Compras em Lima: o que vale a pena? A Manu responde!

Lima Outlet CenterVai-se a Machu Picchu pela cidade perdida inca, a Cusco pela arquitetura colonial espanhola e pelo Vale Sagrado, a Lima pela gastronomia da moda. Mas nem com tantos atrativos o brasileiro descuida do novo esporte nacional, que é o de fazer compras no exterior.

Toda semana aparece alguma pergunta sobre o que vale a pena comprar em Lima — então aproveito para repassar a questão para vocês, que são mais graduados tanto em Lima quanto em compras.

Dá pra encarar os shoppings? Ou o Larcomar é só para a vista e o Jockey Plaza só para restaurantes?

Eletrônicos valem a pena? E grifes?

E finalmente: o Lima Outlet Center (de onde eu gentilmente surrupiei a foto do post), perto do aeroporto, justifica a viagem?


Eis a super-hiper-mega-bláster-resposta da Manu Tessinari, que mora lá:

Bom, naturalmente com a moeda desvalorizada em relação ao real e os impostos bem mais baixos que no Brasil, praticamente tudo no Peru é mais barato que no Brasil, desde cosméticos de marcas estrangeiras (La Roche, MAC, etc.) até eletrônicos. Claro que não estou dizendo que tudo vale a pena, só estou fazendo um comparativo inicial de valores.

Os eletroeletrônicos devem ser descartados, já que tudo aqui é 220V ( a menos que more em Brasilia! rs).

A parte de cosméticos, mesmo aqui sendo mais barato que no Brasil, no Dutyfree é ainda mais barato. Bom, se no Dutyfree não tem a marca, como La Roche por exemplo, vale a pena sim, já que economizará uns 30%.

Lojas como a Sagafalabella e a Ripley, ambas chilenas, são os grandes magazines (ainda se usa este nome?? rs) da cidade. São lojas multimarcas enormes no estilo da espanhola El Corte Inglés. Há uma grande mescla de marcas locais e marcas internacionais e sempre tem promoções interessantes. Se vier em época de mudança de estação as promoções são absurdamente baratas! Eles costumam fazer promoções de comprar 3 e pagar uma, o que significa comprar 3 vestidos ou 3 pulovers por menos de R$ 50 (total!) ou uma jaqueta de inverno da Tommy Hilfiger por aproximadamente R$ 200 (por favor não estou fazendo apologia a marcas nem nada, estou só dando uma noção de valores!!).

Uma loja que costuma enlouquecer os brasileiros (sempre encontro vários quando vou e estão sempre carregados de carrinhos) é a Casaideas. É uma loja de coisas para casas com um design muito lindo e valores ótimos. Agora por exemplo está com 50 a 70% de desconto, deixando tudo ainda mais bonito! rs

Por causa da qualidade do algodão peruano, muitas marcas estrangeiras fixaram fábricas aqui, como é o caso da Lacoste, por isto é comum a Lacoste ser mais barata por aqui, mas depende um pouco da época, já que por muitas vezes vi que estavam no mesmo valor que no Brasil. De qualquer forma, se você não ligar para marca, verifique se os produtos são de algodão peruano e compre sem dúvida. São ótimos!!

A prata, outro produto famoso aqui, tem que ser pesquisado. Nunca comprei nas feiras de artesanato, mas também não acredito que sejam de boa qualidade. A prata aqui é muito boa, mas precisa ir a uma boa loja para comprá-la.

Alpaca sempre vale a pena ( da mais cara para mais barata: Royal Alpaca, Baby Alpaca e Alpaca). Eu ainda acho difícil de comprar porque a gente vê de tudo que é preço e saber o que é verdadeiro e/ou falso é mais complicado, mas é sem dúvida o grande produto local e se for em lojas como a Huna, poderá ter certeza que estará comprando algo de ótima qualidade (mas saiba que estará pagando por isto também!).

Há duas lojas que gosto muito e sempre indico. Uma é a Arawak. Localizada na turística Av. Larco, pode passar desapercebida, mas é uma loja com roupas de algodão orgânico peruano. Adoro! Outra é uma loja de design/papelaria que tem uma ótima proposta e pode gerar ótimas lembranças de Lima: La Despensa. Ela tem produtos de artistas peruanos e saem dos convencionais souveniers.

Pra terminar, eu nunca fui no Lima Outlet Center, mas se quiserem, vou e digo o que achei. rs

Ah! mais uma coisa: Larcomar é ótimo como passeio, mas realmente aqui é considerado “shopping de turista”. Para compras, o pessoal vai aos shoppings espalhados pela cidade, como Jockey Plaza e El Polo I e II (mais elitistas e lindos) e o Plaza San Miguel (mais distante da área turística), entre outros.

Beijos e boas compras!

Gracias, Manu!

Veja mais depoimentos de leitores-viajantes na caixa de comentários.

Leia também:

Compras em Santiago: o que vale a pena? por Ricardo Freire

Pernoite no Panamá: dicas de quem já fez por Ricardo Freire

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem


52 comentários

Manu,
Obrigada pelas dicas deixadas aqui e pelas que você me deu in loco 😉
Não pense, porém, que se livrou de escrever mais sobre Lima no seu blog! Com a chegada do baby (já nasceu?), vou esperar um pouco para te perturbar.
Bjs,

Fui em março e para compras em Lima gostei da Falabella e da Ripley de San Isidro. Junto também tem um mercado e tem itens de decoração legais e beeem baratinhos. Pena que não dá para trazer tudo, estas coisas ocupam muito espaço.

Artesanato realmente é bem mais barato e tem maior variedade em Cuzco – pechinche SEMPRE.

Bom, naturalmente com a moeda desvalorizada em relação ao real e os impostos bem mais baixos que no Brasil, praticamente tudo no Peru é mais barato que no Brasil, desde cosméticos de marcas estrangeiras (La Roche, MAC, etc.) até eletrônicos. Claro que não estou dizendo que tudo vale a pena, só estou fazendo um comparativo inicial de valores.
Os eletrônicos devem ser descartados, já que tudo aqui é 220V ( a menos que more em Brasilia! rs).
A parte de cosméticos, mesmo aqui sendo mais barato que no Brasil, no Dutyfree é ainda mais barato. Bom, se no Dutyfree não tem a marca, como La Roche por exemplo, vale a pena sim, já que economizará uns 30%.
Lojas como a Sagafalabella e a Ripley, ambas chilenas, são os grandes magazines (ainda se usa este nome?? rs) da cidade. São lojas multimarcas enormes no estilo da espanhola El Corte Inglês. Há uma grande mescla de marcas locais e marcas internacionais e sempre tem promoções interessantes. Se vier em época de mudança de estação as promoções são absurdamente baratas! Eles costumam fazer promoções de comprar 3 e pagar uma, o que significa comprar 3 vestidos ou 3 pulovers por menos de R$ 50 (total!) ou uma jaqueta de inverno da Tommy Hilfinger por aproximadamente R$ 200 ( por favor não estou fazendo apologia a marcas nem nada, estou só dando uma noção de valores!!).
Uma loja que costuma enlouquecer os brasileiros (sempre encontro vários quando vou e estão sempre carregados de carrinhos) é a Casas & Idéias. É uma loja de coisas para casas com um design muito lindo e valores ótimos. Agora por exemplo está com 50 a 70% de desconto, deixando tudo ainda mais bonito! rs
Por causa da qualidade do algodão peruano, muitas marcas estrangeiras fixaram fábricas aqui, como é o caso da Lacoste, por isto é comum a Lacoste ser mais barata por aqui, mas depende um pouco da época, já que por muitas vezes vi que estavam no mesmo valor que no Brasil. De qualquer forma, se você não ligar para marca, verifique se os produtos são de algodão peruano e compre sem dúvida. São ótimos!!
A prata, outro produto famoso aqui, tem que ser pesquisado. Nunca comprei nas feiras de artesanato, mas também não acredito que sejam de boa qualidade. A prata aqui é muito boa, mas precisa ir a uma boa loja para comprá-la.
Alpaca sempre vale a pena ( da mais cara para mais barata: Royal Alpaca, Baby Alpaca e Alpaca). Eu ainda acho difícil de comprar porque a gente vê de tudo que é preço e saber o que é verdadeiro e/ou falso é mais complicado, mas é sem dúvida o grande produto local e se for em lojas como a Huna, poderá ter certeza que estará comprando algo de ótima qualidade (mas saiba que estará pagando por isto também!).
Há duas lojas que gosto muito e sempre indico. Uma é a Arawak (http://cupofthings.wordpress.com/2010/09/03/un-regalo-muy-encantador/). Localizada na turística Av. Larco, pode passar desapercebida, mas é uma loja com roupas de algodão orgânico peruano. Adoro! Outra é uma loja de design/papelaria que tem uma ótima proposta e pode gerar ótimas lembranças de Lima: La Despensa. Ela tem produtos de artistas peruanos e saem dos convencionais souveniers (www.ladespensa.pe).
Pra terminar, eu nunca fui no Lima Outlet Center, mas se quiserem, vou e digo o que achei. rs
Ah! mais uma coisa: Lacomar é ótimo como passeio, mas realmente aqui é considerado “shopping de turista”. Para compras, o pessoal vai aos shoppings espalhados pela cidade, como Jockey Plaza e El Pollo I e II (mais elitistas e lindos) e o Shopping San Miguel (mais distante da área turística), entre outros.
Riq, me perdoa, ficou quase um post, mas quem me conhece sabe que falo muiiitooo!!!!

beijos e boas compras!

    Manu arrasou nas dicas ……e vc perguntou se queriamos que vc fosse ao Outlet ….quem sabe uma hora que vc não tiver fazendo nada e pensando nos brasileiros que pagam caro no Brasil , ai vc poderia dar um pulinho por lá e nos contar tudinho !! O que vc acha ??? Que tem muita gente curiosa acho que tem ….

    Bjão !

    Obs : um pouco fora do tema mas importante , está fácil trocar reais por ai ? Já vi várias respostas entre é dificil e super fácil , fiquei na dúvida . O que vc recomenda ?

As melhores compras em Lima são roupas do excelente algodão peruano…. Calças, meias, roupas interiores, tudo de excelente qualidade. O artesanto local tambem merece ser conhecido.

    Boa tarde , como vi que conhece bem o Peru , queria que me ajudasse vou para la em janeiro , e queria tirar algumas duvidas .
    Aguardo retorno.

Oi, também estivemos em Lima e Cusco em junho.
Roupas de lã no mercado artesanal de Cusco é imbatível, mas precisa pechinchar bastante.
Este bairro de Gamarra que o Alexandre falou deve ser o Polvo Azules, o paraíso dos “mãos-de-vacas”(como é nosso caso!:))
É uma mistura da Rua 25 de Março com a Rua Santa Efigênia, de São Paulo.Temos que tomar cuidado tanto na hora de comprar os produtos,para que não nos deem outro produto diferente do que escolhemos, como na saída, na hora de pegar os táxis. Nada muito diferente de São Paulo…

Olá! Estive em Lima em junho agora, vindo de Cusco. O Lacomar é ótimo para a ver vista, restaurantes e bares. O Jockey Plaza é bom para compras, tem a Falabella e a Ripley, entre outras. Vc encontra tênis e roupas a bons preços lá, além dos bons restaurantes.
O bairro de Miraflores é seguro e interessante para andar, tem muitas avenidas com comércio e lojas de departamento.
Artesanato em Lima chega a ser 3 vezes o preço de Cusco, idem roupas de lã, deixe para comprar esses artigos em Cusco.
Agora para quem for corajoso como eu tem o bairro de Gamarra, a 30 min. de taxi de Miraflores, é a 25 de março deles, lá você encontra cópias de grandes marcas a 15/20 reias, algodão peruano de ótima qualidade, bem melhor do que temos aqui no Brasil é preciso procurar bem pois existem milhares de box e lojas com qualidades bem diferentes. Precisa ter cuidado o bairro textil é perigoso, muitos trombadinhas, igual a nossa 25 de março, com a diferença de que lá vc é percebido como turista de longe.
Espero ter ajudado, um abraço

Acabei de chegar de Lima. Em geral, achei as coisas bem baratas, mesmo não sendo viciado em compras. Mas posso dizer que os produtos L´Occitane são mais baratos em Lima que no free shopping de São Paulo, especialmente se você tiver dinheiro em mãos. Aliás, essa é uma dica indispenavel: no Peru, muitos lugares sobretaxam as compras com cartão de crédito com a taxa de 6%, muitos ainda não aceitam cartão, e, em quase todos, você consegue um preço melhor se tiver dinheiro em espécie (dólares ou soles, nunca euros, muito menos, reais). Vale ressaltar que em quase todos os lugares, a cotação do dólar é a oficial de aproximadamente 2, 70 sles por um dolar. Já euro e reais, além da cotação variam muito, têm seu valor de troca sempre inferior ao oficial.

Voltei de Lima na última sexta. Fiz poucas compras, mas confirmo o que o Luiz Jr já disse: os produtos típicos são mais caros (quase 2x mais) em Lima do que em Cusco ou Arequipa.
A Ripley, a Falabella e outras lojas estavam em liquidação e com excelentes preços de roupa de inverno. Me pareceu, também, que os tênis estavam baratos.
Para quem gosta de prata, a Ilaria tem produtos de ótima qualidade e os preços – se não são uma pechincha – são justos.
Não me animei a visitar o Outlet perto do aeroporto 🙁

Estive em Lima em março.
Gostei da Falabella e Ripley de San Isidro. Ótimos preços em roupas e calçados.
A surpresa veio no calçadão central. Próximo da Catedral.
Várias lojas populares com ótimos preços para vestuários.
Eletrônicos também possuem bons preços.
E podem ser pré-consultados aqui: http://www.falabella.com.pe/falabella-pe/

Eu visitei Lima no começo do ano e fiquei lá exatos 5 dias. Conheci os principais mercados de artesanatos da cidade, bem como o Larcomar e o Jockey Plaza. Não cheguei a conhecer o Outlet perto do aeroporto. O legal de comprar em Lima são os produtos típicos que são praticamente encontrados ás toneladas no Peru. Os preços em Cusco são sem sombra de dúvidas mais econômicos que os de Lima. Diga-se de passagem que é melhor investir em produtos de lã de alpaca e até de vicunha se a madame que lê for muito fina, mas que achei os preços em Cusco mais baratos, isso sem dúvidas. Perto do mercado de artesanatos de Miraflores tem uma gigantesca loja de eletrônicos que não me recordo o nome por agora, mas que me pareceram bons preços…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.