"Tenho 5 minutos para trocar de trem. Vai dar tempo?" 1

“Tenho 5 minutos para trocar de trem. Vai dar tempo?”

Conexão de trem

Eis outra pergunta que aparece bastante na caixa de comentários. Você compra uma passagem de trem e, quando vem a descrição completa do itinerário no recibo, se dá conta de que o tempo de baldeação é exíguo: 4 minutos, 5 minutos, 8 minutos. Será que dá?

De fato, é uma situação estressante. Mas se a cia. ferroviária ofereceu este itinerário, é factível.

Se você está viajando entre duas cidades importantes e vai fazer baldeação numa cidade grande, é bastante provável que o próximo trem passe na mesma plataforma em que você está desembarcando. (Às vezes, ele já está esperando na baia em frente.)

Se você vai descer numa cidade pequena e continuar num trem regional, é 95% provável que o próximo trem saia da mesma plataforma.

Mas é claro que, mesmo com toda essa forcinha, não dá pra bobear (até porque atrasos acontecem). Veja como ficar esperto para não perder sua baldeação ultra-imediata:

1 | Veja se há informação de plataforma na sua passagem

Muitas passagens já vêm com a plataforma indicada. Se você já souber o número da plataforma, diminuem as chances de marcar bobeira.

2 | Levante-se do seu assento pelo menos 5 minutos antes da chegada

Somos condicionados pelas regras dos aviões, onde a gente só pode levantar depois que os motores param totalmente. No trem não existe isso. Faltando 5 minutos para a próxima parada, os passageiros com baldeação apertada já se levantam, pegam suas coisas e se dirigem para a saída mais próxima. Estar junto à saída na hora que o trem abre as portas é a condição essencial para você não perder um trem que sai em seguida.

3 | Achou o próximo trem? Pode entrar em qualquer vagão

Se o seu trem anterior não tiver atrasado e se o próximo já estiver esperando no trilho em frente, você terá tempo de achar o seu vagão. Mas se o tempo for escasso e o nervosismo for grande, não tem problema: entre em qualquer vagão, e ache o seu assento andando por dentro do trem — é perfeitamente legal fazer isso 😀

E se o seu trem atrasar e você não conseguir pegar o trem seguinte a tempo?

Horários afixados no mural

Há duas coisas a fazer. Se a sua passagem tinha lugar marcado, você vai precisar remarcar num guichê da estação. Você deve ser reacomodado no trem seguinte sem cobrança de nenhuma multa. Caso você esteja viajando numa rota que não requeira reserva de assento, basta pegar o próximo trem. Todas as plataformas têm os horários afixados em murais.

Qual é o intervalo ideal para baldeação entre trens?

O melhor é quando você tem uns 20 minutos entre os trens. Não só para achar seu trem com tranqüilidade, como também para conseguir acomodar sua bagagem.

Leia mais:

37 comentários

Oi Bóia. Tudo bom? Estou querendo comprar passagem de trem de Madrid para Barcelona no horário de 16:10. O vôo chegará por Madri às 14:30.
Se eu perder esse trem AVE, eles me encaixam no próximo sem custo?

Não encontrei informações no site da Renfe. Obrigada.

    Olá, Paula! Se você chega no aeroporto em Madri às 14h30, perderá qualquer trem que saia antes das 18h. Durma esta noite em Madri. E da próxima vez, compre passagem de ida até o primeiro lugar que você vai efetivamente visitar. Não há economia que valha o transtorno de conexões não-vinculadas.

Olá,
Pretendo fazer uma viagem à Europa pela primeira vez no ano que vem, por volta de maio. Gostaria de conhecer Lisboa, Paris, Londres e Copenhague. Estou tentando montar um roteiro, mas não sei bem por onde começar. Talvez eu vá com duas primas, mas se elas não forem eu vou sozinha mesmo. O que vc pode me sugerir, por onde devo começar a planejar minha viagem?? Qto devo gastar aproximadamente? Não faço questão de coisas caras. Me preocupo com a segurança e limpeza. Minha intenção é hospedar-me em hoteis, mas se ficar muito caro, poderia ficar em hosteis. É seguro pra três mulheres ou uma ficar em albergues? Penso em ficar de 20 a 25 dias por lá. Só para constar, tenho 37 anos, sou solteira e moro em Guarulhos/SP. Falo inglês e tenho noções ínfimas de francês.
Desde já agradeço.

Atenciosamente,

Alessandra

Mais uma dica, dessa vez especial para as mulheres (mulher brasileira gosta de fazer viagens internacionais parecendo que vai pra Fashion Week rsrsrs): esqueca os sapatos de salto em casa, aprenda a andar com mochila e leve apenas uma malinha de mao, pequena, ou uma bolsa de esporte. Subir e descer escadaria, correr para pegar trem ou onibus em vestidinhos justos, de salto alto e frasqueirinha de dondoca, cheia de cosméticos… nao dá!

Se estiver na Suíça, tem que prestar atenção em mais uma coisa: aqui com um bilhete de 2a classe você não tem direito a circular pelos vagões da 1a classe! isso as vezes é uma sacanagem nos trens saindo de estações “fim de linha”, como nos aeroportos… os vagões mais próximos das escadas rolantes que dão acesso às plataformas são sempre os de 1a classe, o que obriga aos reles mortais da 2a a correr muito mais por fora do trem até poder entrar!

Se a sua viagem de trem for na Itália, ainda mais no sul, *esqueça* os horários exatos. Os trens atrasam e também mudam de plataforma o tempo todo. Já aconteceu de estar esperando o trem na plataforma 5, aí o autofalante diz que mudou para a 3 (e nós saímos correndo com mala e tudo, subindo e descendo escadas), depois mudou para a 1 (de novo…) e depois voltou para a 5. Que ótimo, né?

Riq,

Nem sempre dá pra “confiar” nos itinerários dados pela companhia de trens.
Em maio de 2012 fiz Interlaken-Munique de trem com a patroa. O ticket via SBB foi comprado numa etapa só, com algumas baldeações no meio. Uma delas envolvia baldear em Berna, com cerca de 25 minutos de intervalo.

Acredita que o trem que chegava em Berna chegou atrasadíssimo (espantosos 23 minutos! Na Suíça!) e que tivemos que correr que nem loucos, inclusive contando com a ajuda do staff da estação pra achar a bendita plataforma (na estação de Berna são dois níveis)?

Foi um perrengue sem tamanho, já estava me preparando pra enfrentar o pessoal da empresa se não conseguíssemos entrar no trem – conseguimos quando já estavam quase fechando as portas.

Enfim, acredito que tenha sido exceção, só falei isso porque foi um belo trauma e precisava desabafar… rs. A maioria dos atrasos que experimentei nessa trip eram dentro de 10 minutos. Considero seguro para baldear ter uns 20 minutos de intervalo pelo menos, principalmente se for em cidades grandes.

A Deutsche Bahn tem um aplicativo para smartphones que mostra as informações atualizadas da viagem como horário de chegada/saída e plataforma. O site também informa em tempo real.

É preciso ter cuidado em horários de pico que nem sempre o caminho entre uma plataforma e outra será “livre” e o tempo será mais curto para a conexão.

Uma vez o trem em que estávamos de Paris para Mannheim se atrasou por causa do tempo e perdemos a conexão para Frankfurt. Ao chegarmos na estação, um dos trens para Frankfurt estava na plataforma e saltamos nele mesmo. Falei com o “bilheteiro” e ele disse “tudo bem, está todo mundo atrasado mesmo”. O trem estava superlotado, fomos em pé mesmo.

Só aconteceu comigo quando o primeiro trem atrasou. Nos demais casos, mesmo com tempos pequenos, nunca perdi. Na maioria das vezes as plataformas eram próximas quando o tempo era curto.
O que não dá é para ficar muito tranquilo. Nessas horas tem que pegar a mala, procurar a próxima plataforma, validar o bilhete (se necessário) e entrar no trem ASAP, sem muitas delongas.
Na Italia acho que o pior é quando você não está acostumado a esse ritual. Na maioria da vezes depende de uma alma caridosa para te ajudar já que os funcionários são poucos e nunca estão por perto nessas horas.

É o tipo de stress que aprendi a evitar a todo custo. Mesmo quando a companhia vende assim. Passei sufoco de Salzburg para Praga com baldeação em Linz. O primeiro trem já saiu atrasado, o controlador teve que telefonar para o outro trem nos esperar. Sair correndo carregando mala (ainda bem que pequenas) numa estação que nunca vi, por plataformas cheias de gente, correndo o risco de cair nos trilhos, foi um vez para nunca mais. Planejo tudo com o maior cuidado para ter tranquilidade viajando. Mas precisei viajar algumas vezes para descobrir que não tenho super poderes. 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.