São Luís

Ricardo Freire
por Ricardo Freire

São Luís: onde comer e beber

Veja nesta página um guia de restaurantes de São Luís. Se preferir, clique para ir direto ao tópico:

Vai por mim: restaurantes em São Luís

Regional & charmoso: Flor de Vinagreira

Happy hour ao pôr do sol: Ferreiro Praia (6ª a domingo)

Português honesto: Tasquinha do Ferreiro

Massa & pizza: L'Italia a Tavola, Vignoli

Buffet típico: Senac (domingo)

Voltar | Topo

Cozinha regional

À primeira vista (ou mordida), a cozinha maranhense não difere da cozinha de outros cantos do Nordeste. Existe um prato, porém, que é tão maranhense quanto Alcione: o arroz de cuxá. Feito com vinagreira, uma erva deliciosamente amarguinha, e temperado com minúsculos camarõezinhos secos, o arroz de cuxá tem um sabor singular. É um acompanhamento que brilha mais do que o protagonista do prato -- normalmente, peixe frito ou grelhado.

No Centro Histórico

Flor de Vinagreira

São Luís onde comer Flor de Vinagreira

Uma das boas novidades da cena gastronômica de São Luís é o Flor de Vinagreira, do mesmo grupo do Feijão de Corda. Ocupa um casarão no coração do Centro Histórico: na rua da Estrela, em frente à praça Nauro Machado, onde durante muitos anos funcionou o Antigamente. O chef paraense Danilo Dias criou um cardápio inspirado nas culinárias do litoral e do sertão. Comece com os pastéis de cuxá, azedinhos, acompanhados por geléia de pimenta. Continue com um filé de pescada com arroz de cuxá, um arroz de carne de sol ou um gratinado do sertão (carne de sol desfiada, gratinada com queijo coalho, com arroz de jerimum cremoso). De sobremesa, creme de bacuri, deliciosa frutinha do Meio-Norte e da Amazônia (que lembra o cupuaçu, mas sem o retrogosto). Não fecha entre almoço e jantar. (r. da Estrela, 220, tel. 98 99198-1800 - Instagram)

Cafofinho da Tia Dica

São Luís onde comer Cafofinho da Tia Dica

Restaurante mais pitoresco do centro histórico, o Cafofinho da Tia Dica está no miolinho do bairro, na rua lateral da Praça Nauro Machado. As especialidades são os pratos de frutos do mar com leite de coco (como o 'arroz do cafofo' da foto). O cardápio, extenso, oferece arroz de cuxá como acompanhamento para muitos pratos, e uma elogiada carne de sol. Para começar, peça os pasteizinhos de vatapá com geléia de pimenta. Abre sem interrupção entre o almoço e o jantar. No domingo, só funciona no almoço. (Trav. Marcelino de Almeida, 173, tel. 98 8706-5089 - Instagram)

Restaurante do Senac

Para quem prefere almoçar em buffet, o Restaurante-Escola Senac é a boa do Centro Histórico. O melhor dia é domingo, quando o buffet é típico regional. (No sábado, serve feijoada.) Abre diariamente só para almoço, até as 15h. (R. de Nazaré, 242, tel. 98 3198-1105 - Site)

Cozinha Ancestral

O restaurante mais original de São Luís funciona num espaço compartilhado com galerias de arte e artesanato na rua do Giz. O Cozinha Ancestral prepara pratos inspirados nas culinárias indígena e afro-maranhense, servidos em cuias. Divida uma porção de mini-acarajés recheados com vatapá, depois peça um 'desejo de Catirina' (filé de peixe empanado, acompanhado por caruru e arroz com leite de coco babaçu) ou um 'mangue seco' (carne de caranguejo refogada no azeite de coco verde, arroz com tucupi e jambu, farofa com cebola e banana). Abre de 3ª a sábado, apenas no almoço, até as 15h. (r. do Giz, 167 - Instagram)

Nos bairros

Cabana do Sol

São Luís onde comer Cabana do Sol

Procurando o restaurante mais tradicional de São Luís? Achou: é o Cabana do Sol. É o melhor lugar para provar a carne de sol com todos os seus acompanhamentos: baião de dois, macaxeira, paçoca, banana à milanesa. Querendo algo diferente e ainda típico, prove a peixada maranhense (com leite de coco, batatas e ovo cozido) ou o arroz de cabrito. Os preços são caros, mas as porções são gigantes: dão facilmente para três pessoas (felizmente, servem meia-porção). Tem dois endereços -- o da João Damasceno fica mais próximo da maioria dos hotéis. Não fecha entre almoço e jantar nas duas casas. (r. João Damasceno, 24 A, tel. 98 3235-2586, av. Litorânea, 10, tel. 98 3227-7761 - Facebook - Instagram).

Coco Bambu

São Luís não ficou imune à expansão da rede Coco Bambu. O restaurante de origem cearense funciona numa casa portentosa, onde serve seus camarões preparados quase sempre com molho branco ou queijo. (A seção de peixes costuma ter opções mais sequinhas.) As porções são enormes e, como é praxe na rede, o restaurante se recusa a servir meia-porção. Vá com alguém que compartilhe o seu paladar. (Av. Colares Moreira, 1, quadra 19, tel. 98 3268-7400 - Site)

Voltar | Topo

Outras cozinhas

Frutos do mar

Ferreiro Praia

São Luís onde comer Ferreiro Praia

Aberto no início de 2019, o Ferreiro Praia ocupa o melhor espaço do shopping Champs, uma galeria de lojas à beira mar que está revitalizando uma ala do hotel Praiamar, na Península de Ponta d'Areia, entre edifícios residenciais de gente-fina. A seção de entradas tem ostras frescas ou gratinadas, ceviche e robatas (espetinhos à moda japonesa) de salmão, polvo e frutos do mar. Entre os pratos principais (em porções individuais, glória a deux!), ravioli nero com recheio de caranguejo, atum em crosta e arroz de bacalhau. Há pratos para carnívoros também. De sobremesa, não perca o bricelet: wafer fino como óstia produzido por freiras de Olinda, recheado com sorvete de creme e coberto com calda de chocolate. Abre só para jantar de 3ª a 5ª e para almoço e jantar (sem interrupção) de 6ª a domingo -- quando se torna uma grande pedida para o pôr do sol. (r. Ivan Loureiro, s/n, Champs Mall, tel. 98 3302-5320 - Instagram)

Cozinha portuguesa

Tasquinha Ferreiro

São Luís onde comer Tasquinha Ferreiro

Franquia dos recifenses Tio Armênio/Tasquinha do Tio, a Tasquinha do Ferreiro serve boa comida portuguesa a bons preços, e em porções individuais ('meia dose') ou para dividir ('dose'). Comece com os bolinhos de bacalhau (R$ 29, 6 unidades), pastéis de bacalhau (R$ 21, 9 unidades) ou croquetes de pato (R$ 31, 6 unidade). Então escolha entre os vários arrozes (de polvo, de pato, de camarão, de rabada, de bacalhau), um bacalhauzinho (tem porção individual, algo raríssimo) ou um filé. As paellas servem 2 ou 4 pessoas -- mas quando são o prato do dia, podem vir em porções individuais, super bem-servidas a R$ 39. Como em todos os restaurantes da rede, de sobremsa experimente o bricelet: wafer fino como óstia produzido por freiras de Olinda, recheado com sorvete de creme e coberto com calda de chocolate. Abre para jantar de 2ª a 4ª e sem interrupção entre almoço e jantar de 5ª a domingo. (r. dos Gaviões, 108, Lagoa da Jansen, tel. 98 3181-8362 - Instagram)

Cozinha italiana

L'Italia a Tavola

São Luís onde comer L'Italia a Tavola

Era para ser apenas uma delicatessen, mas com o sucesso o L'Italia in Tavola virou cantina. O dono é italiano -- veio a São Luís como engenheiro, acabou enveredando pela cozinha. A carta traz massas com molhos raros de encontrar no Nordeste, como cacio e pepe (queijo pecorino e pimenta preta), amatriciana (tomate e pancetta) e puttanesca (tomate, azeitona e alcaparra). Também prepara risotos e pizzas. Em concessão ao gosto brasileiro, a parte de carnes tem polpettone recheado com mussarela e filé à parmigiana (pratos italianos inventados no Brasil). O ponto da minha massa também me pareceu um pouco além do al dente, mas ainda bem mais firme do que o normal do Nordeste (se você faz questão de super al dente, recomendo frisar isso no pedido; eu faria numa volta). O Aperol Spritz é muito bem feito e generosamente servido. Não fecha entre almoço e jantar. (av. dos Holandeses, 14, tel. 98 98184-7283 - Facebook)

Pizza

Vignoli

Filial de uma pizzaria cearense, a Vignoli prepara pizzas fininhas e crocantes, que dá para comer com a mão (junto com os talheres vêm luvinhas de plástico para quem preferir). Tem também uma seção de massas. (r. Maracaçumé 21, tel. 98 3251-8221 - Facebook)

Carnes

Ferreiro Grill

Teoricamente o Ferreiro Grill é uma churrascaria. Mas o cardápio foi ficando tão extenso e variado, que o gênero mais apropriado seria 'restaurante familiar'. Abre diariamente sem intervalo entre almoço e jantar. (r. Independência, 10, Lagoa da Jansen, tel. 98 3227-4060 - Instagram).

Bistrô

Armazém do Chef

São Luís onde comer Armazém do Chef

Numa casa situada uma pracinha tranqüila, no miolo do bairro do Calhau, o Armazém do Chef é a versão restaurante de uma das barracas mais prestigiadas da praia. A pegada é de comfort food com sotaque maranhense: camarões empanados acompanhados de arroz de cuxá; língua 'de Catirina' ao vinho tinto; pescada amarela com arroz ao alho; carneiro com arroz cremoso. Abre sem interrupção entre almoço e jantar. (Rua Uriacica, 15, tel. 98 98119-0737 - Instagram)

Biana Bistrô

Se a idéia for um jantarzinho à beira-mar, vá ao Biana Bistrô. Funciona num qiuosque na praia de São Marcos. Serve massas, risotos e pratos afrancesados em ambiente charmoso, com direito ao barulho das ondas. Abre 3ª e 4ª para jantar, 5ª a sábado sem interrupção entre almoço e jantar, e domingo para almoço até o fim da tarde. (av. Litorânea, módulo 11, tel. 98 98118-0866 - Instagram).

Voltar | Topo

12 comentários

Lissandro Almeida

Recomendo o "Cafofinho da tia Dica", acho que é esse o nome, no centro histórico.
Comida tradicional maranhense da melhor qualidade e um ambiente muito peculiar, divide espaço com um "sebo".

mariana
marianaPermalinkResponder

mininuuuu inclui armazem do chef, no calhau. eh mtoooo bom, de um casal mto simpatico

José Ribamar da Costa

No Centro Histórico, hoje, o melhor restaurante é o já citado "Cafofinho da tia Dica", mas tem também tem o Dom Francisco, com um excelente bufê no almoço, dentro da Feira, restaurantes com boa comida caseira, aconselho o Vó Roxa e ao lado uma opção bem peculiar: uma barraca que vende a juçara (açaí do Maranhão), com os acompanhamentos típicos da região (farinha de mandioca e camarão seco, hummm).

Julio Cesar Goncalves Correa

O Maracangalha fechou em outubro de 2016. Estou de luto!

anibal rodrigues

Estive em S.Luis entre 19 e 22/05/17. Infelizmente não há 'comida boa maranhense' na maioria dos restaurantes Classe Média em S. Luis. Ex. Os restaurantes Antigamente e Tia Dica (em que pese o bom atendimento), são sofríveis. O Antigamente tem um ruído quase infernal de um gerador de energia elétrica; o salão do Tia Dica é acanhado, desconfortável (porém atendimento bom). O restaurante do Grand Hotel São Luís (próximo ao Palácio dos Leões) é boa e preço justo/ quilo (no almoço, porque na janta é horrorosa/ requentada. E assim segue na maioria; quando é bom é muito caro. E o famoso arroz de Cuxá? Se V. tem amigos que possam servi-lo em casa...se não, não. Vale muito a pena ir a São Luís do Maranhão.

Marina
MarinaPermalinkResponder

Dica de um local, que eu conferi e aprovei: restaurante porto seguro! bem simples, perto do anel viário.

ARIZE ARAUJO PINHEIRO

Tô a uma HR e meia esperando a comida sair no Cafofinho da tia Dica,e olha q hj é segunda é salão não tá cheio. Espero q q comida valha a pena.

Rubem
RubemPermalinkResponder

Os restaurantes citados são todos de ótima qualidade, porém , os preços são altissimos. Não dá para ir toda semana.

Leonardo Mello de Freitas

O segundo conjunto de fotos que está indicado como cabana do sol é o Armazem do Chef, na verdade. Faltou na lista a Vignoli, unica pizzaria realmente boa daqui

candida silva
candida silvaPermalinkResponder

Não comi pizza,mas a massa que eu comi estava triste...

Fernanda Ribeiro

Comer na Cozinha Ancestral é uma experiência única, vá de peito aberto. Os pratos recomendados pelo Riq são realmente deliciosos.

Fernanda
FernandaPermalinkResponder

Procurem também pelo restaurante Çá-Vá Gastrobar (no instagram, @cavagastrobar). Boa cozinha unindo técnicas francesas com ingredientes locais e ótima carta de drinks. Fica no bairro do Calhau, em uma casinha muito charmosa. Recomendo demais!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.
Bóia de férias. Só voltaremos a responder perguntas que forem postadas a partir de 3 de junho. Relatos e opinões continuarão sendo publicados.
Cancelar