Eu quero: Xangai

    xangai-dia1.jpg

Há uns dois meses, o Henrique Martin perguntou numa caixa de comentários se eu tinha dicas de Xangai. Eu respondi que não, mas que estava muito interessado no assunto e ia pesquisar.

Só que, como de vez em quando acontece, acabei não tendo tempo. Resultado: o Henrique foi pra Xangai, voltou e já blogou boa parte da viagem.

Olha que coincidência: acabei conhecendo o Henrique no fim de semana passado, durante um workshop da Nokia. Falei que ia visitar o blog e linkar aqui. Pelo menos essa promessa eu cumpri…

Afanei essa foto do blog dele, o Shanghai Dois Zero. E foi de lá que eu trouxe este vídeo também. Nele o Henrique mostra o lugar mais interessante do planeta nesse início de milênio: as duas margens do rio Pudong Huangpu, que põem frente a frente os dois centros de Xangai — o clássico-colonial, o Bund, e o futurista, o Pudong.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=3JYdYa5IeCM]

Quer ver mais sobre Xangai? Dá uma chegadinha no blog do Henrique!

20 comentários

ixi, henrique, já aconteceu vááááárias vezes de loucos acenderem cigarro nos lavatórios. Dá pra perceber pelo corre-corre dos comissários e depois dá pra ouvir a advertência (mais quase um esculacho) em alto e bom som. Mas confesso que dos vários que eu vi, só um foi multado, infelizmente.

Off-topic: no voo da Air France pra Paris, lotadaco, um cara teve a manha de… acender um cigarro no banheiro! tomou a maior bronca dos comissarios e, se bobear, foi multado! (fora os gritos de alguns passageiros…). Ja aconteceu isso com algum voo em que voces estavam?

Ahhhhhh, tá explicado. Vejo o filme à noite de casa então!!!!!
Security Administration não deve gostar que eu veja filmes aqui 🙂

Tenho um colega que passou um ano fazendo curso no Japão e outro que morou três anos, eles disseram que mesmo sabendo o inglês, você passa muitos apuros.

Não tem uma segunda foto não, Jorge. Mas tem um vídeo. Aparece o vídeo na sua máquina?

Henrique,

Deixei um comentário lá no shangai. Lindas fotos!

Ricardo, tá faltando uma foto aqui? Tô vendo um espaço vazio ao final do post. Ou será que estou com problemas na minha máquina aqui….

O blog é bem interessante, vale pela viagem virtual… Mas,eu confesso que não sou tão chegado em excursões, nem tão virado para ir num lugar onde não falo, não leio, não escrevo,e em que imagino que a maioria das pessoas não fala ingles…

Oi Ricardo, obrigado pelo link! (e o enorme post). Pelo que senti da China, nao e um lugar ainda pautado por pacotes turisticos – tem sim suas zonas dentro de Shanghai notadamente focadas no turista/executivo que esta por la (como a Nanjing Road e Old Town). O que tem muito, mas as agencias nao descobriram, e um mercado local turistico muito aquecido (cheguei la no fim do feriado do dia do trabalho e estava tudo cheio, zoo, ruas, shoppings). Voce encontra na rua muitas agencias locais de turismo que levam (baratinho) pra lugares proximos bem interessantes, como a tal Veneza da China, pertinho de shanghai. E perdi a conta de quantos papeis de promocoes aereas (infelizmente em chines) que me entregaram na rua.

em tempo: ainda tem muita foto pra colocar no blog e no flickr 🙂 (e desculpe a falta de acentos neste maldito teclado frances!)

Rodrigo: que o Amilton (leitor das antigas, que é apaixonado pela China, aprendeu chinês e está se mudando para lá) não me ouça, mas eu nunca me interessei muito pela China, não. O Sudeste Asiático é tão pertinho e tão mais apetitoso, em todos os sentidos…

Estive em Hong Kong e achei assim-assim, e nunca fui fissurado em conhecer Pequim. Agora, Xangai… é o lugar do mundo, hoje, pelo qual tenho mais curiosidade. É a Berlim da Ásia! Quero ir na primeira oportunidade…

Tenho muita vontade de conhecer a China, mas ainda acho que não é a hora. Ela parece causar uma sensação ambígua nas pessoas que tentam conhecê-la mais a fundo. A China dos pacotes parece muito distante da China real. Alguns costumes locais e o estilo chinês de ser parecem ainda causar certo impacto no turista independente. Muitas vezes isso é compensado pela grandiosidade da história e cultura desse povo.

Pelo menos foi isso que captei lendo com certa frequência o Blog do Gilberto Scofield, que é correspondente do Oglobo na China. http://oglobo.globo.com/blogs/gilberto/