Hoje: VnV acaba em pizza

A Carla2 pede para confirmar: hoje, às 19h30, na pizzaria Via Blu (R. Lopes Neto, 247, Itaim), tem encontro da tripulação paulistana do blog.

Todos são bem-vindos!

75 comentários

Daniela,

Fica tranquilo quanto ao ATR-72 da Bangkok Arways. Gosto de ler sobre aviões então tenho umas informações a respeito.

O ATR-72 é um turbohélice para 68 a 72 lugares, dependendo da configuração. A ATR é uma uma indústria franco-italiana, é a maior fabricante mundial de aviões regionais turbohélices (de jatos regionais as maiores são a Embraer e a Bombardier).

No Brasil as empresas Trip, Total e Pantanal operam com aviões ATR.

Eu já voei tanto no ATR-42 como ATR-72, ambos da TRIP. Na minha opinião de passageiro leigo, o ATR-42 (45 lugares), passa uma sensação de insegurança, já que voa relativamente baixo, é lento e sente mais os ventos. Já o ATR-72 dá uma sensação maior de segurança, não balança muito igual o 42. No entanto, os experts em aviação elogiam os dois modelos da ATR, estão no mercado a mais de 2 décadas e são líderes no seguimento.

A Trip é uma empresa pequena mas muito séria, com o melhor serviço de bordo de quaquer empresa do Brasil.

Peguei um vôo deles entre Cuiabá e Curitiba, com escala em Rondonópolis e Maringá, onde o avião pousou e não pode mais decolar por causa de um mal tempo q fechou o aeroporto. O pessoal da TRIP não demorou mais q meia hora para comunicar o fato aos passageiros, e ofereceu tanto a opção de hospedagem em hotel, e para quem preferisse poderia continuar a viagem para Curitiba em ônibus, pois o outro vôo da empresa seria no próximo dia à tarde.

Já passei por situação semelhante na TAM, com a diferença q fui obrigado a dormir no saguão do aeroporto !

Ae pessoal, to entrando no fórum agora.

Vi as discussões acima sobre as tarfias de volta ao mundo. Planejando a viagem do ano q vem, pensei em fazer esta viagem, mas cheguei a conclusão de que, como ainda terei o resto da vida para viajar (se o bom Deus assim me permitir !), uma viagem de volta ao mundo poderia esgotar boa parte dos destinos exóticos q eu possa explorar em viagens futuras, associados a outros destinos tradicionais, tal como a viagem q planejei para minhas próximas férias, a iniciar no dia 30/04/2008:

1º São Paulo – Honolulu (na ida) e Calgary – São Paulo (na volta), com milhas advantadge da American Airlines.

2º Extensão à Asia, aproveitando uma tarifa barbada da United: Honolulu – Bangkok (ida) e Bangkok – Vancouver (volta), por U$ 1047 dólares, classe econômica. Ida e volta com conexão em Tóquio, sendo que a regra tarifária permite uma parada em Tóquio com adicional de U$ 100 dólares, mas não vou parar no Japão.

Na Tailândia o roteiro será Bangkok e região (Ayutthaya e Lop Buri), depois as praias de Krabi e Phi Phi, e de Krabi para Kuala Lampur. Finalizando, na volta vou fazer a rota das montanhas rochosas canadenses, entre Vancouver e Calgary, onde embarco de volta ao Brasil.

Não chega a ser uma volta ao mundo, mas será uma viagem grande, planejada com aproveitamento máximo das milhas, e com custo aéreo barato. Sem contar que os trechos da Unitede vão me render +- 15 mil milhas, que poderei aproveitar inclusive em vôos da TAM, que será a nova parcera da United no Brasil.

Um abraço a todos.

Eliézer
Curitiba

Dani , não compara não … um não tem nada a ver com o outro .
Mas presta bem atenção, em qualquer um no tipo de acomodação escolhida. As mais baratas dos hoteis mais caros , são sempre muito
inferiores as mais caras dos hoteis mais baratos ( em Siem Reap).

Estou fora e desconequitada esta semana Dani , mas inicio de outubro
estou de volta .
Estou saindo agora para não participar como ouvinte da ultima semana
da novela , que só faz repetir tudo um milhão de vezes :rool:

Rodrigo:
Que bom que você gostou da Bangkok Airlines – estava meio insegura com ela (e não faço a menor idéia do que sejam um ART72 ou um MD90). E não existe visto para o Camboja – quer dizer, tem, mas é daqueles que você tira lá, no aeroporto, pagando 25 dólares e levando uma foto 5×7. Então pode animar!

Riq:
Apaixonei completamente pelo Angkor Village. Com café, os quartos Budget custam 105,00 dólares em novembro. O Bopha é muito mais barato – já responderam falando que os quartos simples ficam a 45 dólares – mas os jardins do Angkor Village… Pelo que dá pra ver nos sites, infelizmente o Bopha está perdendo feio. Estou tentando convencer os companheiros de viagem a abandonar a economia e ficarmos nele 😉

Sylvia:
Estou começando a olhar os hotéis na Tailândia, e já adorei o seu Princess. No hotelthailand.com não tem nenhuma promoção interessante ainda não (mas os preços já são melhores que direto no hotel). Vou olhar em outros consolidadores. Pergunto de novo assim que tiver mais perguntas!

Obrigadíssima pela ajuda!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.