Índia pra Elvira

tajmanha450.jpg

A Elvira quer ir pra Índia, talvez também pro Nepal, em janeiro de 2008, e pede dicas de roteiro, hotéis etc. (A época é ótima, Elvira: no norte da Índia faz frio à noite, mas o tempo está seco no país inteiro, e mesmo no sul o calor não será sufocante.)

A Sylvia, rápida como só ela, já indicou a agência online India Travelite e os pacotes da Indian Airlines Packages.

Elvira, a primeira coisa que você tem que decidir é qual a intensidade do contato que você quer ter com a Índia durante a sua viagem. Dá pra montar desde uma viagem levemente exótica até uma expedição verdadeiramente antropológica. As duas vertentes vão ter defensores apaixonados; decida-se por uma delas, estabeleça os seus limites (de investimento, de conforto, de segurança, de aventura) e vá atrás das dicas da turma que você escolheu.

Simplificando bastante, dá para viajar à Índia de um jeito Frommer’s ou de um jeito Lonely Planet. A diferença entre os dois estilos fica flagrante no capítulo “transporte interno”. Enquanto o Frommer’s recomenda que você vá de avião (pela JetAirways) e para as distâncias curtas alugue carro com motorista (viajando sempre de dia), evitando o máximo possível o trem, o Lonely Planet manda fazer quase o contrário: para eles, o trem é um aspecto fundamental da experiência indiana.

Quando eu fui, em janeiro de 93 (e voltei, em janeiro de 96), viajei do jeito mais burguês que existia: me hospedei em antigos palácios de marajá no Rajastão, cacifei vista para o Taj do quarto do meu hotel em Agra, viajei de carro com motorista quando a Indian Airways me deixou na mão (e ela me deixou na mão nas duas vezes: em 93, por causa de uma greve; em 96, porque perdeu minha reserva e eu precisei atravessar a Índia de costa a costa — de Goa a Madrás — por conta própria).

tajvista450.jpg

Se eu voltasse hoje à Índia tentaria misturar as duas vertentes — grandes trechos antropológicos com pequenos respiros burgueses. (O interessante de viajar burguês na Índia é que mesmo na classe pra-inglês-ver você continua vivendo uma experiência exótica.) Meu problema é que, não tendo viajado à maneira não-burguesa, não tenho como recomendar nada com segurança. Entenda: eu sou louco para me meter numa aventura dessas, mas não tenho como recomendar a ninguém antes de ter vivido na pele.

Se você optar por um passe aéreo (é a única maneira de cobrir vários lugares em 15 ou 20 dias), sugiro que você siga o Frommer’s e compre o passe da Jet Airways, que é a melhor companhia aérea privada indiana. Na minha primeira viagem, fiquei 20 dias, e fui a Délhi, Varanasi, Khajuraho, Agra e quatro cidades do Rajastão: Jaipur, Jodhpur, Jaisalmer e Udaipur. Na segunda viagem, fui a Bombaim, Goa e Madrás. (Madrás hoje se chama Chennai, e não vale nem um pouco a pena.) Achei Goa divertido, mas se fosse indicar algum lugar no sul da Índia para compor esse roteiro, seria o Kerala.

E tente incluir Katmandu, sim. É lindo — sobretudo Bhaktapur, a cidade (contígua) onde foi filmado o Pequeno Buda. No meu tempo havia um vôo direto entre Katmandu e Varanasi. Katmandu seria um ótimo ponto final deste périplo. (Você pode começar por Bombaim, fazer o Rajastão e Agra, então Khajuraho e Varanasi, daí a Katmandu e de lá para o lugar onde você vai começar a viagem de volta.)

Mas será que nos últimos anos viajar pela Índia ficou mais light? Quem já foi à Índia e pode dar uns pitacos? Conta pra gente!

43 comentários

Dica para uma estadia confortável e segura. India Car Tours (Jaipur) http://www.indiacarntours.com
Fomos recebidos com muito carinho no aeroporto e nosso querido motorista, que virou amigo (Suresh: +919571801210) estava sempre pontualmente nos locais, nos levando em lugares muito bacanas. Ótimo serviço para quem busca conforto e comodidade durante os dias na India.

Elisa, fiquei num hotel muito simples, porém limpo! Se você procura um pouco mais de conforto e luxo talvez não seja para você, mas se você quer algo simples, barato, limpo e bem localizado então esse hotel é perfeito. Meu marido sofreu um acidente no terceiro dia na cidade e o pessoal do hotel foi maravilhoso conosco, nos ajudou muito mesmo.O nome do hotel é Alka , esse aqui http://www.hotelalkavns.com/ O único porém foi que como chegamos só no final da tarde e não reconfirmamos a reserva, nosso quarto não estava lá nos esperando. Pelo que notei na Índia isso pode acontecer em qualquer hotel desse tipo bom e baratex,então reconfirmar é lei! Eles nos sugeriram outro hotel, péssimo por sinal, mas para uma noite somente não doeu. Mas nada foi pago antecipadamente,nem lá e nem em nenhum lugar da Índia. O hotel ao lado do nosso me pareceu bem interessante tb, é esse aqui : http://www.ganpatiguesthouse.com/

Alguém poderia me dar uma dica de hospedagem em Varanasi? Vou para lá daqui a 15 dias e ainda não me decidi onde ficar em Varanasi…
Obrigada! 🙂

    Elisa, numa pesquisinha rápida no Booking gostei deste hotel que tem charme indiano, Suryauday Haveli.

    Vou pôr sua pergunta no Perguntódromo, se houver resposta aparecerá aqui.

    Elisa, fiquei no http://www.pujaguesthouse.com. Não é assim uma “marca de lava-roupas brasileira”, mas quebra o galho. Num estilo muito semelhante ao Alka indicado pela Liliana. Na região da muvuca, que é próxima ao rio, templos e crematórios, vi pouquíssimos hotéis de alta categoria. A grande maioria é bem simples, mesmo. Até porque ali é uma região de vielas e corredores sujos e cheios de vacas. Imperdíveis em uma ida à Índia, claro! Os melhores ficam no centro, mais afastados e sem o apelo para o turista.
    Acho que a dica mais importante, para quem vai por conta própria é: combine o translado com o pessoal do hotel. Eu percorri boa parte da Índia de trens e sempre marcava com alguém do hotel pra me receber na estação. Era só pra um cara te levar até a porta do hotel Tu vais de tuk-tuk ou a pé, com a mesma emoção de ir sozinho, mas sem a chance de se perder. Custa bem baratinho (na maioria das vezes é de graça) e sem eles fica muuuito mais difícil achar o hotel. Principalmente em Varanasi. Acredite!
    Boa viagem!

Comunidade VnV, queria uma dica sobre a Índia.
Tenho tempo para somente uma parada no Rajastão, no meu caminho entre Bombaim e Delhi, que será feita de trem. Isso porque minha idéia é me concentrar entre Varanasi, Nepal, Daejeeling e Calcutá.
Estou entre duas opções: Jodhpur e Udaipur. Já li muito sobre as duas cidades, mas não me decidi. Estou inclinado para Jodhpur que me parece um lugar mais aventureiro, com mais coisas interessante sobre a vida indiana, do que Udaipur que seria uma cidade mais calma (se é que isso existe na Índia) e “romântica”. Estou errado? Qual a opinião da tchurma?

    Estive em Udaipur há dois meses e é realmente uma cidade mais calma e “romantica”, como você descreveu, e particulamente, uma das minhas cidades preferidas na Índia, acredite, vale a pena. Jodhpur, eu tive muita vontade de conhecer, mas não tive tempo. Se você procura aventura, vá para Jaisalmer, porém, é um pouco mais longe dessas duas. 🙂

Em nossa Volta ao Mundo que começa hoje, iremos para India por 15 dias. Alguem tem dica de uma agência legal na Índia? Gostamos de fazer os roteiros e nossas viagens por nossa conta e risco, mas na Índia achamos que vai melhor comprar um pacote com uma agência local! O que acham? Obrigado pela ajuda!

    Oi viagem afora,

    Eu morei na Índia 2 anos e quase nunca planejei minhas viagens com agências. Não vejo muito motivo para se preocupar especialmente com a Índia. Pelo menos não mais do que com quase qualquer outro país do Sudeste Asiático. Mas quando precisava, perguntava em hoteis ou lojas, ou a pessoas que conhecia nos trens ou aviões sobre dicas de agências.

    Acho difícil recomendar agências pequenas específicas (geralmente as mais baratas) porque elas mudam com frequência. Se quiser segurança (e pagar um pouco mais por isto), recomendo a agência Cox and Kings, que possui escritórios em várias grandes cidades de lá: http://www.coxandkings.co.in/cnk/cnk.do

    Um abraço,
    Ricardo

olá….
eu estou com muita duvidas sobre a India…
Me ajude a tomar uma decisão,por favor!!!
Está quase tudo certo … pretendo me casar com um indiano
e morar na Inida, mais precisamente em Chennai.
Tenho muito medo de não me acostumar com a cultura indiana
Eu não conheço nada da India!!
Gostaria de saber sobre essa cultura..sobre Chennai…
sobre …economia…enfim..tudo!!!
Por favor Help me”!!!!!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.