A Bóia quer saber: onde você passou o Réveillon?

Réveillon

Segundo dia útil de 2013. De volta ao escritório, a conversa nos corredores é uma só: “E aí, como foi de fim de ano?”. Bem, aqui não seria diferente. :mrgreen: Há meses a Bóia acompanha o troca-troca de mensagens sobre o Réveillon nas caixas de comentários, e está curiosíssima para saber como foi a sua noite da virada.

Encontrou uma balada em Buenos Aires? Fugiu ou insistiu na Times Square, em Nova York? Como foi a festa do seu hotel no Caribe? Curtiu todas no Mercado del Puerto durante o dia, mas foi dormir mais cedo em Montevidéu? Depois dos fogos em Copacabana, sua turma foi praonde? E na Europa, encarou o frio na rua ou encontrou uma alternativa?

Queremos suas dicas de Réveillon! (Se não viajou, mas esteve em algum lugar incrível na sua cidade, não deixe de contar pra gente também!) E, claro, roubadas também estão valendo.

Aos comentários!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter – @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter – @riqfreire

Visite o VnV no Facebook – Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email – VnV por email


101 comentários

Passei o Réveillon em Havana. Junto com meu marido e todos os outros expatriados, de varios paises, e seus poucos familiares, como ele.
Fizeram uma festa particular, ao estilo familiar brasileiro. Muita comida, bebida, DJ….Mas o ponto alto da festa foi as musicas brasileiras tocadas e cantadas a plenos pulmões pelos brasileiros. Uma forma talvez de se sentir um pouco mais em casa.
Nao e uma dica nem foi uma furada. Apenas um Rveillon diferente dos muitos da minha vida. Assim como o próprio ano de 2012.
Um comemoravel 2013 a todos!

Passamos, e ainda estamos, em San Rafael na Califórnia em casa de amigos! Organizamos uma festa com vinhos da região de Napa, com Moët Chandon (a US$ 31,50) e frios que rolou ao melhor estilo brasileiro com som e animação até às 6:40 da manhã.

Hoje estaremos indo à Orlando e depois Miami para voltarmos ao Brasil no dia 13/01/13!

E um excelente 2013 a todos!

Nos hospedamos na casa dos meus pais em Cabo Frio e fonos a buzios. Nao vimos nem sinal de transito, reservei ceia no restaurante Captains, dentro do complexo Porto da Barra, em
MAnquinhos. Nota 10! Tem estacionamento, fica a beira da praia – so nos levantamos na hora da virada mesmo pra ir pra areia – e atendimento nota 10. E pra nos o melhor: pet friendly, pudemos levar nosso buldoguinho, o Maquiavel. Assistimos aos fogos de manguinhos e tb outras praias por ali, lindo! Buzios arrasou nesse reveillon.
Bjs,

Em NY, mas fugi da Times Square. Bagunça, chateação e frio demais pro meu gosto. Jantei no ótimo Sea Grill do Rockfeller Center, voltei pro hotel – na rua 48 com 8a avenida – e fiquei no quarto, vendo a bola cair pela TV e ouvindo o barulho do lado de fora da janela.

Olá!
Repito aqui o que colei nesse post:
https://www.viajenaviagem.com/2012/12/reveillon-copacabana/

Fui criado em Ipanema e moro na Barra. Há muito tempo que não passava o Reveillon em Copacabana, mas, a previsão do tempo e esse post do Ricardo me levaram a ir pra lá nesse ano!!!

Deixei o carro no Leblon, por volta das 21h, e peguei um ônibus pra Copa com a chefe e outro casal. Os ônibus só funcionaram até às 22h e depois das 4h. Saltamos do ônibus na altura da Rua Siqueira Campos. Nosso medo era que não desse para andar, mas, foi super tranquilo!!! Chegamos na praia e fomos para perto do mar por volta das 21:40h, de lá fomos andando para a área do palco principal… lá sim, muuuuita gente aglomerada! Curtimos uns 15 min de show e voltamos para nossa área de conforto. O lugar acabou sendo ideal, pois, o Palco principal ficava virado para o Leme e o outro palco para o posto 6/forte de copacabana, logo havia uma área de conforto de mais ou menos 1km bem no meio de copa.

Sentamos e ficamos conversando!!! Nada de cerveja nem água, para não dar vontade de ir ao banheiro. Me arrependi de não ter ido de sunga, pois, o clima estava perfeito e deu inveja de ver o pessoal mergulhando…

Logo, logo, chegou a hora!!! Contagem regressiva e os Fogos mais espetaculares que já vi até hoje!!! Foi DEMAAAAIS… 16minutos de Fogos de Artifício inaugurando 2013!!! Um Show único e inenarrável!!!

Voltamos a pé até o Leblon – cerca de 4km do ponto onde estávamos -, fomos passeando com outras centenas de pessoas e nem percebemos cansaço ou distância!!!

Foi o melhor Reveillon que passamos nos últimos anos. Um Reveillon com a cara do Rio, nossa mistura típica aliada a muitos gringos que estavam se divertindo pra valer num ambiente de pura PAZ e CONFRATERNIZAÇÃO!!!

Detalhe: Gente fumando o cigarrinho do capeta? Tinha. Latas e algumas garrafas espalhadas? Tinha. Filas nos banheiros químicos? Tinha. Nem tudo é perfeito. O que importa é o clima que você está para ir num lugar como esse! Se você vai para ver as coisas “ruins” pode ter certeza que encontrará em qualquer lugar do mundo e em qualquer hora, agora, se você vai com bons olhos, vai se divertir. Além disso, tem que ter uma certa “malandragem”… se não quer tumulto, fique fora das áreas dos shows… se não quer ficar no empurra-empurra, vá à pé para o seu destino – caso fique na região, Leblon, Ipanema, Botafogo, etc. – ou então espere diminuir o movimento dos transportes.

O Comandante tem razão, mas, eu aumento: TODO MUNDO DEVE PASSAR UM REVEILLON EM COPACAPANA.

Obrigado e Ótimo 2013,
Vladimir.

    Vladimir,
    Concordo com você, o Reveillion do Rio é muito bonito e emocionante.
    Festa para mais de 2.000.000 de pessoas de várias nacinalidades e cultura nåo dá para ser organizada em nenhum lugar do planeta.

    Concordo também Vladimir. E a minha dica é: não fique na frente do palco principal. A multidão se aglomera ali.

    Como postei no meu comentário…achei ótima a sua colocação qnt ao às pessoas que não entram no clima da festa; elas devem mesmo é ficar em casa.
    Sábias palavras!!!
    Concordo com tudo que vc postou!

    Assino embaixo Vladimir. Eu passei no local mais VIP de Copa esse ano (explico neste post ainda) mas já passei no Leme na praia e digo que valeu muito a pena. Claro que dei sorte de ter um apartamento de amiga como base a época, mas faria tudo de novo. Acho que este foi o 7o que passei lá.

Em Campos do Jordão, que ao contrário do que eu imaginava, esta bem cheio! Foi ótimo 🙂

Passei a noite de Ano Novo em Vitória, num ótimo quarto do hotel Bristol Praia do Canto, e lá na cobertura parece que dava pra ver os fogos da praia, mas quem disse que eu quis ver? Quis não, nem confraternizar, nem ver ninguém, nada de nádaras. Li, vi um pouco pela TV os fogos em Copa, achei bonitos, mas adorei pensar isso deitada numa cama confortável e com ar super agradável, sem barulhos nem gente chata. Abraços, parabéns pelo ótimo trabalho de vocês aqui no site, e um ótimo 2013 para todos nós! :))
Vera

Passei a virada em Madri, especificamente na Puerta del Sol.

Não tem espetáculo de fogos, mas alguns doidos soltam alguns foguinhos das fachadas dos hostels que cercam a praça, para delírio da multidão.

12 badaladas e 12 uvas, acho que é isso.

Bastante polícia e muito frio, cerca de 2º.

De modo geral gostei.

Vários e vários bares nas próximidas da Puerta del Sol ficam abertos e não precisa fazer reserva. Como por lá é tradição beber e petiscar de pé mesmo, no balcão, fica tudo mais tranquilo.

Resolvi não encarar nenhum jantar a R$ 350,00 (os mais baratos) por cabeça e acho que fiz uma boa escolha.

Fiquei até umas 23h em um bar tomando uma cerveja e petiscando uma tapa ou um croquete e depois me dirigi à Puerta del Sol tranquilamente.

Levei umas cervejas e uns 300g de pata negra (que tinha comprado durante o dia em um Museo de Jamón) para petiscar até meia noite.

Após dei uma passado no hotel (estrategicamente escolhido bem perto da Puerta del Sol) e voltei para um outro bar. Mais tarde comprei uma pizza e voltei para o hotel.

Não encarei um boate pois meu voo era bem cedo no dia 1º, mas o que vi pareceu bem animado. Quando saí do hotel em direção ao aeroporto, por volta das 9h da manhã, ainda tinha bastante gente saindo das boates.

Passamos o rèveillon na cidade do Panamá e nos hospedamos no Hotel Meridian, solicitamos quarto de frente para o mar e vimos um maravilhoso espetáculo em fogos e luzes em fachos, mais de 1 hora.
Melhor ainda porque não foi montado para turistas, é uma tradição da cidade.
Não participamos da janta festiva do hotel (não conseguimos ingresso,pois parece que é um costume dos panamenhos reveillon em hotel)Se estivermos nesta cidade no fim do ano certamente iremos na festa- sempre que viajamos optamos por ir em restaurantes,festas,etc frequentados pelos habitantes locais e nunca entramos em frias. Feliz Ano Novo!