Assunção

Assunção no Viaje na Viagem:

Paraguai: dicas de Assunção e arredores


Que moeda levar para 50 países
Não perca dinheiro no câmbio

Passagens mais baratas para Assunção no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Faça seu Seguro Viagem na Allianz Travel

Alugue carro em Assunção na Rentcars em até 12 vezes e sem IOF

Passeios e excursões em Assunção com a Viator

17 comentários

Como sou usuária assídua deste site, vim aqui dar a minha contribuição sobre Assunção.
Fui com o meu marido para Assunção de 26 a 29 de outubro de 2019, aproveitando uma promoção de milhas da Smiles.
Chegamos no aeroporto Silvio Pettirossi, que é bem pequeno e pedimos um uber para nosso hotel; o serviço tinha menos de 6 meses no país, na época, e ainda enfrentava problemas com os taxistas, mas conseguimos chamar sem grandes dificuldades. Cabe dizer que não há wi-fi gratuito do próprio aeroporto, precisamos encontrar um restaurante com rede aberta para conseguir chamar o uber.
Existe uma loja de câmbio no desembarque, logo após a imigração, a cotação é péssima, não troque dinheiro ali; existe uma outra loja no saguão do aeroporto com uma cotação melhor (trocamos um pouco do dinheiro ali, já que era sábado e não sabíamos se conseguiríamos encontrar casas de câmbio abertas).
O certificado internacional de vacina contra febre amarela foi solicitado tanto no embarque em Guarulhos quanto pela imigração em Assunção.
Ficamos hospedados no hotel Premier Hill (é um hotel ok) e a corrida do aeroporto até lá custou R$ 36, já considerando o iof.
É muito difícil se locomover pela cidade utilizando o transporte público, pois não existem pontos de ônibus sinalizados e o google não fornece informações de transporte público.
No primeiro dia, pedimos informação para o recepcionista do hotel e, com um pouco de custo para localizar um local em que os ônibus parassem, fomos de transporte público até o shopping Mariscal Lopez, onde existem várias casas de câmbio, tanto no entorno como dentro do shopping (as do shopping funcionam aos sábados e tem boas cotações). O ônibus custava menos de 2 reais, se não me engano era 2600 pesos, mas depende do ônibus; se tiver ar-condicionado custa mais caro. Aliás, os ônibus do transporte público são um episódio a parte,
Recomendo o supermercado Real, que fica relativamente próximo ao Mariscal (não recomendo o mercado El País, vendem produtos de padaria mofados).
O calor no Paraguai nessa época do ano beira o insuportável (mais de 40°C depois das 17h), então ar-condicionado é imprescindível.
No domingo e na segunda passeamos pelo centro da cidade (fomos a pé), onde visitamos o Panteón Nacional de los Heroes (funciona como uma igreja e é bem pequeno), o letreiro de Assunção (impossível não ir até lá e não tirar uma foto), a Casa da Independência, o Museu do Cabildo (interessante, mas com poucas obras expostas e fica praticamente dentro de uma favela, porém é bem policiado e os policiais são simpáticos), tiramos foto em frente ao Palácio del Gobierno (não é possível entrar) e também visitamos o Centro Cultural de la Ciudad (recomendo, é muito bonito).
Todas estas atrações tem entrada gratuita.
Não entramos no Museo de la Estación Central del Ferrocarril, pois é entrada é paga e nos pareceu muito mal preservado.
Em uma de nossas refeições, fomos ao Restaurante Bolsi, recomendo o local, comida típica e bem saborosa (o suco de pêssego é divino!). Também jantamos em um restaurante coreano chamado Maru 79, pedimos o churrasco coreano (que é feito na mesa! E sim, você sai cheirando churrasco por todos os poros) e gostamos bastante da experiência (com uma garrafa de soju e churrasco para 2, a conta ficou em cerca de 100 reais).
Na terça pela manhã pegamos um ônibus na rodoviária para Ciudad del Este para Foz do Iguaçu; fomos de uber do hotel até lá e gastamos cerca de 18 reais, com o iof. A passagem até Ciudad custou aproximadamente 47 reais e a viagem durou 6:30h, o ônibus (que tem ar-condicionado e banheiro) para pelo caminho todo, com pessoas entrando para vender comidas e objetos. É quase uma viagem no tempo.
De Ciudad pegamos o ônibus para Foz… Esse ônibus fica parado esperando lotar para seguir para Foz, ficamos quase uma hora parados no calor, não recomendo a experiência. Existe um ônibus que vai direto de Assunção para Foz, mas tem apenas 2 horários por dia, um perto da meia noite e outro às 7 da manhã, se me lembro bem. Depois dessa epopéia, creio que vale a pena acordar cedo e pegar este ônibus.
Bom, este é meu relato de viagem. Achei interessante conhecer a capital deste país, porém não é um passeio exatamente turístico. Eu não exatamente recomendo, mas também não desencorajo quem queira ir. Temos que conhecer o mundo com nossos próprios olhos e ter nossas opiniões.

    Gostaria de fazer um adendo: a moeda do país é o Guarani (me confundi) e, na época,1 real equivalia a 1500 guaranis na melhor cotação das casas de câmbio.

Preciso de um guia local pra fazer um city tur para grupo de 44 pessoas . Algum sabe o wats de algum guia em Asuncíon?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.