Hollywood (minha crônica no Divirta-se do Estadão)

Antica Pizzeria Da Michele, Nápoles, Itália

Confesso que li “Comer, rezar, amar” – e gostei. Mas confesso também que li em inglês. Não, não estou querendo me gabar. Pelo contrário. Não me lembro de ter lido nada em inglês de que não tenha gostado. Cada vez que chego ao fim de um texto em inglês – um livro, um artigo, uma tuitada – eu fico tão feliz de ter entendido, que não tenho como desgostar.

Mesmo tendo gostado do livro, não tinha intenção de ver o filme. Best-sellers ficam ainda mais rasos na telona. E já vêm com legenda. Além do quê, acho a escolha de Javier Bardem para interpretar um brasileiro um insulto à nação. Não que eu consiga pensar num ator brasileiro melhor do que ele, mas isso não vem ao caso.

Antica Pizzeria Da Michele, Nápoles, ItáliaAcabei precisando pôr o filme na minha lista por causa de gente que veio me avisar que – “Ei, aparece a SUA pizzaria!”. E isso não está certo. A ordem natural das coisas é 1) você vê uma cena de filme de Hollywood num restaurante; 2) você tenta comer nele. Mas depois da terceira pessoa vir me contar, estava claro que a personagem da Julia Roberts tinha realmente ido à MINHA pizzaria em Nápoles.

Encontrei a Da Michele num guia Frommer’s em 1990. Hoje em dia eu provavelmente evitaria qualquer indicação gastronômica que achasse num Frommer’s, mas essa dica não poderia ter sido mais certeira. A pizza margherita de lá é das coisas mais inesquecíveis que já provei. Voltei em 2008, e fiquei tão inebriado quanto da primeira vez.

O filme, como eu desconfiava, não faz justiça à Da Michelle. O letreiro da fachada aparece por cinco segundos e, durante a cena, não aparece nenhum italiano para mandar a Julia Roberts usar garfo e faca para comer aquela preciosidade. As amigas conversam sobre pizza de maneira genérica.

E não há nada de genérico naquela pizza. É diferente de qualquer outra que eu tenha comido, na Itália, aqui ou em Nova York. Grossa e crocante na borda, porém fininha, úmida e borrachenta (meio crua) no miolo. Tomate pastoso. Mussarela perfeitamente derretida. Todas as consistências possíveis num só pedaço.

Antica Pizzeria Da Michele, Nápoles, Itália

O mais irônico de tudo é que toda as vezes que pedi aquela pizza eu comi, amei e rezei. Só não tive a idéia de escrever o livro.

Serviço

Antica Pizzeria Da Michele

Via Cesare Sersale, esquina Via Coletta – Nápoles

Aberta de 2a. a sábado das 10h às 23h sem interrupção

Fecha aos domingos (exceto nos meses de maio e dezembro)

Site oficial: aqui

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem
Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire


50 comentários

Eu estive nessa pizzaria em 1998 por recomendação do mesmo guia. Nunca me esqueci dessa pizza!!! A mozarela dançava em cima da massa. Mudou completamente o meu conceito de pizza.

Que máximo!!! No meu caso, primeiro assisti ao filme e depois fui à pizzaria, mas amei mesmo assim, comi e rezei (não necessariamente nessa ordem) haha…

Ola Boia, gostaria de entender a restrição com o guia Frommer’s? Pq nao iria em um local que esta no guia?

    Olá, Eduardo! Hoje em dia existem fontes mais quente de informação sobre restaurantes. Em 1990, esses guias pesadões eram a única fonte disponível.

Estive na pizzaria em junho e realmente é inesquecível o sabor e a qualidade. Agora tenho dificuldade em gostar das nossas pizzas. São muito gordurosas, com excesso de recheio e a massa não tem nada a ver.

Fabiana,
Fiquei no Hotel Romeo, perto do porto de onde saem os barcos para Capri, e adorei. É novo, tem uma bela vista, excelente atendimento, maravilhoso!
Quanto à Da Michele, por melhor que seja a pizza, o programa é terrível… Uma hora de espera, em pé, na frente do lugar que não é nada bonito, no meio de muita gente e do trânsito local. Aí você entra, o garçom anota o pedido e nunca mais te olha, a não ser para trazer a pizza. Pedir outra bebida impossível. A mesa é comunitária. Chegada a pizza, todos comem em 5 minutos, levantam-se, pagam no caixa e se vão. O banheiro é sujo e não tinha papel. Não acho que valha a pena. No primeiro dia, quando desistimos de esperar, comemos na Trianon, quase em frente, e a pizza era muito melhor (o programa nem se fala).

Oi Boia, tudo bem? Não achei nenhuma opção de hotel em Napole a não ser o hotel Palazzo Caraciolo no comentário acima. Entrei no trip Advisor e muita gente falava mal da localização. Fiquei preocupada e gostaria de ver com você se é realmente ruim. Irei passar apenas uma noite. Você teria outras opções em Napole? Será que os leitores do blog poderiam me ajudar?

    Fabiana, pode ir sem medo, fiquei lá por recomendação do Riq e gostei muito.

    Olá, Fabiana! É uma questão de perspectiva. O Ricardo Freire curtiu muitíssimo a localização, por estar no centro histórico.

Tive o PRAZER de comer esta pizza em 2002, é comer rezando mesmo Napoli é Bela,la Vera Italia! assalto? insegurança? pra quem vive em São Paulo tira de letra…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.