Enquete da semana: além das expectativas

É fácil a gente se decepcionar com algum lugar. Às vezes a gente joga as expectativas muito no alto. Outras vezes é uma simples questão de gosto pessoal. Pode ser também que você — ou o lugar! — esteja naqueles dias. Mas também pode ser um daqueles casos em que os santos, definitivamente, não batem.

mariachis450.jpg

Em compensação, não é o máximo quando você vai a um lugar sem esperar muito — ou, melhor ainda: com uma forte intuição de que não vai gostar — e acaba adorando?

centrodf450.jpg

Comigo já aconteceu várias vezes. A última foi na Cidade do México. Fiquei besta com a imponência da avenida principal, o Paseo de la Reforma — e, ao mesmo tempo, com a escala humana da arquitetura, sem a selva de prédios das nossas metrópoles (sim, eu sei, é por causa dos terremotos). Andei muito de metrô e adorei bater perna em La Condesa, a Vila Madalena/Leblon deles.

florespolanco450.jpg

E com você? Que lugar (país, cidade, hotel, restaurante, companhia aérea, vale tudo) se revelou muito melhor do que a encomenda? (Não se esqueça de dizer por quê, pra gente também ficar com vontade de ir.)

167 comentários

O meu lugar foi Dubrovnik, na Coácia.
A antiga cidade está guardada dentro de uma enorme fortaleza à beira mar. Dentro dos enormes muros ficam, praticamente intocadas, casas, igrejas e prédios. Algumas estruturas foram transformadas em lojas e outras continuam sendo residências, tudo muito original. A rua principal é toda de mármore, um espetáculo à parte!
As paisagens vistas do alto das muralhas são fantásticas, o mar de águas transparentes assume vários tons de azul. Fora das muralhas as mansões dos novos ricos dos antigos países do bloco soviético formam outro espetáculo e fazem pensar que férias fantásticas de verão eles aproveitam no balneário.
Realmente, uma grata surpresa, pretendo voltar e conhecer mais das praias e da cultura deste pedaço da antiga Iugoslávia banhado pelo mar Adriático.

Lea, um jeito que eu costumo ver por aí para deixar endereço de email sem ser descoberto pelos robôs dos spammers é escrever por extenso — tipo: xongas arroba gmail ponto com.

🙂

Porto de Galinhas é o destino mais “AME-O ou DEIXE-O” que já conheci, e com todas as razões para quem detesta. Ao ir lá pela primeira vez li reportagens do Riq que tratavam-na mais ou menos com a mesma imrpessão que vi. A vila (cidade) do Porto, é um lixo, as piscinas naturais só mesmo pra dizer que não deixou de ir. O grande JOGO é SAIR de Porto, hospedar-se para o lado de Muro Alto em diante e fazer TODOS os passeios que vão para o norte e o sul, que são deliciosos. Em meu blog escrevi longamente sobre Porto e está lá tudo pra quem quiser tirar suas dúvidas e até mesmo dar seu testemunho e impressões que serão úteis a outros viajantes! é isso aí, tripulação, o negócio é esse mesmo, divergir, argumentar e opinar!

Hugo, tem problema não, como dizem no nordeste.
Vc não precisa gostar de Porto, o importante é encontrar um lugar
que vc ame de verdade, para voltar quando precisar recarregar as
baterias , e neste caso, vc vai amar com chuva, com montes de tursitas,com farofa, com axé ,cadeira de plastico branca, sargaço..
Tá bom, exagerei, mas é meio assim : tem que procurar o paraiso
e visitar ele sempre que der (até encontrar outro)
O meu paraiso é Maceió desde 1993, com o passar dos anos fui subindo pelo litoral mas continuo fiel às Alagoas .

Gente, pois eu dei uma sorte danada com Porto de Galinhas: fiz tudo certinho do jeito que a Sylvia explicou aí em cima, meio por planejamento, meio por sorte… Fui em um mês de agosto, no meio da semana, e fiquei 4 dias. Já saí de Recife de carro, e parei em Calhetas no caminho, pra ir dando um gostinho. Me hospedei no Solar Porto de Galinhas, que estava super tranqüilo. À noite, fomos à vila e eu tive o imenso prazer de ver as piscinas naturais pela primeira vez à luz da lua cheia!!! No dia seguinte, as jangadinhas podiam ter todos os logotipos bregas possíveis e imagináveis que não adiantava mais – eu já estava fisgada… Mas nem por isso fiquei só por ali – debandei pra Muro Alto, depois pra Maracaípe, Carneiros…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.