – Madrid – 3 noites ( bate-volta a Cuenca pelo AVE)
Os trajetos serão de trem/ ônibus, exceto Madrid – Granada ( avião)
Alguma sugestão? Sei que seria melhor alugar um carro, mas gostamos mais de trem mesmo. Tentei incluir Malaga, mas achei que ficaria muito corrido.
Obrigada!

    Olá, Marcia! A Andaluzia não se presta muito a trem, não. O melhor seria alugar um carro em Granada e devolver ao chegar em Sevilha, seguindo de Sevilha a Madri de trem (quando você pode parar em Córdoba como pit-stop).

    Vou tentar convencer meu marido então. De carro, era isto mesmo que eu pensava, alugar em Granada e devolver em Sevilha.
    Obrigada!

Olá, Bóia! Chegarei à Andaluzia em 30 de março, pelo aeroporto de Málaga. Programei o seguinte roteiro de carro:
– Málaga (1 noite);
– Granada (3 noites), com bate-volta à Sierra Nevada;
– Pit-stop em Antequera, entre Granada e Ronda;
– Ronda (2 noites);
– Rota dos Pueblos Blancos por Grazalema/El Bosque/Arcos, até Cádiz;
– Cádiz (2 noites);
– Bate-volta de Cádiz a Vejer;
– Pit-stop numa bodega de Jerez, entre Cádiz e Sevilha;
– Sevilha sem carro (4 noites), com bate-volta de trem a Córdoba.
Apesar das indicações de que uma pernoite em Ronda seria suficiente, optei por duas, com receio de já chegar tarde lá e ter que sair cedo no dia seguinte, para fazer Pueblos Blancos. Pensei em usar esse dia de Ronda para conhecer a cidade, que é pequena, e depois fazer um bate-volta curto. Será que Marbella e/ou Gibraltar são boas opções, considerando se tratarem de cidades litorâneas e que estarei lá nos primeiros dias de abril?
Outra opção seria um bate-volta a algum pueblo blanco nas imediações de Ronda, fora do roteiro que farei por Grazalema e Arcos, até Cádiz. Poderia me dar uma sugestão?
Outra dúvida que ainda tenho é quanto a fazer a Rota dos Pueblos Blancos somente até Arcos e de lá seguir para pernoitar em Cádiz, deixando Vejer para um bate-volta no dia seguinte, por outra estrada, menos interessante. É que optei pela dormida em Cádiz porque não encontrei no Booking boas opções de hotel quatro estrelas em Vejer. Ou seja, Cádiz entrou aí pela melhor estrutura para pernoite, porque me pareceu o destino menos interessante de todo o roteiro (pelo que li!). Além disso, deixarei sem fazer o trecho Arcos-Vejer, que vocês recomendam. Por favor, dê um pitaco também sobre isso.
Obrigada!

    Olá, Ana! O roteiro está ótimo. Em março a praia não valerá a pena. Cádiz tem vida própria, Vejer funciona mais no verão mesmo.

    Gibraltar é uma curiosidade, mas os trâmites de entrada e saída tomam tempo (é como fazer uma imigração ao Reino Unido).

    Obrigada, Bóia! Mas fiquei com dúvida quanto ao que você disse sobre Vejer! É praia também? Não vale a pena o bate-volta nessa época?

    Olá, Ana! Há praias próximas, mas o bonito é a arquitetura. A cidade estará vazia nesta época, valerá a visita mas não valeria o pernoite.

    Grata mais uma vez, Bóia! E quanto ao possível bate-volta de Ronda a um pueblo próximo? Alguma sugestão bacana fora da rota que já farei no dia seguinte até Arcos, por Grazalema e El Bosque?

    Olá, Ana! A estrada funciona como uma rota. Se você acordar cedo e for com calma, passará por vários pueblos bonitos. Se tiver um dia a mais em Ronda, aproveite para esmiuçar a cidade, que tem várias atrações a visitar.

Perfeito, era essa a resposta que precisava!!!
Muito obrigada e bom final de semana!

Oi Bóia, já está certo que faremos um bate-volta para Óbidos. A questão é que se vale a pena, quando estivermos em Sevilha, irmos por um dia a Ronda, já que são só duas horas de viagem ou estaremos assim deixando de aproveitar mais Sevilha? A cidade de Ronda é linda e me encantou e o caminho de Sevilha para lá tb é bem interessante. Já vi, que a rota toda não vai dar pra fazer. Tb pude ver que não vale a pena dormir em Ronda já que no retorno para Lisboa tenho que passar por sevilha.
Não sei se me fiz entender?!?!
Mais uma vez obrigada.

    Olá, Andrea! Ronda está a 2 horas de Sevilha pela auto-estrada, que é sem graça. Pela estrada dos Pueblos Blancos você leva boa parte de um dia, com as paradas e os desvios. Nenhuma cidade da Andaluzia será mais bonita que Sevilha; pegar quatro horas de estrada, no inverno, para ver um precipício…. tem certeza?

Olá, eu minha família estamos indo para lisboa dia 31/12, chegando dia 01 no final da tarde. Ficaremos lá por 5 noites, indo no último dia a Óbidos. Dia 06/01 iremos direto para Sevilha de carro alugado. Tinha pensado em ficar 3 noites e depois retornar para Lisboa, pois voltaremos para o Brasil dia 10/01 pela manhã. A questão é que depois que vi todos os posts sobre a rota dos Pueblos blancos fiquei tentada em conhecer. O que devo fazer. Faço um bate e volta e durmo em Sevilha ou parto direto para a região e durmo em Ronda. O único problema é que tenho que chegar em Lisboa dia 09 a noite. Qual a distância e o tempo que gasto para ir de ronda a Lisboa?
Obrigada

    Olá, Andrea! Façam um bate-volta a Óbidos, não é preciso dormir lá. E Óbidos está mais longe de Sevilha do que Lisboa.

    A Rota dos Pueblos Blancos é para quem vai de Sevilha a Granada. Se você tem apenas 3 dias para a Andaluzia, não tem tempo para fazer o roteiro completo.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.