Enquete: resorts all-inclusive

Iberostar Praia do Forte
Iberostar Bahia

O dólar baixando significa que os cruzeiros do verão brasileiro vão ficar mais tentadores. Em terra firme, isso acaba refletindo no concorrente direto dos cruzeiros: os resorts.

Uma das saídas dos resorts para enfrentar os cruzeiros tem sido adotar o modelo all-inclusive, em que todas as refeições, bebidas e lanchinhos estão incluídos — o que melhora sensivelmente a relação custo x benefício. É uma fórmula bem-sucedida no exterior, e que por aqui era a marca registrada do Breezes de Sauípe (e, antes dele, do Ventaclub, hoje só em Maceió, mas que se dirige a um público majoritariamente italiano).

A chegada, há três anos, do Iberostar a uma praia ao norte da Praia do Forte, conjugada com a ascensão dos cruzeiros, acabou desencadeando a adesão ao sistema de muitos outros resorts, como o Costa do Sauípe All Inclusive (antigo Renaissance), Vila Galé Marés de Guarajuba, Enotel de Porto de Galinhas, Miramar e Salinas de Maragogi, e recentemente os três Club Med brasileiros.

Eu queria saber: você esteve num desses all-inclusive recemente? Gostou da comida? Lembra as marcas das bebidas? Houve alguma coisa que você pensou que estivesse incluída mas não estava?

Se você já se hospedou em resorts all-inclusive no exterior — Cuba, República Dominicana e Riviera Maia têm muitos — conte pra gente, pufavô!

814 comentários

Há, bem lembrado Dani, no Sauípe tem transporte de meia em meia hora para circular no complexo e tem também para a Praia do Forte. Tem diversas atividades dia e noite. Água de cõco, sorvete e salgadinhos e sanduiches variados o dia todo. Um sacrificio ficar uma semana lá…

Nós, dois casaia com 03 adolescentes, ficamos hospedados no Costa do Sauípe All Inclusive, no natal/2008. Gostamos tanto que vamos repetir a dose esse ano. Usamos os restaurantes temáticos sem dificuldade, podemos almoçar e jantar em qualquer um dos restaurantes do complexo, se o buffet não agradar, é só pedir o cardápio e escolher. O All Inclusive é mais muvucado, mas podemos usar qualquer piscina (a do Golf é bem mais sossegada) e a praia, é claro. A vila é uma delícia para passeios e lanches. Viajei usando diárias da Bancorbrás, custo-benefício excelente. Não conheço outros resorts para avaliar melhor a qualidade das bebidas e comidas, mas no somatório geral gostamos muito de Sauípe. Eu fui em um cruzeiro em 2006, MSC Melody, ali sim foi horrível, muvuca total, muita gente mal educada e farofeira por m2, a mesma comida horrorosa todos os dias, lembrei do bandejão da universidade. Comparado ao cruzeiro Sauípe dá de 10 a zero. Lamento que haja muito desperdício nesse sistema all, mas educar pessoas leva muito tempo.

    Também estive hospedada na Costa do Sauípe, em 2008, no Golf SPA e achei tudo maravilhoso. Porém, ao retornar este ano, percebi algumas mudanças… A comida não tem mais o mesmo glamour, as bebidas são de marcas inferiores, os petiscos estão péssimos (e não existe mais o cardápio como opção). Nada de camarão ou salmão como era antes. Em compensação o entretenimento melhorou muito.

Na República Dominicana fiquei 6 noites no Barceló Bavaro Palace do Bavaro Beach Resort em Punta Cana. O complexo reúne 5 hotéis de sistema all-inclusive e vc pode comer em qq restaurante dentro desse complexo. A comida era muito boa, lembro de uma lagosta enooorme, tudo a la carte. Só era escolher, não posso reclamar de nada ! (Das bebidas eu não lembro, pq eu não bebo e não prestei atenção). Na piscina sempre tinha água de côco e sorvete. Tudo incluso no pacote. Na praia sempre tem atividades aeróbica, dança, jogos. A vida noturna do resort tb é boa, tem boates e cassinos. Pra se locomover entre os cinco hotéis do resort é só pegar o trem que passa o dia todo.

No próprio hotel vc pode arrumar excursões ou alugar um “carro com motorista” (o nosso foi um landau vintage, ótemo) para visitar Santo Domingo e os Altos de Chavon.

Pra mim é um lugar perfeito pra lua-de-mel, pena que eu estava com duas amigas, rs.

    Dani,
    Vc lembra se as boates da rede Barcelo eram animadas? Vc acha q reveillon lá pode ser uma boa? Desde já agradeço pelas dicas…
    Bjs…

Eu já fiquei hospedada no Costa do Sauípe All Inclusive (antigo Renaissance)em fevereiro do ano passado, e sinceramente, achei uma bela porcaria. O espumante que serviam era horrível. A piscina, lotada. A comida era comum, nada de especial. Para jantar em uma dos dois restaurantes temáticos, você tinha que fazer uma reserva com antecedência de dois dias, e a comida não era das melhores também. E o pior de tudo: como você está pagando um resort all inclusive, fica com peso na consciencia de sair de la e conhecer outros lugares.
A impressão que tive ao final de uma semana lá foi que o hotel deve estar falindo, e cortando despesas de forma suicida.
bjs

Apesar de saber que não indicas a Jamaica, minha expericência (primeira de resort e all-inclusive) foi por lá mesmo. Acabei de voltar de 15 dias, nos quais tive apenas oportunidade de ficar 2 noites em um all-incluse. Como já falei, essa foi minha primeira vez, então talvez não tenha a melhor opinião sobre o assunto, mas resolvi compartilhar de qq forma. O resort em questão se chama Gran Bahia Principe e fica em Ocho Rios. No quesito alimentação, achei interesante as inúmeras ofertas presentes (6 restaurantes diferentes para escolher, sendo que apenas 2 eram sem reservas prévias. A comida atendia ao paladar de todos sendo o principal com buffes dedicados a cada culinária tipica dos paises dos turistas mais frequentes. Faltou lanches em horários alternativos para aqueles que não estavam dispostos a se prender a horários. No quesito bebida, a maioria dos drinks eram pagos a parte, ficando apenas os drinks tradicionais dentro do pacote. Para quem não bebe ou não pode beber alcool (que é meu caso), os drinks deixam muito a desejar, basicamente é água e refrigerantes. Confesso que isso me frustou bastante, pois esperava (devido a oferta) sucos e bebidas especiais. De resto a estrutura era muito boa, com quartos amplos e bem equipados. O que eu esperava que tivesse incluido e não estava era a parte de SPA, mas pelo que fiquei sabendo, essa parte nunca é incluida em nenhum spa.

Bom, espero não ter me alongado muito.

Abraços,

Estive no Salinas (Maragogi) em janeiro deste ano. Escolhemos o hotel exatamente pelo sistema all inclusive pois viajamos com o nosso filho de 04 anos. Por este lado o sistema é incrível. Em termos de bebida e comida para crianças, tudo à disposição, tanto na praia, quanto nas piscinas e no quarto. Ainda, existe uma copinha para os pequenos bem equipada com todas as necessidades das mamães. Os funcionários bastante eficientes. Com relação às bebidas alcóolicas, nos bares da praia e piscinas, chopp, caipirinha (vodka nacional) e champagne (nacional) à vontade. À noite o vinho era nacional e servido em máquinas!(o que não nos agradou). Com relação à comida, bastante farta, mas simples. O que eles tentavam cozinhar de maneira mais elaborada não surtia o efeito desejado. A minha opinião é que vale muito a pena se a viagem for com crianças. Já, se a viagem for para casal não trocaria as mordomias de uma pousada exclusiva.

    Olá td bem estou querendo ir para o Salinas de Maragoggi com meus dois filhos um de 8 e uma de 10 vc acha que eles iriam se divertir no salinas.
    Eu particularmente gosto de praia calma tranquila, pra ser sincera não curto mar.Ano passado estive no Vila Galé Marés em Guarajuba a comida é muito ruim, deixa muito a dessjar. um lugar maravilhoso que não é all inclusive á o summer ville em porto de galinhas.
    Se alguem tiver dicas para uma familia querendo conhecer lugares lindo e com qualidade me mandem.
    bjs.

Fomos (eu e minha esposa) ano passado ao Iberostar Bahia. Tudo, absolutamente tudo (comida, bebida, atendimento, limpeza, clima) impecável! Comida farta e de qualidade (em todos os restaurantes, inclusive os temáticos), staff baiano simpaticíssimo e ágil, quarto e banheiro impecavelmente higienizados todos os dias. Nós voltaríamos com certeza! Ficou difícil agora ‘desacostumar’ com os all-inclusives…

Estive em julho no Iberostar Bahia (ainda não deu tempo de postar) e gostei do hotel, apesar da comida. A infra é boa (quartos, piscinas, etc..), tem bastante atividades, a recreação infantil é excelente e o atendimento é constante e simpático. A praia é um pouco forte, mas também é boa, além de ser próxima a praia do forte. O único ponto contra é a comida, que é bastante inferior e a de outros resorts que já fui. O sabor é bem fraco e não tem muita variedade. As sobremesas são sempre iguais e parecem aqueles bolos prontos de supermercado. A exceção são os restaurantes temáticos (japonês, frutos do mar, carnes e francês), que servem uma comida de qualidade, mas você só tem direito a uma refeição a cada 3 diárias. No quesito bebidas, eles têm algumas marcas melhores, mas você tem que pedir explicitamente, senão colocam a mais barata. No geral, o custo-benefício é bom.

Eu também já fui no Renaissance na Costa do Sauípe, antes da compra pelo Breezes, e a comida era excelente. Não sei como ficou agora, mas era possível comer também no Marriott e ainda existiam os restaurantes temáticos. O restaurante de comida baiana do Marriott era um show. A infra também era boa, mas a recreação infantil e adulta era um pouco fraca. Gostei também, pois o preço era convidativo.

    O Renaissance não foi comprado pelo Breezes, não.

    O que aconteceu em Sauípe foi que todos os outros quatro resorts (os dois Sofitel, o Marriott e o Renaissance) reverteram para a administração.

    O Breezes ainda tem contrato em vigor.

Bem, no Brasil, já fiquei no Portobello de Mangaratiba, mas não conta, porque foi parte do programa de ambientação quando entramos na empresa, então era tudo pago mesmo. Um sol lindo lá fora e a gente fazendo vivências e dinâmicas de grupo, coisas que eu amo, adoro de paixão. Gostaria de fazer uma todo dia.

Mas minha estréia mesmo foi no Decameron Aquarium, em San Andrés. Conforme postei, tudo incluído – bebidas no bar 24 hrs, outro bar de snacks, 2 buffets (a comida era a mesma nos dois, jantei duas vezes uma noite só para comprovar rs), 4 restaurantes a la carte (massas, thai, churrasco e frutos do mar). Só fui no thai pq tinha que reservar com antecedência, e como os passeios duravam o dia inteiro, ficava difícil.
No frigobar dos quartos, apenas duas garrafas de 1,5l de água. Às vezes eu pedia uma (ou duas…) batida(s) de coco no bar e levava para o quarto. Esportes aquáticos não motorizados e batismo de snorkel e scuba incluídos. Equipamento de snorkel gratuito por duas horas, para mergulhar no deck.
Não incluídas as diárias do cofre, que ainda é de chave, nem as ligações, que eram tarifadas (preço fixo) mesmo sendo a cobrar. E tudo pago antes com caução, com devolução das ligações não feitas ou não completadas.
E o resort é lindo, mas os quartos precisam de uma reforma. Mas eu voltaria.