Milão coronavirus viagem Italia

Coronavírus: devo cancelar minha viagem?

Coronavírus e viagens - Milão

Coronavírus e viagens

Leia o nosso post mais atualizado sobre o assunto

Coronavírus: não viaje até (pelo menos) o fim de abril

(E veja como cancelar sua viagem.)

Dia 11 de março a OMS declarou declarou a COVID-19, a doença respiratória causada pelo coronavírus, uma pandemia.

A Itália está inteira em quarentena até o dia 3 de abril. Em Israel, passageiros provenientes do exterior são obrigados a cumprir quarentena. Os Estados Unidos suspenderam os vôos de/para a Europa por 30 dias. Os parques Disney em Orlando e Paris anunciaram o fechamento entre o dia 15 e 31 de março. Museus de Madri e Amsterdã estão fechados até o fim do mês. Dinamarca, Noruega e Polônia fecharam as fronteiras. A República Tcheca anunciou a proibição de entrada de turistas de qualquer nacionalidade entre 16 de março e 11 de abril.

Outros países podem decretar a qualquer momento medidas restritivas para conter o vírus, que vão afetar a vida dos viajantes.

Além disso, com a pandemia decretada pela OMS, os seguros-viagem ficam dispensados (por cláusula contratual) de cobrir o tratamento. Na Europa isso é menos problemático, por causa do sistema de saúde pública, mas nos Estados Unidos e em outros países o viajante poderia ter que custear do seu próprio bolso uma internação de até duas semanas, que é o tempo médio de tratamento dos casos graves.

Atualização: Allianz Travel cobre coronavírus

Recebemos o comunicado da nossa parceira Allianz Travel assegurando, desde 11 de março, a cobertura de despesas médicas e hospitalares relacionadas à Covid-19 de seus segurados.

Caso você não tenha como adiar ou cancelar sua viagem, é um alento.

Veja o comunicado da Allianz aqui.

Cancelar ou não cancelar?

NÃO VIAJE ATÉ O FIM DE ABRIL

Viajar nas circunstâncias atuais é inseguro e vai trazer mais preocupação do que prazer. Países e cidades estão anunciando novas medidas restritivas a cada dia. A possibilidade de atrações estarem fechadas é cada vez mais alta. Em alguns lugares já há restrições para funcionamento de lojas e restaurantes. Até mesmo as ligações aéreas podem ser interrompidas enquanto você estiver fora do Brasil.

Verifique as condições de alteração e cancelamento da viagem que você comprou. Várias cias. aéreas estão facilitando a remarcação de bilhetes — algumas delas até mesmo para lugares que ainda não decretaram emergência.

Reembolso de hotéis previamente pagos só é fácil em lugares com restrições de viagem decretadas. Mas você pode tentar negociar em outros lugares também — por exemplo, em forma de crédito para uma hospedagem futura.

Acompanhe o noticiário: à medida em que forem impostas medidas restritivas em mais países, ficará mais fácil obter reembolso nesses lugares.

Vai viajar em maio?

Você ainda tem tempo para acompanhar a evolução da situação. Se a crise continuar até lá, não deverá ser difícil conseguir os reembolsos.

Viagens de junho em diante ao Hemisfério Norte

Eu mantenho o otimismo para viagens ao Hemisfério Norte de junho em diante, durante o verão, já fora da época de transmissão doenças respiratórias. Mas é um chute, ninguém pode garantir que o coronavírus se comporte como um vírus comum.

Viagens pelo Brasil

Ainda não há medidas restritivas de viagem no Brasil. Mas é bom acompanhar as recomendações do Ministério da Saúde.

Leia mais:


Devo cancelar minha viagem ao Chile

932 comentários

Boa noite, comprei bilhetes de tem pela Rail Europe para abril. São bilhetes não reembolsáveis. Vcs sabem me dizer se a empresa deixa remarcar as datas? E se tem prazo limite? Obrigada

    Olá, Karen! Entre no site e administre a sua reserva. Se houver restrição de viagem nos países por onde você quer viajar, não deve ser difícil remarcar.

Estávamos prontos pra ir para Argentina agora na metade de abril, mas agora estamos na dúvida se vale a pena ir. Nem eu nem meu marido estamos no grupo de risco, mas pensamos na possibilidade de haver algum tipo de restrição na viagem…

    Olá, Maria! Tudo indica que vai ter (Podem fechar a fronteira ainda hoje). Aguarde a imposição de restrições para um cancelamento/adiamento mais fácil.

Estava planejando minha viagem para toquio e australia em setembro, será que continuo com os planos e compras de passagem?

    Olá, Livia! Mantenha seus planos, mas só compre o que você puder cancelar com reembolso.

Eu consegui cancelar 3 passagens GRU-JNB sem multa e voltaram os pontos com 2 anos de validade (já estariam vencidos) + taxa de embarque.
Foi tranquilo, mas o que ajudou mesmo foi uma alteração no voo de ida.

    Você conseguiu cancelar de qual cia aérea. Tenho passagem comprada com a SOuth African Airways e não consigo falar com ninguém.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.