Gramado

  • 0
Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Onde comer em Gramado e Canela

Na Serra Gaúcha, o encontro da mesa generosa do café colonial dos imigrantes com a tradição do espeto corrido dos gaúchos resultaram numa cultura gastronômica de fartura, em que o sistema de rodízio foi levado a especialidades como fondue e cozinha italiana. Se não prestar atenção, você vai acabar comendo muito -- e não necessariamente comendo bem. O segredo é equilibrar gordices com refeições mais equilibradas. Aí vai uma pequena lista para facilitar a sua programação gastronômica.

Fondue

Onde comer em Gramado: Maison de la Fondue

Maison de la Fondue

Apesar de ter sido povoada por imigrantes alemães e italianos, Gramado se tornou a Suíça brasileira. E nenhuma viagem a nenhuma Suíça estará completa sem experimentar uma fondue. (Sim, a palavra é do gênero feminino.) A experiência é oferecida em inúmeros restaurantes das duas cidades. A refeição é sempre servida em três etapas. Na primeira rodada, fondue de queijo: uma cumbuca de queijo derretido vem à mesa, posta sobre um réchaud, e acompanhada por nacos de pão, batatinhas e... goiabada (toque brazuca). Você mergulha o pão, a batatinha ou a goiabada no queijo. No segundo round é a vez da fondue de carne. Uma travessa com diferentes tipos de carnes (de boi, de frango, de porco) cortadas em cubinhos vem acompanhada por quase uma dúzia de cumbuquinhas com molhos (doces, salgados, picantes, cremosos) e uma panela com óleo, posta sobre um réchaud. Agora você espeta a carne da sua preferência, doura na panela até o ponto desejado e depois mergulha no molho que achar que combina. O terceiro turno fica por conta da fondue de chocolate: uma cumbuca de chocolate derretido (aquecida no réchaud, como as outras) vem acompanhada de frutas cortadinhas (morango, banana, abacaxi...) para o gran finale.

Os preços variam bastante; os restaurantes mais baratos são os que anunciam o preço na vitrine. Perguntei a uma porto-alegrense que mora em Gramado se havia muita diferença de qualidade entre os mais caros e os mais baratos, ela me deu uma resposta surpreendente: "não muita. A diferença maior está no ambiente. Os mais caros são mais silenciosos, charmosos e românticos; recebem casais e famílias comportadas. Os mais baratos são mais barulhentos, recebem grupos e turmas de amigos". A minha experiência (muito boa) foi num restaurante de preço intermediário, a Maison de la Fondue (Borges de Medeiros, 2311, Gramado, tel. 54/3295-1787), que fica na curva da Borges de Medeiros. Dos lugares especializados em fondue, o Le Petit Clos (Demétrio Pereira dos Santos, 599, Gramado, tel. 54/3286-1936) deve ser o que tem ambiente mais romântico. Para uma conta menos dolorosa, considere o La Gruyère (João Petry, 74, Gramado, tel. 54/3295-1789) ou um dos dois endereços do Carlitos (Hortênsias, 1040, Gramado, tel. 54/3286-4523 e São Pedro, 462, Gramado, tel. 54/3286-4656).

Voltar | Menu

Galeto

Onde comer em Gramado: Casa di Paolo

Casa di Paolo

Se a fondue é um gênero importado, o galeto é autóctone: é a transposição, para o ambiente de restaurante, dos almoços de domingo na colônia italiana. É a única refeição gaúcha em que a carne vermelha não tem primazia. O ritual começa com uma sopa de cappeletti (o que paulistanos conhecem como capelletti in brodo). Depois são trazidos à mesa, de uma vez só, galeto assado em pedaços e seus acompanhamentos: salada de radicci (almeirão) com crocante de bacon, polenta (frita ou brustolada -- assada na chapa), spaghetti, tortéi (ravioli de abóbora) e salada de batata com maionese. Se qualquer um dos itens acabar, é só acenar para o garçom, que ele repõe. Em lugares mas bastantões podem ficar passando com outras massas (gnocchi -- inhoque, em gauchês --, lasanha...). Haverá um buffet de sobremesas; saiba que a sobremesa oficial da Serra é o sagu com creme.

O galeto mais tradicional de Gramado é o Nonno Mio (Borges de Medeiros, 2070, Gramado, tel. 54/3286-1252), que não faz o gênero bastantão e serve também à la carte. O mais sofisticado é a Casa di Paolo (Garibaldi, 23, Gramado, tel. 54/3286-5080), onde as massas do rozídio podem ser pedidas com opção de seis molhos.

Voltar | Menu

À la carte

Onde comer em Gramado: Pastasciutta

Pastasciutta

Para comida italiana fora do sistema de galeto, a Cantina Pastasciutta (Borges de Medeiros, 2083, Gramado, tel. 54/3286-2131) é uma ótima escolha: massas al dente e uma boa mesa de antipasti.

O mais original restaurante de carnes da cidade é o La Cacería (Borges de Medeiros, 3166, Gramado, tel. 54/3295-7575), no hotel Casa da Montanha, especializado em carnes de caça (paca, javali, faisão, perdiz...).

Quer saborerar também a vista? Jante -- ou melhor ainda: almoce -- no Bouquet Garni (Leopoldo Rosenfeld, 986, Gramado, tel. 54/3295-1666), debruçado no Lago Joaquina Rita Bier.

Para um jantar charmoso sem estourar o orçamento, reserve o Josephina Café (Pedro Benetti, 22, Gramado, tel. 54/3286-9778) -- a especialidade da casa é o risoto.

San Tao

San Tao

Onde comer em Canela: Galangal

Galangal

No capítulo Oriente, o San Tao (Garibaldi, 63, Gramado, tel. 54/3286-9625) é um japa-barra-asiático moderninho (espere bastante cream cheese em tudo). Em Canela, o Galangal (Osvaldo Aranha, 321, Canela, tel. 54/3282-8205) promete comida thai (minha experiência: evite os pad thais; eles fritam o macarrão).

O restaurante mais carismático das duas cidades é o Magnólia CineGastrôBar (Dona Carlinda, 255, Canela, tel. 54/3278-0102), que ocupa uma mansão em Canela. Os ambientes têm decoração anos 50/60 e há um cinema de sofás (com sessões durante a semana e vídeos de música no fim de semana).

Ainda em Canela, o Cannelé Bistrot (Danton Corrêa da Silva, 307, Canela, tel. 54/3278-1499) é um francês que trata pratos clássicos com leveza.

Onde comer em Gramado: Le Sens

Le Sens

No hotel Modevie, o restaurante voltou a ser o Le Sens (Augusto Zatti, 160, Gramado, tel. 54/3295-1075), com gastronomia contemporânea (você pode optar pelo menu-degustação). Preços paulistanos.

Fecho a lista dois restaurantes mais estrelados da cidade -- escolhas seguras (e caras) para uma noite romântica ou de comemoração: o suíço La Belle du Valais (Hortênsias, 1432, Gramado, tel. 54/3286-1744) e o francês La Table d'Or (Carrieri, 525, Gramado, tel. 54/3286-6263).

Voltar | Menu

Café colonial

Eis uma tradição praticamente perdida: o que era o típico café alemão se tornou uma experiência meramente pantagruélica. Quem serve mais itens? Quando oitenta tipos de comida vêm à sua mesa, é como se você estivesse sentado no buffet -- e misturando comida de café da manhã, almoço, lanche e jantar numa refeição só. O café colonial pioneiro da cidade é hoje o maior de todos, com dois mega-salões na avenida das Hortênsias -- o Bela Vista (Hortênsias, 3500, Gramado, tel. 54/3286-2097 e Hortênsias, 4665, Gramado, tel. 54/3286-1608).

Caso você queira ter uma idéia de como era o café colonial antigamente, vá ao café da Familia Ramm (Estrada Campestre do Tigre, Gramado, tel. 54/9121-1983),que ainda fica na colônia e serve delícias da Oma (vovó, em alemão) feitas em casa. Mas não funciona todos os dias: se estiver de carro, ligue para reservar; ou então, vá com o passeio de agroturismo O Quatrilho, que sai da Praça das Etnias (compre lá).

Voltar | Menu

Churrasco

Onde comer em Gramado: El Cordero

El Cordero

Por causa da concorrência com os galetos, as churrascarias-rodízio (espeto corrido, em gauchês) na Serra são menos comuns do que o esperado. Uma delas combina churrasco com espetáculo folclórico: a Garfo e Bombacha (RS 466, km 2, Canela, tel. 54/3278-3077), na estrada do Caracol. No almoço o rodízio é complementado por uma mesa de pratos típicos gaúchos, mas o forte da casa é o jantar, por um show de tradições gaúchas. Para programar sua ida, consulte a agenda de shows da casa.

Uma novidade no front dos rodízios é El Cordero (Borges de Medeiros, 3017, Gramado, tel. 54/3286-1115), com ênfase em carne de cordeiro, mas também com cortes de boi, porco e frango.

Para carnes à la carte, vá à parilla uruguaia Las Leñas (Bela Vista, 55, Gramado, tel. 54/3286-5967).

Buffet

Bêrga Motta

Bêrga Motta

No quesito buffets de almoço, a região tem pelo menos dois altamente recomendáveis. O primeiro é o italiano tradicional caseiro Cantina 28 (Jacob Adami, 28, Canela, tel. 54/3282-0628), na entrada de Canela. Você se serve diretamente no fogão a lenha; o melhor é combinar a incrível polenta cremosa com carnes ensopadas. O preço é camarada; abre só para almoço (fora de temporada, fecha 2ª e 3ª).

O outro buffet de responsa é o do Bêrga Motta (Vale do Quilombo, Linha 28, Canela, tel. 54/9629-8765), aberto apenas nos fins de semana e feriados no Ecoparque Sperry. O fogão de lenha também é protagonista; os pratos levam jeito de roça (ou colônia) mas são feitos com leveza e ingredientes orgânicos sempre que possível.

Os quilos convencionais se concentram na rua São Pedro, a paralela do trecho central da Borges de Medeiros. Funcionam na hora do almoço.

Voltar | Menu

Lanchonetes

Skillo

Skillo

Se é a sua primeira vez no Rio Grande, não pode voltar para casa sem provar um xis à moda gaúcha. Uma lancheria totlmente sulista é a Skillo Lanches (Borges de Medeiros, 3036, Gramado, tel. 54/3286 4840; Júlio de Castilhos, 542, Canela, tel. 54/3282 7016), com casas nas duas cidades. Peça um xis-coração, feito com coraçõezinhos de frango picados, que é a maior iguaria do fast-food gaúcho.

Caso você não abra mão dos hamburgers gourmetizados que estão na moda, dirija-se a uma das duas filiais da Hamburgueria Me Gusta (Julio de Castilhos, 668, tel. 54/3282-0658, Canela, e Leopoldo Rosenfeld, 1054, tel. 54/3295-1808, Gramado).

Voltar | Menu

23 comentários

Dani S.
Dani S.PermalinkResponder

Na seção comida a quilo (que ninguém agüenta bufê todo dia), tem uma recomendação que eu achei aqui nos comentários de alguém: o restaurante Dile Valduga, na Borges de Medeiros, na frente da igreja de pedra em Canela. Tem carne de caça, massas gostosas, e a melhor batata doce assada que já comi na vida (acho que eles roubam e colocam um pouco de açúcar mascavo, mas é deliciosa). Comida variada e saborosa, e com algum requinte. Gostamos muito (e repetimos) e uns amigos que foram agora em julho também aprovaram.

Fernando Pinheiro

Acompanho mto suas dicas e no geral são perfeitas.
Apenas como comentário estive em Gramado 26 a 30 de junho e a opção que não foi nada satisfatória foi o Las Lennas.
Antes confirmei como chegar no meu hotel e o comentário foi ...”é ela vivia cheia qdo abriu” !!!
Não deu outra, atendimento disperso, carne dura, sobremesa sem graça, casa completamente vazia (19:30 às 21:10) no geral bem fraquinho.
Fica a dica !!!

Evellyn Mascarenhas andré

O que mais gostamos em gramado, sem dúvidas, foi o Per Voi. Pegamos a sequencia de massas e galetos que, por um preço fixo, servia salada verde, essa salada de batata com maionese, sopa de capeletti, 3 tipos de galetto e 3 de massa, mais sobremesa. Comemoramos o aniversário do meu marido lá e foi excelente! Atendimento impecável e comida idem. Recomendo muitíssimo!

Patricia miranda

Um restaurante imperdível em gramado é o Sabor Rural, perfeito pra ir com as crianças, fica num sítio com um lago e animais da fazenda, decoração colonial e com uma comida fantástica!

Simone
SimonePermalinkResponder

Acabei de chegar de Gramado, e indico, os seguintes restaurantes - pra quem quer pagar um pouco menos:
Mamma Pasta (Galeria ao lado o Palácio dos Festivais).
Tem um Risoto de Fungui e Qj Brie e uma Caipiroska de Morango Maravilhosos.
Mamma Mia - Rodízio Galetos
Borbulhas - Parrilla Uruguaia
Cantina Do Capo - Massas
Pizzaria Cara de Mau + R$70 Rodízio
Alecrim Santo - Quilo R$49 ou Livre com Sobremesa R$40
A Casa da Velha Bruxa - Sobremesas
Bistro Brasiliense (Canela) - Sobremesa
Me Gusta - Hamburgueria Artesanal

Carol Barros
Carol BarrosPermalinkResponder

Simone, 70 reais o rodizio de pizza???
Achei os ói da cara eheheheh

Pablo
PabloPermalinkResponder

Concordo! Essas pizzas devem ser de lagosta com caviar! No carioca Fazendola, em plena Ipanema, custa 24,90 todos os dias e é bem gostoso...Cara de Mau fica o cliente ao receber a conta.

Angela
AngelaPermalinkResponder

Ótima dica! Estive com minha família no Per Voi e achamos excelente, atendimento impecável e comida excelente! Também recomendo!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Simone voltei aqui p te agradecer - graças à sua dica almocei com o meu Rick e o meu pequeno de 2 anos e meio (mascote do VnV 10 anos rs) no Alecrim Santo dia 26 de Dezembro e fomos muito bem atendidos - meu filho chegou dormindo e arrumaram uma mesa c sofá p ele dormir enquanto comíamos - ele acordou e comeu super bem depois - passamos 2 horas lá sem ser incomodados - destaque p a panqueca de chocolate rs

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Dani S. A dica do Dile Valduga salvou o almoço do meu pequeno após subirmos no teleférico p ver a cascata do Caracol - a batata doce é de comer com os olhos mesmo. Muito obrigada!

Cristina
CristinaPermalinkResponder

Trips e comandante, adoramos a Cantina Pastaciutta que tem um prato kids digno de gente grande (atenção quem for com crianças pequenas - para o meu de dois anos e meio sobrou metade). O Nonno Mio tem serviço de transfer (o da Cantina quebrou no dia que fomos lá mas o estacionamento do restaurante na rua de trás atendeu). Gostamos dos dois. Reforço indicações que já agradeci aqui de dois restaurantes a quilo (meu filho prefere pq escolhe rs) - Dile Valduga a frente da Catedral de Pedra de Canela e o Alecrim Santo na Av. das hortênsias próximo a Igreja do relógio. P fondue, o Chateau de la Fondue, único que não pegamos dica aqui mas de uma amiga gaúcha, tem preço intermediário e tem estacionamento - colado a ele e próximo à praça das Etnias o que no Natal Luz eh extremamente recomendado. Só tivemos uma roubada - ambiente escuro e carne dura - Sierra Grill onde conseguimos parar de carro - tentamos o vale quanto pesa mas não tinha onde parar. E ah, Comemos tanto que optamos por deixar o café colonial para outra vez pq não caberia rs

bianca
biancaPermalinkResponder

Conheci no fim do ano a Cantina di Capo restaurante italiano excelente!Sempre faço uma visita ao Josephina que virou minha parada obrigatória!

Leandro
LeandroPermalinkResponder

Faltou o Empório Canela, a livraria gastronômica que fica perto da Catedral de Pedra.
Pratos excelentes (preço um pouco mais alto que os "bastantões" sulistas.
Sempre que vou à Serra, faço uma refeição lá.

Simone
SimonePermalinkResponder

Com certeza Empório Canela!! Maravilhoso!! Entrada com torradas e cogumelos e pratos com carnes maravilhosos! Além da cerveja gelada!
Imperdível!!

Fernando
FernandoPermalinkResponder

Nono mio e Bergamota peguei em seu post, fiquei super feliz. Agora Garfo e Bombacha, pode ser que algum dia foi bom mas agora, meu Deus, 150 para um rodízio sem graca, qualquer cidade tem 39,90 melhor, a costela atração principal dura. Não recomendo. Mil vezes o zelao que não é barato 90,00, mas as carnes são de excelente quantidade embora pelo preço poderia ter mais variedade

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Fernando! A recomendação da Garfo & Bombacha é pelo espetáculo, para quem está interessado em folclore gaúcho.

DANIELLA ELLERO MARQUEZINI

Já fui 3 vezes para Gramado, a última em 2015. Alguns lugares que gostei foram o Fondue Carlito's, um dos mais baratos, para pizza à la carte (uma das melhores que já comi e atendimento perfeito) o Fornace di Luigi, rodízio de massas e grelhados Cantina Tagliarini, rodízio de sopas Casa Di Pietro (um pouco caro mas deliciosa sopa de brócolis e de pinhão). Os dois últimos são em frente à Igreja do centro. Pensando em voltar este ano.

sandro
sandroPermalinkResponder

el cordeiro......pra quem gosta de carne .....apavora

Augusto
AugustoPermalinkResponder

Pra quem gosta de cerveja, acredito que a melhor opção é o Taverna MF. A casa conta com 73 tipos de cerveja artesanais, a maioria própria. Além disso tem várias opções de petiscos. Pedimos o hambúrguer e estava muito bom! A localização é ótima, bem perto da Av Borges de Medeiros, quem estiver hospedado no Modevie, Casa da montanha, Petit casa da montanha, etc... pode ir a pé facilmente.

Nelson
NelsonPermalinkResponder

Muito legal o passeio, ficou o sentimento de quero voltar, sua dicas foram muito úteis, fica a dica Hotel Azaléia atendimento impecável, Lidiane, Ingo e Wilmar se destacam na cortesia e carinho que dispensam com,os hóspedes.

Renata
RenataPermalinkResponder

Fui em abril e passei vários dias em frente ao Cantina 28 e estava fechado
Parecia até abandonado
Vários dias e horários diferentes

Edilaine Franco Da Silva

Eu tb qdo fui fiquei no Hotel Azaleia, gostamos muito, os bolos que tem no café da manhã, todos feitos pela proprietária, são maravilhosos e o suco de orvalha colhida no próprio hotel, um

Adriana
AdrianaPermalinkResponder

atualizacao: não existe mais a churrascaria lãs lenas em gramado ?. Estamos aqui e o local virou um stand de vendas de apartamentos ??
Viemos então para a churrascaria chama de fogo, maravilhosaaaa!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia offline! Vamos continuar aprovando comentários, mas a Bóia só volta a responder perguntas que forem feitas depois de 10 de abril de 2017. Obrigado pela compreensão.
Cancelar