Enquete: incluir café da manhã ou não, eis a questão 1

Enquete: incluir café da manhã ou não, eis a questão

Murray's Bagels, Nova York

Essa semana, uma leitora que vai a Nova York perguntou o que achávamos do hotel que ela havia escolhido para ficar, no Queens. Razão da escolha: nas pesquisas que fez, encontrou poucos hotéis por lá que oferecessem café da manhã, e esse era um deles.

Por desconhecer a geografia de Nova York, e a quantidade de delis e lanchonetes a poucos metros de distância de qualquer hotel bem localizado, nossa tripulante quase caiu numa roubada. Mas consigo entender o raciocínio que ela fez. Primeiro, porque não sou ninguém sem café da manhã – o mau humor vai crescendo proporcionalmente ao tempo que passo sem pão e uma xícara de café bem forte. Segundo, porque parte da graça de se hospedar em um hotel é justamente o café da manhã de hotel, com ovo mexido, frutas madurinhas e dois sabores de bolo.

(Não sei quanto a vocês, mas eu já viajo pensando naquele ovo mexido que só os hotéis sabem fazer.)

Ou seja: se não conhecesse bem as características do lugar onde iria me hospedar, muito provavelmente acabaria optando por diárias que incluíssem café da manhã, mesmo sendo pago à parte.

Nem todo hotel, porém, conta com buffets tão variados, ou a nosso gosto. Vai dos hábitos alimentares de cada lugar, e da categoria do hotel também. Como saber, então, onde vale a pena pagar o café da manhã por fora, ou em que lugares o café do hotel é plenamente dispensável?

Aí é a vez de vocês, caríssimos leitores! :mrgreen: Contem pra gente suas experiências com o café da manhã mundo afora. O Comandante já contribuiu:

Estados Unidos – só costuma estar incluído em redes básicas-funcionais, como Holiday Inn Express, Hampton Inn, Hilton Garden Inn. Se não estiver incluído, o melhor é fuçar uma delicatessen nas redondezas do hotel, comprando salada de fruta, bagel e/ou muffin, café. Sentar pra tomar café em restaurante é roubada: pra montar um café à brasileira tem que pedir muitos pratos e a conta fica caríssima. Em Nova York, um hotel que inclui café ótimo é o Washington Square.

França – normalmente não está incluído (mas a rede Ibis Styles, antigo All Seasons, inclui). O buffet nos hotéis de duas e três estrelas custa entre 8 e 12 euros, é pequeno, mas sempre oferece baguete, croissant, salada de fruta (em calda), iogurte, frios e müsli. Tomar um café au lait com uma tartine (baguete com manteiga e geléia) num café sai um pouco mais barato, mas não é de longe tão variado.

Alemanha – é o melhor café da manhã do mundo, e normalmente está incluído. A variedade de pães (muitos integrais!) e frios é sensacional, mesmo nos menores hotéis. Pro gosto brasileiro, só falta papaia – mas sempre tem banana.

Argentina – está incluído e normalmente é bem fraquinho, com frutas em calda e iogurte de baunilha (xogúr de bainixa).

Caribe – quando não está incluído na diária (nos hotéis não-all-inclusive, normalmente não está), custa entre 18 e 20 dólares. Os buffets são bastante variados e valem a pena, se você aproveitar o café farto para fazer apenas um lanche na hora do almoço. A alternativa para os mãos-fechadas é aproveitar que os apartamentos costumam ter cafeteira, e comprar bolinhos, frutas e queijo no supermercado.

Queremos saber: você costuma preferir hotéis que ofereçam café da manhã? Em que cidades dispensou o buffet e decidiu tomar café na rua? Em que hotéis pagar pelo café da manhã foi um bom negócio?

Aos comentários!

Leia também:

Quanto vou gastar em alimentação?

Comer e beber nos Estados Unidos: 10 pegadinhas

Paris: 5 ruas gastronômicas imperdíveis

Menu do dia: micos em restaurantes

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


106 comentários

Como o A.L. algumas vezes para otimizar tempo vou de cm no hotel. Mas em geral faco uma analise custo x beneficio, e dou uma olhada no tripadvisor para ver comentarios especificos sobre o cafe da manha do hotel em questao.

Nos EUA, em geral concordo que nao vale a pena o cafe da manha na diaria. Porem o Brunch de domingo em varios hoteis vale o preco por fora da diaria.

Dos lugares que visitei, a Turquia foi onde tive os melhores cafes da manha (melhores inclusive que os da Alemanha), com frutas super frescas, mels variados, diversos tipos de ovos e isto em varios hoteis distintos. Outro local memoravel mas que tenho apenas experiencia de um hotel (o The Reefs) foi nas Bermudas, ainda sonho com aquele cafe da manha e os melhores muffins que ja comi.

Nas situacoes que permitem ficar em hoteis mais luxuosos (lua de mel, comemoracoes, etc), recomendo dar uma olhada nas taxas do Virtuoso, do Visa Signature Hotels e do American Express Fine Hotels & Resorts, que alem do Continental Breakfast incluem outras vantagens como upgrade, late check-out, etc.

Acho que sou o único que prefere dormir mais um pouco do que descer pra tomar o café no hotel. Ainda mais em viagem de férias e em hotel que o horário limite é super cedo..
E não sei o que eu tenho, mas nunca sinto muita fome de manhã.. 😛
Prefiro hotel sem café, dormir um pouquinho mais, depois comer algo simples na rua e me concentrar mais no almoço.. 🙂

Acho um saco sair de barriga vazia e ter que ficar procurando algum lugar para comer, nem sempre existe uma boa opção próxima. Por isso acho mais prático tomar o café da manhã no próprio hotel. Quando não está incluso, vejo o preço e só não contrato quando fica muito caro…

Na Argentina achei os cafés caidíssimos! Medialunas com tostaditas, sequer um pão de sal… Estava incluído, mas se não estivesse, não faria falta… Já em Paris, peguei uma promoção, direto pela internet, sem opção de cancelamento (um risco, eu sei…) com café e internet incluso. Era geralmente cobrado e não era barato. 6 euros por hora, a internet e 12 euros/cabeça/dia pelo café. Se fosse p/ pagar acho que não valia, já que com este valor, procurando direito, dava até p/ almoçar uma formule (aqueles combos que incluem entrada + prato + sobremesa).
Mas tinham boas opções de pão, excelentes queijos, manteigas, sucos e até frutas, nada muito diferente do nosso café de hotel por aqui. Segurava bem a onda, a ponto da gente perder a hora do almoço nos restaurantes (até 14h).

Tb nao sou ninguem sem cafe da manha, mas nunca escolhi hotel por causa disso. Aqui nos EUA, eu sempre pego cafe fora, pois os dos hoteis sao bem ruins pro nosso gosto. Em Madrid, fiquei num Room Mate que tinha um cafe bem legal e incluido na diaria. Mas no geral, eu gosto mesmo e de tomar cafe na rua, pertinho do hotel, acho que faz parte da experiencia de conhecer a vida da cidade.

Em viagens sempre utilizo a relação ‘tempo-benefício’. Com raríssimas exceções acho um grande desperdício ficar em buffets de hoteis quando uma das melhores coisas de se fazer em uma cidade é vê-la acordar. Prefiro muito mais ir tomando café pelo caminho que, como dizem por aí, é mais importante que a partida ou a chegada.

Não escolho um hotel pelo café da manha e sim pelo custo/benefício da hospedagem e pela localização. Viajei agora para os EUA e os 3 hoteis que fiquei não tinham café da manha, o que me fez recorrer a lojas de conveniência e Star Bucks…Tal fato não prejudicou minha hospedagem.

Meu marido e eu adoramos café da manhã. Aliás, meu marido faz questão de almoçar e jantar também. Quando o café da manhã é cobrado a parte, geralmente é caro e aí optamos em parar em algum lugar próximo. Foi o caso de Barcelona que ao lado do hotel havia um café super charmoso e muito mais barato do que o café oferecido no hotel.
Em Paris, havia no quarto uma pequena mesa com cafeteira, xícaras, pratos e talheres. Sempre levo uma toalha de mesa pequena pois como viajamos de carro, algumas vezes paramos para um pic nic. Neste caso, enquanto meu marido ia comprar baguete quentinha, eu arrumava a mesa, cortava as frutas(compradas no dia anterior), os frios. Foi bem legal o esquema e não dá trabalho.

Quase sempre, que já nós hospedaram em hotéis com café da manhã incluído. Com exceção de alguns que pode optar por tomar café da manhã lá, mas além de pagar o café ou o café da manhã fora do hotel. Não tenho reclamações sobre o café da manhã em hotéis. Às vezes, café da manhã é completo e outros muito mais simple. Para nós, é muito conveniente optar pelo café da manhã no hotel, para assim, começar a fazer turismo e passear. Mais, sempre depende da localização do hotel.

Se ficamos em apartamentos turísticos, nós costumam comprar algo no café da manhã e tomar-lo là ou também podemos ir a um cafeteria perto do apartamento.

Boa

Nos EUA existe a pegadinha Continental Breakfast de Café Donnuts e com sorte Torradas.
Em Orlando muitas vezes é possível permanecer num mesmo padrão de Ramadas e Hampton Inn com estes café incluídos por 5 dólares a mais.
Na Europa é cada vez uma coisa, mas tem redes bacanas com café bom a parte a Room Mate tem em várias cidades Euroéias com um café a parte bem legal.

Na Rússia a maioria inclui café da manhã, e sempre com uma fartura de comidas, batatas, frituras e etc. Quase todos sempre possuem um Mingau típico.

Boas Viagens!! 🙂
@GusBelli

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.