Interior da Toscana: onde você se hospedou?

Laticastelli, Rapollano Terme, Toscana

ATUALIZAÇÃO:Leia a compilação desta enquete clicando aqui.

Na temporada toscana do ano passado, me hospedei em três lugares diferentes (sem contar Florença). O motivo do pinga-pinga não era tanto experimentar lugares, e sim entender as diferenças de localização.

Na temporada toscana do ano passado, me hospedei em três lugares diferentes (sem contar Florença). O motivo do pinga-pinga não era tanto experimentar lugares, e sim entender as diferenças de localização.

Passei uma noite nos arredores de Siena, no hotel Villa Patrizia, e adorei. O hotel tem um aplomb classicão e serviço  eficientíssimo, mas naquele início de outubro oferecia tarifas camaradíssimas (talvez por ter mobiliário e equipamento antiquados). A posição também é excelente: na saída de Siena, perfeito para rolês de carro, e a oito minutos de ônibus do centro histórico.

Nosso segundo hotel foi o Relais della Rovere, na parte nova de Colle di Val d’Elsa. Aqui me decepcionei duplamente. O hotel (que também estava baratinho) se revelou bem menos charmoso do que o site prometia (apesar de funcionar num antigo mosteiro). E a localização Colle di Val d’Elsa, que eu achava perfeita no mapa, na vida real se mostrou pouco prática, porque Pisa e Lucca ficam mais distantes na prática do que na teoria (hoje acho mais interessante fazer esses lados de trem, a partir de Florença).

Laticastelli, Toscana

O terceiro hotel foi o Laticastelli, em Rapollano Terme, onde fiquei a convite do hotel. Devo ainda fazer um post sobre a estada, mas adianto que foi gostei mais do que esperava. Instalado num vilarejo medieval que passou décadas abandonado, o hotel é um ótimo meio-termo entre um agriturismo super-rústico e um hotel de luxo proibitivo. Mas o melhor ainda é a localização: dá para ir a Siena, San Gimignano, Chianti, Val d’Orcia, Cortona e Assis sem trocar de base. Sua vantagem competitiva é estar ao lado da auto-estrada Siena-Bettolle, que leva à boca das regiões para explorar pelas vicinais.

Laticastelli, Toscana

Mas a função deste post é servir de base para uma compilação de recomendações (ou desrecomendações!) dos trips sobre hospedagem no interior da Toscana. Onde você ficou quando foi? O que achou do hotel? A localização era interessante para quais passeios? (E desinteressante para outros quais?)

Grazie mille!

Leia também:

Todas da Toscana no Viaje na Viagem

99 comentários

Olá! Pra quem está de carro e pretende explorar o interior da Toscana durante o dia, mas, ao mesmo tempo, quer aproveitar as noites em uma cidade com boa infra-estrutura, movimento, restaurantes e bares, recomendo fazer base em Siena. A cidade é muito bonita e bem central em relação à região a ser explorada.
Ficamos hospedados no Hotel Athena, bem ao lado das muralhas, ou seja, chegar e sair era bem fácil, sem nenhum problema com relação às ruelas mais centrais de acesso restrito. E de noite não usamos o carro, pois o hotel fica a uma curta caminhada do centro histórico (10/15 minutos até a praça do Palio). O hotel tem estacionamento com manobrista e um restaurante no terraço, com excelente vista da cidade, muralhas e colinas da Toscana. Alguns quartos também possuem essa vista, inclusive uns têm até uma varandinha bem simpática pra degustar um vinho à noite.
De Siena, fizemos bate-voltas às regiões de Chianti, Montalcino e Montepulciano. 
Detalhe: antes passamos três dias em Florença, sem carro. De Florença, fizemos um bate-volta de trem a Pisa e depois ônibus pra Lucca. Só alugamos o carro no dia da saída de Florença e seguimos para Siena. No caminho, conhecemos San Gimignano e Monteriggioni.
Depois dos dias baseados em Siena, seguimos pra Roma e devolvemos o carro na chegada à cidade.

Castellina in Chianti, no Hotel “Palazzo Albergo Squarcialupi”. Há 15 minutos de carro de Siena, perto de Radda e Greve in Chianti e outras super cidadezinhas com ótimos restaurantes… pra ver o tempo passar devagar…

Olá Ricardo, Bóia e viajantes

Adoro ler os posts todos e literalmente viajo na viagem de cada um. Mas o Ricardo é meu ídolo, tem o trabalho que pedi a Deus: viajar e escrever (rsrsr). Em final de agosto e meio de setembro eu meu marido iremos à Toscana; seguindo muitas das dicas do blogg faremos base em Florença (para alguns bate-volta de trem) e em Siena (para os passeios de carro na região). Mas pretendemos também ficar uns 3 dias em Cortona (sou leitora da dona Frances e não posso deixar de ir) mas a ideia é fazer de lá outra base: para visitar Arezzo e Assis.
Nossa dúvida é se vamos de carro a partir de Florença (há algum caminho recomedável/imperdível/etc?) e aproveitar o carro para conhecer os arredores de Cortona e Arezzo, ou se vale mais a pena ir de trem e voltar para Florença para pegar o carro para Siena. Ou seja: há passeios interessantes nos arredores de Cortona que só seja possível fazer de carro ou ficaremos três dias com o carro parado? Alguém já se hospedou em Cortona ou Arezzo? Teriam alguma dica de hotel ou B&B?
Obrigada,
Gloria Regina

    Gloria

    Alem das dicas de viagens que comandante e equipe do VnV ja postaram aqui, considere visitar Corciano (Recomendo o Restaurante Il Convento) e Perugia tambem.

    Estou relatando minha viagem de outubro passado, mas ando sem tempo/paciencia, deve demorar um pouco. Adianto que voce gosta de arte e de pequenos vilarejos, um circuito que fiz (com base em Perugia, mas que parece-me que tambem funciona de Cortona) seria: Monterchi (Basicamente para visitar a Madonna del Parto), Anghiari (recomendo o restaurante Da Alighiero), Sansepolcro para visitar o museu com varias obras de Piero della Francesca, Citta di Castello para um cafe da tarde, e uma andada pelo lindo vilarejo que eh Montone.

    Passeio de dia inteiro, meio puxado mas que recomendo bastante. Aqui o percurso: http://goo.gl/kIgLj

    Puxa, Philipp, obrigadíssima pelas dicas. Andei dando uma escapadinha para o “Siamo arrivati” e adorei as fotos e as dicas sobre Montepulciano e o Val D’orcia. Com certeza vamos conferir… Você acertou em cheio, adoro artes. Uma duvida que temos sobre ir de carro para Cortona é que gostaria mesmo de ficar em uma daquelas “villas”, mas não sei se há transporte disponível para o Centro de Cortona, e, se não houver, se há estacionamento público próximo da entrada da cidade. Você sabe? É que já vamos rodar um bocado de carro na região de Siena e nem eu nem meu marido somos muito fãs do volante…rsrsr Obrigada

    Bom, Philipp, depois da sua sugestão, acho que vou optar pela ida de carro de Florença para Cortona. Se bem que havíamos separado 3 dias, um para Arezzo, um para Assis e um para Cortona, será que vou ter que roubar um dia de Siena para fazer esse roteirinho que vc indica? Ou será que dá pra ver Assis e Arezzo no mesmo dia?

    Nas duas ocasiões que estive em Cortona (Fevereiro e Outubro de 2012) consegui estacionar o carro sem problemas e próximo ao centro da cidade que fica no alto de uma colina. Agosto ainda é alta temporada e pode estar um pouquinho mais cheio, mas basta chegar cedo 😉

    Assisi e Arezzo acho um pouco puxado, mas parece factível. Eu amei Assisi, mas o comandante disse em outro post que não gostou de Assisi, acredito que ele não tenha “clicado” com a cidade. Eu adorei Assisi não somente pela carga religiosa e artistica. Achei que andar pelas ruas (muito inclinadas) da cidade uma delícia. No entanto considero a visita ideal Assisi e Spello. Vou tentar até semana que vem terminar os posts seguintes (San Gimignano e Monteriggioni, e, Assis e Spello) se der para esperar prometo deixar um pouco mais detalhado. Mas a Itália é difícil mesmo, quanto mais pesquisamos mais jóias encontramos!

    Valeu mesmo, Philipp.
    Claro que dá pra esperar seus posts, até porque estamos programando amarrar mesmo os dias de chegada e partida das bases e os hotéis, para podermos garantir as reservas. Mas o passeios, os bate-volta, ainda vamos pesquisar bastante até a viagem. O problema é que, a cada post ou comentário de leitores, descobrimos novas maravilhas “imperdíveis”.

    Nós não queremos fazer maratona de cidades em cidade nem viajar através das lentes fotográficas (rsrsr). A gente quer isso que você sentiu ao visitar Assis, andar pelas cidades, perceber um pouco o “clima”, almoçar num lugar legal ou descobrir delícias para um piquenique (no quarto do hotel, que seja!). Foi assim na noss primeira viagem quando fizemos Roma-Florença-Paris há alguns anos. Mas como ficaremos 17 dias acho que vai dar para aproveitar / sentir melhor alguns lugares e “clicar” em outros. Continua

    Continuaremos a acompanhar os posts e os comentários até lá! Só corro o risco de mudar meu roteiro a cada post ou começar a jogar na mega-sena e torcer pra ganhar pra poder voltar sempre à Itália. rsrsr Mas me diz uma coisa Philipp, onde vc se hospedou quando esteve em Cortona?

    Gloria, desculpe mas sua última pergunta me escapou. Mas já coloquei no ar mais alguns posts 😉

    Em Fevereiro, tivemos 3 dias para fazer um reconhecimento de terreno (não era bem uma viagem de turismo) e ficamos (de proposito) em 3 locais distintos: Torricela, Magione e Perugia. O relato está aqui:
    http://siamoarrivati.wordpress.com/2012/02/26/tre-giorni-in-umbria/
    http://siamoarrivati.wordpress.com/2012/02/23/cortona/

    Voltamos em Outubro e ficamos novamente na região do Lago Trasimeno, que é muito próxima de Cortona e estivemos em Cortona somente para um almoço. Parece-me ser interessante ficar no centro de Cortona, mas se ficar fora também seria conveniente para os outros passeios que vocês fizerem.

    Para comer em Cortona recomendo o La Buccacia e o Preludio.

    Oi, Philipp. Visitei o blog e adorei os posts. As fotos são lindas e as dicas serão conferidas..rsrsrs.
    Resolvemos ficar fora do centro, a uns 9km da cidade. Já fechamos os hotéis e a passagem, agora é segurar a ansiedadee ir viajando nos blogs legais como o VnV e o Siamo arrivati.

    Abraço,
    Gloria

Riq,
tenho 12 dias inteiros para Firenze, toscana e cinque terre.
Não conheço a região. Pensei em 03 dias em Firenze, 03 em cinque terre e o restante na toscana (06 dias). Para estes 06 dias achas que o melhor é ficar em um unico hotel de agroturismo? É suficiente para conhecer bem a região?
Obrigada,
Kaka

Olá Bóia,
Primeiro quero agradecer pelas valiosas informações para quem adora viajar!
Hoje estou planejando minha viajem para Praga e Veneza. Nesta última, pretendo passar 5 dias. Daí pergunto… Vale a pena fazer um bate-volta no mesmo dia para alguma cidade na região da Toscana, como Florenca por exemplo, que saindo de Veneza são apenas 2 horas de trem?
Obrigada desde já.
Janaína

    Olá, Janaína! Se você quer ir a Florença, preveja dois pernoites. Fique então 3 dias em Veneza.

Olá Bóia,
Como todos os outros leitores tenho usado este site para planejar minhas viajens.
Eu e meu marido estaremos viajando para Itália em julho e estamos programando 06 dias para a Toscana. Pensei em sair de Roma e ficar 01 dia em Siena, 02 dias em Cinque Terre e 03 dias em Florença para fazer bate e volta para Pisa, San Gimignano e Assis. Esta é uma boa opção ou é melhor eu fincar ponto apenas em Florença e fazer um bate e volta para Siena?
Obrigada!
Cristiane

    Olá, Cristiane! Sim, é melhor você ficar todos esses dias em Florença. O transporte de trem de Roma é mais fácil, você vai e volta de ônibus a Siena. O roteiro está redondo.

Eduardo,
Andei olhando o Tenuta Armaiolo e Podere Sant’Alessandro gostei dos dois mas o Sant Alessandro é sem café. Olhei a sua dica também do Villa Buoninsegna, achei legal, tem as duas opções com café ou sem. Também passarei 6 dias na região, por isso queria acertar na pedida pra não ter que trocar de hotel. Percebi que a maioria dos comentários é de Italianos, e são bons. Será que a Luciana ficou por lá?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.