Salar de Uyuni

Enquete | Salar de Uyuni, Bolívia: qual foi a sua estratégia de viagem?

Uma das paisagens mais bonitas das Américas, o Salar de Uyuni, na Bolívia, é um imenso deserto de sal que supera a extensão de 12 mil quilômetros quadrados. Excursões ou tours privados saem não apenas de Uyuni, mas sobretudo de San Pedro de Atacama, permitindo uma dobradinha bem interessante com o deserto chileno. (Dá também para fazer uma trinca com a região de Salta, na Argentina, desde que via Atacama.)

Lagoas cheias de flamingos, pedras esculpidas pelo vento, cactus gigantes e antigos trens abandonados fazem parte do cenário desta remota parte do planeta. É uma viagem 100% de aventura, mesmo que se contrate o mais caro dos pacotes. O passeio é feito em 4×4 e dura, idealmente, 3 dias e 2 noites, embora a partir de Uyuni sejam oferecidos tours mais curtos.

Não são raros os relatos de perrengue. De janeiro a abril os passeios podem sofrer alterações de itinerário, por conta de chuva ou gelo. Tours em grupo, mais baratos, não oferecem muito conforto, e é preciso dormir em alojamentos coletivos, sem chance de banho quente ou calefação. Mesmo os tours privados e com hotéis inclusos estão sujeitos a contratempos, como o que experimentou o Tiago, que passou um sufoco sério no deserto apesar de ter escolhido uma das melhores agências do mercado.

O passeio mais civilizado é a travessia organizada pelo hotel Explora, o Ritz das viagens de aventura: o percurso começa em San Pedro de Atacama e termina em Iquique, no norte do Chile, de onde se voa de volta a Santiago. O pernoite é feito em lodges sustentáveis construídos pelo hotel.

Queremos saber: qual foi a sua estratégia de viagem ao Salar de Uyuni? De quantos dias foi o passeio? Que empresa contratou? Recomenda? Quais lugares visitou e onde ficou hospedado? Teria feito o tour de outra forma?

Aos comentários!

32 comentários

Estive no Salar há 2 dias. Foi uma experiência incrível!! Fiz o passeio de 3 dias e 2 noites com uma amiga pela empresa Blue Line.

Iamos pela Los Andes Salt Expedition, que havia sido recomendada, mas não havia vaga e nos indicaram a Blue Line.

O que foi prometido foi entregue. O carro era muito bom, os hostels onde dormimos muito simples e com banho pago (quente). Acomodações simples, mas correspondiam ao explicado pela agência, assim como as refeições inclusas. Tudo muito básico e sem muita estrutura, mas suficiente pra nos alimentar, nos proteger, dormir e banhar.

As paisagens são incríveis, inesquecíveis. O passeio é uma experiência única de sensações. O isolamento é algo curioso e ver como algumas comunidades e pessoas vivem é bem intrigante.

O salar estava seco, meio “areiado”. Não tinha a cor branca das fotos e nem o espelho, pois há mais de ano está sem chover, segundo o guia. Mas há outras paisagens incriveis como as lagunas, as rochas, os geisers e a piscina termal.

Por falar em guia, o nosso foi a única coisa ruim do passeio. Cumpriu a minima funcao de dirigir e nos alimentar. Não dava nem bom dia, não conversava, com exceção de frases curtas ao chegar em cada ponto de visitação. Seco, curto, sem nenhum esforço para agradar.
Soube de guias que agigantaram o passeio, recheando cada parada de historias e informaçoes e fazendo a diversao da turma. Sabiamos que poderiamos pegar um menos extrovertido, mas esperavamos minimamente simpatia. Isso foi muito chato. Ao final de 2 dias eu queria enforca-lo, mas no meio do deserto, dependendo dele pra tudo, tive que conter até minha vontade de brigar rs. O guia se chama Omar, da Blue Line. (Não estou avaliando-o como pessoa. Talvez estivesse com problemas, mas profissionalmente não cumpriu bem a sua funçao e até deixou o grupo sem graça, com medo de fazer perguntas, devido ao comportamento rude).

Foi só este ponto negativo, mas o passeio é indescritivel. A coisa mais rústica e underground que eu já fiz.

Fui no Salar quando fiz uma road trip pela América do Sul. Estava com mais três amigos e fomos no nosso carro. Deixamos o carro em San Pedro de Atacama e pegamos um tour de 3 dias (2 noites) que ia até a cidade de Uyuni e voltava pra San Pedro, pela Colque Tours.

Esse tour é feito normalmente em 4 dias (3 noites), mas nossa agenda estava apertada, então preferimos reduzir um dia. Pra isso, fechamos um carro do tour só para nós. Os carros têm 6 vagas, então tivemos que pagar o preço de 6 pessoas.

Foi tranquilo e deu pra visitar o Salar e o altiplano, com as lagunas, gêisers e formações rochosas, na boa. E olha que éramos quatro geólogos (que gastam muito mais tempo do que “pessoas normais” em lugares como esses)!

Aqui tá o relato:
http://umhomemprecisaviajar.com.br/2013/06/la-expedicion-noticias-finalmente-final/

Olá, vou deixar aqui meu relato de uma aventura de 21 dias entre o Peru e a Bolívia incluindo o Salar de Uyuni. Viagem Fantástica e cheia de surpresas!
Segue roteiro da viagem Peru- Bolívia

Foram 20 dias no total
La Paz foi nossa cidade coringa, para chegar e sair do Brasil, devido a passagem aérea estar bem mais em conta em relação a outras cia aéreas. Voamos pela Boa (Boliviana linhas aéreas). Além disso La Paz também estava em um ponto estratégico entre a passagem para o Peru.
Dia 01- chegamos em La Paz e passamos a noite- hotel cordilhera real – fica na região central, muito legal.
Dia 02- Fomos para Arequipa (Peru). Viajamos de ônibus (aproximadamente 12 horas). Compramos a passagem direto na rodoviária. Aconselho a pegar um ônibus que vai direto, não foi o que aconteceu conosco, trocamos de ônibus 03 vezes e foi uma parte muito chata da viagem.
Dia 03- Arequipa- foi a cidade que mais gostei, é um lugar lindo, mágico. Os passeio já havia comprado aqui mesmo no Brasil com a empresa
Fizemos todos os passeios do Peru com a South Adventure Peru Tours, embora nao seja a mais barata é a mais segura. Todos os passeios foram incríveis, nada deu errado. Os Guias foram incríveis e o Sr. Ruben (dono da agencia) é um amor. Parte da renda é destinada á uma comunidade carente no qual seu Ruben nasceu. Vale muito a pena. A tranferencia do valor necessario para reservar o passeio foi feito pela Western Uniom que foi super tranquilo.
Em Arequipa ficamos em um Hostel – Flying Dog- adorei, colocaram a gente em um quarto incrível. Café da manha é bem fraco, em geral em todos os hoteis que ficamos.
Fizemos o passeio ao Vale Del Colca para ver os Condores- é muito legal.
Dia 04- Dormimos uma noite em Chivay- uma cidadezinha que fica no meio das montanhas muito simpatica. Comemos muito bem nos almoços servidos, muito bem mesmo. E o mais legal é que o almoço e o jantar estavam inclusos.
Os passeios deste lugar foi lindo.
Dia 05 e 06- Puno- conhecemos o Lago Titicaca, as Ilhas de Uros e de Taquille. Muito bacana. A história destes lugarem é surpreendente. O lago é maravilhoso. Nao deixe de comer a truta de lá- Divina.
Ficamos no Qelgatani hotel- muito bom, fica na regiao central, saimos para jantar a pé com muita tranquilidade. Super indico o restaurante Mojsa, foi a melhor refeição que fiz em toda a viagem, mas chegue cedo o lugar e pequeno e sempre está lotado.
Dia 07- Fomos para Cusco com um onibus turistico. Foram umas 06 horas de viagem, com paradas nas localidades mais importantes. Almoçamos na estrada em um restaurante muito gostoso.
Dia 08 e 09- Cusco – Ficamos na casa Helena – não gostei muito do local. Cusco é muito lindo, com restautantes maravilhosos e uma parte turística de encher os olhos de cultura. Fizemos tudo a pé. Dica- Comer um lanche no café Morana, simplesmente divino e eles adoram brasileiros, quando disse que vim do Brasil eles colocaram um CD da Elis Regina.
Dia 10- Tour em Vale Sagrado e Ollantaytambo- cheio de histórias e muita, mas muita cultura.
Ficamos na estação de trem (em Ollantaytambo) rumo a águas calientes. O trem chama Perurail, pegamos uma categoria intermediária e foi ótimo. Pena que a viagem foi noturna e nao vimos toda a paisagem.
Dormimos em Águas Caliente- cidadezinha no meio do Vale onde sai o bus para Machu Picchu. A cidadezinha é um encanto, com vários resaturantes e hoteizinhos bem charmosos.
Dia 11- Machu Picchu- Tour em Machu Picchu. Compramos também as entradas para Huayna Picchu (tem que comprar com antecedencia, pois é permitida a entrada de apenas 400 pessoas por dia). Eu, particularmente não gostei, achei a subida com um grau de dificuldade alto e a descida médio. Na verdade achei muito perigoso, voce tem que gostar muito de aventurar para subir esta montanha. Meu marido amou, disse que foi a melhor parte da viagem. Levar água e um lanche (que compramos em águas calientes antes de subir no bus para machu picchu). Em Machu Picchu só tem o restaurante do hotel Belmond Sanctuary, se vc preferir fazer alguma refeição.
Fim do dia voltamos de bus para Águas Calientes e pegamos o trem de volta para Ollantayambo, de lá havia um tax da agencia nos esperando para irmos até Cusco. Dormimos em Cusco.
Dia 12- Voamos para La Paz – pela cia aérea Amazon cia aérea (compramos as passagem no primeiro dia que chegamos em Cusco, direto no guiche, por 1/3 do valor se tivesse comprado direto pelo site, aqui do Brasil). Chegamos em La Paz e fomos direto para a Rodoviária, compramos uma passagem para Potosi e como era uma viagem noturna, deixamos as bagagens lá e fomos passear. É bom saber que os onibus, principalmente na Bolivia, sao muito precários. Foram 12 horas de estrada, uma viagem muito ruim, tem que ter bom humor para suportar..rsrsrsrs….
Dia 13/14- Ficamos 02 dias lá mas em 01 dia dá para conhecer toda a cidade e fazer o passeo na mina de prata. Dicas- conhecer la casa da moeda, comer no restaurante La taberna e se deliciar com as empanadas do Café Charplim. Ficamos Hotel Tukos La Casa Real, é bom, mas o café da manha é terrível.
Dia 15- Pegamos uma Jardinera rumo á Uyuni, com muito humor para aguentar. Uyuni é a cidadezinha que acolhe os turistas para o tour no Salar de uyuni.
Parece uma cidade de faroeste, simples mas muito acolhedora. O conglomerado de pessoas do mundo inteiro dá um charme a mais para o vilarejo.
Ficamos no Jardines de Uyuni e no La Magia de Uyuni (preferi este).
Fomos, na chegada, comprar passagens para o retorno até La Paz e nao tinha mais, tivemos que ficar mais 01 dia no vilarejo. Portanto, aconselho comprá-las na primeira oportunidade que tiver na Bolívia, com bastante antecedencia.
Dia 16 e 17- Fizemos o tour de 03 dias e 02 noite pelo deserto. Contratei com a empresa Ruta Verde Tours, com Gijis, um alemão que montou a empresa em Santa Cruz de La sierra. Como queria um tour exclusivo, acabei escolhendo esta emresa por ser, pelo Tripadivisor, a mais segura. Náo me arrependi. Fizemos o tour com um 4×4, guia exclusivo e dormimos 02 noites em hoteis da rede Taika (hotel de sal).
Vale informar que fez -16 graus as duas noites que estivemos no salar.
Esse passeio foi incrível, as paisagens são magníficas, visitamos os cactus gigantes, as lagoas verde, vermelha e colorada, banhos termais e o vulcão… dentre outras paradas.
Tem a opção de atravessar a fronteira e ficar no Chile (atacama), mas decidimos em voltar para La Paz.
Dia 18 e 19- Chegamos no finl do dia em Uyuni, mortos de cansado a sorte foi ter encontrado o Lithium Club um restaurante bem legal e quentinho, pois neste dia estava -6 graus.

Dia 20- Voamos de volta para La Paz. Dica- Restaurante Sol Y Lua (único lugar que tomamos chop bem gelado) e jantar no Hotel Rosário (excelente). Todos ficam na regiao central, bem proximo ao hotel cordilhera Real.
Dia 21- Retornamos para o Brasil.

Espero que tenha ajudado.

Se precisar de alguma informação estou a disposição.

Olá!
Fui para o salar de Uyuni partindo de San Pedro de Atacama, com a empresa Colque Tours. Contratamos o roteiro de 4 dias e 3 noites. Não faria esse roteiro de novo, pois o última alojamento foi nojento e passamos uma tarde inteira sem fazer nada em Uyuni. Se encontrar um roteiro de 3 dias e 2 noite, acho o ideal. Mais detalhes no meu blog: http://receitasroteiroserelatos.blogspot.com.br/2014/11/roteiros-salar-de-uyuni-bolivia-roteiro.html
http://receitasroteiroserelatos.blogspot.com.br/2015/02/roteiros-salar-de-uyuni-bolivia-roteiro.html

Viajar é muito bom. Se for aventurar, recomendo a Bolívia, pois as informações ainda não são suficientes para planejar “certinho” o que fazer e portanto a cada momento surpresas surgem. Fizemos entre dezembro/14 e janeiro/15 um tour de carro de aproximadamente 10 mil km pela Bolívia, Perú, Chile e Argentina. Como o assunto aqui é o pais do Sr. Evo, entramos por Corumbá e saímos pela praia de Copacabana no Titicaca que também recomendo muito conhecer. Sobre o salar de Uyuni realmente é o local de referência do turismo de aventura, pois o visual é único e digamos deve ser sentido, não somente visto.
O visual, o cheiro, o calor, o frio, o vento, a claridade, a escuridão … o sabor… enfim, é de arrepiar. Além disso a interação com os nativos e com (muitos) turistas do mundo inteiro, dão o toque especial ao local. Sobre os passeios, fomos de carro 4 x 4, mas recomendo a contratação de guia e um veículo de lá mesmo, pois sabem o melhor caminho e todas as histórias. Recomendo com nota 10.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.