Trans-Eurasian

Da Inglaterra aos Estados Unidos de trem ou carro: será que sai do papel?

Trans-Eurasian
O jornal russo Siberian Times publicou no dia 23 a existência de planos para a construção de uma nova rota de trem de alta velocidade cruzando a Rússia e que, unida à outras estradas já existentes, ligaria Europa, Ásia e América do Norte. Em um encontro da Academia de Ciência Russa, Vladimir Yakunin, responsável pela Russian Railways, apresentou a idéia da Trans-Eurasian, que custaria “trilhões de dólares”, segundo o empresário, mas traria retornos consistentes para a economia do país.

A ligação, que permitiria ir de Londres ao Alaska, envolveria também a construção de uma auto-estrada ao longo da atual ferrovia Transiberiana, além de canais para distribuição de energia elétrica, água e gás. O apelo turístico da rota é óbvio.

A Trans-Eurasian sairia de Londres, aproveitando o Eurotunnel, seguiria a Paris e Berlim e cruzaria a Rússia, passando pela região de Chukotka e seguindo por um túnel (de 100 km) pelo estreito de Bering até o Alaska, num percuso de quase 20.000 km. A Transiberiana liga Moscou a Vladivostok em 9.258km, e leva 7 dias para ser transposta.

Será que sai do papel? Com a economia russa no fundo do poço, é bastante pouco provável. É bom lembrar que, ano passado, o Guardian inglês noticiou estudos de um trem de alta velocidade da China ao Alaska, também passando pela Sibéria e construindo um túnel pelo estreito de Bering. Alguma dúvida de quem chegaria primeiro?

Leia mais:

16 comentários

Adorei os comentários aqui mencionados, aprendi muito com eles. Sou uma aficcionada por trens… Um abraço a todos!

Deve ser um espetáculo presencial ( incluso ) . Fluindo entre o belo e o asustador. Com final feliz !!

Acabei de ver este post, e quero comentar.

Uma coisa interessante, fazer uma ponte ou túnel pelo estreito de Bering, totalmente inviável financeiramente, pelo menos nos próximos mil anos.
Meu sonho seria, uma estrada, uma ponte um túnel, qualquer caminho de menos de 100 km, extremamente fácil de ser feito e super viável economicamente, mas por questões políticas não é realizado.
Estou falando da estrada de 48 mil km que só falta menos de 100 km entre a Colômbia e o Panamá (Selva de Darién) para ser completada, e já vai completar 100 anos.
Isso mesmo a Panamericana, a maior estrada do mundo, que liga a Argentina ao Alasca.
Quantos milhares de pessoas não iam querer fazer esse passeio de carro?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.