Desrespeito é ruim e a gente não gosta

A Karinissima deixou esta mensagem numa caixa de comentários; achei que merecia o destaque.

Aproveitando o gancho de companhias aéreas, vou fazer um comentário off-topic mas que me emp*t*ceu e melou o começo do meu feriado! Comprei uma passagem pela OCEAN AIR para voar Congonhas-Galeão na manhã do 7 de setembro. Comprei o bilhete via internet, não havia nenhuma indicação de codeshare com nenhuma companhia aérea. Fiz o check in na Ocean Air e fui para o embarque. E cadê meu vôo na telinha das televisões com saídas e chegadas?

Espero. Espero. Espeeeero.

Então anunciam que vou voar de BRA e que o vôo está super atrasado. Vejam só que delícia. Economizei alguns reais e deixei de voar TAM para prestigiar a Ocean Air (sobre a qual ouvi falar muito bem) e sou enfiada num avião caindo aos pedaços da BRA sem ser avisada previamente?

Enfim, a viagem foi um lixo. Não jogam nem um amendoim para os passageiros e nunca vi poltronas tão apertadas. Não havia nenhum empregado da Ocean Air disponível para esclarecimentos, apenas uma atendente da BRA que me deu um formulário de reclamações.  🙁  É brincadeira, né?

Achou pouco? Então leia esse depoimento da Dani Velloso:

Comprei há quase dois meses pacote pra Buenos Aires voando Varig e há coisa de duas semanas antes do feriado, a Varig anuncia que está proibida de voar para Buenos. Quase morri do coração, mas contactei imediatamente a agência que me garantiu que todos estariam sendo realocados.

Pois bem! Tive que esperar até a véspera da viagem para ser comunicada de que fomos alocados NA IDA num vôo da TAM, quase o mesmo horário do da Varig. E a volta? Só saberíamos lá em Buenos…. OK OK

Chegamos 3 horas antes para embarcar no vôo da TAM que somente ao chegarmos no aeroporto, descobrimos que este vôo faria escala em Campinas e conexão em Curitiba. Bom, já estamos aqui vambora!

Aí vem a melhor parte: o avião, ou melhor, a manete sei lá das quantas do avião quebrou quando pousamos em Campinas; ficamos 2 horas parados dentro do avião aguardando a manutenção e suposta tentativa de conserto e claro, sem sucesso. Nos fizeram descer e nessas alturas, nossa conexão em Curitiba para Buenos Aires foi pro espaço!!!!

Depois de muita confusão no aeroporto de Viracopos, sem informação dos funcionários da TAM, gritaria por parte dos passageiros, a fome, o cansaço e o desgaste, nos levaram em um ônibus da TAM para um hotel próximo ao aeroporto. Isso já eram 1 da manhã!!!

Dormimos, ou melhor, cochilamos em Viracopos pois às 6 da manhã, um ônibus da TAM nos pegou no hotel para nos levar a Guarulhos!!!!!! Pois somente de lá, às 10:30 da manhã, sairia um vôo para Buenos Aires. Conclusão: chegada em Buenos as 5 da tarde do dia seguinte e um dia inteiro de pacote perdido….

A volta??? Sem passagem na mão, somente localizadores GOL que nos passaram por telefone. Madrugamos no aeroporto e nos deparamos com uma fila enooooooooooorme de pessoas que haviam dormido lá e estavam em situação igual ou pior do que a nossa, pois nem localizadores tinham. O jeito foi “dar uma furada na fila de leve”, aliás fila nem tinha, foi mesmo gritar um pouco mais alto para ser atendido, endossar as passagens VARIG para GOL e conseguir finalmente embarcar para o Rio de volta!

E os outros? Ninguém mais embarcou! Quem deu “sorte” (?!) teve que dormir em Florianópolis e só voltar no dia seguinte….

O que me resta? Juizado de pequenas causas? Contra a Varig? Tam? Gol? Agência? Vou atirar para todos os lados….

E tem mais: viajar com esta crise, nunca mais!!!

Eita! Mas acho que a história mais triste deste feriado é a da Carla2:

Bom, comigo foi assim no feriado: compramos um pacote com vôo, hotel e translado em BSAS. Para aproveitar ao máximo o feriado, escolhemos viajar na quinta as 8:30 e retornar no domingo as 16:30. Poucos dias antes do embarque, nos comunicaram que nossos vôos haviam sido cancelados ( o de ida e o de volta) e estávamos nas listas de espera!! Acabaram confirmando o vôo da ida as 12:30 e da volta as 11:40. Conclusão: o Vôo da ida atrasou 5 horas (no momento do check-in já recebemos um voucher para almoço), e acabamos chegando em Bs As as 23:30. O vôo da volta saiu no horário, mas foi BsAs – Santiago – SP. Conclusão: nos dias de viagem, quando planejamos ter uma tarde, uma noite e uma manhã para passear, passamos em aeroportos. Mas o melhor do desrespeito foi chegar em BsAs e não ter o tal transfer, ligar para o numero de lá e ninguem atender, até que alguém de lá disse para pegarmos um táxi e depois pedir reembolso… Mas depois de uns berros apareceu um transfer uns 40 min depois…

67 comentários

Eu já voei de Ocean Air e gostei muito, mas foi antes dessa crise toda, e fiquei sabendo que a Ocean Air comprou a Avianca.

Essa história da Karinissima e da Dani foram complicadas e de um desrespeito total, é bem o que disseram parece coisa que só acontece na tv mas pode acontecer conosco.

Eu viajei de carro mesmo e tinha me esquecido como é horrível em feriado, levei 4 horas para um percurso que levo 1:30h. Uma loucura!

Eu tinha passagens pela Varig tbm. Uns 5 dias antes, um funcionário da empresa me liga dizendo que meu vôo tinha sido transferido para a Gol.
Meu vôo pela Varig seria direto. O novo eu teria q sair do Galeão, pousar em Congonhas ( medo!!), de lá pegar um ônibus da Gol para Guarulhos, e só assim um vôo para Buenos Aires com escala em Curitiba. Eu ri da cara do atendente e pedi meu reembolso na hora. Adiei a viagem por 3 dias, avisei a empresa em que tinha alugado um apê, e comprei as passagens pela Aerolineas. Vôo direto, sem atrasos e sem problemas.

Karinissima, eu tenho um advogado pra te indicar: o Ernesto. 🙂
Você vai ficar rica e vai voar só de jatinho…. 🙂

Riq, obrigada por compartilhar a minha indignação…. Afinal somos tripulantes nas alegrias e também nas “tristezas” das viagens…. 🙂

Já voei de Ocean Air e fui bem atendido (por sorte ! já ouvi relatos de mal atendimento) era um Fokker 100 com mais espaço entre as poltronas . Eu acho que hoje em dia somos tratados como ” Mais um passageiro ” ou seja as empresas não se preocupam com os seus clientes e sim em faturar cada vez mais .

Ih então se preparem que lá vem a minha história do feriado…. Eu pensava, como muitos, que só acontecia na televisão, sabem bem né?

Comprei há quase dois meses pacote pra Buenos Aires voando Varig e há coisa de duas semanas antes do feriado, a Varig anuncia que está proibida de voar para Buenos. Quase morri do coração, mas contactei imediatamente a agência que me garantiu que todos estariam sendo realocados.

Pois bem! Tive que esperar até a véspera da viagem para ser comunicada de que fomos alocados NA IDA num vôo da TAM, quase o mesmo horário do da Varig. E a volta? Só saberíamos lá em Buenos…. OK OK

Chegamos 3 horas antes para embarcar no vôo da TAM que somente ao chegarmos no aeroporto, descobrimos que este vôo faria escala em Campinas e conexão em Curitiba. Bom, já estamos aqui vambora!

Aí vem a melhor parte: o avião, ou melhor, a manete sei lá das quantas do avião quebrou quando pousamos em Campinas; ficamos 2 horas parados dentro do avião aguardando a manutenção e suposta tentativa de conserto e claro, sem sucesso. Nos fizeram descer e nessas alturas, nossa conexão em Curitiba para Buenos Aires foi pro espaço!!!!

Depois de muita confusão no aeroporto de Viracopos, sem informação dos funcionários da TAM, gritaria por parte dos passageiros, a fome, o cansaço e o desgaste, nos levaram em um ônibus da TAM para um hotel próximo ao aeroporto. Isso já eram 1 da manhã!!!

Dormimos, ou melhor, cochilamos em Viracopos pois às 6 da manhã, um ônibus da TAM nos pegou no hotel para nos levar a Guarulhos!!!!!! Pois somente de lá, às 10:30 da manhã, sairia um vôo para Buenos Aires. Conclusão: chegada em Buenos as 5 da tarde do dia seguinte e um dia inteiro de pacote perdido….

A volta??? Sem passagem na mão, somente localizadores GOL que nos passaram por telefone. Madrugamos no aeroporto e nos deparamos com uma fila enooooooooooorme de pessoas que haviam dormido lá e estavam em situação igual ou pior do que a nossa, pois nem localizadores tinham. O jeito foi “dar uma furada na fila de leve”, aliás fila nem tinha, foi mesmo gritar um pouco mais alto para ser atendido, endossar as passagens VARIG para GOL e conseguir finalmente embarcar para o Rio de volta!

E os outros? Ninguém mais embarcou! Quem deu “sorte” (?!) teve que dormir em Florianópolis e só voltar no dia seguinte….

O que me resta? Juizado de pequenas causas? Contra a Varig? Tam? Gol? Agência? Vou atirar para todos os lados….

E tem mais: viajar com esta crise, nunca mais!!!

Kariníssima, imagino sua ira. Elas estão deitando e rolando.
A Gol por exemplo tirou a cozinha dos aviões para colocar poltronas…. 🙄

Um dia, se o pais se arrumar, teremos concorrência: Bem vindas Virigin, Lan Chile, Jet Blue, e outras que procuram servir bem seus passegeiros. Enquanto isto ficamos com estes desrespeitos, e outros muito mais graves, que foram fatais…

Ps… A Varig assumiu a divida dos terminais da “antiga” no exterior para poder voar. Já os funcionários aqui ficaram a ver navios…

Indeinzação para os que morrerram em acidentes: Nada!! Mas, as empresas já receberam os valores dos seguros, e por incrivel e imoral que seja, estão lucrando com estas mortes!!!

Bom, tem tudo a ver com os posts que o Rodrigo anda colocando ultimamente… desrespeito agora parece que virou moda para a maioria das companhias aéreas. 🙁
Agora, Kariníssima, tenho que te pedir desculpas… porque eu não consegui me controlar e ri no seu texto emp*t*c*do. Até soltando fogo pelas ventas vc é engraçada… 🙄

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.