Desvirtuando

O frio continua em São Paulo. Fomos jantar no La Frontera, um restaurante de argentinos com ares de Palermo Viejo em Higienópolis.

A carta de vinhos trazia um rosé argentino feito com malbec e cabernet sauvignon de importação própria (e cujo nome, meia garrafa depois, me escapa). Pedimos. Gostamos muito.

Mas sei que é o cúmulo da heresia — enquanto os conaisseurs encaram o rosé como um tinto de verão, eu pego e faço do rosé um branco de inverno…

😆

11 comentários