De Buenos Aires a Colonia del Sacramento: como chegar

Imagine se no outro lado da Baía de Guanabara estivesse Paraty

Não foi por acaso que os portugueses fundaram sua cidade mais meridional exatamente ali: Colonia del Sacramento é o ponto mais próximo de Buenos Aires na outra margem do Rio da Prata.

A rota é operada em vários horários por barcos (buques) de três empresas.

Os horários da Buquebus

A Buquebus é a mais tradicional. Tem buques rápidos (1h de travessia) e lentos (3h) e por isso oferece mais horários; todos os buques carregam carros. Há também buques rápidos a Montevidéu (3h).

A Colonia Express é seu concorrente mais tradicional. Só opera com buques rápidos e não carrega carros. O serviço, porém, é bastante instável. A companhia costuma cancelar operações de última hora. Eu evitaria.

A Seacat é o concorrente mais novo. Tem catamarãs compactos e rápidos e não carrega carros.

Mas tem tanta gente assim que sai de Buenos Aires para visitar Colonia?

Não. Os buques a Colonia servem como principal meio de transporte ao Uruguai. Ao desembarcar, a maioria dos passageiros sobe em ônibus de conexão que continuam a Montevidéu (mais 2h30) ou Punta del Este. A passagem já é vendida até o destino final; a Buquebus tem esse nome porque é buque + bus. (Aaaaaahnnnn, intchindji.)

E por que ir de barco + ônibus para Montevidéu quando se pode ir de barco direto? Porque sai um pouco mais barato, e tem mais horários.

À diferença da maioria dos passageiros, porém, nós turistas estamos interessados em Colonia como destino. Seja num bate-volta desde Buenos Aires, seja como escala numa viagem entre os dois países do Prata.

Aqui vai o modo de usar:

Imprima seu e-ticket! (Nem que seja no cyber)

1) Entre nos sites da Buquebus, da Colonia Express e da Seacat para ver os horários e preços do dia desejado. A Colonia Express e a Seacat costumam sair um pouco mais barato, mas não têm tantos horários. (Na Buquebus, atenção: os preços mais em conta são dos buques lentos.)

2) Se você vai fazer bate-volta, clique em “Day tour”, tanto na Buquebus quanto na Colonia Express. Na Seacat dá para comprar ida e volta.

No check-in

3) Chegue com uma hora de antecedência ao terminal. (O da Buquebus e da Seacat fica no canto norte do Puerto Madero, à altura da avenida Córdoba; o da Colonia Express, no extremo oposto, bem longe.) Motivo: é preciso fazer imigração antes de embarcar.

Malas despachadas!

4) Malas grandes são despachadas. E, como o desembarque de um ferryboatão leva um certo tempo, quando você chega no saguão a bagagem já está rolando no carrossel.

Carimbo uruguaxo antes de sair da Ar-rentina!

5) Você faz duas imigrações de uma vez só. Em Buenos Aires, o oficial argentino carimba a sua saída e encaminha o seu passaporte ao oficial uruguaio, que fica ao lado e carimba a sua entrada. Acredito que a mesma coisa aconteça em Colonia — ao contrário, claro.

A caminho do barco

6) Não há poltrona marcada. Se você está em grupo e quer sentar junto, faça logo o check-in e entre na fila.

(A lanchonete tá lá na frente)

7) No Buquebus há uma boa lanchonete a bordo, que aceita pesos argentinos, pesos uruguaios e dólares. Mas o troco vem em pesos (argentinos ou uruguaios, o que você escolher).

O saguão do barcão

8 ) Depois de 10 minutos de viagem abre o free-shop, que permanece aberto até 10 minutos antes do desembarque.

Breve, um terminal hidroviário novinho

9) A rodoviária de Colonia fica ao lado do terminal hidroviário. Querendo fazer de Colonia apenas um pit stop entre Montevidéu e Buenos Aires, sem pernoite, você pode usar os lockers grátis da rodoviária. São pequenos: comportam apenas maletas ou mochilas não muito gordas. Se a sua mala for grande ou os armários estiverem lotados, você pode deixar na lanchonete.

Mas atenção: para passar o dia em Colonia e seguir a Montevidéu (ou, vindo de Montevidéu, para passar o dia em Colonia e seguir a Buenos Aires) é preciso comprar separadamente as passagens de barco e de ônibus. As passagens de ônibus podem ser compradas pela COT (veja aqui tarifas e horários).

Llegamos! (diga: Xegámo')

Leia mais:

Passagens mais baratas para Buenos Aires no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Mondial Assistance

Alugue carro em Buenos Aires na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Buenos Aires com a Viator

654 comentários

Sobre o Colonia Express. Fique esperto, os horários são fechados: nos dias de semana, a ida é às 8 da manhã e a volta às 5 da tarde(aos domingos a ida é às 9h). É preciso chegar ao terminal portuário com uma hora de antecedência; às 7 da manhã, portanto. Portanto, saída do hotel às 6h30, sem café da manhã. No terminal há um café… fechado!
O barco é pequeno, mal conservado e sujo. Veja algumas fotos: http://bit.ly/nOAHb
No bar, as atendentes informam que o barco vai balançar muito e que não é recomendada a ingestão de bebidas!
E o freeshop parece um stand dos xing-lings paulistanos.

    Pois é. Eu sei que o Buquebus é uma festa. Acho que por isso me decepcionei tanto com o Colonia Express. Enfim… “vivendo e aprendendo”.

amigo ricardo me tire uma duvida, atravessar com meu carro, isso é possivel? quando me custaria isso, vc sabe? desde ja obrigado e parabens pela linda materia e ajuda

terei 5 dias e é a primeira vez que visito a cidade.
vale a pena ir colônia ou deixa pra próxima visita???

    A minha resposta para bate-voltas é: vá se você já tiver dado a cidade onde está como vista. Mas como os preços do Buquebus variam conforme a antecedência da compra, e no fim do ano eles podem estar lotados, acho que você vai precisar decidir antes, sim.

    Em princípio, eu não iria não. Deixaria para uma próxima — Buenos Aires sempre tem uma próxima.

    Por outro lado, pode ser um bom programa para o dia 1o., quando Buenos Aires vai estar toda fechada. Você pode ir num buque rápido tipo 11h ou meio-dia e voltar no último.

    Ricardo, minha dúvida é se o comércio em Colonia abre no dia 25/12. Tenho medo de ir e não encontrar nada para fazer..

    Maria Nina, em Colonia você vai passar o seu tempo flanando pelas ruas e praças do centro histórico, admirando o reflexo do sol nas águas do rio, curtindo um café com tranqüilidade, um almoço sem pressa… Vai por mim, mesmo que as poucas lojinhas da cidade estejam fechadas, você não vai sentir falta delas! 😉

riq, vale a pena passar o reveillon em buenos aires???

    Amélia, se for pelo réveillon, não vale a pena sair do Brasil. Em nenhum lugar o Réveillon é bacana como aqui.

    Mas pelos preços e pela viagem, claro que vale.

Oi Ricardo!

Estou com viagem marcada para BsAs no reveillon, com minha namorada. Pretendemos fazer o bate e volta em Colônia. Mas sabe dizer quanto tempo é o suficiente passar lá? Pois vi que tem passeios que ficam cerca de 3 horas em Colônia apenas. E também outros que passam uma noite lá. O que você recomenda? O que vale realmente a pena?

Outra coisa, a Colônia Express é ruim? Pois ela é mais barata que a Buquebus…

Super Obrigado!!
Abraço!

Obrigado pelas informações Ricardo!

Entramos em contato com o consulado argentino.
Eles disseram que depende da boa vontade do policial que for vistoriar… brincadeira né?!

Vou levar conosco declaração da federação, do governo e tentar aqui da Universidade, atestando que essa alimentação é rigorosamente destinada à atletas e comprovando nossa participação na competição!

Sobre o Buquebuss, pelo jeito vai sair uma facada! haha!

Abraço!

Ricardo,

Existe alguma outra rota deste tipo na América do Sul? Deste tipo que digo é de barco, tipo o mini-cruzeirinho que o buquebus faz.

Olá a todos!
Somos atletas de Santa Catarina indo para o Campeonato Sul Americano de Natação em Mar del Plata dia 22 de novembro, e resolvemos ir em um motorhome para 14 pessoas!

Pretendemos manter o roteiro até Colônia e então atravessar em um desses enormes ferryboats!

Alguem pode informar como funciona para o embarque do motorhome (13 metros – 3 eixos) e dos passageiros (11 atletas.. pegaremos os outros 3 em Buenos Aires)? Preços!?

Outro problema que estou tentando solucionar é os CHATOS das alfandegas em relação à alimentação!
Como se trata de atletas indo a uma competição, temos a alimentação balanceada e toda suplementação, isso tudo ganho dos patrocinadores daqui. Minha preocupação é eles confiscarem isso e ficarmos sem comida! haha!

Abraço!

    A única operadora que transporta veículos é a Buquebus. Entre no site http://www.buquebus.com.ar e simule a viagem na data desejada. Os preços variam conforme o dia da viagem e a data em que as passagens são compradas.

    No site dá para comprar até 10 passagens de cada vez. Para atravessar com veículo, é preciso também selecionar a opção “bodega”.

    Quando carregar a página seguinte, você vai ter que escolher entre três categorias de bodega: até 1.200 kg, até 2.000 kg e + de 2.000 kg.

    Quanto aos produtos alimentícios, acho mais seguro você fuçar esse assunto junto à federação da sua modalidade. Se não tiverem experiência no assunto aí em SC, certamente vão ter em âmbito nacional. Deve haver uma maneira de levar a muamba sem risco de apreensão.

    Eu estou de dieta e levei comigo tudo para os meus kits-lanchinho — castanhas-do-pará, damascos, Polenghinho light, barrinhas de gergelim. Sabia que podia perder tudo, mas arrisquei e deu tudo certo, ninguém encrencou, mesmo com a mala tendo passado por raio-x tanto na chegada à Argentina quanto na chegada ao Uruguai.

    Mas se eu fosse vocês não arriscava, não. Vocês têm um mês pra resolver essa burocracia.

Quem já fez o day tour pela Colonia Express? Qual a diferença do Classic para o Premium? No site só diz horário de ida, mas não diz de volta, alguém sabe?
O Buquebus é melhor? É mais caro!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.