Enquete: resorts all-inclusive

Iberostar Praia do Forte
Iberostar Bahia

O dólar baixando significa que os cruzeiros do verão brasileiro vão ficar mais tentadores. Em terra firme, isso acaba refletindo no concorrente direto dos cruzeiros: os resorts.

Uma das saídas dos resorts para enfrentar os cruzeiros tem sido adotar o modelo all-inclusive, em que todas as refeições, bebidas e lanchinhos estão incluídos — o que melhora sensivelmente a relação custo x benefício. É uma fórmula bem-sucedida no exterior, e que por aqui era a marca registrada do Breezes de Sauípe (e, antes dele, do Ventaclub, hoje só em Maceió, mas que se dirige a um público majoritariamente italiano).

A chegada, há três anos, do Iberostar a uma praia ao norte da Praia do Forte, conjugada com a ascensão dos cruzeiros, acabou desencadeando a adesão ao sistema de muitos outros resorts, como o Costa do Sauípe All Inclusive (antigo Renaissance), Vila Galé Marés de Guarajuba, Enotel de Porto de Galinhas, Miramar e Salinas de Maragogi, e recentemente os três Club Med brasileiros.

Eu queria saber: você esteve num desses all-inclusive recemente? Gostou da comida? Lembra as marcas das bebidas? Houve alguma coisa que você pensou que estivesse incluída mas não estava?

Se você já se hospedou em resorts all-inclusive no exterior — Cuba, República Dominicana e Riviera Maia têm muitos — conte pra gente, pufavô!

814 comentários

Na lua de mel fiquei no Summerville, com um upgrade ficamos em uma linda suíte, gostamos muito do café da manhã. Farto e com muitas opções. No jantar, boa comida, opções diferentes a cada dia. Não sei como está hoje, mas retornaria com certeza.

Dos all inclusive, ja fiquei no SUPERCLUBS na Costa do Sauipe. achei a comida do restaurante italiano muito boa, porem do restaurante principal era bem normal. Do restaurante da piscina era gostoso ter maquina de sorvete o dia inteiro (tipo casquinha do MC) e os lanches tambem era bons!
Ano passado fiquei no VILA GALÉ MARÉS. Amei a estrutura do hotel, os aptos, piscina deliciosa, porém a comida ficou beeem a desejar. Era sempre a mesma coisa todos os dias, desde o café da manha, almoço e jantar. Não havia variedade. Isso acho bem negativo porque você ja pagou ‘um tanto’ a mais para ter tudo incluso e da vontade de sair para comer algo diferente.

Minha avaliação final é ficar num hotel com MEIA PENSÃO (mesmo as vezes pagando a mesma coisa) e ter mais qualidade. Acho que é questão de preferencia. Pra mim e pro meu esposo a gastronomia do lugar faz parte das férias. Por isso voltaria 1000X pro Toque e nao voltaria para o Vila Galé por exemplo 🙂

Starfish. Já ouviu falar? Fica na Ilha de Santa Luzia em Aracaju.
Foi em março desse ano, numa das promoções da Tam e MasterCard.
O hotel é novo, pouco mais de um ano, site difícil de achar e sem muito charme nos quartos. Na média, o resort é todo mediano, comida sem chefes estrelados, bebidas nacionais na medida (capirinha de siriguela).
Os melhores pontos: o sol inclemente de Aracaju, a hospitalidade contagiante de todo o staff, o deck de madeira e as cadeiras fofas que ficaram bem em frente ao meu quarto e os poucos e bons hóspedes só 120 pessoas.
A praia, com água quentinha merecia uma melhor conservação.

    Oi Danielle,

    O Starfish Ilha de Santa Luzia fica no Município de Barra dos Coqueiros, o bloco onde está a recepção é uma remodelação do antigo Hotel Ilha, muito mais renovado, é claro.
    O avanço do hotel sobre a praia é fruto da erosão do litoral.
    Este resort é da rede Superclubs, a mesma da Breezes que é a primeira linha deles, ainda é pouco conhecido porque além do Ilha de Santa Luzia http://www.superclubsbrasil.com/brand_starfish/resort_santaluzia/
    Ao lado dele está sendo construído o complexo Brisas de Atalaia, (residencias+campo de golf+resort).
    Como lá na Bara tudo ainda está no incipiente muitas vezes as pessoas passam pela Ilha e deixam de ver o seu melhor espetáculo que é o por do sol na Praia de Atalaia Nova (na foz do rio Sergipe), quando o sol desce sobre a silhueta de Aracaju, se der sorte ainda pode ter o nado dos botos compondo o cenário.

    danielle,

    estou quase decidido a ir com minha familia para o starfish. Gostaria de mais algumas informacoes… para criancas 4/5 anos…como eh a recreacao… a comida como e? se tem entretenimento no resort…. e as bebidas, a praia….
    ja fui ao iberostar, salinas de maragogi….adorei os dois….
    se tier um comaprativo…
    grato…roberto

Fui em maio de 2004, passar minha Lua de Mel na República Domenicana, e passamos uma semana em Punta Cana, no Complexo da Iberostar, sendo dois hotéis tradicionais o Punta Cana e o Dominicana, e o Bavaro mais exclusivo, eram cabanas com 4 apartamentos. Ficamos numa cabana do Bavaro, e podíamos usufruir toda estrutura do complexo, que tinham boates, academias, cassino e etc. Os serviços eram excelentes,tanto no buffet e restaurantes a la carte, as comidas eram muito bem feitas, possui qualidade com quantidade. As bebidas alcoólicas de boas marcas. Os funcionários de uma atenção muito grande para com os hóspedes.
Pelo custoXbenefício, a República Domenicana é imbatível para os pacotes All Inclusive. Pena que não temos vôos diretos do Brasil para lá, porque os aviões da Copa Airline são um sofrimento.
Irei fazer um post em breve em meu blog sobre Punta Cana.
Abraço!!
http://www.gusbelli.blogspot.com

A minha primeira e única experiência de all-inclusive foi em Punta Cana (só um final de semana). Fiquei hospedada no Punta Cana Princess. Gostei muito do serviço, quarto e comida, só o uso das “camas ” na praia que não estava no meu pacote, fiquei sabendo quando fui gentilmente informada por um segurança do hotel, pois somente hospedes VIPs tinham acesso. Os esportes aquáticos tb era a parte.

Pois é… all inclusive só conheci o Breezes, sauípe. É difícil engolir aquela história de “restaurantes internacionais” especialistas nisso e naquilo se eles compartilham aquela big cozinha e no final sai tudo igual. Outra coisa ruim é que não tem serviço de quarto. Aí vc vai para um resort 5 estrelas e não consegue que alguém leve champagne ao seu quarto. Como assim???? Acho que é legal para quem tem filhos pequenos e depende da recreação do hotel para ter um descanso. Prefiro uma pousadinha de charme …

Estou no Tivoli Ecoresort Praia do Forte. O sistema é café da manhã e jantar com tudo incluído menos vinho, whisky … Mas cerveja sim. Tudo muito bom, sem nenhuma cadeira de plástico. Semana que vem escrevo mais. Estamos adorando …

Pessoal,

Que resort vocês indicariam para uma pessoa que vai viajar sozinha, entre os dias 19 e 29 de dezembro? Pode ser aqui no Brasil ou no exterior, sem problemas…o importante é o custo-benefício!

    Pelo que eu conheço aqui do Brasil, pode ser meio deprê ir sozinho a resort. Ainda mais nessa época de Natal/Ano novo.

    Também não sei como vão ser organizados os pacotes deste ano — acredito que o pacote de réveillon comece sábado 26 ou domingo 27, o que encareceria absurdamente a conta e comprometeria o seu pedido de bom custo x benefício.

    Se eu fosse sozinho a um resort, eu iria aos mais animados — e no topo da lista estariam os Club Med. O de Itaparica me parece o melhor para avulsos.

    O Iberostar é um ótimo genérico de Club Med (sem o mesmo charme, mas com atividades divertidas). O preço costuma ser dos mais baixos entre os all-inclusives. E como vem muito gringo, fica menor a participação de famílias no todo.

    O Ventaclub Pratagy deve estar mais em conta ainda do que o Iberostar, mas suas instalações são bem simples. Os hóspedes são em sua maioria italianos, e vêm muitos solteiros.

    O Miramar de Maragogi também costuma ser em conta. Tem a melhor praia entre todos esses resorts.

    Um outro critério para escolher resort para ir sozinho é ver quais resorts estão em cidades que dê para aproveitar a noite. Neste caso considere o Arraial d’Ajuda Eco Resort http://www.arraialresort.com.br , os resorts de Porto de Galinhas (o mais em conta é o Marulhos http://www.marulhosresort.com.br ), os de Natal (veja o http://www.serhs.com.br ) e Maceió ( http://wwww.ritzlagoadaanta.com.br , http://www.jatiuca.com.br ).

    No exterior, pesquise os pacotes para Cancún (muvuca fora do hotel), Puerto Plata e Cuba (possibilidade de haver estrangeiros avulsos).

    No fim de semana 20/11 a 22/11 pude conferir que o Miramar Maragogi é confortável, o serviço é bom, os funcionários sempre solícitos e atenciosos comida maravilhosa,várias piscinas.
    Você se sente no paraíso.
    Aprovadíssimo!!!
    Vale a pena conferir!

    o grupo de animadores do Miramar Maragogi também é muito bom,tanto para adultos como para crianças.
    Música ao vivo, show de dança, hidroginástica, aula de dança, etc

Estive em março no Club Med Trancoso e, como eu já esperava, comida boa, mas sem grandes pretensões. O que mais me decpcionou foi o bar da praia. De petisco só tem azeitona e amendoim.
A minha conclusão é que nunca trocaria uma Estrela d’Água pelo Club Med… Ou, melhor ainda, economizava ficando na Capim Santo, Etnia ou El Gordo e com a diferença de tarifa fazia meu all-inclusive comendo e bebendo bem no bar da Estrela d’Água durante o dia e no Quadrado a noite.

O viagem programado para julho a la RD era diferente ao viagem que finalmente eu fiz. Eu não queria fazer um viagem a um TI (all inclusive), mas as vantagens do TI pra o meu filho adolescente me convenceram e além isso eu gostei dos meus viagens outros anos ao Vila Galé Marés (não da comida) e também do Arraial Eco Resort, então hemos voltado a um TI!!!
A decisão em este caso sobre hotel esteve motivada por o lugar o a praia que nós queremos conhecer (playa Las Galeras, playa Rincón, playa Frontón, Cayo Levantado, Samaná, área Puerto Plata, cayos los Siete Hermanos…)
Para Puerto Plata eu escolhi o hotel Iberostar Costa Dorada. A comida do hotel boa, as bebidas não tão boas, a praia normal, o colchão necessita um troco urgente, o quarto uma junior suite bonita e a vista muita linda. O meu filho fez todas as atividades do hotel: vôlei, futebol, caiaque, surf, billar, passeios, lançamento do dardos, ping pong… O meu quarto estava em frente do mar em uma área tranqüila e muito bem cuidada e conservada.
Para Samaná eu escolhi Grand Paradise Samaná. A infra é correta, sem luxos (ao estilo Arraial Eco Resort). O jardim e a praia são paradisíacos. A comida frouxa, pouca variedade e as bebidas de garrafão, mais como o jardim, a praia e o ambiente são excelentes nós gostamos muito do lugar. Um lugar dos mais belos que eu conosco. O povo das Galeras simple e lindo. Uma mistura entre Barra Grande, Arraial d’Ajuda e Itacaré mas em muito, muito mais pequenho e simple.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.