Compras em Nova York: Century 21 x Woodbury x Jersey Gardens

Century 21, Manhattan

ATUALIZAÇÃO: para informações mais completas e atualizadas, clique neste post, que é o mais recente sobre compras em Nova York:

Nova York: o mapa dos outlets e megastores (clique aqui)

Todos os outlets, lojas de departamentos, lojas Walmart, Target, Best Buy, BabiesRUs, K-Mart e Ross Dress for Less em Nova York e arredores, com instruções de como chegar e horários de funcionamento.

É preciso mesmo ir a um outlet para fazer boas compras em Nova York? Sem dúvida os outlets valem a pena. Mas é totalmente possível fazer boas compras sem sair de Manhattan.

Até porque, desde abril de 2011, voltou a vigorar uma isenção de sales tax para itens de vestuário e calçados com preço unitário de até US$ 55.

Em Nova York é possível combinar turismo e compras sempre no mesmo passeio. Quem não quer sacrificar um dia inteiro para ir ao outlet vai encontrar pechinchas na ilha mesmo. Muitos leitores (na verdade, muitas leitoras) indicam a Macy’s da Herald Square (W34th com Broadway) como um porto seguro e civilizado para superofertas (não deixe de pedir o carnê de cupom de descontos para visitantes).

Existe também uma loja de departamento especializada em descontos selvagens, a Century 21.

Veja uma comparação entre a Century 21 e os dois outlets mais próximos de Nova York: o Woodbury Premium e o Jersey Gardens.

Century 21

Com uma loja em Manhattan mesmo (bem em frente ao Ground Zero, onde eram as Torres Gêmeas), a Century 21 é a melhor opção para caçadores de pechinchas que não queiram sair da cidade para fazer suas compronas. Os dois slogans da loja, “O segredo mais bem-guardado de Nova York” e “Moda que vale brigar para levar” traduzem bem o que é o lugar: um megamocó entulhado de peças de grife a preços incríveis — mas que demanda paciência, obstinação e decisões rápidas da parte do cliente.

As marcas se misturam em todos os departamentos, e vez ou outra duas freguesas estarão prestes a sair no tapa por alguma peça — mas isso faz parte integral da experiência Century 21. Mesmo que você não pense em fazer compras, sugiro uma passadinha por aqui: este é mais um dos lugares que tornam Nova York tão diferente do resto dos Estados Unidos.

Os horários: de 2a. a 4a., das 7h45 às 21h; 5a. e 6a., das 7h45 às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo, das 11h às 20h.

Como chegar: vá de metrô. Fica na 22 Courtland, entre Church e Broadway. Desça em Fulton St. (linhas 2, 3, 4, 5, A, C, J, M, Z), Rector St. (linhas 1 e 9) ou World Trade Center (linha E).

Site oficial: clique aqui.

Woodbury

Ao contrário do que muita gente pensa (eu, por exemplo, sempre pensei), não fica em New Jersey, mas no estado de Nova York mesmo, a pouco mais de uma hora de carro de Manhattan.

É um outlet bem ao estilo do que os turistas de compras já conhecem da Flórida: horizontal, a céu aberto, com uma grande coleção de lojas de grife (a lista completa está aqui).

Os horários: das 10h às 21h, diariamente. Em época de liquidação abre mais cedo, às 9h; fecha no dia de Ação de Graças (em 2010 cai dia 25 de novembro) e no dia de Natal (no dia 24 abre até às 18h). Para ver os horários detalhados clique aqui.

Como chegar: há um ônibus da Short Line que sai da estação rodoviária da rua 42 (Port Authority) e custa US$ 42 ida e volta. Há 7 horários para ir e 9 para voltar; veja todos aqui, rolando a página. A viagem dura de 1h10 a 1h50, dependendo do trânsito. Muita gente prefere alugar um carro por um dia, para poder transportar melhor as compras. Há quem alugue o carro ao desembarcar no aeroporto JFK, aproveitando para se livrar da obrigação de compras já no primeiro dia (veja detalhes aqui).

Site oficial: clique aqui.

Jersey Gardens

É um shopping coberto, não tão grande quanto o Woodbury. Mas tem lá suas lojas de grife, também (veja a lista aqui).

Tem duas vantagens incontestes: 1) está um pouco mais perto de Nova York (tipo meia hora); 2) New Jersey não cobra sales tax nem em roupas, nem em calçados, não importa o valor do item.

Para artigos que não sejam de vestuário, a taxa também é reduzida: apenas 3,5%.

Os horários: de 2a. a sábado, das 10h às 21h; domingo, das 11h às 19h. Mas não deixe de conferir os horários da semana aqui.

Como chegar: a linha 111 da NJ Transit sai da rodoviária da rua 42 (Port Authority) e chega em meia hora ao outlet; custa US$ 5,50 cada perna. Há também um shuttle desde o aeroporto de Newark, saindo a cada meia hora da estação do Air Train (US$ 9 ida e volta; veja como chegar a Newark aqui). Muitos preferem alugar um carro por um dia para melhor transportar as compras. Como o outlet está muito próximo do aeroporto de Newark, quem viajar de Continental ou TAP pode aproveitar o dia da chegada ou da saída para sua sessão de compras.

Site oficial: clique aqui.

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire
Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

564 comentários

vou deixar ai para quem nao e mao de vaca quem quizer ir a woodbury com motorista brasileiro e so ligar (11)30135726 ou (21)35219196 nao vai ficar caregando sacola pelo outlet e o carro pega vcs no hotel e deixa no hotel ok um otimo servico brasileiro de valor a quem trabalha para os brasileiros em new york.

oi ricardo td bem..
achei ótimo seu blog estou indo para Ny em setembro.. e vi o video da circunavegação é esse que chega no fim da tarde com a luzes da cidade acendendo??
aonde pego ele?/
muito obrigado
vc é claro e sincero..gostei não fica puxando o saco para mercham

Eu não sou muito de grifes que brasileiros curtem não, como Tommy, Abercrombie, Diesel etc…não fazem minha cabeça.
Gosto de lojas como a Juicy Couture, na 5ªavenida ou a DKNY na Madison Ave, que até dá pra encontrar algumas peças nos grandes magazines, gosto de grifes européias (que não poço comprar) e para crianças gosto de uma loja francesa chamada Petit Bateau que tem no Upper East Side, então outlets não são a minha praia.
Mas fui na Century 21 e quase morri lá. Apesar de ter comprados camisolas lindas e algumas roupinhas de criança, sai de lá querendo morrer. Loucura completa. Fora o péssimo atendimento.
Agora, Macy’s é sempre Macy’s e quer saber, não é tão mais cara do que outras lojas para a maioria dos itens.
O que adianta achar um sapato D&G incrível na Century 21 se ele é dois números menor que seu pé? Programa de índio total.

    Ah, acho que já falaram antes, mas H&M tem coisitas com menos grife mais muito legais pro dia a dia.

Estive em NYC em Junho e pelas dicas que peguei neste blog fui até a Century 21…
Não é o que eu esperava, principalmente por não ter onde provar as roupas… Sem contar que a loja é extremamente bagunçada! Não recomendo pra ninguém, ouvi falar muito bem do Jersey’s Garden, embora não tenha tido a oportunidade de ir.
O que eu aconselho, definitivamente, é andar pela 5ªAve a procura de promoções.
Entrei na Lacoste e paguei 40USD num polo que nos Outlets de Orlando estava 55…60! e no Brasil 200 reais.. ahhh como pagamos impostos…

    Dinho, imagino o que você não faria em Buenos Aires, algumas camisas da Lacoste saem por uns 50 reais!

    Hahahhaha.. está nos meus planos conhecer a Argentina..
    mas é muito consumismo.. tem que dar um tempo pro bolso voltar a ficar folgado né..hahahaha..
    mas realmente, paguei 100 achando que tinah feito negócio.. mas sim, existem lugares mais barato né!

    Boas compras a todos..

Vamos lá …. minha singela opinião:
CENTURY 21 – Por ser em Manhattan mesmo, vale a pena se a sua intensão é comprar poucas coisas e se você ficará até 4 noites por lá …. É grande (se pensarmos numa loja apenas), com boa variedade de produtos e preços (comprei óculos da GUESS por $15,00, carteira de couro da Tommy por $20,00), porém a quantidade de turistas que vão lá é absurda …. muita gente …
Jersey’s Garden – Ótimo lugar (no frio, calor, chuva, Sol, neve …. é fechado (shopping). Por $5,00 você pega um carrinho e fica a vontade para enchê-lo até a boca … (na Adidas estava tudo com 50% de desconto e quando chegue no caixa, tinha um cupom de 30% de desconto …. imagina quanto eu paguei … muito pouco – Tênis por $20,00) … fácil e rápido para chegar lá … muitas lojas … tem guichê para troca de traveller …
Woodburry – muito longe, mesmo preço de Jersey’s, aberto e muito mais bagunçado … porém com maior variedade de lojas e (talvez) de mercadorias ….

    Não é singela não!

    Você já experimentou os três, a opinião é super abalizada :mrgreen:

Ok.
Vou refazer meus planos. Deixar as malas no hotel e depois ir.

Valeu Riq! Chego em dois de agosto. Minha inspiração para escolher NYC como destino de férias foi sua série desempacotando NY.

    Esse plano de passar no outlet sem carro vindo ou indo para aeroporto não vai dar certo. Não existe onde guardar malas.

Minha ideia é ir direto do aeroporto para o Jersey Gardens. Fazer compras apenas no primeiro e no último dia da viagem. Estou precisando de uma dica de como ir do JFK para o Jersey Gardens de uma maneira mais rápida. Tenho que necessariamente passar por Manhattan. Existe algum trem ou metrô que pelo menos ligue o JFK ao Newark? (já que o Riq deu a dica de que tem um transfer do Newark para o Gardens). Alguém já fez esse trajeto?

Estive em NY em setembro do ano passado pela primeira vez e amei! Me indicaram esse outlet, o Woodbury. Mas acho realmente que p quem esta indo pra lá pela primeira vez, perder um dia num lugar assim não seria uma boa, tendo em vista o monte de atrações para conhecer na Big Apple. Eu não fui, mas consegui comprar muitas coisas lindas e baratas entre um passeio e outro em lojas como a Century 21, a Forever 21, a H&M (mttt legal), a GAP e ainda peguei muitas itens em oferta na Macy’s. Fica aí minha dica. Espero que gostem!
Ana Paula

    Quando li seu post pensei…Eu escrevi isso?!?!
    Caraca…To passada…Além de xará ainda foi na mesma época que eu!!
    Posso repetir cada vírgula…exceto pela Macy’s que passei rapidamente. Mas não tem problema…Em setembro deste ano tô voltando e vou lá. E pelo jeito não vou a Woodbury…
    Pra completar informo que fui a Jerseys Gardens e saí com duas mochilas, que comprei lá, cheias…Tava chovendo e como fiquei 10 dias em NY dava pra liberar um dia pra compras.
    Valeu a pena pelas camisas da Tommy, Guess e Armani e tenis. Aliás, não deixe de comprar tenis em NY. Meu marido comprou 3 e eu não comprei nenhum. Depois fiquei com “autorraiva” (credo…essa palavra existe?!)
    Aproveitando que a galera já é quase local de NY, queria saber como faço pra ir a Washington DC em um dia? Onibus? Excursão?
    Ana Paula

    São três horas para ir e para voltar, é puxado. De excursão você aproveita melhor o tempo. Mas eu só iria se fosse para pernoitar.

Oi, Ana, também fiz um comentário a favor do Oregon! E concordo plenamente numa extensão, de preferência por carro -eu fiz- até a deslumbrante Vancouver, via Seattle.

Portland é uma cidade encantadora de fato, e o transporte público é maravilhosamente bem planejado. A rigor, em Portland pode-se deslocar a qualquer parte da cidade por transporte público(sitema tri-met). Não existe metrô. Também tem muitos ciclistas, todos de capacete, fazendo sinais qunado vão virar `direita ou à esquerda.
Lugares para comer não faltam, restaurantes étnicos, e pode-se dizer, sem medo de errar que Portland está dentro do bolso dos brasileiros, muito mais que Nova Iorque(estadia, alimentação, transporte e compras). e quem quiser esquiar no outono/inverno, ainda pode ir até Mt. Hood, a 2 horas de Portland.