E aí? Embarco ou não embarco pro Chile?

Usuhaia, hoje

São duas da tarde aqui em Ushuaia, Argentina. Às três vão passar no nosso hotel para nos levar ao porto, a cinco quarteirões de distância. Lá chegando, vamos fazer check-in no Terra Australis, um navio que transporta apenas 160 felizardos passageiros entre Ushuaia e Punta Arenas, pelo canal de Beagle.

(É o pequeninho, gente, não é esse grandão, não.)

Meu navio é o pequeno!

Ontem de madrugada, quando houve o terremoto no centro do Chile, o navio estava no caminho de volta. Chegou são e salvo. A propósito — não saiu nada até agora na imprensa ou na TV sobre problemas com embarcações na costa chilena.

Eu poderia ter ido até o porto para me informar, mas contive a minha curiosidade e só vou saber se o navio parte ou não quando chegar para o check-in.

Se vocês não ouvirem mais de mim, fiquem tranqüilos: o navio não tem internet, e eu só vou poder voltar a entrar em contato com vocês na parada em Punta Arenas, terça que vem.

Se a companhia achar que não há perigo para viajar, eu embarco sem receio nenhum.

E você? Como agiria nessa hora? Conta pra gente…

Atualizañáo 15h50:

Confirmado. Vamos partir. Check-in feito (numa agência na rua principal), malas entregues. Às 17h embarcamos. No Twitter me mandaram um mapa com a propagaçao das ondas. Sul do Chile tá tranqüilitíssimo, nao se preocupem. Nos falamos na terça!

Até lá, cuidem do blog por mim, pufavô!


191 comentários

Bom , é mais seguro do que ficar na terra Né!?rsrs
e sem contar que não tem risco de tsunami…Bora embarcaaar!

Embarque sim! Se houver perigo a companhia é quem vai cancelar. E tenho certeza que vai dar tudo certo. Acompanho sempre seu blog e essa viagem que você vai fazer é uma das que eu mais sonho! Vou acompanhar todas as dicas.
Boa viagem!

Quando a gente foi, no meio do caminho, começou um incêndio no Parque Torres del Paine, um dos nossos destinos (foi um dos maiores incêndios dos últimos tempos, provocado por um turista que não extingüiu direito a fogueirinha dele). Se o povo daí diz que não há problema, é porque não há (a gente obedeceu as orientações, e não tivemos problema algum – e só vimos um pouco de fumaça).
Ninguém vai ser doido de fazer a viagem sem notícias seguras. Então, se forem fazer o cruzeiro, é porque é seguro.
Como já discutimos aqui, eu acho que o viajante, não cancelando viagens, que ajuda a não atrapalhar a economia do lugar afetado (lógico, sem comprometer a infra-estrutura eventualmente necessária para dar resgate aos habitantes).
São mais de 3600 km de Punta Arenas a Coquimbo, o epicentro do terremoto. Provavelmente, nada aconteceu lá.
Se derem ok (as manchetes no Brasil agora são de ameaça de tsunami, mas desde o da Ásia só falam nisso), é porque não tem problema.
Eu iria, sim.

    Tsunamis são assuntos “resolvidos” depois de poucas horas. O problema, no caso do Chile, é que a infra-estrutura foi danificada em vários pontos distintos. O terremoto foi intenso e profundo, o que gera danos em áreas mais extensas.

Sei ñ, Riq, mas é que eu enjôo … os caras ñ são loucos. Se eles disserem que pode, vai feliz e desencana! Eles estão bem acostumados c/terremotos, de modo que são bem prudentes. Ficamos aqui na torcida por vc e por todos os chilenos, aliás, e toda a população do planeta, pq parece que o clima está se revoltando … everywhere!
Bjs,
Lu

Eu? Eu embarcaria era logo. Nesses momentos de dúvida, lembre-se da frase mais célebre do poeta Fernando Pessoa (pus ela em prática naqueles momentos-auge da gripe suína).

    Aliás, nesse caso especificamente, vale citar a estrofe inteira… 😉

    “Valeu a pena? Tudo vale a pena
    Se a alma não é pequena.
    Quem quer passar além do Bojador
    Tem que passar além da dor.
    Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
    Mas nele é que espelhou o céu.”
    (Fernando Pessoa – Mar Português)

    Basta substituir o Cabo Bojador pelo Cabo Horn e teremos uma ótima epígrafe para a aventura patagônica do Riq… :mrgreen:

    Poderíamos, além desta, fazer uso da “navegar é preciso; viver não é preciso”. Mas o que importa mesmo é saber quando vou receber em meu e-mail nossa foto tirada aos 44 do segundo tempo, por um simples acaso de eu ter ouvido sua identificação na recepção quando já estava abrindo a porta do hotel para ir embora? Caramba, nunca imaginei… Foi ótimo. Já conheço ao vivo três pessoas do blog. Agora só faltam mais 4997…

    Foto devidamente enviada! Meus pais disseram que a cena no lobby do hotel foi engraçadissima para quem viu de fora!!! Em um minuto um não sabia quem era o outro – no minuto seguinte estávamos no maior papo animado, tirando foto… 😉

Eu embarcaria! Também acho que se tiver algum perigo a companhia irá cancelar a viagem. Espero que não tenha e que você possa curtir o passeio! E também que você resolva esticar até Torres del Paine, pois eu adoraria ter dicas suas de lá! 😉

Eu estou aqui até agora com o modo viagem suspenso. Meu voo para Santiago é depois de amanhã, mas pelo jeito até lá o aeroporto ainda estará fechado. Sem contar que não sei sobre a situação das estradas que me levariam ao sul. Por via das dúvidas, já estou abrindo o guia e estudando umas possibilidades pelo Brasil.

    A Ruta 5, a auto-estrada que corta o Chile desde Santiago até o sul, está com vários pontos de interrupção e uma ponte crítica na rota caiu. Não há acesso regular para a região no momento.

Vaaaaiiii. Acabamos de voltar do Mare Australes (Punta Arenas – Ushuaia) e amamos. O serviço foi impecável, as paisagens de tirar o fôlego e o descanso merecido. Boa viagem!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.