Guarulhos: algo a declarar?

    camera400.jpg

Pessoal, a repórter Anita Konichi , do SBT, está procurando paulistanos que tenham viajado para o exterior por esses dias e não tenham conseguido emitir declaração de saída de bens no posto da Receita Federal em Cumbica. Ela deixou esse recado ontem à noite na caixa de comentários de um dos posts sobre o assunto:

Estou produzindo uma matéria sobre as mudanças na “declaração de saída de bens” pelo aeroporto de Guarulhos.

Gostaria de saber se algum de vocês mora em São Paulo e se toparia dar uma entrevista para nossa equipe sobre o assunto. Ninguém é informado sobre as novas regras, e pior, ninguém conhece as novas regras.

Procuro também alguém que foi barrado na volta porque não conseguiu declarar.

O email/msn da Anita é: [email protected]

É, parece que dessa vez a notícia vai para a mídia. Vamos dar uma força?

(Enquanto isso, fica a dúvida: preciso declarar essa câmera que eu comprei há séculos em Trancoso? Ela é pré-digital.)

47 comentários

Outro passeio lindo de 1 dia saindo de Milao é o Lago Di Como. É lindo, a estaçao de trem é super central e vc pode só passear na vila, ou até dar um passeio de funicular pra ver a vista maravilhosa.
Daí só vai faltar encontrar o George Clooney lá né?

Vai ter que declarar essa sua máquina sim.
O Fiscal vai dizer que não é Trancoso e sim de Petra na Jordania e vai pedir a nota.
Só brincando pra aturar essas leis, regras, portarias e CPMFs da vida.

Falando em Petra…

Você certamente deve conhecer a
Dança do Matt no Youtube.

O engraçado é que agora um Carioca produziu a versão carioca e ficou muito divertido – além do mais a versão brasileira não precisar de pagar imposto.

Com essa gula em arrecadação federal, só desopilando o fígado mesmo.

Somente os residentes em São Paulo estão tendo que declarar? E os que partem do Rio e têm que fazer a maldita conexão em Sampa? Qdo embarquei para os EUA no último dia 3, não me a conteceu nada. Como voltei por Miami, o vôo veio direto para o Rio.Foi sorte, porque não declarei a minha manjada câmera digital.
gd ab

P.S Aliás, as fotos da viajem estão lá no Bala. Se quiser dar uma olhada…

Mô, a Andrea deu sugestões ótimas, principalmente se ela estiver indo pela 1a vez à Europa. Lugano e Locarno são duas tetéias. Acho que se elas forem à Florença ou Roma e à Suiça vão ter lindas recordações. Fiz um roteiro para Sicilia com a easy jet ou volareweb que saem baratíssimas, ida 36,38 e volta 49,74 euros, mas acho que as 1as opções são mais bate e volta mesmo.

Ah Riq! Que bom! Pelo artigo do Henrique, parece q está existindo um certo bom senso.
Mesmo assim, é uma chateação o lance das notas….né?

Mô, não sei se ainda dá tempo , mas lá vai a minha dica:
Morei algum tempo em Milão e tem muitoe lugares gostosinhos para fazer um bate-volta sem se cansar muito.

1) Stresa = cidadezinha a beira do Lago Maggiore uma graça e de onde partem barcas de meia em meia hora para a Isola Bella, onde está o Palazzo Borromeo com jardins suspensos sobre o lago e onde Napoleão passava alguns dias no verão. Vale a visita!

2) Lugano e Locarno = ambas na Suiça italiana e típicas cidadezinhas a beira de lago da Suiça, com bondinhos e mirantes com vistas incríveis!

3) Lago de Garda = entre Milão e Veneza. A cidadezinha de Sirmione fica na beira do lago e toda murada pelo castelo medieval Rocca Scaligera, com ruínas de termas romanas e um hotel-parque deslumbrante com vista para o mar! Vale o dia. Peschiera del Garda é outra cidadezinha no lago que possui uma igrja de peregrinação bastante conhecida na região de Milão e do Vêneto.

Bem , espero ter colaborado. Concordo com o Riq que para os cartões postais tradicionais é melhor o final de semana todo, senão fica muito cansativo, principalmente com a baldeação de trem em Milão.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.