Compras na Black Friday: já encarou? Conta pra gente!

Black Friday

Todos os anos, na sexta-feira que sucede o Dia de Ação de Graças (que, como o nosso Corpus Christi, sempre cai na quinta), acontece nos Estados Unidos o maior dia de loucura de compras do ano: a Black Friday.

Este ano o forrobodó comprístico vai acontecer dia 25 de novembro.

A Black Friday é o dia em que se dá a largada para a temporada de compras natalinas. As lojas fazem grandes ofertas especiais para o dia. Algumas dessas ofertas só valem nas primeiras horas de funcionamento, então muita gente passa a noite no frio esperando as portas abrirem. Algumas lojas abrem às 4 ou 5 da manhã; outras à meia-noite; outras no horário normal.


Você já se animou a enfrentar a turba na caça aos descontos? Valeu a pena?

Se bem que a pergunta mais freqüente aqui no site não é nem essa. Muitos leitores caem aqui mortos de medo de um desabastecimento súbito. Afinal, SOBRA ALGUMA COISA depois da Black Friday?

(A propósito, perguntam isso a respeito de qualquer liquidaçãozinha ao longo do ano.)

Vejam bem — eu não sou nenhum especialista no assunto. Mas daqui de fora me parece que a única marca que trabalha com a escassez de produtos como estratégia de marketing e vendas é a Apple. Não acredito que você volte dos Estados Unidos de mãos abanando, não.

De todo modo, repasso a pergunta para vocês. Alguém aí já se deu mal por deixar para fazer compras depois da Black Friday?

Thank you very much!

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email
Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


97 comentários

Gente já encarei o black friday a 2 anos atrás em Washington, mas sinceramente concordo com a Marcie, não vale a pena, as filas são enormes e as lojas estão abarrotadas de gente. É preferível comprar alguns dias antes do black friday, pois a maioria das lojas começam a promoção antes.

Qdo mudei pra ca, entrei numas de “Black Friday, never”. Dai, todo Thanksgiving, as pessoas me falavam dos descontos incriveis, ate que nao deu mais pra resistir, e agora ja viciou.Só que nao vou de madrugada nao, vou la pelas 8/9 da manha e passamos o dia nas compras.
O que acontece é que tem varias ofertas que ficam ate as 6am, outras ate 8am, outras ate 10 e dai é quase a mesma coisa pro resto do final de semana. Do jeito que os preços estao no Brasil, ninguem precisa sair correndo na madruga, qq loja aqui ja é um negocio da China.Essa foto do post deve ser tipo Walmart na hora da abertura. Outra coisa, em 2009, os preços estavam totalmente malucos, tudo de graça. Já no ano passado nao achei taanta diferença pros outrso feriados de liquidaçao.

    Pois é Mary.. Em 2009 os descontos estavam mesmo muito melhores. Como era o auge da crise os EUA precisava mostrar sinais de aquecimento da economia e optou-se em dar mais descontos..
    Ano passado os descontos estavam um pouco mais modestos em algumas lojas e o movimento me pareceu menor também.. Das duas uma, o americano médio ficou mais consciente em gastar menos, ou os preços não estavam tão bons..
    Para quem vem do Brasil acho que qualquer época do ano é Black Friday nos EUA..

Tem um “causo” que um amigo contou duma brasileira que estava na Lafayette numa destas liquidações.
Ela ficou em cima dum banquinho e gritava desesperadamente: Me acudam!! Me acudam!! E melhor: em português!! 🙂

Black Friday eu não fui. Serve a versão inglesa? O Boxing Day em Londres? Depende muito do humor do dia. No primeiro eu sinceramente tive a pior impressão, pois as pessoas além de deixarem as lojas em frangalhos, também deixam restos dos lanches pelas calçados e no fim do dia é difícil não escorregar num hamburguer ou melecar a bota num mollho qualquer. No segundo, estava num espírito aventureiro e até encarei. Mas… é melhor esperar, pois vai ficando mais barato com o passar do tempo.

Eu também já fui!

Confesso que quando eu fui, fiquei meio com medo, por ter visto aquela muvuca na TV e nos filmes. Mas acreditem, fui em Orlando e foi extremamente tranquilo!

A gente (grupo de brasileiros, claro!) chegou na porta do Best Buy as 2 da manha, e a loja abria às 6. TODOS estavam em fila, e quando as portas abriram, as pessoas entraram organizadamente e iam em direção aos departamentos que queriam. Comprei um laptop que na época estava 900 dólares por 550 dólares. Claro que pra mim foi um bom negócio. Além disso, comprei câmera fotográfica e mp3, e minha conta não passou dos 700USD.

Sai do Best Buy esgotada ao meio dia, fui pra casa, tomei banho, comi e depois fui pro Premium Outlet, que estava bem mais vazio – e com preços altamente convidativos (paguei saia da Adidas a 5USD, tênis Nike 10USD…).

Se você tiver paciência vale a pena sim! Se você não tiver, nem vai pra não se estressar…

Quanto ao Boxing Day, eu tavam também, mas os preços não são tão bons quanto os do Black Friday. Mas pra quem vai estar lá, não custa nada dar uma passadinha, né? 🙂

Deus me livre passar por isso de novo. Estive na confusão em 2009 (o tal ano que morreu alguém pisoteado na porta de um Walmart). Acho que só vale mesmo a pena se você resolver madrugar e congelar na porta e pegar a senha (no caso da Best Buy) para os 300 primeiros (chute) a entrar. Nos outras lojas, só mesmo se você for de armadura pra guerra. Lembro que roubaram meus carrinhos de compra mais de uma vez, desisti e peguei uma sacola e segurei o tempo todo. Fiquei assustado com a selvageria, e com os as horas que as pessoas se dispunham a passar numa fila por uma câmera mais barata. Enfim, se for seu caso, não leve criança, estou falando sério e com pouco exagero.

Quando eu morava nos EUA, não arriquei a ir em liquidaçõs. Tenho alergia a liquidações malucas, passar tempo no frio e sair correndo disputando mercadorias etc. Mas não mesmo

Nem morta eu pego uma fila dessas. Prefiro comprar nos dias seguintes da black friday. o preço continua bom e não tá lotado…