Lençóis Maranhenses

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

Lençóis Maranhenses: como chegar | Roteiros

Veja nesta página:

Chegando de avião

Por São Luís

O aeroporto mais conveniente para chegar aos Lençóis Maranhenses é o de São Luís. Fica a 240 km de Santo Amaro, 260 km de Barreirinhas e 260 km + 1 hora de barco de Atins.

São Luís recebe vôos diretos de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Fortaleza, Imperatriz, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Teresina. Saindo de outras cidades, você deverá fazer conexão em Brasília, São Paulo ou Campinas.

Por Parnaíba

Outro aeroporto a considerar -- sobretudo se você estiver combinando Lençóis Maranhenses com Delta do Parnaíba -- é o de Parnaíba, no Piauí. Está a 185 km de Barreirinhas, 185 km + 1 hora de barco de Atins e 280 km de Santo Amaro. Recebe apenas um vôo direto por semana, todos os sábados, vindo de Campinas.

Voltar | Topo

Lençóis Maranhenses de carro

Lençóis Maranhenses como chegar: de carro

Você pode chegar de carro comum a duas bases dos Lençóis Maranhenses: Santo Amaro e Barreirinhas.

Estar de carro na região permite que você faça seus deslocamentos nos horários que quiser, sem depender de outro transporte. Mas você não poderá entrar com seu carro (comum ou 4x4) na área do parque nacional, que é reservada a veículos credenciados pelo ICMBio.

Já é possível também seguir de carro comum ao Delta do Parnaíba e a Jijoca, porta de acesso a Jericoacoara. Veja os detalhes:

De carro a Santo Amaro

Lençóis Maranhenses como chegar: estacionamento em Santo Amaro

Estacionamento em Santo Amaro

A estrada de Santo Amaro foi asfaltada em 2018 e termina um pouco antes da entrada da cidade. Ali todos os carros de visitantes, sejam comuns ou 4x4, precisam ser deixados no estacionamento municipal. Seu carro vai ficar parado ali durante a sua permanência na cidade. Em junho/2019, o estacionamento ainda era gratuito (mas se falava que talvez a prefeitura passasse a cobrar).

Do estacionamento à sua pousada você vai precisar de um trânsfer em Hilux adaptadas como jardineira. O trânsfer privativo custa R$ 50. O trânsfer compartilhado com outros passageiros sai R$ 10 por pessoa, para grupos de 5 pessoas ou mais.

Santo Amaro está a 240 km de São Luís (3h30 a 4h de viagem) e 100 km de Barreirinhas (2h de viagem).

De carro a Barreirinhas

Há asfalto entre São Luís e Barreirinhas desde 2003. Os carros de visitantes circulam livremente pela cidade, mas não podem fazer a travessia do rio Preguiças em direção ao parque nacional.

Estar de carro também permite que você siga ao Delta do Parnaíba e Jericoacoara sem depender de ônibus ou trânsfer.

Caso você vá passar uns dias em Atins, pode deixar seu carro num estacionamento. A diária do estacionamento da pousada Atairu custa R$ 20 por dia para não-hóspedes (tel. 98 98229-4115).

Barreirinhas está a 260 km de São Luís (4h de viagem), 100 km de Santo Amaro (2h de viagem), 185 km de Parnaíba (3h15 de viagem), 245 km de Barra Grande do Piauí (4h de viagem) e 370 km de Jijoca (6h15 de viagem).

Carro no parque nacional? Só credenciado

Lençóis Maranhenses: veículos credenciados no parque nacional

Mesmo que o seu carro seja 4x4, não poderá entrar no parque nacional. Apenas veículos credenciados pelo ICMBio podem trafegar pelo parque, e ainda assim, somente nas áreas permitidas. A fiscalização é constante e as penas são apreensão do veículo e multa de R$ 5 mil.

Em Santo Amaro há uma segunda restrição: apenas operadores de Santo Amaro podem entrar no parque (existe um posto de identificação). Isso significa que operadores de Barreirinhas só podem ir até a entrada da cidade. O resto do passeio precisa ser feito por operadores de Santo Amaro.

De carro de/para Delta do Parnaíba e Jericoacoara

Já é possível fazer toda a chamada Rota das Emoções (Lençóis Maranhenses + Delta do Parnaíba + Jericacoacoara) de carro comum. Há asfalto nos 650 km do caminho entre São Luís e Jijoca (porta de acesso a Jericoacoara).

Lençóis Maranhenses como chegar

Trecho da estrada Barreirinhas-Paulino Neves

Em junho de 2019, porém, o estado do asfalto estava crítico em vários pontos. A estrada Barreirinhas-Paulino Neves, recém-asfaltada (foi inaugurada oficialmente em janeiro de 2019!) já está careada de buracos e totalmente desencampada em dois pontos. A partir da fronteira Piauí-Ceará a coisa desanda: entre Camocim e Jijoca você vai rodar em ziguezague escolhendo os buracos menos fundos para passar por cima.

Lençóis Maranhenses: lojas Localiza em Jericoacoara

Lojas Localiza no aeroporto de Cruz e centro de Jijoca

A abertura de lojas da Localiza Hertz em Jijoca (uma no aeroporto, outra no centrinho, ao lado do Estacionamento Central) permite que se faça a Rota das Emoções alugando o carro numa ponta (São Luís ou Jericoacoara) e devolvendo na outra. Sempre lembrando que há uma taxa de R$ 1,20 por km de distância entre as duas bases. A sobretaxa neste trecho seria de pelo menos R$ 650. Mas se você comparar o preço total do aluguel (a tarifa semanal costuma ser interessante), já com sobretaxa de devolução, com o preço de fazer todos os trechos em trânsfers privativos, vai ver que o aluguel de carro vai sair mais barato.

Mas é claro que, fazendo toda a rota em transporte regular ou trânsfer compartilhado, vai sair bem mais em conta. (Veja mais abaixo.)

Pesquise as melhores tarifas promocionais para alugar seu carro em São Luís ou em Jericoacoara com o nosso parceiro Rentcars.

Voltar | Topo

Escolha suas bases

Lençóis Maranhenses do alto

Santo Amaro, Barreirinhas ou Atins?

Não é preciso bater ponto em todas as bases dos Lençóis Maranhenses. Basta encontrar uma lagoa cheia num dia ensolarado e a viagem já vai ter valido. Mas se quer ver mais lagoas, com menos sacrifício, minnha recomendação é incluir Santo Amaro no seu roteiro (com hospedagem).

Veja as vantagens e desvantagens de montar base em Santo Amaro, Barreirinhas e Atins:

Santo Amaro, o filé dos Lençóis

Lençóis Maranhenses: como chegar a Santo Amaro

Lagoa das Andorinhas, Santo Amaro

Santo Amaro: vantagens

Está ao lado do parque. De carro, em menos de 10 minutos você já está nas lagoas. Caminhando (com guia), em 45 minutos você já chega a uma lagoa.

Dá acesso a mais lagoas do que qualquer outra base nos Lençóis. E suas lagoas são as que duram mais nos Lençóis: em alguns anos, chegam a outubro com bom volume.

Perfeito para quem tem dificuldade de locomoção. Os carros chegam muito perto das lagoas.

Perfeito para quem quer caminhar. O passeio das Emendadas inclui 4 horas de caminhada por lagoas desertas (com muitas paradas para contemplação e banho).

O circuito de Betânia inclui parada para almoço num dos oásis (micropovoados) dentro do parque.

Santo Amaro: desvantagens

Pouca oferta de hospedagem. E, na média, ainda mais simples do que em Barreirinhas.

Menor oferta de transporte de/para São Luís com relação a Barreirinhas.

Os carros estacionam muito perto das lagoas, estragando a paisagem.

As lagoas mais próximas estão virando praias, com cadeirinhas e guarda-sóis trazidos pelos carros de turismo.

Veja Onde ficar em Santo Amaro e O que fazer em Santo Amaro.

Barreirinhas, a capital dos Lençóis

Lençóis Maranhenses: como chegar a Barreirinhas

Lagoa Bonita, Barreirinhas

Barreirinhas: vantagens

Tem a melhor estrutura: mais pousadas, transportes mais freqüentes de/para São Luís.

Oferece diversidade de passeios: além das lagoas, há passeios pelo Rio Preguiças, flutuação no rio Formiga, circuito de quadriciclo aos Pequenos Lençóis e sobrevôo do parque nacional.

É ponto de acesso/passagem a Atins, Delta do Parnaíba e Jericoacoara.

O circuito da Lagoa Bonita, quando feito no início da temporada (até fim de julho), é uma das experiências top dos Lençóis.

Barreirinhas: desvantagens

A hospedagem, na média, é bastante básica e sem charme.

Os passeios às lagoas são um pouco cansativos: levam mais de 1 hora para atravessar o rio e chegar às dunas (50 minutos chacoalhando em trilhas de areia).

O circuito Lagoa Bonita pode secar cedo em alguns anos, restando apenas o da Lagoa Azul até o fim da temporada.

Veja Onde ficar em Barreirinhas e O que fazer em Barreirinhas.

Atins, para andarilhos e kitesurfistas

Lençóis Maranhenses: como chegar a Atins

Lagoa Três Marias, Atins

Atins: vantagens

É o vilarejo mais rústico entre as três bases. Suas ruas são de areia.

Além das lagoas, tem o kitesurf (a temporada vai de agosto a janeiro).

Tem as pousadas mais charmosas dos Lençóis (graças ao kitesurf).

É o ponto de partida para as travessias a pé do parque, com destino a Santo Amaro.

Tem o camarão da Luzia, uma iguaria que você só encontra aqui.

Atins: desvantagens

É o vilarejo mais rústico entre as três bases. Suas ruas são de areia.

O acesso é mais complicado, porque envolve 1 hora de voadeira pelo rio.

São raras as pousadas com ar condicionado.

As lagoas mais próximas costumam secar rápido, no fim de agosto.

Veja Onde ficar em Atins e O que fazer em Atins.

Voltar | Topo

Roteiros sugeridos para os Lençóis Maranhenses

Lençóis Maranhenses roteiros sugeridos

2 a 3 noites nos Lençóis Maranhenses

Com pouco tempo nos Lençóis, não invente. Escolha uma base e aproveite os passeios dessa base.

  • Escolha Santo Amaro se o seu foco for ver lagoas, lagoas e mais lagoas -- veja como chegar
  • Escolha Barreirinhas se também quiser fazer passeio de rio e/ou quadriclo e/ou sobrevôo do parque -- veja como chegar
  • Escolha Atins se procurar rusticidade e distância das multidões (mas, vindo de São Luís, só vale a pena se ficar três noites) -- veja como chegar

4 noites nos Lençóis Maranhenses

Com 4 noites, já dá para combinar Santo Amaro (lagoas) com Barreirinhas (lagoas e outros passeios).

De carro

  • De carro, comece por Barreirinhas. Fique 2 noites em Barreirinhas.
  • Na primeira tarde, faça o passeio à Lagoa Bonita ou o sobrevôo dos Lençóis.
  • No segundo dia, faça o passeio do Rio Preguiças.
  • No terceiro dia, saia de manhã para Santo Amaro. Fique 2 noites em Santo Amaro.
  • De tarde você pode fazer o circuito das lagoas mais próximas.
  • No último dia, escolha entre o circuito de Betânia (todo de carro) ou das Emendadas (com 3 horas de caminhada entre lagoas desertas).

De van

  • De van, para aproveitar melhor os horários, comece por Santo Amaro. Fique 2 noites em Santo Amaro.
  • Saia de São Luís numa van pela manhã. De tarde você pode fazer o circuito das lagoas mais próximas.
  • No segundo dia, escolha entre o circuito de Betânia (todo de carro) ou das Emendadas (com 3 horas de caminhada entre lagoas desertas).
  • No terceiro dia, saia numa van de manhã para Barreirinhas. Fique 2 noites em Barreirinhas.
  • De tarde, faça o passeio à Lagoa Bonita ou o sobrevôo dos Lençóis.
  • No último dia, faça o passeio do Rio Preguiças.

7 noites nos Lençóis Maranhenses

Com 7 noites, você pode fazer o circuito completo: Santo Amaro (lagoas), Barreirinhas (lagoas e outros passeios) Atins (rusticidade e kitesurf).

  • Vá de São Luís a Santo Amaro de carro ou van. Fique 3 noites em Santo Amaro.
  • Na primeira tarde, faça o passeio a lagoas próximas.
  • No segundo e terceiro dias, faça o circuito de Betânia (todo de carro) e o das Emendadas (que requer 3 horas de caminhada entre as lagoas)
  • Prossiga de Santo Amaro a Barreirinhas de carro ou van. Fique 1 noite em Barreirinhas.
  • De tarde, faça o sobrevôo dos Lençóis.
  • No dia seguinte, vá a Atins usando o passeio pelo Rio Preguiças (negociando para ser deixado em Atins). Fique 3 noites em Atins.
  • No segundo dia e terceiro dias em Atins, faça circuitos diferentes de lagoas.
  • Numa das noites (a que não tiver lua), faça o passeio para ver os plânctons luminescentes.
  • Volte a Barreirinhas de voadeira, e siga a São Luís de carro ou van.

Lençóis Maranhenses com travessia a pé do parque

Para a travessia você precisa de pelo menos 4 noites. Vai dormir a primeira noite em Atins, duas noites nos oásis de Baixa Grande e Queimada dos Britos, e uma quarta noite em Santo Amaro.

  • Vá de São Luís a Barreirinhas de van e chegue antes do meio dia, para seguir para Atins de voadeira.
  • Volte de Santo Amaro a São Luís de van.
Como é a travessia a pé Atins-Santo Amaro

Lençóis Maranhenses travessia

As travessias a pé são a única maneira de visitar o coração do parque nacional, onde não é permitido circular de carro. De lambuja, você tem a experiência de passar duas noites em 'oásis' (como são chamados os povoados estabelecidos em zonas de lagoas e vegetação permananentes), convivendo com o povo do lugar, dormindo em rede e comendo comida caseira do sertão.

As caminhadas são feitas no sentido Atins-Santo Amaro, para andar a favor do vento e do sol. As caminhadas são feitas de madrugada e de manhã cedo, para que não seja necessário andar sob o sol a pino. Negocie com seu guia para não sair muito de madrugada, senão você vai passar pela maioria das lagoas ainda apagadas. Vale a pena sofrer um pouquinho mais debaixo do sol, saindo perto do alvorecer, e ver mais lagoas brilhando.

No roteiro 'hard', você pernoita no Canto do Atins e sai de madrugada (antes das 4h) para uma caminhada de 7 a 8 horas até o oásis de Baixa Grande. O segundo dia é mais tranqüilo, com uma caminhada de 2 a 3 horas entre os oásis de Baixa Grande e Queimada dos Britos. O terceiro dia também requer saída de madrugada para uma última caminhada de 8 horas até Santo Amaro.

Na versão 'light', você corta caminho de carro nos trechos em que isso é permitido, no início e no fim da travessia. Você sai de Atins e roda 1 hora de jipe, Toyota ou quadriciclo até o Bonzinho ou Caiçara, de onde a caminhada até o oásis de Baixa Grande leva menos de 3 horas. O segundo dia é igual ao do outro roteiro, com uma caminhada de 2 a 3 horas entre os oásis de Baixa Grande e Queimada dos Britos. No terceiro dia, você acorda antes das 4 da madrugada para caminhar 6 horas até a Lagoa da Andorinha, perto de Santo Amaro, de onde continua de jipe, Toyota ou quadriciclo até Santo Amaro (20 minutos).

Travessia dos Lençóis Maranhenses: hospedagem

A diária do guia custa entre R$ 250 e R$ 300 (a travessia custa 3 diárias), divididos entre até 4 passageiros. A dormida em rede nos oásis (com café da manhã, almoço e jantar) custa a partir de R$ 120 por pessoa, por dia. Quem adicionar os trechos de carro do primeiro e do último dia vai gastar mais R$ 200 a R$ 300 por trecho, dependendo do veículo (se for jipe ou Toyota, o valor é divisível com outros passageiros).

Peça para sua pousada intermediar o contato com um guia recomendado; faça esse contato com pelo menos 30 dias de antecedência, porque os melhores guias estão sempre ocupados na temporada. Viaje com o mínimo de peso possível; sua mala ou mochila grande pode ser despachada nas Toyotas de linha para a pousada em que você for dormir na chegada em Santo Amaro (é cobrado como se fosse um passageiro)

Lençóis Maranhenses incluindo São Luís

São Luís e Lençóis

Centro Histórico de São Luís

É muito recomendável aproveitar que você vai voar a São Luís para visitar a cidade. O centro histórico pode não estar 100% restaurado, mas seus museus são ótimos, gratuitos e estão todos funcionando (solicite as visitas guiadas, são grátis também). A partir de 2 dias, dá para dar um pulinho a Alcântara também.

Veja como organizar seu tempo em São Luís:

Como chegar a Santo Amaro

O asfaltamento da estrada até a entrada de Santo Amaro aumentou bastante a oferta de transportes regulares. Já é possível também chegar de carro comum.

Santo Amaro de carro

Veja aqui.

São Luís-Santo Amaro de van

Já existem quatro operadores de vans entre São Luís e Santo Amaro. Todos buscam os passageiros nos hotéis ou no aeroporto de São Luís e deixam nas pousadas em Santo Amaro (e vice-versa). O trecho entre o estacionamento de Santo Amaro e as pousadas, nos dois sentidos, é feito em jardineira.

A viagem leva 4 horas. Reserve com antecedência para garantir seu lugar.

Vans São Luís-Santo Amaro
  • Giga Turismo
    • WhatsApp: (98) 98913-2232
    • Saídas
      • De São Luís: 7h e 14h
      • De Santo Amaro: 6h e 14h
    • Passagem: R$ 60 o trecho
  • Cito
    • WhatsApp: (98) 98492-6988
    • Saídas
      • De São Luís: 4h e 13h
      • De Santo Amaro: 4h e 13h
    • Passagem: R$ 60 o trecho
  • Mirotur
    • WhatsApp: (98) 98717-5357
    • Saídas:
      • De São Luís: 6h
      • De Santo Amaro: 13h
    • Passagem: R$ 70 o trecho
  • Denílson
    • WhatsApp: (98) 98808-9190
    • Saídas:
      • De São Luís: 3h e 11h
      • De Santo Amaro: 4h e 12h
    • Passagem: R$ 60 o trecho

Barreirinhas-Santo Amaro de van

É um serviço novo, que só começou em meados de 2019. As vans saem da rua principal de Barreirinhas e levam até as pousadas em Santo Amaro. O transporte entre o estacionamento de Santo Amaro e as pousadas é feito de jardineira.

No sentido Santo Amaro-Barreirinhas, os horáris são ingratos porque atendem aos moradores que vão fazer consultas, passar no banco e fazer compras em Barreirinhas.

A viagem leva 2 horas. Reserve com antecedência.

Vans Barreirinhas-Santo Amaro
  • Cacau
    • WhatsApp: (98) 98434-4589
    • Saídas: diariamente
      • De Barreirinhas: entre 12h e 13h
      • De Santo Amaro: 5h
    • Passagem: R$ 50 o trecho
  • Mirotur
    • WhatsApp: (98) 98717-5357
    • Saídas: 2ª a sáb
      • De Barreirinhas: 13h
      • De Santo Amaro: 6h
    • Passagem: R$ 50 o trecho

Barreirinhas-Santo Amaro de Toyota

Veja aqui.

De Atins a Santo Amaro

Vá de Atins a Barreirinhas de de lancha (veja aqui) e siga de Barreirinhas a Santo Amaro de van (veja aqui).

Ou então faça a travessia do parque a pé com guia, no sentido Atins-Santo Amaro (veja aqui).

Como chegar a Barreirinhas

Barreirinhas de carro

Veja aqui

São Luís-Barreirinhas de táxi

Os taxistas do aeroporto de São Luís cobram entre R$ 350 e R$ 400 pela corrida até a sua pousada em Barreirinhas. Você pode compartilhar a corrida com outros passageiros que chegam sem trânsfer arranjado.

Do aeroporto de São Luís até Barreirinhas espere levar 4 horas. Há uma parada para lanche.

São Luís-Barreirinhas de van

Lençóis Maranhenses como chegar: van

Vans e microônibus de várias empresas fazem traslados entre São Luís e Barreirinhas, pegando passageiros nos hotéis e no aeroporto (que é a última parada). A maioria das saídas de São Luís ocorre de manhã cedo, entre 5h e 8h (eventualmente há saídas pela tarde, mas depende de haver passageiros suficientes). A volta acontece em vários horários ao longo do dia. A passagem custa entre R$ 70 e R$ 90. A viagem leva 4 horas entre a última escala no aeroporto e a entrada de Barreirinhas (com uma parada para lanche). É preciso reservar e pagar o trânsfer com antecedência.

Logo depois de reservar sua hospedagem, você deve receber um email da sua pousada oferecendo trânsfer com um parceiro de confiança.

São Luís-Barreirinhas de ônibus

Se você quer viajar sem o aperto da van, as cias. Cisne Branco e Guanabara fazem a rota São Luís-Barreirinhas em vários horários por dia. A viagem leva 5 horas (é um pinga-pinga danado) e custa R$ 60 (julho/2019).

Vá à rodoviária de Uber. Na tarifa normal, sai R$ 11 desde o aeroporto, R$ 17 desde o centro histórico e R$ 23 desde os hotéis da Ponta d'Areia.

Santo Amaro-Barreirinhas de van

Veja aqui.

Atins-Barreirinhas de lancha

Veja aqui.

Atins-Barreirinhas de Toyota

Veja aqui.

Voltar | Topo

Como chegar a Atins

De São Luís a Atins

Vá de São Luís a Barreirinhas de van (veja aqui) e siga de Barreirinhas a Atins de lancha (veja aqui).

De Santo Amaro a Atins

Vá de Santo Amaro a Barreirinhas de van (veja aqui) e siga de Barreirinhas a Atins de lancha (veja aqui).

Barreirinhas-Atins de lancha

Rota das Emoções 2019 novidades

Lancha K-beça

O acesso mais civilizado a Atins é pelo rio. Já são dois os operadores de lanchas 'voadeiras' regulares entre Barreirinhas e Atins. A viagem leva 1h. O transporte entre a praia em Atins e as pousadas é feito em jardineira e está incluído na passagem (tanto na ida quanto na volta). Reserve com antecedência.

Há duas outras maneiras de descer o rio de voadeira. Você pode se encaixar num passeio pelo Rio Preguiças (R$ 80) e negociar ser deixado em Atins (haverá um custo extra, de R$ 20 ou R$ 30). Pode também fretar uma voadeira no cais de Barreirinhas (R$ 350 a R$ 400).

A alternativa low-cost é seguir pela areia, em Toyota (veja aqui).

Voadeiras Barreirinhas-Atins
  • K-Beça
    • WhatsApp: (98) 98827-7715
    • Saídas: diariamente
      • De Barreirinhas: 12h
      • De Atins: 6h20
    • Preço: R$ 60 o trecho
  • Satur
    • WhatsApp: (98) 99232-8780
    • Saídas: de domingo a 6ª
      • De Barreirinhas: 12h
      • De Atins: 7h
    • Preço: R$ 69 ida

Barreirinhas-Atins de Toyota

Veja aqui.

Voltar | Topo

Lençóis Maranhenses modo roots: Toyotas

Lençóis Maranhenses como chegar Toyota

Muito antes do asfalto, das vans e das voadeiras regulares, só havia um transporte possível entre os vilarejos dos Lençóis Maranhenses: as jardineiras -- conhecidas locamente como 'toyotas' ou 'carros de linha'.

As toyotas são os únicos veículos de transporte coletivo capazes de vencer as trilhas de areia que davam acesso a Santo Amaro antes do asfalto, e que ainda hoje servem de caminho terrestre entre Barreirinhas e Atins.

Toyotas de linha são perfeitamente adaptadas para os caminhos de areia. Na areia, o único problema são os galhos dos arbustos que de vez em quando inventam de chicotear os passageiros sentados nas pontas de cada banco.

No asfalto (como é o caso das novas estrada de Santo Amaro e de Barreirinhas a Paulino Neves), porém, as jardineiras se convertem num transporte bastante inseguro. Uma coisa é trafegar a 25 km/h em trilhas de areia. Outra coisa, a 60 km/h no asfalto, sem cinto de segurança nem portas.

Tendo em vista o novo panorama de transportes nos Lençóis, só use as toyotas em ultimíssimo caso -- se você não conseguir reservar nenhuma van (a Santo Amaro), nenhuma lancha (a Atins) ou nenhum ônibus (a Tutóia/Parnaíba).

  • Toyota Santo Amaro-Barreirinhas: sai de 2ª a 6ª às 5h de Santo Amaro e às 12h de Barreirinhas. Leva 2h30 e custa R$ 30 por trecho. Em Santo Amaro, deixa e busca nas pousadas. Reserve com a Bebétur pelo WhatsApp 98 98840-4540.
  • Toyotas Barreirinhas-Atins: saem de Atins às 5h30 da manhã e fazem ponto em Barreirinhas entre 8h e 9h, da rua Major Gallas, uma travessa da Monsenhor Gentil (o ponto de referência é a Agro-Veterinária Corrêa). Leva 2h30 e custa R$ 30. Na ida de Barreirinhas a Atins não é preciso reserva. Na volta, peça para sua pousada reservar, para que a van busque você.
  • Toyotas Barreirinhas-Paulino Neves-Tutóia: saem de Barreirinhas da rua principal, na calçada oposta ao Banco do Brasil, todas as manhãs entre 8h e 9h. Há troca de carro em Paulino Neves. Leva 3h e custa R$ 25. Um dos operadores é o Edison, WhatsApp: (98) 98910-6294.

Voltar | Topo

Combinando Lençóis, Delta do Parnaíba e Jericoacoara

Veja como se deslocar entre Barreirinhas, Parnaíba, Barra Grande do Piauí e Jericoacoara. (Para ver como ir de São Luís, Santo Amaro ou Atins a Barreirinhas, clique aqui.)

Clique para ir direto ao tópico desejado:

Transporte entre Barreirinhas e Parnaíba

Barreirinhas-Parnaíba de carro

São 185 km (3h15 de viagem). Veja aqui.

Barreirinhas-Parnaíba de trânsfer compartilhado

Lençóis Maranhenses como chegar: trânsfer

Rota Combo

A Rota Combo faz o trânsfer em microônibus ou van duas vezes por semana. Você embarca e desembarca na sua pousada ou hotel nas duas cidades.

Trânsfer compartilhado Barreirinhas-Parnaíba direto
  • Rota Combo
    • Saídas de Barreirinhas: 3ª e 5ª 9h
    • Saídas de Parnaíba: 3ª e 5ª 6h30
  • Duração: 4 horas
  • Preço: R$ 115
  • Site
Barreirinhas-Parnaíba de ônibus

Como chegar Delta Parnaíba

Ônibus Barreirinhas-Tutóia

Não existe ônibus direto entre Barreirinhas e Parnaíba. É preciso fazer baldeação em Tutóia.

Barreirinhas-Tutóia-Parnaíba

Para fazer a viagem inteira no mesmo dia:

  • Pegue o ônibus Barreirinhas-Parnaíba das 11h (Cisne Branco) ou 11h40 (Guanabara)
  • Siga no Tutóia-Parnaíba das 15h (Rota do Mar)
  • De Tutóia a Parnaíba também dá para seguir de táxi (sai entre R$ 150 e R$ 200, e dá para compartilhar com outros passageiros)

Parnaíba-Tutóia-Barreirinhas

Para fazer a viagem inteira no mesmo dia (2ª a sábado):

  • Pegue o Parnaíba-Tutóia das 12h (Rota do Mar)
  • Siga no Tutóia-Barreirinhas das 15h (Guanabara
  • Não há horários convenientes de conexão no domingo
  • Em Parnaíba, a empresa Rota do Mar parte da própria agência, e não da rodoviária. O endereço é r. Padre Castelo Branco, 1151
Ônibus Barreirinhas-Tutóia
  • Cisne Branco
    • Saídas de Barreirinhas: 11h e 19h
    • Saídas de Tutóia: 7h e 12h
    • Duração: 2 horas
    • Passagem: R$ 18
    • Site
  • Guanabara
    • Saídas de Barreirinhas: 1h, 11h40, 22h
    • Saídas de Tutóia: 8h, 15h, 22h
    • Duração: 2 horas
    • Passagem: R$ 18
    • Site
Ônibus Tutóia-Parnaíba
  • Rota do Mar
    • Saídas de Tutóia: 2ª a sáb 4h45, 9h30, 15h - dom 5h30, 15h
    • Saídas de Parnaíba (da agência: r. Padre Castelo Branco, 1151): 2ª a sáb 6h, 12h, 17h - dom 6h, 17h
  • Duração: 2h30
  • Passagem: R$ 20
  • Site

Voltar | Topo

Transportes de/para Barra Grande do Piauí

Barra Grande do Piauí de carro

Fica a 70 km de Parnaíba, 245 km de Barreirinhas e 170 km de Jijoca (onde o carro fica estacionado e você segue a Jericoacoara de jardineira). Veja aqui.

Parnaíba-Barra Grande do Piauí de táxi

Se você não está de carro, o melhor transporte entre Parnaíba e Barra Grande do Piauí é o táxi. Taxistas de Parnaíba fazem a corrida a R$ 150.

Barra Grande do Piauí-Jericoacoara de trânsfer compartilhado

A Rota Combo opera o trânsfer em microônibus três vezes por semana. No sentido Barra Grande-Jeri há uma parada para banho e almoço num dos bares da Lagoa da Jijoca. Você embarca e desembarca na sua pousada, seja na ida ou na volta.

Trânsfer compartilhado Barra Grande do Piauí-Jericoacoara
  • Rota Combo
    • Saídas de Barra Grande: 2ª, 4ª e 6ª 7h30
    • Saídas de Jericoacoara: 2ª, 4ª e 6ª 9h
  • Duração: 4 horas
  • Preço: R$ 115
  • Site
Barra Grande do Piauí-Jericoacara em trânsfer privativo

Em Hilux para até 4 pessoas, é possível negociar o trânsfer a partir de R$ 600. Peça indicação à sua pousada.

Voltar | Topo

Transportes entre Parnaíba e Jericoacoara

Parnaíba-Jericoacoara de carro

São 200 km (3 horas de viagem) até Jijoca, onde você deixa o carro no estacionamento e segue de jardineira (R$ 25 por pessoa) até sua pousada em Jericoacoara. Veja aqui.

Parnaíba-Jericoacoara de trânsfer compartilhado

A Rota Combo opera o trânsfer em microônibus três vezes por semana. No sentido Parnaíba-Jeri há uma parada para banho e almoço num dos bares da Lagoa da Jijoca. Você embarca e desembarca na sua pousada, seja na ida ou na volta.

Trânsfer compartilhado Parnaíba-Barra Grande do Piauí-Jericoacoara
  • Rota Combo
    • Saídas de Parnaíba: 2ª, 4ª e 6ª 6h30
    • Saídas de Jericoacoara: 2ª, 4ª e 6ª 9h
  • Duração: 4 horas
  • Preço: R$ 115
  • Site
Parnaíba-Jericoacara em trânsfer privativo

Em Hilux para até 4 pessoas, é possível negociar o trânsfer a partir de R$ 650. Peça indicação à sua pousada.

Parnaíba-Jericoacoara de ônibus

Não existe ônibus direto entre Parnaíba e Jericoacoara. É preciso fazer baldeação em Camocim. O trecho entre Jijoca e Jericoacoara é feito em jardineira (acrescente R$ 25 por passageiro).

Parnaíba-Camocim-Jijoca-Jericoacoara

Para completar a viagem no mesmo dia:

  • Saia de Parnaíba a Camocim nos ônibus das 7h15 ou 9h30
  • Siga de Camocim a Jijoca nos ônibus das 11h30 ou 16h
  • Termine a viagem de Jijoca a Jericoacoara em jardineira (R$ 25)

Jericoacoara-Jijoca-Camocim-Parnaíba

Para completar a viagem no mesmo dia:

  • Vá de Jericocoara a Jijoca de jardineira (R$ 25)
  • Saia de Jijoca a Camocim no ônibus das 11h45
  • Siga de Camocim a Parnaíba no ônibus das 15h
Ônibus Parnaíba-Camocim
  • Guanabara
    • Saídas de Parnaíba: 7h15, 9h30, 22h
    • Saídas de Camocim: 15h
  • Duração: 2h10
  • Passagem: R$ 27,50
  • Site
Ônibus Camocim-Jijoca
  • Fretcar
    • Saídas de Camocim: 6h30, 7h, 11h30, 16h, 23h
    • Saídas de Jijoca: 11h45, 13h15, 18h40, 21h30, 23h25
  • Duração: 1h30
  • Passagem: R$ 15
  • Informações pelo telefone: (85) 3402-2244

Voltar | Topo

Transportes entre Barreirinhas e Jericoacoara

Barreirinhas-Jericoacoara de carro

São 370 km (6h15 de viagem) até Jijoca, onde você deixa o carro no estacionamento e segue de jardineira (R$ 25 por pessoa) até sua pousada em Jericoacoara. Veja aqui.

Barreirinhas-Jericoacoara de trânsfer privativo

Em Hilux para até 4 pessoas, é possível negociar o trânsfer a partir de R$ 1.350. Peça indicação à sua pousada.

Bareririnhas-Jericoacoara de ônibus ou trânsfer compartilhado

Se você não está de carro nem contratar trânsfer privativo, vai precisar interromper sua viagem em Parnaíba para pernoitar. Veja as opções entre Barreirinhas e Parnaíba e entre Parnaíba e Jericoacoara.

Voltar | Topo

199 comentários

Flavia
FlaviaPermalinkResponder

Estive em Barreirinhas há um ano e fomos de carro até Parnaíba sem precisar voltar a Rosário; seguimos até Urbano Santos em uma estrada de terra por 60 km e depois pegamos asfalto até Parnaíba. Não é muito confortável, mas um pouco mais rápido que voltar até Rosário. Amamos Barra Grande, um verdadeiro paraíso!!

TAIS SOUZA
TAIS SOUZAPermalinkResponder

Gostaria de saber se a van mencionada para o destino de Santo Amaro parte de São Luís para Sangue ou de Barreirinhas para Sangue?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tais! Em nenhum momento mencionamos nenhuma van Barreirinhas-Sangue. Leia com atenção.

Fabricio P. Almeida

Oi A boia... Obrigado pelas informações. Precisei de transporte para Barreirinhas e foi bem útil. Liguei em alguns numero só que o telefone da G.i Conect era o único que atendeu. O serviço de transporte é muito bom, motorista atencioso e aproveitei pra comprar alguns passeios pela cidade.

Thais Carneiro

Irei de Fortaleza até São Luis de carro e quero saber o que é possível fazer com o meu carro, uma vez que só aconselham pegar transporte público?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Thais! Se não envolver os Lençóis Maranhenses, o caminho terá asfalto o tempo todo de Fortaleza a São Luís. São 900 km de viagem. Não é um trajeto comum para turistas, por isso nem pensamos em mencionar aqui.

Felipe
FelipePermalinkResponder

Olá! Meu carro é 4x4 e meu sonho é fazer esse roteiro com ele.. Será que eu consigo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Só veículos cadastrados são admitidos dentro do parque. Veículos não-cadastrados podem ser apreendidos.

FELIPE
FELIPEPermalinkResponder

Beleza, porém no mapa as cidades de Santo Amaro e Atins não parecem estar dentro do parque. Elas estão?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Felipe! Estão na beirada.

Nagylla
NagyllaPermalinkResponder

Olá, não consigo mais viajar sem antes passar por aqui. Obrigada pela atenção e pelas otimas dicas!

Roberta
RobertaPermalinkResponder

Olá Ricardo, adoro suas dicas!
Meu voo chega em São Luis as 16:00. Você acha tranquilo seguir direto para Barreirinhas, nesse horário? Ou acha que devo dormir em São Luis? Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Roberta! Se você arranjar transporte coordenado com a chegada do seu vôo, não há problema.

Tânia Martins

Olá Ricardo.
Queria saber a sua opinião:
Em fim de Junho estou a pensar mais 3 amigas a viajar a partir do Recife em busca de conhecer (Fortaleza, Jericoacoara e Lençõis Maranhenses), mas estamos com várias dúvidas de como organizar a viagem. Queremos a forma mais económica, mas é difícil planear sem conhecer nada.
Então o que eu queria saber é o que você acha, se seria mais fácil para nós ir direto recife - s. luis ou ir primeiro a fortaleza... Como será o melhor percurso para aproveitar esta viagem ao máximo? Aguardo sua resposta

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Tânia! Se nós Lençóis quiserem ficar em Santo Amaro, é mais fácil começar por São Luís. Se não incluírem Santo Amaro entre os locais a se hospedarem, é indiferente por onde começar.

Em junho devem começar a funcionar os vôos entre Recife e Jericoacoara, vocês podem conseguir voar direto de Jeri a Recife (ou o contrário) sem passar por Fortaleza.

Ana Paula Rongel Rocha

Oi, é possivel fazer um bate volta Lencois -Delta do Parnaiba- Lencois? Vale a pena?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Se o seu interesse é apenas fazer o passeio de barco do Delta, saiba que não é muito diferente do passeio de barco no rio Preguiças. Não vale a pena pegar 3 horas de estrada para ir e 3 horas para voltar para isso.

Ana Paula Rongel Rocha

E se pernoitar em Parnaíba? Vale a pena esticar uns dias por lá para uns passeios e voltar para São Luis (retorno para casa)? Desse modo teria que voltar para Barreirinhas e de lá para São Luis.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Leia sobre Parnaíba e Barra Grande do Piauí:

https://www.viajenaviagem.com/2014/03/azul-agora-voa-a-parnaiba-barra-grande-do-piaui-ficou-mais-perto

Leandro Ricetto

Ricardo, bom dia! Pretendo ir em julho para a Rota das Emoções. Agradeço de antemão, IMENSAMENTE, por disponibilizar os traslados e valores! Tenho só uma dúvida: vou por Fortaleza, seguindo para Jericoacoara. De lá para Barra Grande (penso em ir para Parnaíba em bate-volta, de manhã cedo e voltando no final da tarde), de Barra para Barreirinhas, de Barreirinhas para Santo Amaro (e por fim a São Luís), os dias que você comentou do transporte das vans, jardineiras e 4X4 são os mesmos? Por ser alta temporada lá, aumenta a quantidade de veículos para levar? Pergunto também por pensar nos traslados mais longos (Jeri/Barra Grande e Barra Grande ou Parnaíba/Barreirinhas) pela Rota Combo, mas no site deixam dias estabelecidos (alguns não batem com as datas que planejo). O que você diz? Muito obrigado e parabéns pelas constantes atualizações e dicas sobre essa e outras regiões! Sempre em minhas viagens seu site é uma referência!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leandro! Quem responde é A Bóia. O Ricardo Freire nunca fez a viagem nesta direção. Este ano ele vai voltar à região agora no fim de junho para atualizar as informações. É possível que a maneira de operação dos transportes locais entre Barreirinhas e Parnaíba tenha mudado, com a conclusão do calçamento da estrada a Paulino Neves.

Note que o transporte local organizadinho só funciona até (ou desde) Tutóia. Em Tutóia, o passageiro que vem de Barreirinhas precisa fazer Tutóia-Parnaíba por conta própria, seja de ônibus, seja de táxi compartilhado, como o Ricardo Freire conseguiu. No sentido contrário, você teria que dar um jeito de ir de Barra Grande a Tutóia chegando a tempo de pegar a van ou jardineira que vai a Paulino Neves com conexão para Barreirinhas. Não deve ser uma tarefa fácil, e a opção do táxi compartilhado ficará mais difícil (na vinda fica mais simples, porque os candidatos a passageiros do táxi já estão na mesma van).

Vamos testar os novos transportes e, se houver pegadinhas, contaremos aqui. Mas em princípio o mais indicado no seu caso seria combinar um táxi de Barra Grande para Parnaíba para pegar a Rota Combo a Barreirinhas sem precisar dormir em Parnaíba. Também dá pra pegar o ônibus cedinho de Barra Grande para Parnaíba; a Rota Combo só sai de Parnaíba às 10h (você pode pedir para ser pego na Rodoviária; a Rota Combo funciona como van de trânsfer, pega os passageiros em hotéis ao sair).

Leandro Ricetto

Boia, super obrigado!!!! Na verdade, estarei na casa de amigos em Parnaíba, o que penso já facilitar o traslado. Minha preocupação: saio de lá numa sexta pela manhã para chegar a Barreirinhas (e no site da Rota Combo, informam que só fazem de terça, quinta e sábado; não consegui ligar para eles para saber se, com a alta temporada, há também horários na sexta, por exemplo). Você e o Ricardo tem essa informação?

Eles também oferecem Jeri/Parnaíba - mas também em dia diferente do que irei =O

Também pensei ser difícil ir com o transporte "pingado", mesmo com menor preço, por conta da dificuldade de encontrar alguém para o táxi.

Mais uma vez, muito obrigado!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Leandro! O serviço da Rota Combo começou em meados do segundo semestre do ano passado. Essa vai ser a primeira alta temporada (dos Lençóis) em que o serviço vai operar.

Leandro Ricetto

Obrigado, Boia. Tentarei descobrir como fazer, só espero não ficar na mão por estar fazendo o percurso ao contrário. Abraços!

Nestor Bercovich

Bóia, Ricardo, boa tarde: será que vale a pena ir para os Lençóis só em agosto ou setembro deste ano? Tem agua suficiente nas lagoas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Nestor! Choveu muito nos Lençóis este ano, ainda em junho continua chovendo de vez em quando. Este ano a temporada vai até setembro com certeza. Mas quanto antes você puder ir, mais lagoas cheias encontrará.

Ana
AnaPermalinkResponder

Olá Bóia e Ricardo!
Alguma novidade sobre a estrada até Santo Amaro com relação ao transporte? Para quem sai de Barreirinhas ou São Luis continua sendo só a opção jardineira/toyota a partir de Sangue? Ou as vans/taxis já estão indo até as proximidades de Santo Amaro (para aí sim pegar a jardineira)?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! O Ricardo Freire está na região e neste mimento está atualizando as informações. Terça no máximo estará tudo atualizado.

Ana
AnaPermalinkResponder

Obrigada! Esperando ansiosamente pelas novidades desta temporada! wink

Marcus
MarcusPermalinkResponder

O Ricardo Freire já voltou dos Lençóis com as informações atualizadas?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcus! Ele está em Jericoacoara atualizando essa página. Já nos finalmentes.

Patricia
PatriciaPermalinkResponder

Olá Bóia.
Pelo que percebi o melhor sentido de viagem seria de São Luis, Barreirinhas (seguindo passeios para Santo Amaro e/ou Atins) e por fim a Rota das Emoções (Delta do Parnaíba, Barra Grande, Jericoacoara e Fortaleza), certo? Eu pretendo ir final de julho com meu filho (14 anos). Esses passeios são complicados para criança/adolescente?
Já agradeço a sua colaboração com dicas tão detalhadas.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patricia! Até amanhã o Ricardo Freire terá publicado a atualização completa desta página, então você terá mais condições de decidir se é para o seu filho ou não.

Milena
MilenaPermalinkResponder

Gostaria de contribuir um pouco da minha ida a Santo Amaro. Fui agora em 04/07/17 e peguei todas as informações deste site e acredito que a minha também contribuirá. Liguei para um dos transfers acima mencionado, só que eu não queria sair às 2 da madrugada (a rodovia é muitoooo perigosa). Me indicaram um rapaz chamado Ricardo, ele tem uma van e uma L200. Como era só eu e meu pai ele nos levou na L200 dele que fez o transporte direto a Santo Amaro (R$60,00 cada). Fiquei na pousada Cajueiro ( dona Dulce). Liguei para Debora para agendar o passeio para Andorinhas, fez por R$50,00. Contudo, meu maior aborrecimento nesta viagem foi que o motorista e o guia, quando estávamos na Lagoa das Andorinhas nos ofereceu ir a outro lagoa, dizendo que era muito bonita e imperdível, e teríamos que acrescentar mais 20,00 (de cada um - éramos 6 no passeio) para dar R$70,00. Até aí, ok? Só que a Lagoa, extraordinária, maravilhosa, espetacular, era a da GAIVOTA, simplesmente ao lado das ANDORINHAS e que depois fiquei sabendo já fazia parte do passeio. Achei má-fé do guia e motorista que usou da nossa pouca informação para nos levar numa lagoa do LADO DA OUTRA E COBRAR MAIS R$20,00 ( DESNECESSÁRIO!) Liguei para DEBORA para reclamar e dizer que eles mudaram o valor lá na Lagoa e ela ainda achou que eles estavam certos. Queria até embora no mesmo dia, chateada com aquela situação desrespeitosa de enganar o turista. Dona Dulce da Pousada disse para eu ficar e ir no passeio da Betânia que iria ser bem melhor, segui os conselhos dela, liguei para o Ricardo ( o mesmo que nos levou) e ele imediatamente conseguiu um motorista que deu um show de educação e prestação conosco. Então, fica aqui minha sugestão, meu alerta e que sirvam para vocês não serem enganados a pagar algo que já fazia parte do passeio. E Betânia é lindo demaissss.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! Você tem o contato do Ricardo?

Milena
MilenaPermalinkResponder

O telefone do Ricardo é 98 9 8717 5357 ( OI) o Apelido dele é Tilam ou Tilã. Gostaria de lembrar também que lá em Santo Amaro só pega OI e CLARO. Fiquei incomunicável! Só no alto das Dunas que pegava VIVO ( a maior operadora do Brasil)! Abraços

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Milena! Obrigada! O Ricardo Freire só tinha o contato do... Thylan smile É quem tem a van mais nova, mesmo!

Milena
MilenaPermalinkResponder

Sobre a estrada não está terminada ainda, falta um bom pedaço. Então quem quiser, pode ir até de carro e deixar num estacionamento em Buritizalzinho ( acho que paga uns 10 reais) e depois lá tem as pick up que leva ate às pousadas. Detalhe: voltamos de carona com um casal que conhecemos na excursão, tinha chovido um pouco e a aquela estrada que ainda estão construído ficou um sabão por causa da tabatinga!

Dilene
DilenePermalinkResponder

Olá A Bóia!
Thylan ou Tilã ou Tilan ou Ricardo, são apelidos e nome da mesma pessoa, da Mirotur, citado no roteiro.
Milena: valeu por confirmar a qualidade do serviço.
Só percebi porque estou programando minha viagem...rs

Marcus
MarcusPermalinkResponder

Muito bom as atualizações promovidas pelo Ricardo Freire. Só acrescentaria que também há voos diretos entre Recife e São Luiz, com a Azul.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marcus! Obrigada pela informação. Acabei de atualizar.

Monica
MonicaPermalinkResponder

Gostaria de saber se ainda vale a pena ir de Barreirinhas até a Parnaiba pelo modo antigo, que era aproveitando o passeio de voadeira até caburé e de lá pegar uma 4x4 pelos pequenos lençóis até Parnaiba? Ou é melhor ir logo pela estrada? Agora na alta temporada, será que é fácil conseguir táxi pra fazer esse trajeto?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Monica! Caburé virou um lugar horrível cuja atração principal é um circuito de velocidade de quadriciclos. Mas se você tem grana para fretar um transporte entre Barreirinhas e Parnaíba, sim, nada impede que você comece por Caburé.

Lu
LuPermalinkResponder

N estou acreditando Riq q vc fez essa caminhada! É algo q esta na minha wish list desde q voltei de lá! Mas n sabia desse seu lado andarilho!
Seu compêndio sobre a rota ficou show! Tudo mastigadinho! E as inumeras opções de roteiros! Acho q vc se superou nessa! Parabéns!

Rodrigo
RodrigoPermalinkResponder

Olá. Estou planejando minha viagem para os Lençóis e fiquei com uma dúvida sobre os roteiros de 5 noites sem a travessia a pé apresentados.
No roteiro 5 noites entre Santo Amaro, Atins e Barreirinhas, está recomendado o seguinte:
Dia 5 | Santo Amaro: volte a Barreirinhas na voadeira do seu Arquimedes; à tarde, faça o circuito da Lagoa Bonita
Acho que está errado o pernoite, deve ser em Barreirinhas, não? E por que é recomendado o circuito da Lagoa Bonita, se é mencionado que a Lagoa Azul é mais bonita?
Desculpe a dúvida , é a primeira vez que vou para a região.
Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Rodrigo! Sim, você tem toda a razão. Obrigada por apontar, está corrigido já.

Tiffany
TiffanyPermalinkResponder

Hi The Bouy. Fantastic job on detailing so much information with maps and prices. Excellent job. Thank you. I am traveling to Jeri for a week. What are some must dos/must see from Jeri? After Jeri, I booked a flight from For to Sao Luis. I arrive in Sao Luis Sunday at 11:05am. I would like to transfer that day straight to Atins. Can you recommend a comfortable budget transfer? Lastly, will I see the best part of the park if I trek (2 days at most) from Atins to Santo Amaro? I would love to take a 3 or 4 day 4x4 excursion/transfer from Jeri to Sao Luis but I can only find packages for $1000usd with shared rooms (I'm solo traveling). What should I do?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Hi Tiffany! Your best bet would be to get a seat in shared jeeps that go from Jericoacoara to Barreirinhas, Lençóis Maranhenses's biggest town. They charge R$ 300 per passenger, it's way better than going all the way to Fortaleza just to fly to São Luís and then having to go to Atins. The problem is, you have to be flexible, in order to catch an availability on spot, since it's not a regular operation (shop around the travel agencies in Jeri). You may have to cut short your stay in Jeri, and will definitely have to stay one night at Barreirinhas, since you won't arrive in time to catch neither the regular speedboat (voadeira) nor the regular passenger trucks (Toyotas) to Atins.

Another option is to go with RotaCombo on any Monday, Wednesday or Friday from Jericoacoara to Parnaíba (R$ 100), spending the night in Parnaíba and then taking another RotaCombo bus the following morning to Barreirinhas (another R$ 100). Those trips can be booked online. You'll arrive at Barreirinhas in time to catch Seu Arquimedes's regular speedboat (voadeira) straight to Atins. (Have someone arrange it with him through your phone's WhatsApp.)

You can also take the public transportation described here, but there are too many negotiations to be done en route for someone who doesn't master Portuguese.

Regarding the park trekking, it can't be done in less than three days, with two overnights en route. One more reason to cut your Jeri stay short. You should contact your hostel or pousada in Atins right now so that they can include you in a group already formed.

If you decide to stick to your original plan, you should take any transportation from São Luís that arrive in Barreirinhas before 11 AM, so you can take Seu Arquimedes's regular speedboat (voadeira) to Atins. Minibuses (vans) to Barreirinhas have similar standards, pick you up at your pousada and charge R$ 60. It's best to stay one night in São Luís and have your pousada or hostel arrange that for you, so that you can be sure to catch a van leaving very early in the morning (I think the folks at Portas da Amazônia can be helpful). Anyway it's not wise to arrive at Atins intending to trek the park without previous arrangements with a guide. Your pousada or hostel in Atins can help you organize that.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Ansiosa pelo relato da travessia! Fui poucos dias antes de você para Barreirinhas e voltei querendo fazer a pé!!!

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Oi Bóia, eu não encontrei o contato do Denilson para ir de van de São Luis a Santo Amaro. Além disso, é perigoso viajar à noite nessas estradas?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! Na atualização da página a gente acabou apagando o telefone sem querer. Agora já está lá, de volta. Obrigada por avisar.

Se você está insegura em viajar de noite, não viaje de noite. Não queira que outra pessoa lhe dê uma garantia que é impossível de dar; não jogue essa responsabilidade nos ombros de ninguém.

Andreia
AndreiaPermalinkResponder

Olá

Estou pensando em fazer a Rota das Emoções agora em agosto. É preciso reservar as pousadas e comprar as passagens da Rota Combo com antecedência?

Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Andreia! Não precisa ~muita~ antecedência, mas ~alguma~ antecedência (digamos umas três semanas) é interessante para poder escolher sua pousada, e não apenas ficar com o que sobrou.

Ana claudia
Ana claudiaPermalinkResponder

Riq e boia me desculpem se a pergunta for ignorante
Os roteiros estao excelentes!
Mas so por uma questao de falta de tempo e por preferir nao trocar muito de pousada, voces acham proveitosa a viagem ficar 4 noites so em Santo Amaro?
Ou, ja que eh pra mudar de lugar, ficar 3 dias em Santo Amaro e no mesmo dia ir pra barreirinhas e pegar o combo ate parnaiba e aproveitar 4 dias em Barra Grande e voltar por Teresina?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Claudia! Barra Grande é um lugar bacanérrimo para descansar depois dos Lençóis. Caso você volte por Teresina, vale a pena combinar o traslado com um taxista ou agência de viagem para passar em Sete Cidades no caminho.

Devido à delimitação de rotas para trânsito de veículos em Santo Amaro, há poucos passeios disponíveis. Tem o de dia inteiro a Betânia e Espigão, o de meio dia à Lagoa das Andorinhas (que pode incluir a Lagoa das Gaivotas), o passeio de meio dia ao circuito da Lagoa das Américas (de barco) e passeios a lagoas próximas, que podem ser feitos de carro, quadriciclo ou a pé, com guia. Dá também para aproveitar a prainha do rio Alegre (a barraca mais recomendada é a da Ana). Leve em consideração que muito tempo livre em Santo Amaro significa ter que ficar mais tempo na pousada, e que não há nenhuma que chegue a ser suficientemente gostosa para passar o dia (apesar da Rota das Dunas ser bastante OK).

Em Barra Grande o projeto não fazer nada é mais compensador, sobretudo se você cacifar uma das pousadas mais charmosas, como a Pousada Chic ou a La Cozinha.

Ana claudia
Ana claudiaPermalinkResponder

Adorei a resposta, muito obrigada!!!

Mário
MárioPermalinkResponder

Olá,
Por favor.Estou querendo dormir pelo menos 1 noite em Atins.Se eu for de jardineira de manhã cedo de Barreirinhas para Atins dá para fazer o passeio das lagoas no mesmo dia voltando no dia seguinte ou eu tenho que combinar de ficar em Atins no dia do passeio do Rio Preguiças e dormir lá 2 noites?Obrigado.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Mário! Em Atins não há passeios regulares. Você vai ter que fretar um veículo com a sua pousada (fácil) ou pedir para a pousada encaixar você num grupo em que haja lugar (depende da sorte). Os passeios são de meio dia, então você pode fazer um passeio à tarde indo de jardineira ou de lancha. Se quiser passear ainda de manhã, você necessariamente vai precisar fretar um veículo, porque os passeios costumam sair cedo, antes das 9h.

Mário
MárioPermalinkResponder

Muito obrigado!Abraços.

maira
mairaPermalinkResponder

Olá,
adorei a página!! muitas dicas maravilhosas!! obrigada! =)
Estou indo para os lençóis agora em setembro. Já fiz um roteiro semi estruturado e vou fazer a travessia de santo amaro pra atins! Mas a princípio prefiro não deixar as pousadas e passeios já agendados para ter uma flexibilidade maior para ficar mais ou menos dias conforme gostar de cada local ( em são luis e em santo amaro também, antes da travessia). Gostaria de saber se você acha que consigo um guia lá em Santo Amaro mesmo (para a travessia) ou se seria melhor já deixar agendado? Além disso, você sugere ficar em santo amaro alguns dias antes da travessia ou ela já passa na maioria dos lugares? E uma última pergunta: será que preciso fazer reserva da pousada de santo amaro antes ou também é possível arrumar um lugar ao chegar lá?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Maira!

Há um tópico específico sobre a travessia, leia por favor:

https://www.viajenaviagem.com/destino/lencois-maranhenses/como-chegar-lencois-maranhenses#travessia

sandra
sandraPermalinkResponder

Olá Ricardo!
Somos um casal "na melhor idade" (65/63). Quais seriam os passeios mais tranquilos em Santo Amaro e Barreirinhas? Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Sandra! Quem responde é A Bóia. Em Santo Amaro os carros chegam mais perto das lagoas; em Barreirinhas é preciso caminhar mais.

Juliana
JulianaPermalinkResponder

Oi Bóia,
O trajeto de voadeira entre Atins e Barreirinha é o mesmo, indo de Seu Arquimedes ou fretando uma voadeira? Ou a voadeira faz paradas no caminho para pegar passageiros?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Juliana! O passeio regular faz paradas porque é um passeio de turismo. A voadeira fretada pode fazer as paradas que você quiser, porque foi fretada por você, para você e seu grupo; não pega passageiros pelo caminho. A voadeira do seu Arquimedes pode eventualmente pegar ou deixar passageiros que tenham feito reserva em Mandacaru, mas está no caminho, não há nenhum desvio.

Vívian
VívianPermalinkResponder

Olá,
Estou indo semana que vem pros Lençóis e queria saber se o relato do Ricardo sobre a travessia vai estar disponível em breve!! Obrigada!!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vivian! Vai demorar, ele está atualizando todo o conteúdo dos quatro destinos. Não espere por esse post para decidir caminhar.

Vívian
VívianPermalinkResponder

Obrigada, Bóia. Queria apenas saber como contratar a versão "light" da travessia, em que alguns trechos são feitos de carro. Gostaria de fazer a travessia, mas tenho medo de não ter preparo físico suficiente para as longas caminhadas nas dunas, então talvez essa possibilidade seja melhor pra mim. Todos os relatos que achei na internet só descrevem a versão "hard", com caminhadas de cerca de 8 horas no primeiro e no último dia, e um trajeto mais curto apenas no segundo dia. Se vocês já tiverem essa informação para me passar, eu agradeço!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Vivian! O esquema está explicado no texto, seu guia providencia para você, é só combinar com ele. Mas mesmo essa versão light envolve 6 horas de caminhada no terceiro dia, o carro só elimina as duas horas finais.

Vívian
VívianPermalinkResponder

É, mas acho que o primeiro trecho mais curto já ajuda muito, porque se chega no último dia, o mais puxado pelos relatos que li, um pouco menos cansado. Muito obrigada!

Marina
MarinaPermalinkResponder

Olá Ricardo!
Estamos planejando ir para Barreirinhas na segunda quinzena de setembro com duas crianças, de 3 e 4 anos, e se hospedar no Porto Preguiças resort 8 noites. Você acha que alugar um carro em São Luís pode ser uma boa? Faríamos o percurso São Luís- Barreirinhas- São Luís e não ficaríamos presos ao restaurante do hotel todos os dias...

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Marina! O carro é um conforto, mas não uma necessidade. Você pode andar de táxi entre o hotel e o centro, custa R$ 20 a corrida. Todos os passeios de Barreirinhas são feitos em grupo e incluem traslado de/para o hotel.

Pedro R.
Pedro R.PermalinkResponder

A cada dia a vontade de conhecer Jeri e Lençóis aumenta. Obrigado por compartilhar esses roteiros, com certeza vão nos ajudar muito! smile

Patrícia B Maia

Alguém já fez o percurso entre Barreirinhas e Santo Amaro pela Bebétour? As pousadas só indicam o privativo e a diferença de preço é enorme. Obrigada

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Patrícia! O Ricardo Freire foi com o Seu Bebé.

Karina
KarinaPermalinkResponder

ueria ir em outubro no feriado do dia 12. voces acham ue eu acharei lagoas cheias ainda?
Obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Karina! Esta é a página Como chegar. Acesse a página Quando ir:

https://www.viajenaviagem.com/destino/lencois-maranhenses/quando-ir-lencois-maranhenses

Débora
DéboraPermalinkResponder

Olá Ricardo! Tudo bem?!
Eu e meu marido estamos planejando uma viagem para o final de fevereiro/2018, 9 dias, pela Rota da Emoção, iniciando em São Luiz do Maranhão e finalizando em Jericoacoara (iremos aproveitar os voos da Azul de BH para o novo aeroporto de Jeri- Cruz/Jijoca).

Depois de várias pesquisas e leituras das dicas do Viaje na Viagem, decidimos que o melhor, de fato, será o aluguel de um carro. Porém, não estou encontrando locadoras de veículos que fazem a locação: retirada: São Luiz; devolução: Jericoacora. Já procurei Jijoca, Cruz...e nada.

Por favor, você poderia me auxiliar e orientar como posso fazer essa locação? Há alguma cidade próxima de Jeri que posso devolver o carro ?
Me sugere alguma cidade?
Muito obrigada!

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Débora! Quem responde é a Bóia. Você pode devolver o carro em Parnaíba e seguir de táxi ou RotaCombo para Jeri. É bastante dificil que alguma locadora nacional (que permita retirada de carro numa cidade e devolução em outra) abra uma agência para servir Jericoacoara, um destino em que todas proíbem o uso do carro alugado... Note também que não haverá lagoas cheias nos Lençóis Maranhenses em fevereiro. Faça essa viagem entre junho e setembro. Em fevereiro, Delta do Parnaíba-Barra Grande do Piauí-Jericoacoara rendem uma viagem mais redonda.

caroline
carolinePermalinkResponder

Boa tarde, Boia.

Me ajuda, por favor? eu e meu esposo iremos agora em novembro para Jeri e decidimos também conhecer barreirinhas. Não temos carro e tbm não dirigimos. Ligamos para algumas empresas que fazem o transfer jeri x barrerinhas e nos cobraram em torno de R$ 1.200,00. Achei muito puxado! você teria alguma indicação para este transfer, ou alguma sugestão para economizarmos? Tô aflita, pois já fechei a reserva em barrerinhas. rs. e não queria desistir.
Te agradeço imensamente desde já.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Caroline! Esta página traz todas as opções de transporte entre Jericoacoara e Barreirinhas. Procure, que você acha, não faz o menor sentido eu copiar tudo aqui de novo. Agora: em dezembro você não encontrará lagoas cheias nos Lençóis.

Ana Paula de Freitas Barbosa

ola estamos de ferias em janeiro e gostaríamos de conhecer os lençóis Maranhenses. iríamos pelo aeroporto de São Luís. é melhor ficar hospedados em Barreirinha e voltar para São Luís somente no retorno? Janeiro é uma época ruim para conhecer os lençóis? meu filho tem 10 anos e cirurgia no joelho a 3 anos.

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana Paula! Esta é a página Como chegar. Por favor, consulte a a página Quando ir:

https://www.viajenaviagem.com/destino/lencois-maranhenses/quando-ir-lencois-maranhenses

luiz
luizPermalinkResponder

Não quero caminhar nada, tenho 2 dias para conhecer os lençois, qual cidade é melhor eu ficar para pegar os passeios, chegarei de carro ao hotel ?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Luiz! Esta página é "Como chegar aos Lençóis Maranhenses". Para ver como são os passeios em cada base dos Lençóis Maranhenses, leia a página "O que fazer nos Lençóis Maranhenses".

https://www.viajenaviagem.com/destino/lencois-maranhenses/o-que-fazer-lencois-maranhenses

Rita Rodrigues

RELATO ROTA DAS EMOÇÕES
De São Luís a Fortaleza, passando pelos Lençóis Maranhenses, Delta do Parnaíba e Jericoacoara
De 13 a 22/07/2016

Olá pessoal, esse site sempre me ajuda em todas as minhas viagens, vim aqui contribuir com meu relato da viagem que fiz há 6 meses, foi demais, recomendo!

Fiz a Rota das Emoções acompanhada de meu marido, nossa agência foi a Eco Adventure Tour, de Parnaíba, no Piauí, uma das melhores da região.
Optei por essa agência por considerar esse roteiro amplo e tendo em vista suas peculiaridades, achei necessário optar por uma agência com estrutura razoável para não correr riscos e fiz uma ótima escolha, nossa viagem foi super tranquila, perfeita.
Optamos pelo Roteiro In Natura da Rota das Emoções, de 8 noites, 9 dias, opção de hospedagem Light, com trajeto Jeri-Fortaleza pelas praias. Pagamos o pernoite em Fortaleza à parte, direto com o hotel, nossas passagens para São Luís e retorno por Fortaleza adquirimos através de milhas, tudo o mais, considerando hospedagem, traslados e passeios com a Eco, parcelamos em 5x, num total de 8.000 reais para 2 pessoas.
Ficamos 1 noite em São Luís, 1 em Santo Amaro, 2 em Barreirinhas, 1 em Atins, 1 em Parnaíba, 2 em Jericoacoara e 1 em Fortaleza.
Agora, já conhecendo todo o roteiro, acho recomendável ficar mais 1 noite em Parnaíba ou Ilha das Canárias, se possível, para poder aproveitar melhor o Delta do Parnaíba por mais 1 dia e 1 ou 2 noites a mais em Jericoacoara, vale a pena curtir mais aquela vila e suas atrações, 2 noites é pouco.
Sobre a melhor época para se fazer essa viagem, creio que julho seja realmente o melhor mês para famílias. De janeiro a junho é época de chuvas na região da Rota, em julho já para de chover, as lagoas estão cheias, e nas praias do Ceará o vento ainda não é tão forte, a partir de agosto, o vento pode incomodar e muitos turistas estrangeiros chegam na região para os campeonatos de Kitesurf, lotando pousadas e tumultuando de certa forma a rotina dos lugares. A partir de setembro as lagoas dos Lençóis vão secando aos poucos, comprometendo um pouco os passeios. Assim, entre janeiro e fevereiro é a melhor época para começar a se programar, decidir o Roteiro, a agência e iniciar o pagamento, caso deseje parcelar sua viagem.
Gostamos muito de toda a logística da Eco Adventure Tour, não temos queixas, só elogios, sempre pontuais, organizados, todos os meios de transporte bem conservados, seguros e confortáveis, privativos na maior parte do tempo, pessoal bem treinado, simpático e paciente, desde o atendimento inicial na agência, através do Raphael Gavazzi, sempre muito solícito em solucionar minhas dúvidas, que foram muitas, até nossa chegada, ao final da Rota, no hotel em Fortaleza.
O roteiro é incrível, paisagens deslumbrantes dos Lençóis Maranhenses e suas lagoas, em seguida do Delta do Parnaíba, com seus rios e natureza sem igual, para então chegarmos em Jericoacoara que realmente é apaixonante, finalizando pelas praias até Fortaleza.
Esse último trecho é realmente um grand finale muito especial, praias lindas no caminho, o motorista nos levou a mirantes de onde se descortinava vistas incríveis, almoçamos a beira mar em Flecheiras onde fizemos nosso último banho de mar, enfim, achei esse sentido da Rota, São Luís-Fortaleza mais interessante do que o contrário, deslumbrante do começo ao fim.
Do que vi dos Lençóis Maranhenses, nas 3 bases por onde passamos, observei que os Lençóis estão bem conservados e preservados, se fosse por aqui, com certeza haveria muitos camelôs e barraquinhas vendendo de tudo, bem como a sujeira resultante disso, lá não, tudo limpo, tranquilo, organizado, sem nenhum vendedor por perto, tanto que se vc precisar de água e não tiver levado sua garrafinha, ficará com sede até a volta porque lá não tem ninguém vendendo.
Sobre cada local, em Santo Amaro se percorre os lençóis em Hilux 4x4 com capacidade para umas 6 pessoas nos bancos da carroceria. O acesso às dunas é feito por um caminho bonito que lembra um safári agreste, com muitos cabritos e vacas soltos pelo caminho, pastando, cavalos e jegues tb. É um passeio mágico e confortável percorrer uma extensão enorme dos Lençóis assim, com algumas paradas para banho em lindas lagoas, para fotos ou para ver o pôr-do-sol no alto de uma duna. Movimento maior de pessoas em algumas lagoas, mas tranquilo, nada que incomode.
Em Barreirinhas, só se anda a pé pelos Lençóis, as Toyotas (jardineiras) ficam aos pés da primeira duna, a chegada até lá é mais complicada que em Santo Amaro, a jardineira atravessa o Rio Preguiças de balsa para então percorrer uns 40 minutos de estrada bem rústica, na areia, entre vegetação as vezes fechada, é interessante, mas na carroceria da jardineira pula e chacoalha muito, a sensação de quem fica nas laterais é de que seremos atirados pra fora a qquer momento, não tem cinto de segurança, só no braço, pessoas com crianças pequenas podem ter muita dificuldade em segurá-las, pessoas mais idosas tb podem ter problemas nesse trajeto a não ser que sigam na cabine com o motorista, pessoas que usam lente de contato, bom usar óculos de sol o tempo todo por causa do vento.
Na volta, já anoitecendo, faz um friozinho e a espera para atravessar a balsa pode ser demorada na alta temporada. Nas dunas a quantidade de pessoas é maior que em Santo Amaro, mas andando um pouco mais se chega a lindas lagoas bem tranquilas. Visual tão bonito como em Santo Amaro, mas por se estar a pé o contato com aquela imensidão é mais sentido e cansativo, bom lembrar de levar uma cordinha, pode ser útil para ajudar alguém a subir dunas mais íngremes.
Em Atins, o caminho feito de jardineira até as dunas lembra um pouco o de Barreirinhas, mas é mais curto e pula menos, sem balsa. Nos Lençóis, tudo bem mais vazio, caminho todo feito a pé até as lagoas, ficamos na Lagoa Tropical, muito bonita, de água transparente, mas pra quem já conheceu os Lençóis de Santo Amaro e Barreirinhas, os Lençóis de Atins já deixa um pouco a desejar por não ser tão exuberante, mas é muito bonito tb.
Valeu super a pena cada centavo investido e recomendo a todos que façam essa viagem, não tem como se arrepender, porém, como relatado acima, é uma viagem mais rústica, na maior parte do tempo por estradas sem asfalto ou com asfalto esburacado, os carros, na maioria das vezes, Hilux 4x4, privativos e bem preparados, pulam ou chacoalham muito, há tb as citadas jardineiras de uso comum que não são confortáveis, ainda, os hotéis ou pousadas podem não ter o conforto esperado e encontrarem-se em lugares mais isolados, enfim, necessário um certo espírito de aventura e descontração para não se decepcionar, mas toda a natureza deslumbrante do caminho compensa qualquer incomodo, tudo lindo demais, em todos os detalhes, realmente uma Rota de muitas Emoções, de todos os tipos.
Por conta desse desconforto em alguns momentos, um deles citado acima, e algumas dificuldades que se possa ter em subir e descer de dunas, carros, barcos, lanchas e jardineiras, acredito que seja uma viagem complicada para crianças com menos de 8 anos e pessoas mais idosas, com problemas de coluna ou restrições para se locomover, pode ser inviável em alguns casos, assim sendo, bom considerar essa situação se for o caso, realmente se faz necessário um certo preparo físico, subir dunas mais altas não é uma tarefa das mais fáceis, mas é bom saber que a areia dos Lençóis, mesmo sob sol forte, não esquenta a ponto de incomodar os pés, e tb não é uma areia que afunda, dificultando a caminhada, dá para caminhar normal em boa parte do caminho até as lagoas ou até o transporte para a volta. Também não venta tanto a ponto de voar areia nos olhos, terror de quem usa lentes de contato como eu, é bem tranquilo, mas qdo se chega no Ceará o vento já se torna mais forte e aí já se tem que tomar mais cuidado.
Bem interessante nesse roteiro que fizemos onde sempre se segue em frente, nunca se retorna a um lugar, nos passeios se vai por um caminho e a volta é por outro, então vc está sempre se despedindo de uma paisagem, de um lugar, de uma vila, uma cidade, de quem te leva de um ponto a outro, e se preparando para o que virá depois.
Tb achei interessante que em um dos dias, amanhecemos no Maranhão, anoitecemos no Piauí e no dia seguinte almoçamos no Ceará, com paisagens totalmente diferentes em cada lugar, sendo dunas, rio e praias.
Uma dúvida que eu tinha antes da viagem, como ficavam as malas nesses trajetos? Bem, vão seguindo com a gente, seja de carro, jardineira, lancha, por estrada, rio, praias, o dia inteiro se necessário, até chegarmos no próximo hotel ou pousada.
Realmente é uma parte chata da viagem fazer malas, no meu caso foram 7 trocas de hotéis, muitas malas que tive que preparar, mas a expectativa de que estávamos indo para lugares ainda melhores, compensava tudo. Mas bem por isso, bom reduzir ao máximo a sua bagagem para não se complicar depois.
Roupas de banho molhadas, acontece de seguir com a gente por 2 a 3 dias sem conseguir secar, por isso sempre bom levar biquínis e sungas a mais por conta disso. Pode ser útil levar um varalzinho tb.
Também necessário levar uma quantia de dinheiro razoável para despesas com refeição e mesmo check out da pousada ou hotel, em alguns lugares como Santo Amaro e Barreirinhas não estavam aceitando cartão, seja por não aceitarem mesmo ou estarem com problemas com a máquina ou sinal, em uma delas precisamos fazer transferência bancária. Alguns restaurantes tb só aceitavam dinheiro.
Nesse nosso roteiro, só havia caixas eletrônicos 24 hs ou do Itaú em São Luís, Parnaíba e em Fortaleza. Em Barreirinhas só havia agências do Bradesco, Caixa e Banco do Brasil, nas demais, em Santo Amaro, Atins e Jeri, nada.
Importante lembrar de levar uma quantia extra para gorjetas para os prestadores de serviços, seja em hotéis e pousadas ou motoristas, pilotos de lancha, barqueiros, etc. São em geral pessoas muito simples e humildes mas muito atenciosas e prestativas, merecem esse agrado, na minha opinião.
Importante tb levar remédios para situações diversas, na maioria dos locais o atendimento médico é precário, em alguns nem farmácia tem.
Não precisamos usar repelente no corpo, não fomos incomodados por insetos, porém, em algumas pousadas tinha pernilongos nos quartos, necessário um de tomada para dormir tranquilo.
Com exceção do hotel de Fortaleza, todos os outros 6 só tinham lençóis nos quartos, as noites não eram quentes, eram normais, senti falta de cobertores e pedi em todos eles, fui bem atendida.
Sempre tinha wi-fi, sem internet. Voltagem 220V em todo o roteiro.
Feitas todas essas considerações, segue agora a programação dia-a-dia de nossa viagem:

1º dia – Chegada em São Luís – Maranhão.
Programe-se para chegar no aeroporto até 15 hs e agende um walking tour para poder conhecer melhor o Centro Histórico, apesar de mal cuidado em alguns pontos, tem lugares bonitos e vale a pena circular por lá. Dá para fazer por conta tb, mas aí seria necessário chegar mais cedo, eu acho.
Chegamos por volta de 16:20hs no desembarque, às 17 hs, o motorista do transfer ficou no carro com nossas malas e começamos o tour com o guia, , foi bem corridinho para aproveitarmos a luz do sol, mas valeu a pena, adorei ver o centro cheio de bandeirinhas, ainda das comemorações juninas e os casarões tão famosos entre outros pontos de interesse. Só depois fomos para o hotel, Brisamar, muito bom, recomendo, fiz avaliações de todos os 7 hotéis em que nos hospedamos no Tripadvisor, caso queiram mais detalhes, dê uma espiada lá.

2º dia – Às 7hs um micro-ônibus nos buscou no hotel para uma viagem de qse 3hs, descemos na estrada em um ponto da comunidade de Sangue onde um motorista, Torinho, nos aguardava e nos levou para a pousada em Santo Amaro, por estrada asfaltada, de terra e atravessando o Rio Alegre, viagem de 1 hora e meia. Depois do almoço o Torinho retornou e nos levou em sua Hilux 4x4 com bancos na carroceria para nosso primeiro passeio nos Lençóis Maranhenses, ficamos um tempo na Lagoa das Andorinhas para banho e depois fomos para a Lagoa das Gaivotas onde assistimos o Pôr do Sol. Tudo muito lindo por lá.
Pernoitamos na Pousada Cajueiro, achei bem fraquinha, não curti, detalhes no Tripadvisor.

3º dia – Às 9hs Torinho nos buscou para nosso passeio à Lagoa Betânia com tempo para banho e depois almoço no vilarejo de Betânia, com travessia de barco até o restaurante.
Após o almoço, retorno à Pousada para buscarmos nossas malas e então seguimos para Barreirinhas, viagem de umas 2hs até a Pousada do Rio, onde nos despedimos do Tourinho, já ao anoitecer, recomendo o Tourinho para suas viagens a Santo Amaro, muito simpático, prestativo e o mais importante, bom motorista, naquela região, tem que ser! À noite, fomos conhecer o centro de Barreirinhas, estava super lotado, tinha evento com música ao vivo, bem agitado, demora para conseguirmos jantar, muita espera, era sábado.

4º dia – Tivemos manhã livre, tínhamos opções de passeios opcionais mas preferimos curtir a pousada, na piscina e pescando e depois passeando até a prainha de Barreirinhas, na beira do Rio Preguiças, almoçamos na Pousada, muito boa a refeição.
Às 14 hs uma Toyota-Jardineira nos pegou na pousada e nos levou para o passeio ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, com travessia do rio por balsa e caminho bem rústico até as dunas. Lá, caminhamos até a Lagoa da Paz, muito boa, de lá fomos até a Lagoa dos Peixes, com muitos peixinhos famintos em cima da gente, nos mordendo, não dava pra ficar muito tempo nessa e logo seguimos para mais uma caminhada até a Duna para vermos mais um Pôr do Sol nos Lençóis.
Retornamos já de noite pela mesma estrada rústica, sempre pulando muito na carroceria da jardineira, depois, demora para passarmos pela balsa e enfim, pousada. Neste domingo, o centro de Barreirinhas estava bem mais tranquilo que na noite anterior.
Gostamos muito da Pousada do Rio, recomendo.

5º dia – Ás 9hs uma jardineira nos pegou com as malas e nos levou até o portinho de Barreirinhas onde uma voadeira compartilhada nos aguardava.
Iniciamos então nossos passeios pelo Rio Preguiças com paradas em Vassouras para vermos os macaquinhos, dunas e lagoa, em Mandacaru para visitarmos o Farol e em Caburé, onde fizemos um passeio de quadriciclo pela praia para vermos o encontro do rio com o mar, fica bem distante e ainda teve a volta. Após o almoço, nos levaram de voadeira e depois de jardineira para a Pousada Villa Jurara, em Atins. Esta é charmosa e estilosa, fica em uma rua de muita areia, ruim de ficar transitando a pé. Chegamos lá por volta de 15 hs e logo pegamos uma jardineira, esta por nossa conta, R$ 70,00 por pessoa, para os Lençóis de Atins, caminho mais curto e menos rústico que em Barreirinhas, caminhamos até a lagoa Tropical, muito boa, mas como já tínhamos curtido os Lençóis nos dias anteriores, já não vimos este passeio com a mesma beleza dos anteriores, tempo muito nublado, sem pôr do sol.
De lá, seguimos por estrada por mais meia hora para jantarmos os famosos Camarões da Luzia, que fica ao lado do tão famoso quanto, Camarões do Antonio. Lugares simples, o do Antonio bem mais cheio, mas gostamos dos camarões que comemos na Luzia, porção bem individual mas a preço razoável, bem saboroso e diferente mesmo, de sobremesa, uma cocada cremosa quentinha, muito boa, valeu a viagem até lá, pagamos por tudo que consumimos R$ 110,00 para duas pessoas. A Luzia estava lá, bem atenciosa e simpática.

6º dia – às 11hs uma jardineira, a última da viagem, nos pegou com nossas malas e nos levou em uma viagem curtinha até o portinho de Atins, de lá, de voadeira fomos até Caburé, onde um motorista nos aguardava e de Hilux fechada e privativa, fomos até Tutóia, com paradas no caminho para vermos de perto o Parque Eólico da região, entre outras coisas interessantes. Motorista muito simpático, esqueci o nome.
Almoçamos em Tutóia no Restaurante da Madá, previsto na programação, não foi tão bom como esperávamos. De lá, nosso motorista nos deixou no portinho de Tutóia às 15hs, onde uma lancha tb privativa, nos aguardava para nosso passeio pelo Delta do Parnaíba, embarcamos com nossas malas.
Passeio muito especial, lindo, às vezes em alta velocidade, às vezes bem devagarinho pelos mangues, onde vimos caranguejos e vimos alguns guarás que se alimentam deles. Parada ainda nas Dunas do Delta, paisagem linda com o Rio Parnaíba ao fundo, com banho de rio, muito bom!
De lá para a Revoada dos Guarás, maravilha da natureza, demais assistir centenas de pássaros retornando para a ilha onde dormem, ao final da tarde.
Várias lanchas ficam paradas, em silêncio e todos observando esse espetáculo único, o sol se pondo no rio, às nossas costas, lindo, lindo, lindo!
Às 17:30 as lanchas partem para Parnaíba, mais de uma hora de percurso em alta velocidade, chegando no Porto dos Tatus, em Parnaíba já de noite, faz frio nessa parte do percurso.
Lá, outro motorista já estava à nossa espera, de carro, nos levou para o Hotel Portal dos Ventos, esse muito ruim, só gostei da localização, dava para ir a pé até o Shopping Parnaíba, no mais, tudo muito mal conservado, bem devagar.
7º dia – Lamentei não ter mais 1 dia de Delta, o jeito era ir embora. Às 9hs outro motorista, de Hilux 4x4 fechada e privativa já estava à nossa espera, a meu pedido passou pela Eco Adventure Tour, nossa agência, desci para conhecer a agência e o Raphael, com quem fechei a viagem e sempre me deu todo o suporte necessário. De lá seguimos viagem, deixando o Piauí e indo para o Ceará, destino Jericoacoara, 130km por asfalto e outro tanto a beira mar e pelas dunas e ainda atravessando 2 rios de balsa, lindas paisagens, mas pulando muito no caminho com os buracos no asfalto e desnível na areia das dunas da Tatajuba.
Almoçamos na Lagoa da Torta, no Ceará, muito vento, comemos muita lagosta junto de outros 2 casais e suas filhas, ainda crianças, também clientes da Eco, desde Barreirinhas vínhamos compartilhando alguns meios de transporte e passeios.
De lá, paramos para fotos no Mangue Seco e seguimos até o Jeri Village Hotel em Jeri, onde chegamos por volta de 15:30hs.
Assistimos o pôr do sol na praia, lindo!!!
A noite de Jeri é bem diferente da Jeri de dia, ruas de areia, tudo iluminado, animado, bares e restaurante com música ao vivo, adoramos! E os preços nas lojas e das refeições eram em conta, nada fora do normal.

8º dia – Às 9hs um bugueiro estava à nossa espera. Fomos até próximo à Pedra Furada, completando o percurso caminhando entre as pedras da praia que é linda, com outras formações rochosas. Chegando lá, muita gente fotografando, circulando pela área, vale a pena chegar lá mais cedo pra evitar o tumulto.
De lá, paramos para ver a Árvore da Preguiça e então seguimos para a Lagoa Azul, o tempo estava nublado e essa lagoa não nos pareceu tão bonita como seria com sol, seguimos então para a Lagoa do Paraíso, ficamos no Alchmyst Beach Club, tudo bem bonito por lá, o tempo se manteve nublado por um bom tempo mas qdo o sol surgiu a beleza da lagoa e tudo ao redor realmente apareceu, clima de caribe.
Saímos às 14hs de lá, queríamos curtir um pouco mais da praia de Jeri, já que partiríamos na manhã seguinte para Fortaleza.
A praia é muito boa, sem ondas, temperatura agradável, mas às 17hs a maré recua bastante, hora de ir pra Duna do Pôr do Sol e de lá assistimos nosso último pôr do sol da viagem, o 6º, o ruim é que da duna venta muito, mesmo e tem muito vendedor oferecendo de tudo, incomoda um pouco, mas o visual da praia é muito lindo.
O entardecer na praia é demais, o recuo da maré deixa espelhos d’água que ao anoitecer ficam prateados, amei e lamentei não ter um dia a mais em Jeri, terei que voltar em breve.

9º dia – Às 9hs um novo motorista estava à nossa espera, de Hilux 4x4 fechada e privativa, para nossa viagem pelas praias até Fortaleza.
Uma parte do caminho foi pela rodovia, mas creio que metade foi a beira-mar e por muitas praias lindas, com umas 4 paradas em mirantes com paisagens maravilhosas, passando por parques eólicos, atravessando balsas... no almoço em restaurante à beira-mar em Flecheiras, pudemos tomar banho de mar para nos refrescar e nos despedimos de nossos amigos companheiros de viagem, chegando em Fortaleza já de noite, foi um encerramento lindo para essa viagem inesquecível, o Ceará é apaixonante, assim como todo o nordeste.
Pernoitamos no hotel Sonata de Iracema, muito bom, recomendo, mas lamentei encontrar o entorno da Praia de Iracema muito abandonado, degradado, queria muito reencontrar a animação da noite de anos atrás, mas só sobrou ruínas e pichações. A praia continua bonita, mas o calçadão precisa de cuidados.

10º dia – Nosso voo de volta seria às 17hs, aproveitamos a manhã para visitar o Mercado Central de Fortaleza onde compramos muitas lembranças para a família e para nós tb, tem muuuitas lojas, é enorme. Adoro o artesanato nordestino, coisas lindas!
Almoçamos qse ao lado do hotel, muito bom o restaurante, 1kg de camarões fritos ao alho e óleo por R$ 35,00, nos fartamos e finalizamos assim nossa viagem, que deixou lindas lembranças e muita saudade.

Obrigada a quem teve paciência de ler este relato até aqui e lamento se exagerei e escrevi demais mas com tanta coisa vista e vivida, difícil não ter tanto a escrever sobre. Foi bom demais! Que vcs tb tenham essa oportunidade de curtir tudo isso e muito mais.

Ana
AnaPermalinkResponder

Olá, gostaria de saber se há trasporte (ônibus de preferência) direto de Delta do Parnaíba até Fortaleza

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Ana! Há ônibus da empresa Guanabara de Parnaíba a Fortaleza.

Sabrina
SabrinaPermalinkResponder

Obrigada por compartilhar sua viagem, Rita! ?

Anita
AnitaPermalinkResponder

Hola! Mí ruta será Fortaleza Jericoacoara Barreirinhas. Que me aconsejas acerca del itinerario y como moverme dd lugar a lugar. Viajo en Agosto. Gracias!!

Heloísa
HeloísaPermalinkResponder

Olá! O VnaV sempre com informações preciosas, leitura indispensável antes de toda viagem. Meu marido e eu planejamos ir de São Luís até Fortaleza com crianças de 10 e 6 anos em julho. Somos do Sul e iremos ao Nordeste de avião. Nos Lençóis Maranhenses cogitamos em irmos apenas a Santo Amaro, por conta da facilidade de acesso às lagoas. Li o post inteiro, porém não localizei opção de transporte entre Santo Amaro e Parnaíba... apenas saindo de Barreirinhas. É isto mesmo?

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Heloísa! Junte as informações de Santo Amaro a Barreirinhas com as informações de Barreirinhas a Parnaíba. Não existe transporte direto ou organizado ou mesmo coordenado entre as duas cidades. Se houvesse, estaria no post.

Mari
MariPermalinkResponder

Olá, por favor, há transporte econômico de Barreirinhas direto para Jericoacoara? Pensei em pular o Delta, para ganhar mais um dia em Jeri. Tenho 8 dias de viagem e tenho dúvida se vale mesmo fica um dia no Delta. Viajo em junho. Obrigada!

Antônio André Casarin

Caraca, como sempre vc "destrincha" o negócio totalmente. Vc deve ter demorado dias escrevendo e organizando isso. Parabéns pela dedicação!

Daniella
DaniellaPermalinkResponder

"Eu fiz a travessia em junho de 2017 e tão logo publique o relato, acrescento o link aqui." Kd? rs

A Bóia
A BóiaPermalinkResponder

Olá, Daniella! Tão logo publique o relato, o link será acrescentado.

Cleide
CleidePermalinkResponder

Gostaria de saber qual o melhor período do ano para conhecer os Lençóis Maranhenses ? Janeiro é uma boa época?

Val
ValPermalinkResponder

Olá! Estou indo para os Lençóis em junho e venho aqui para compartilhar uma informação. Sr. Bebé só faz o trajeto Sto. Amaro/Barreirinhas de segunda a sexta. Aos fins de semana, o percurso é feito em carro privativo ou com transporte público até Pedras e, de lá, tentar a sorte de conseguir casar horário de chegada e vaga na jardineira até Barreirinhas. Foi essa a informação que me deram, tanto que vou estender um dia em Santo Amaro para poder usar o transporte do Sr. Bebé na segunda.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar