Fotoblog: Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

É difícil se emocionar depois de um eclipse total do sol. Ainda assim, nossa despedida da Ilha de Páscoa conseguiu manter o emocionômetro no nível máximo.

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

Chegamos a Ahu Tongariki, o mais bonito altar de moais da ilha, a tempo de pegar os últimos raios de sol incidindo diretamente nas estátuas.

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

Ahu Tongariki é o sítio mais bem restaurado da ilha. Os moais foram repostos de pé e rearranjados em suas posições originais por arqueológicos chilenos, parcialmente subsidiados pelo Japão.

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

Um detalhe folclórico tornou a visita ainda mais interessante.

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

Uma moradora das redondezas (nativa, casada com um estrangeiro), fora do nosso campo de visão, usava um megafone para dizer que já tínhamos que estar fora dali.

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

“EL PARQUE CIERRA A LAS SEIS! NO SE PUEDE ENTRAR EN EL PARQUE DESPUÉS DE LAS SEIS! VAMOS SALINENDO PA FUERA!”

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa

O grupo inteiro riu bastante com o “sair pra fora”. Ficamos só mais um pouquinho, mas não foi por medo de megafone não. Tínhamos que fazer o check-in. E aquela luz mágica das 6 da tarde tinha acabado de ir embora.

Leia mais:

49 comentários

Ricardo… quanto tempo voce ficou na ilha? Foi o suficiente? Tem hotel na ilha? as fotos estao lindas. obrigada

    Fiquei pouquíssimo, 12 horas apenas. Para ver tudo o que há e se recuperar da viagem seriam necessários uns três dias. A ilha tem um turismo bem organizado. Agora estão aparecendo até hotéis de luxo. Devo fazer um post completo (não digo quando, porque estou atrasado com outros posts completos….)

    Cada um tem seu estilo de viagem e suas preferências de tours, mas em 3 dias não fiz metade do que gostaria. Isso porque ir até a praia de Anakena não me satisfez, gostaria de ter aproveitado bastante tempo lá, quem sabe até tomado um banho de mar, além disso os passeios a cavalo parecem interessantes também, porque vão a lugares onde os carros normais não chegam e são bem longos.

    Riq, estou ansioso por este post completo. Passaremos 1 mês em outubro no Peru, Bolívia, Atacama e 4 dias na Ilha de Páscoa.

    Maíra e outros conhecedores da ilha: quais os passeios mais interessantes? Vale mais a pena alugar carro?

    Abraços

    Alugar um carro não é ruim porque táxis são um pouco caros (não faço ideia do valor de alguel de carro) e fora dos tours dá tempo de repetir algum lugar que tenha gostado. É fácil dirigir na ilha, só que eu não abriria mão de um guia em alguns momentos para ouvir os relatos cheios de mistérios 😉
    4 dias está bom, eu fiquei este tempo e fiz muita coisa, mas ainda ficou o gostinho de quero mais!
    Na verdade em relação a carro é importante saber que tudo lá é mais caro em função dos custos com transporte, inclusive o combustível, e os carros são bem velhinhos e batidos.

Suspirando com as fotos! Que privilégio um dia lindo desses com a luz perfeita! ai…ai… 🙂

    Poizé, Paula*, eu também entendi como um privilégio esse passeio ao eclipse, com o brinde do por-do-sol nos moais. Você (e nós tb) merece, Riq 🙂

Riq, me senti num tête a tête com os moais 😉
Eita fotos lindonas, e essa luz é bela, belíssima.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.