Enquete | Comida de rua: qual é a sua preferida? E qual você não encara? 1

Enquete | Comida de rua: qual é a sua preferida? E qual você não encara?

Döner kebap

Você nunca vai me ver entrando num McDonalds ou sentando numa pizzaria no exterior: qualquer lugar do mundo vai oferecer comida de rua mais atraente.

Passei agora 10 dias na Alemanha, e poderia ter comido 10 dias na rua, que ficaria feliz (e com as finanças intocadas).

Salsichas (Würste) com pão (Brot) e mostarda (Senf) são onipresentes e chegam a custar pouco mais de 1 euros.

Döner kebap

A fome pode bater a qualquer hora, que você nunca estará longe de um local que prepare Döner Kebap — conhecido entre nós como kebab (ou, entre os mais antigos, churrasquinho gregos.

Berlim também conta com um grande número de fast-foods vietnamitas — uma culinária que já era comum na antiga Berlim Oriental, antes de virar modinha.

Em Paris eu posso passar a crêpe de jambon-fromage — ou, se tiver sorte de passar por um quiosque bretão, a galette, que é a versão da crêpe com trigo sarraceno (e recheios sempre salgados).

Para quem está contando tostões, a melhor combinação é almoçar de verdade (o menu do almoço costuma ter preços semelhantes à comida de rua na maioria dos lugares) e trocar o jantar pelo equivalente local da tapioca.

Diga aí: quais são as comidas de rua que você descobriu pelo mundo? Quais não conseguiu encarar? (E quais se arrependeu de ter encarado?)

A caixa de comentários é toda ouvidos!

91 comentários

Na África do Sul comi a melhor de todas as comidas de rua: o famoso boerewors, uma linguiça muito popular por lá. Os melhores boerewors, dizem os locais, são aqueles vendidos nos arredores dos estádios de rúgbi em dia de jogo!

Ainda no tema comida-de-porta-de-estádio, na Inglaterra comi alguns “pie and mesh” (tortas de carne com purê – de batata ou de ervilha) que valiam por um bom almoço. Recomendo!

Mote con huesillos em Santiago, o melhor chivito da vida num posto de gasolina em Montevideu, crepe de presunto queijo e ovo em Paris, uma degustação de queijos de cair o queixo numa feirinha em Bordeaux… Tudo deli.

Arepas em qualquer lugar da Colombia (elas vao variando de tamanho, recheios, se sao assadas ou fritas). Ah, e outra coisa que me pareceu exotica, vendem muitas saladas de frutas em copos, so que adicionam creme de leite e queijo!

Glüwein nas feirinhas de Natal na Europa inteira. Ah, o cheirinho de especiarias que fica no ar….
Castanhas portuguesas assadas….

No canadá:
– Poutine (todo canto tem, de diversos tipos e provei quase todos, rs)
– Sanduíche de pulled pork, no festival de rua “Ice, Wine and Dine”
– Peameal bacon, do St. Lawrence Market (divino! Hoje vejo as fotos e salivo, kkk)
– Beaver Tail (uma massa que lembra vagamente a de churros, frito, com coberturas variadas), em Toronto e em Ottawa

No Peru:
– Cuy (porquinho da índia)
– Chicha morada
– Chips de banana (na feirinha que tem nas Salineras de Maras)

No Chile:
– Cheguei a olhar para o mote com huesillos, mas não tive coragem de provar (arrependimento)
– Comi um molusco em Frutillar (meio que típico da região sul do Chile) que agora não consigo lembrar o nome, mas era delicioso

– O mais recente foi o espetinho de lhama no Atacama!

– Cusco: atraente, mas NÃO encarei a chicha morada e o espetinho de anticucho. Só nos restaurantes!

– O croquete de Amsterdam que esqueci o nome;

– Os dogs e gregos de NY;

– Mote com huesillos e frutas vermelhas de barraquinhas, no Chile.

– Acho que tudo em SP;

– Os sorvetes de 1 CUP (e não CUC :D) de Cuba;

– Doces na Bélgica;

– Empanadas e choripans

um acarajé bem quente em Salvador, basta procurar as baianas com bastante movimento, e tapioca de queijo de coalho, em váaaarios lugares, delicioso.
já os podrões podem ser perigosos, é preciso ver o movimento de saída dos sanduiches…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.