24 comentários

MUITO LEGAL, BEM CRIATIVO, ADORO!

Quanto ao Caracas que a Gabi falou, realmente MUITOS carros 4×4, os chamados beberroes, mas também não é para menos, o combustível mais barato da Am. Latina.

OBA!!!!!!!!!! Jipões é com a gente .
Trip da Areia
e dentro do Movimento Devolvam os Jipões à Natureza.
Vejam nossa historia:

O Destino Certo – OFF ROAD

O Off Road hoje é um esporte cada vez mais procurado, já foi para muitos necessidade de locomoção e acesso.

A pouco mais de 30 anos atrás o Brasil tinha importantes rodovias mas quase nenhuma estrada vicinal pavimentada.

Eu aprendi a dirigir no barro não por esporte, mas pela necessidade.

Morava no interior de Minas e fazia entrega de moveis nas outras cidadezinhas e fazendas da bela mais acidentada região em uma Pick Up Rural Willis.

Muitas foram as noites que passei no volante para percorrer míseros 50 kms.

As chamadas pontes nada mais eram que dois troncos de arvores paralelos sobre um riacho de 5 metros de altura onde um escorregão de pneus seria fatal.

Um par de correntes era indispensável. Envolvidas nos pneus faziam a Rural virar um trator. Minha missão naquela época era entregar móveis.

Muitos casais dependiam deles para não terem que passar a noite de núpcias no chão encerado da nova casa.

Foi assim que comecei uma história de amor e ódio com um 4×4.

Quando a gente chegava ao destino ele era meu melhor amigo, quando atolava ou quebrava de tanto esforço eu o julgava como um traidor, o companheiro que não me ajudou a terminar a jornada.

Alguns anos depois mudei de profissão e passei a andar mais no asfalto.

Troquei a valente, mas lerda Rural ,pelo frágil ,mas veloz automóvel do asfalto. Nas pavimentadas estradas os 50 kms duravam menos de vinte minutos para serem percorridos.

Depois do asfalto, melhor ainda foi voar, o avião foi meu companheiro por alguns anos e milhares de milhas. Mas quis o destino me levar de volta para a terra, desta vez não por falta de estradas pavimentadas, mas para alcançar belezas naturais só acessíveis utilizando um 4×4. Não foi mais para fazer entrega de móveis nem a região é a mesma. Agora a área de abrangência chega a mais de 3.000 kms.

Minha missão é levar turistas para conhecer praias e dunas de tirar o folego.

Não dirijo mais uma lenta Rural, mas sim o maior sinônimo do Off Road, o lendário Land Rover.

Hoje, ao invés de móveis, levo os casais para a lua de mel, muitos já na terceira ou quarta e alguns já levam até os filhos (sinais dos tempos).

Tenho que chegar – não importa a altura da maré ou o vento que deixou a duna fofa demais. Hoje meu amor pelo 4×4 já é mais maduro. Atolar, quebrar, faz parte da brincadeira.

O ódio ficou para a hora de ouvir o orçamento pelo concerto.

Porem, o que importa é que os Jipoes agora estao onde devem estar

JUNTO A NATUREZA

http://www.tripdaareia.com.br

Riq e Sylvia, obrigada pelas sugestões e conselhos, já é um excelente começo pra pequisar tudo. Só acho mesmo que não vou em frente com Cuba, pq um dos destinos que queria era Cayo Largo e uma agência local me disse que a praia “fecha” dia 01/09, devido ao risco de furacões. 🙁
Beijão e qualquer novidade eu volto aqui. Bjs, Lud.

Hehe, esse texto tá sensacional, mais atual, impossível 😉
Algmas pessoas usam realmente os jeeps para destinos off road, mas a grande maioria,usa na cidade como símbolo de status.
E, muitos dirigem de forma intimidatória por serem maiores, em atitude tipo “sai pra lá que sou maior”.

Eu nunca parei meu carro em praias(areia)e jamais farei.
Eu não vou pegar filhos em escolas(faculdade) .
Ando de metrô ou táxi.
Uso o carro só pra viajar.
Meu carro é Volvo XC90.
Qual o pecado que cometi?????
Aiuruoca, sul de Minas, já fui de Gol, Astra,Kia, Meriva.
Só não coloco carro bom pra Airuroca ,pq aquilo não é estrada é uma picada.
Será que sou um pecador????.
Perdão senhor.

Tem muita coisa aqui no blog , Amelia .
Olha aí do lado , no indice , ou escreve no google :
sylvia viaje na viagem buenos aires 😉

Adorei, a resposta Sylvia!Onde posso encontrar mais sobre as suas experiências em Bs As, Sylvia, sendo que vou para lá em Outubro, para 4 dias?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.