Salar de Uyuni

Enquete | Salar de Uyuni, Bolívia: qual foi a sua estratégia de viagem?

Uma das paisagens mais bonitas das Américas, o Salar de Uyuni, na Bolívia, é um imenso deserto de sal que supera a extensão de 12 mil quilômetros quadrados. Excursões ou tours privados saem não apenas de Uyuni, mas sobretudo de San Pedro de Atacama, permitindo uma dobradinha bem interessante com o deserto chileno. (Dá também para fazer uma trinca com a região de Salta, na Argentina, desde que via Atacama.)

Lagoas cheias de flamingos, pedras esculpidas pelo vento, cactus gigantes e antigos trens abandonados fazem parte do cenário desta remota parte do planeta. É uma viagem 100% de aventura, mesmo que se contrate o mais caro dos pacotes. O passeio é feito em 4×4 e dura, idealmente, 3 dias e 2 noites, embora a partir de Uyuni sejam oferecidos tours mais curtos.

Não são raros os relatos de perrengue. De janeiro a abril os passeios podem sofrer alterações de itinerário, por conta de chuva ou gelo. Tours em grupo, mais baratos, não oferecem muito conforto, e é preciso dormir em alojamentos coletivos, sem chance de banho quente ou calefação. Mesmo os tours privados e com hotéis inclusos estão sujeitos a contratempos, como o que experimentou o Tiago, que passou um sufoco sério no deserto apesar de ter escolhido uma das melhores agências do mercado.

O passeio mais civilizado é a travessia organizada pelo hotel Explora, o Ritz das viagens de aventura: o percurso começa em San Pedro de Atacama e termina em Iquique, no norte do Chile, de onde se voa de volta a Santiago. O pernoite é feito em lodges sustentáveis construídos pelo hotel.

Queremos saber: qual foi a sua estratégia de viagem ao Salar de Uyuni? De quantos dias foi o passeio? Que empresa contratou? Recomenda? Quais lugares visitou e onde ficou hospedado? Teria feito o tour de outra forma?

Aos comentários!

32 comentários

Já fechei para esse ano, vou em maio primeiro para o Atacama, fico lá 5 dias, depois faço o tour para o Uyuni com a empresa World White Travel (foi bem elogiada por alguns relatos que li) e passo 3 dias e 2 noites viajando até chegar na cidade de Uyuni… de lá, pegamos um avião para La Paz, um ônibus para Copacabana, no lago Titicaca, passo 1 dia lá, vou pro lado peruano do lago em Puno, passo mais 1 dia… depois sigo para cusco de onibus, pego o trem pra Aguas Calientes e passo uns dias por la pra visitar Machu Picchu!

    Oi Fernanda,
    vou para San Pedro dia 1 e para o Salar no dia 4 de Maio e estou pensando em também fazer pela World White Travel. Você já chegou a fechar a reserva?
    Quando que você vai?

    Olá meninas, quando voltarem podem me ajudar com informações sobre a World White Travel =)
    Aonde fecharam? Quanto foi? e se foi bacana?

    Muito Obrigada e boa viagem.

    Fernanda, como foi a experiência com a White Travel? Vou fazer o mesmo roteiro que você em outubro.

Chegada por Santa Cruz de La Sierra – 2 noites em Sucre ( pela Amaszonas) – 1 noite em Potosi (de táxi desde Sucre) – 1 noite em Uyuni ( de ônibus de linha desde Potosi) – Tour em Toyota de 3 dias e 2 noites em Uyuni – La Paz – (de ônibus de linha – maior perrengue de todos, desconforto total, 4 horas de chão batido). 3 noites em La Paz conhecendo o Chicaltaia, Puma Punko e Vale de La Luna. Retorno pela Amaszonas desde La Paz a Santa Cruz e retorno a Porto Alegre.
Viagem incrível…muita aventura…Não reservei nada nada antes, exceto a passagem de ida e de volta para o Brasil. O resto tudo vi na hora. Mas estudei o roteiro 4 meses antes e sabia muito bem o que eu passaria. Nenhum perrengue me surpreendeu… Recomendo.. umas das viagens mais lindas que já fiz e baratinha baratinha…Mais detalhes no meu Blog
http://nocursodopercurso.blogspot.com.br/2014/01/viagem-inequecivel-bolivia.html

De São pedro de Atacama fechamos pacote com a Colque Touts para passeio de 3 dias incluindo as lagoas, e salar. Nos deixaram em Uyuni, de lá pegamos um onibus para Arequipa onde ficamos 4 dias; de Arequipa fomos para Puno – Islas Flotantes, amei e também o Colca Canyoin. Se puder repito esse passeio – amei.
Quanto à Colque Tours, recomendo são pontuais e a 4×4 com motorita não deixaram a desejar. Nos serviam lanche e refeição na camionete mesmo e sempre com muito cuidado.

Programei uma viagem pela América do Sul nas férias de 2014 porque estava precisando economizar.. Confesso que quando comecei a planejar estava com um certo receio da Bolívia, pois havia lido muitos relatos negativos na internet e fiquei muito assustada. No entanto, a minha viagem foi simplesmente inesquecível!! Estava com um grupo de 6 pessoas (3 jovens e nossas mães…não posso falar senhoras porque senão posso apanhar…rs) o que nos dava uma responsabilidade ainda maior. Porque nós até aceitávamos passar perrengue, mas colocar as nossas mães numa fria era preocupante.
Nós estávamos em San Pedro de Atacama e fechamos com a Cordillera Traveler, após muitas buscas. O nosso motorista foi o Sandro…que era um doce de pessoa, muito atencioso, responsável e educado! Simplesmente sensacional! Recomendo ele e a agência para todos que planejam fazer a travessia.
Fechamos o tour de 3 dias…saindo de San Pedro e chegando em Uyuni. Os hotéis são todos reservados pela própria agência. Fechamos o pacote com hospedagem, transporte e alimentação….
Eu senti muito a altitude do 1º dia – chegamos em torno de 5.000m e acabei ficando com muita dor de cabeça, mas depois de me alimentar e tomar o remédio do mal da altitude eu melhorei…
A hospedagem do 1º dia é muito precária…ficamos em um hotel muito simples em quartos coletivos para 6 pessoas, como no nosso grupo éramos seis…isso não foi problema. O jantar era simples, mas a fome era enorme…então pareceu um banquete! rs
O maior problema nesse primeiro dia foi a questão do banho, pois nesse hotel não tinha chuveiro e tive que tomar banho de lenço umedecido. Mas, algo inesquecível foi o céu que presenciamos nesse lugar!! Um dos melhores momentos da viagem!
O segundo dia foi o mais chatinho… passamos pela árvore de pedra e andamos muitooo de carro e a hospedagem foi no hotel de sal! Muito legal…a cama, as mesas, paredes eram todas de sal! Muito diferente!
E o 3º dia entramos no salar propriamente! AMEI!!
Recomendo muito essa viagem!! Um dos lugares mais inesquecíveis que já fui!!

    Olá Ana, pode nos dizer quanto pagou pelo tour do Salar?
    Obrigada =)

Estive no Salar em novembro 2014, Parti de Cuzco, tem um vôo operado pela Amaszonas linhas aéreas (uma empresa local boliviana) que sai diariamente de Cuzco , então dá p combinar a Viagem Peru e Bolivia passando pelos principais pontos turisticos dos dois países sem passar perrengues com transporte rodoviario na Bolívia. Ainda assim o passeio ao Salar é uma aventura bem rústica, fiz pela red Planet partindo de Uyuni, parece ser a com melhor avaliação no trip Advisor, paguei em torno de 200 dolares p pessoa no passeio de 3 dias e duas noites. Na primeira noite ficamos em quartos duplos e na segunda num alojamento com quarto quadruplo com outro casal. Vale a pena se você não ligar p conforto , no alojamento do último dia, que é dentro da reserva, o banheiro é “natural ” ( praticamente um buraco no chão ) . Na Red Planet os guias falam inglês na maior parte do tempo, o que pode ser ruim se não tiver familiaridade com a língua. O último dia o banho fica por conta da fonte termal dentro da propriedade do alojamento, encaramos o frio e foi muito legal, a única ressalva: é preciso ficar atento ao entrar na “piscina” termal, o chão é muuuito escorregadio e fica absolutamente escuro, não há nenhuma iluminação adicional, cuidado p não escorregar pq seria desatroso se machucar num lugar tããão remoto ( devemos estar há, no mínimo umas 4 hs da cidade mais próxima) !

Fiz o tour do Salar de Uyuni em outubro de 2013, com uma empresa chama Red Planet Expeditions. Paguei aproximadamente USD190 por pessoa pelo tour de 3 dias, e 2 noites. Saímos de Uyuni e nos deixaram na fronteira com o Chile, onde um onibus nos pegou, e levou até a imigração chilena, e posteriormente até San Pedro de Atacama. Viajamos em 6 turistas, um guia e um motorista, que também eram os responsáveis pelas refeições, que aliás foram muito boas, o ruim era só a bebida que era temperatura ambiente. Durmimos a primeira noite em um hotel de sal, num quarto privado, com pia e privado, o chuveiro era coletivo e pago, +/- 3 reais por um banho de 5 minutos de água quente, e qdo acabava o tempo a água era desligada. Na segunda noite, dormimos num quarto com o restante do pessoal do carro, não tinha chuveiro, e o banheiro era, digamos, meio alternativo. Existia a opção de tomar banho numa éspecie de piscina com água quente direto das fontes termais, mas não tive coragem de encarar o frio.
O passeio é fantástico, foi sem dúvida, umas das paisagens mais lindas que vi na vida, e vale cada sacudida no carro.

Em dezembro de 2013 fomos pro Atacama já com a intenção de fazer o passeio para o Salar de Uyuni. No hostel do Atacama mesmo fechamos o passeio de 3 dias e 2 noites com a Colque Tour. Na época pagamos algo em torno de 380 dólares o casal, com tudo incluso. Mas, conversando com outras pessoas que fecharam o pacote no Brasil o valor variava para mais. Vale dar uma pesquisada.
Fomos em três casais mais o motorista em um carro no passeio. Era um pouco desconfortável, mas já estávamos contando com isso. Fomos em um carro até a fronteira, passamos na imigração da Bolívia e de lá pagamos o 4X4 que seria nossa casa pelos próximos dias. Detalhe que na volta pro Chile a imigração da Bolívia pede uma ‘taxa’ para carimbar o passaporte, mas não caia nessa que é lorota.
Durante o passeio dormimos nos alojamentos do deserto com pessoas que estavam fazendo o passeio com outras empresas, não espere saneamento básico ou banho, leve seu próprio papel higiênico e baby wipes pra tomar ‘banho’.
O passeio todo é maravilhoso, mais bonito até que o deserto do Chile. Demos sorte porque tinha chovido então o espelho d’água estava todo formado e é uma vista maravilhosa, sei que nunca verei algo similar de novo. Contudo, o esquema é bastante primitivo. A comida é ruim, no nosso grupo tinha 3 vegetarianos e eles comeram muito mal todos os dias, chegou uma hora que ninguém mais aguentava ver ovo na frente. No segundo dia dormimos no tal ‘hotel de sal’ que parece ser um paraíso diante do primeiro alojamento, mas não se deixe enganar, é tão ruim quanto os outros ‘hotéis’ que você vai encontrar no caminho.
O único problema real que tivemos com a Colque Tour foi no último dia. Voltamos do deserto para a cidade do Uyuni e então começaríamos o caminho de volta para o Atacama. O motorista deixou a gente num hotel da Colque e simplesmente sumiu. Falamos com as pessoas que trabalhavam lá, mas eles simplesmente não sabiam responder que horas o motorista voltaria e quando que a gente voltaria pro Chile. Foi uma confusão sem fim e no final das contas a gente dormiu nesse tal hotel ‘de graça’ (pelo menos deu pra tomar banho de verdade) e voltamos numa tacada só com outro motorista, em outro carro, numa viagem de 8 horas direto. Confesso que fiquei com um pouco de medo dessa desorganização. Conheço pessoas que fizeram o mesmo passeio com a Cordillera Traveller e não tiveram problemas, acho que também vai um pouco de ‘sorte’.
Mas não deixem de fazer o passeio que é divino.

Vou acompanhar este assunto…
ainda não fui, mas meu plano é ir este ano…
Minha ideia inicial é ir até de avião até La Paz e depois La Paz / Uyuni com a Amaszonas…

Ola, Mariana
Por coincidencia, em outubro passado eu fiz uma viagem para o Atacama que iria incluir 4 dias e 3 noites no Salar de Uyuni.
Infelizmente, eu fiquei doente no ultimo dia de Atacama, na vespera da ida para a Bolivia, e tive que abrir mão do Salar de Uyuni e voltar para o Brasil.
Não sei se vai ajudar porque não a completei, mas posso detalhar qual era a minha estrategia :
Fechei um pacote pela Venturas, uma agencia de ecoturismo aqui de São Paulo que conheço há muitos anos e sei da qualidade de seus serviços e parceiros.
Optei pela viagem em outubro, mas tambem vale em qualquer mês da primavera ou outono. Não recomendo ir no inverno, por ser muito frio, e o verão é totalmente descartado, por causa das chuvas no Salar de Uyuni.
FIquei 5 noites no Atacama, no hotel AtacamAdventure, com pensão completa e passeios incluidos.
Vale muito a pena fazer esta primeira parte, por 2 razões: os dias no Atacama funcionam como aclimatação à altitude. A cidade de San Pedro fica a uns 2.500 mts e os passeios diarios podem chegar a mais de 4.000 mts. Assim, esses dias acostumam seu organismo para o deserto boliviano, onde se fica o dia inteiro a mais de 4.000 mts. E, tambem, porque ter o Chile como base e ponto de entrada e saída da parte aérea é mais “confiavel” do que pela Bolivia, na minha opinião. Vc adentra o territorio boliviano apenas na area do deserto e volta pro Chile ao final.
A parte na Bolivia pelo que pesquisei, tem pacotes turisticos com diferença de preços que variam da ordem de 200 para 2.000 dolares.
O pacote mais caro, que foi o que eu tinha comprado, seria para passar as 3 noites em hoteis da rede Tayka, cada noite num hotel diferente, em quartos individuais com banheiro privativo e o transporte seria em SUV 4×4.
Como estava viajando sozinho, o pacote era assim caro porque so iria eu e o guia/motorista, portanto quem fecha com mais passageiros teria um preço individual reduzido.
Nos vouchers aparecia como operadora desta parte a mesma AtacamAdventure, mas provavelmente na Bolivia o receptivo seria outro.
No 4º dia eu retornaria para San Pedro no Chile e voltaria para o Brasil.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.