Deu no New York Times: Los Roques

Los Roques (foto minha mesmo)Parem as rotativas! Mais um grandão de olho na nossa Praia da Bóia®! Desta vez foi o New York Times, que deu o arquipélago caribenho como matéria principal do suplemento de viagem desta semana. Quem assina o artigo é o crítico de restaurantes Sam Sifton, que revela mais um uso do parque nacional marinho venezuelano: pesca esportiva.

Para o Povo da Bóia, acredito que o relato mais interessante é o da passagem do repórter por Caracas, enfrentando cortes de luz a todo momento (viva Chávez!) mas mesmo assim aproveitando para comer bem.

Leia:

Silent days on the sea in Venezuela

64 comentários

Oi Pessoal, saímos de Los Roques segunda, dia 21 de junho. Tudo maravilhoso.
O melhor câmbio que conseguimos foi 7 por Dóllar. No aeroporto está melhor que em Gran Roque. Não tínhamos reserva nem para o vôo e nem para a pousada, mas deu tudo certo. Fomos de Chappi Air, um micro avião mas foi e voltou na boa. Ficamos na La Cigalla que nos pareceu um bom custo/benefício (15% de desconto pagando dem dóllar efetivo) e fomos super bem tratados.
Encontramos muitos brasileiros por lá, acho que o pessoal está descobrindo aquele paraíso.

Pessoal, posso dizer que fui pela Aerotuy e foi a pior experiência aérea da minha vida!!! Já comecei a entrar em pânico no aeroporto, pois atrasou bastante, não tem cartão de embarque,o balcão do check in não tem placa e a aeronave é uma Kombi voadora. Permaneci rezando e de olhos fechados até que, em pleno vôo, a janela traseira daquele teco-teco infeliz descolou e ficou pendurada no ar. Minha surpresa foi ver que os pilotos não se espantaram com tamanha loucura e seguiram viagem normalmente.Ou seja, viajamos com a brisa do mar entrando avião adentro. Foram os 45 minutos mais longos da minha vida!!! Quando finalmente aterissou, meu alívio foi enorme até um botão do painel resolveu despencar também!!! Procurei desesperadamente outra opção de retorno, mas como era Carnaval, estava tudo lotado. Tive dor de barriga de tanto medo de voltar naquele troço, mas, como não havia alternativa e com a janela colada , voltei rezando novamente para chegar viva.
Fora essa aventura, foi um dos lugares mais bonitos que já visitei!!! Merece ter a honra de ser a Praia da Bóia!!!

    Ana Karenina, eu quase morri de rir com o seu comentário! rs… Valeu o dia! bjs

eu fui pela sundance e é péssima! sem dúvida a aerotuy é melhor, os avioes sao maiores e com duas helices de cada lado. o da sundance que fui era a metade, apenas 20 lugares, e um cheiro horrível de querosene…

Olá Camilla !
Interessante a idéia de ir de TAM e voltar de GOL.
Você chegou a conversar com alguém que utilizou a Sundance ?

Bom, voltei! mesmo com a notícia de Los Roques no NYT e sendo semana santa também na Venezuela, o paraíso esteve tranquilo.
Claro, soube que esse é um dos grande períodos de pico, então para quem se programa para ir, tente escolher datas fora do carnaval (que pra eles tb é feriado), semana santa e os tradicionais meses de dezembro e janeiro. A viagem foi um sucesso, no início achei q seria complicado especialmente pelas poucas referências q achei. Mas para os trips fica a dica, tudo que é necessário para chegar em Los Roques está aqui na bíblia 😉 (ou de alguma forma está referenciado aqui!!!).
A reserva da pousada dá um pouquinho de trabalho só a expectativa das idas e vindas dos emails, mas nada que mate de susto, acaba dando tudo certo. Não consegui reserva pra La Cigala (a mais comentada por aqui) e acabei ficando na Villa Caracol ( http://www.caracolgroup.com/ ) que é tudo aquilo que aparece nas fotos do site e mais um pouco – a comida é muito boa e o atendimento tb muito bom.
O aéreo Caracas-LosRoques-Caracas fizemos de Aerotuy ( http://www.tuy.com ) que é a maior empresinha do ramo lá, porém os aviões são velhacos e vi q existem muitas outras opções (uma delas que me pareceu razoável como alternativa é a SundanceAir – essa não pesquisei se tem site). O aéreo foi feito junto com a reserva da pousada, facilita bastante!
Quanto às taxas, foram todas reajustadas e hj está assim – Taxa embarque domestico (para LosRoques, no caso) – BsF 32,50 pax / Taxa para entrada em Los Roques (é parque nacional, tipo aquela de Noronha) – BsF 130,00 pax / Taxa embarque internacional (essa pra voltar pro Brasil, no caso!) – BsF. 162,50.
Quanto ao câmbio paralelo (diga-se negro!!) tava assim $1 – BsF. 5,5 chegamos a conseguir por 5,8 BsF, mas o usual foi 5,5 mesmo. Em Los Roques não conseguimos trocar dinheiro na nossa pousada (q disse só praticar o câmbio oficial – que estava na base de BsF 4,3 -$1), mas a dica da farmácia continua valendo, sigam até lá e se o carinha que troca não estiver na hora, insistam para saber a que horas encontrá-lo (de noite, pelas 20hs ele sempre tava lá!!).
No mais, foi tudo muito certinho! para aproveitarmos mais um dia e não precisarmos dormir em Caracas nenhuma noite fomos de Tam e voltamos de Gol (foi tudo bem tranquilo).
E uma das coisas mais divertidas que fiz por lá, além de nadar com as tartarugas, foi tentar achar a bóia do Riq!!! (não achei por sinal, mas tinha uma toda high tech em Madrisqui que desconfio ser uma versão 2.010 da amarelinha do banner!!).
se precisarem de mais informaçoes estou a disposição 🙂
beijinhos

    Gracias! E interessante saber sobre o câmbio — com as novas regras, a diferença do negro pro oficial já não está tão grande…

    pois é, também achei pequena a diferença! mas ainda dá um descontinho 🙂

    Oi Camilla, estamos indo semana que vem…
    O que dá pra pagar em bolivares (para valer a pena trocar no paralelo)? Tipo aéreo Caracas-Los Roques, passeios, mergulho, comidas…
    Quanto ficou sua pousada?
    Você acha que pensão completa é uma boa? Tem lugares para jantar fora a pousada? e os almoços, tem como conseguir?
    Valeu.

    Carla, apesar da pouca diferença, acho que ainda vale trocar no paralelo. Mas, cuidado com os “maleteros” do aeroporto de Caracas, eles são super mal encarados e frequentemente te deixam numa situação bem desconfortável.
    Você precisará de bolívares para pagar os passeios de barco não incluidos na pensão completa (os mais distantes nunca estão incluidos), aluguel de equipamento de mergulho, comida em alguma ilha que tenha restaurante, filtro solar (o seu vai acabar!), souvenir ou pizza em Gran Roque. Não há muitas opções de bares ou restaurantes em Gran Roque e a vida noturna não é lá muito agitada. Apesar de não ser muito barato, a pensão completa te dá mais conforto e os jantares das pousadas são super elaborados e gostosos!
    Boa viagem e curta por mim! O lugar é fantástico!

    camila
    estou indo para los roques em novembro e estou reservando a pousada caracol que é um pouco mais cara que a villa caracol.
    vc chegou a conhecer a pousada? acha q vale a diferença?
    na villa caracol tem ar condicionado no quarto?
    muito obrigada
    Dina

    Dina,

    A pousada Caracol é simples, porém limpa e dispõe de uma boa comida, no esquema half board. Eu recomendo pelo preço que ela cobra ( fev/2009) 60 dólares p/p diária

    Dina
    Nao conheço a Caracol.Recomendo fortemende a pousada Movida, que me hospedei.
    A comida é maravilhosa, os quartos tem ar. O chuveiro é frio, como na maioria das pousadas, mas isso nao é nenhum problema no calor de Los Roques, depois de um dia todo de praia.
    Dentro do tipo de hospedagem de Los Roques, dou nota 9.

    Oi Camilla e Zuzu,
    estou querendo passar a lua de mel em Los Roques e adorei a pousada Villa Caracol. Mas meu noivo acha o preço é um pouco salgado. Assim, pensamos em ficar 3 dias na Movida (melhor custo benefício) e 3 dias na Villa Caracol.

    O que vocês acham?

    Obrigada!!!

    Camilla, estou indo dia 31de dezembro, vc a cha q consigo voo para los roques qdo chegar em Caracas?

Embarco pra lá amanhã 🙂 tomara que a notícia ainda não tenha se espalhado e o paraíso continue tranquilo!!! conto como foi na volta.

Advogados de plantão :
Taí uma ótima oportunidade de ganhar um processo por uso não autorizado da sede-da bóia 😉

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.