Como estimar gastos de viagem? 1

Como estimar gastos de viagem?

Dólar e euro

Uma das dúvidas que mais aparecem nas caixas de comentários não tem resposta exata: “quanto dinheiro eu vou gastar em tal cidade?”. Não responder não é má vontade nossa, acredite. É que a gente não tem como conhecer os hábitos de cada leitor. Tem gente que viaja e se esbalda nas compras, e tem gente com horror a outlet. Tem quem almoce sanduíche de pé, e quem prefira sentar à mesa em todas as refeições. Tem quem visite todos os museus, e quem não entre em nenhum. Tem quem adore atrações tipo museu de cera e aquário; tem quem que se contente em avistar os monumentos. Tem quem ache que o city-tour hop-on hop-off no ônibus de dois andares é obrigatório, tem quem sequer cogite essa possibilidade. Tem quem ande de ônibus, quem ande a pé, quem ande de táxi. As variáveis são infinitas.

Isso quer dizer que a única pessoa que pode fazer o orçamento da sua viagem é, realmente, você.

Mas como saber quanto você vai gastar em um lugar onde nunca foi? Bem, normalmente já saímos do Brasil com passagens e hospedagem pagas ou reservadas. O que resta saber é quanto vai ser gasto em alimentação, atrações e transporte.

O Riq avalia que 50 a 75 dólares por pessoa por dia, por pessoa (na Europa, 45 a 70 euros por dia, por pessoa) são suficientes para se alimentar dignamente. Quando você extrapola o limite num dia, naturalmente compensa no outro. Da barrinha de cereal ao jantar sentado de 3 pratos, sempre haverá uma alternativa que cabe no seu bolso (ou na sua capacidade de endividamento no cartão de crédito).

Veja as dicas do Comandante para controlar os gastos em alimentação:

Veja como calcular cada item:

Restaurantes

Eu tenho um truque: procuro por sites de restaurantes do lugar e vejo alguns cardápios na internet. Isso é bom para ter uma idéia mais aproximada de custos, e também para programar um ou outro jantar especial na viagem.

Atrações

Para as atrações eu faço a mesma coisa: já sabendo mais ou menos os museus, passeios e shows que vou incluir no roteiro, procuro pelos sites e vejo, em média, quanto custam; verifico também os passes de museus ou atrações para ver se vale a pena.

Transportes

Pesquiso sobre passes e tarifas de transporte público, e sobre as alternativas de locomoção do aeroporto para a cidade. Simulo corridas de táxi usando o World Taximeter ou sites similares.

Como até hoje não passei aperto, acho que esse esquema funciona. E, para qualquer comprinha inesperada, sempre tem o cartão de crédito.

Mas queremos saber é de você: como você organiza o seu orçamento de viagem? Tem algum truque para estimar quanto vai gastar? Já passou algum aperto, ou voltou com dinheiro sobrando? Aos comentários!

Leia mais:

Passagens mais baratas no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Aluguel de carro na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões com a Viator

242 comentários

Boia, os 65 euros é uma regra para entrada em todos os paises da UE? Caso já tenhamos pago as hospedagens, transportes e talvez algum passeio com antecedência, ainda sim preciso levar + 65 euros/pessoa/dia ou posso contar com os valores que paguei de hospedagem,transporte,etc também?

    Olá, Jaqueline! No momento da passagem pela imigração, o agente tem poder absoluto de interpretação de regras. Não há a quem recorrer. Se ele disser que você precisa ter 65 euros mesmo já tendo pago hospedagem, assim estará definido.

Se a União europeia estipulou que cada passageiro conseguira se manter na Europa com 65 euros acho que fizeram uma media possível pra todos .Não acham?

    Olá, Adriana! É um orçamento bastante baixo. Se incluir gastos com hospedagem, dá para uma cama em hostel, lanches e transporte público.

Costumo viajar com todos os passeios e shows comprados por sites e viajo com tudo agendado e pago. Assim fica mais facil saber qto levar. Temos o habito de dispor de 100 euros/ dolar dia por pessoa para gastos com comidas e lanches… o que sobrar levamos p o outro dia e complementamos p dar os 100 euros/ dolares. Sempre usamos o hop-off pois é uma maneira de conhecer a cidade e andamos muito á pé.
Gostamos de experimentar pratos e bebidas tipicos e conhecer pecularidades do local.
Agora qto as lembrancinhas ficam muito restrita á filhos, mães e irmãos sómente . Ah…faço coleção de imãs de geladeira…são minhas lembranças de viagem.
Nunca passamos aperto e nem torramos os 100 euros / dólares diários…sempre fica uma folga.
Tem funcionado bem para nós.

Eu quando viajo para o exterior costumo pesquisar tudo sobre este país e do seu custo de vida, eu uso o site “Preciosmundi” para isso, as hospedagem utilizo o “Booking”, me hospedando em hostels com cozinha compartilhada para reduzir custos e interagir com os demais hospedes, funcionários ou voluntários, no tocante a alimentação eu procuro por restaurantes utilizados pelos habitantes locais, e muitas vezes cozinho nos hostels, utilizo os transportes coletivos da cidade visitado e para os passeios utilizo os sites das agências de turismo para isto. Eu consigo viajar com custo mínimo sem passar nenhum perrengue financeiro.

sou bem prática ,gosto de mto de praia não gosto de ficar de loja em loja mas x passo o dia nas praias e vou me alimentar bem no dia seguinte tem s almoçar um dia sim outro lanche petiscos sei.la nem sempre quero comida gosto mto de petiscos e.alguns passeio pois se tiver uma danceteria ,um axé ,um forró fechou…nem precisa passeio.👏😂😂🙏

$ 500 por dia. Eu e minha esposa somos “Tiozinhos Mochileiros”, viajamos com passe de trem na Europa (é mais caro mas é o preço da liberdade), ficamos em Hoteis 2 ou 3 estrelas sempre walking distance da estação, comemos “Jantoço”no fim do dia, andamos muito a pé e sempre usamos transporte público. Fazemos todos os passeios interessantes mesmo que sejam mais caros pra não se arrepender depois. Me lembro de um passeio no Canadá que era caro e estávamos na dúvida, mas ao usar o banheiro tinha uma placa dizendo “Veio de tão longe e não vai ver as geleiras? “, agora usamos essa frase pra justificar qualquer passeio fora do orçamento. O bom de viajar com mochilas é que ninguém tem coragem de pedir lembrancinhas. Não compramos absolutamente nada que não caiba nas Mochilas, que são “Cabin Size”, vão dentro do avião. $ 500 por dia a partir de 15 dias é o preço médio das nossas viagens, mas não se assuste, estamos incluindo aí tudo, desde passagens, hospedagens, passeios, transporte, comida, tudo, tudo. Na época do Dollar a 1,70 foi ótimo e fomos aos paises mais caros, agora a mais de 4 temos que escolher destinos mais baratos . Em resumo, uma viagem de 15 dias pra 2 pessoas gastamos U$ 7.500,00. Dá pra gastar menos mas aí é assunto para nossos filhos que só ficam em Hostels. Parabéns ao nosso “guru” Ricardo e um abraço dos Tiozinhos Mochileiros.

    Você é o dono do hotel Canada Lodge, em Campos do Jordão? Se for, grande abraço (!), passei minha lua de mel aí e foi fantástico!

Acho que tudo se resume em bom planejamento. A partir da definição do roteiro, é necessário investir um tempo bom em pesquisa, o que já é um começo da viagem, para mim é prazeroso e é fundamental. O VNV e outros sites e blogs de viagem são de extrema ajuda neste planejamento. Inicio com a compra de passagens aéreas e reserva de hotéis com antecedência, além dos deslocamentos de trem que também saem por preço melhor se comprado com antecedência de 90 dias, Escolher onde se hospedar é muito importante, você pode economizar muito com deslocamentos. Acessar os sites de turismo das cidades que deseja visitar te permite saber dos eventos, festas, dias de desconto em museus e atrações. Participar dos eventos e festas de rua te possibilita uma aproximação maior com a cultura local. Comer a comida de rua, típica de cada lugar, curtir as feiras, mercados e supermercados é uma excelente maneira de mergulhar na gastronomia e modo de viver daquele lugar. E não é caro. Aproveitar os parques e áreas ao ar livre, se o clima permitir, fazer piquenique e curtir a vida sem pressa é algo que custa pouco e dá muito prazer. Levei um tempo para aprender a desacelerar e percebo hoje que não é necessário conhecer todos os museus e atrações pagas da cidade. Flanar, curtir os lugares que os locais frequentam, comer nos mercados e feiras e saber quais são as extravagâncias que estão dentro de suas possibilidades são a melhor forma de aproveitar sua viagem.

Penso igual. Faço parecido. Bagagens pesadas? Não mesmo. Viajo com mala de mão ou mochila, no máximo com mala de tamanho médio que eu consiga carregar. Viajar com pouca coisa é um exercício saudável que diminui nossas preocupações. Hotéis ou airBnB para dormir pagos antecipadamente, ingressos do que acho imperdível também comprados antes da viagem. Sempre levo 60 euros (ou dólares) por pessoa por dia, e nunca voltei sem uma boa sobra em dinheiro. Levo em espécie e uso o cartão para as compras mais caras (geralmente ingressos ou passagens).

Boa noite Boia , eu e meu marido vamos em dezembro para Portugal e depois para Suíça , na Suíça ficaremos hospedados na casa de amigos ,será exigido quantos euros por dia para o casal em Portugal e depois quantos na Suiça ? Tendo a carta convite o valor em euros por dia é igual ,ou diminui? obrigada

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.