Da Rogéria: malas na easyJet

Muitos viajantes de julho continuam dando dicas fresquinhas testadas agora.

Olha essa da Rogéria, que fez a Europa com low-cost:

Uma coisa que foi legal na easyJet: na hora de comprar a passagem você tem a opção de pagar 7,50 euros por uma bagagem extra. Eu paguei em todos os trechos. Então, mesmo que você vá com apenas uma mala, se ela exceder o peso limite de 20kg, eles acabam deixando passar, por conta dessa mala extra que já está paga. E isso é muita vantagem, uma vez que, se resolverem cobrar por peso extra na hora do check-in, você vai desembolsar 8 euros por quilo a mais que estiver carregando.

Valeu, Rogéria!

Atualização/Correção:

Conforme corrigiu o Rodrigo Purisch, essa brecha no regulamento de bagagens da easyJet só vale para vôos que partam até 30 de setembro. A partir de 1o. de outubro, todas as bagagens pagarão 2 euros para ser despachadas, e tudo o que exceder a 20 kg será taxado em 9 euros por quilo.

Aliás, o Rodrigo promete para breve um dossiê sobre franquias de bagagem lá no Aquela Passagem.

E mais um esclarecimento:

O Leo avisa que nem mesmo até dia 30 de setembro é bem assim. Seu depoimento:

Faz dois meses eu voei com a easyJet e tive que pagar na uns 10 kg de excesso de bagagem (livros, livros…), mesmo tendo comprado a mala extra. Essa mala não aumenta a franquia de 20 kg. Isso estava nos regulamentos da easy e eu li errado, achando que aumentava a franquia. O que aconteceu no caso da Rogéria parece ter sido apenas (uma rara) boa vontade do funcionários da easy.

E uma salva de palmas para a comunidade!!!

😆

 

22 comentários

Olá Riq. Voltei de uma viagem de 30 dias às Europa e vai ai algumas dicas de sucessos:
01) Fui de KLM e adorei. Muito boa a companhia.
02) Em Amsterdã fuquei num Hotel EXCELENTE. Perto da Central Station, cama king size ótima, banheiro bom, localização perfeita, a 1/2 quadra do trenzinho. Chama-se Golden Tulip Amsterdam – Centre. Fica a 1 quadra do Magna Shopping também. Consegui por 100 euros o casal no Venere, mas com antecedência.
03) Fui para Pragra de Sky Europe. Gostei mais do que a Easy Jet que já havia usado. Tive excesso de bagagem, mas não cobraram. Trecho AMS – PRG foi de 15 euros + 18 de taxas.
04) Em Praga fiquei no IBIS OLD TOWN…..EXCELENTE………nem parece IBIS heheehe. De todos os Ibis de Praga (tem uns 4 ou 5) esse é o melhor. Fica do lado de um Mercure, a 1 quadra do metro e de todo o centro histórico. Além disso oferecem Taxi do hotel – aeroporto por 15 euros.
05) Usar as dicas de restaurantes do Arnaldo – Fatos e Fotos, em especial o frances dentro da Casa Municipal (Obecní dùm).
06) Em Londres fiquei em um IBIS PÉSSIMO: Ibis Euston. A localização é boa (na frente da Euston Station), mas um quarto horrivel, colchão rasgado, banheiro ultra pequeno. Enfim não ficaria mais nesse IBIS.
07) Vale a pena pagar 8 libras a mais e não pegar fila na London Eye.
08) Gostei de ir para Paris pelo Eurotunel. Paguei 35 euros comprados também com muita antecedência. (2hs50min).
09) Em Paris fiquei em um Mercure chamado Saint Charles, próximo ao Metro Dupleix e pertinho da Torre também. Quarto bem pequeno, mas banheiro espaçoso. É um hotel pequeno (30 quartos) e classificado como hotel de charme. Consegui por 75 euros a diária/casal sem café.
Abraços
Caio

Rsrsrsrs!
Rogéria fui eu mesmo!

Lembrei que outro dia eu estava com a mochila como mala de mão e carregando o notebook na mão também.

Em Madrid (pessoa de bom humor) não tive problema, mas na volta de San Sebastian (pessoa de muito mal humor) tive que fazer mágica para enfiar o notebook na mochila para só embarcar com uma mala de mão.
Ai é só para entrar no avião e tirar o notebook novamente. Aí ai!!!

Só uma coisa: paguei a taxa por precaução, mas acabei não precisando de nenhuma mala extra. E acabei descobrindo essa tática por acaso. Não foi pra tentar burlar nenhuma regra, não. Ainda mais eu, certinha do jeito que sou…

Acho que contou com a sorte. Sempre dependemos do humor da pessoa do outro lado do balcão quando precisamos de qualquer coisa fora da tradicional regra.

Vou esperar o dossiê sobre franquias de bagagem do Rodrigo.

Tentei fazer esse mesmo esquema nas outras companhias, de pagar por bagagem adicional, mas elas não ofereciam essa opção.

Rodrigo, eu vi essa nova e triste notícia no seu blog… aliás, vc por um acaso sabe se tem uma companhia aérea que voa pros EUA com um preço melhor que as outras?
Sei que tudo depende do momento da cotação e tudo mais, mas por um acaso uma é mais careira que a outra?

Gente, eu viajei de EasyJet agora em Abril com uma mala com um pouquinho mais de 20 kg – com 22kg na verdade. Eu sou toda certinha e não gosto mt de arriscar, mas desta vez fiz isso e eles não me cobraram nem um centavo a mais!!! Acho que foi sorte! 😀

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.