Já passou a Páscoa no exterior? Conte pra gente!

Guarda Suíça no VaticanoCom a inestimável ajuda da Bóia Paulista, estou fazendo um post sobre pecualiaridades da Páscoa nos destinos internacionais mais desejados pelos brasileiros.

Pesquisando na internet e em comentários já deixados aqui no VnV, vamos compilando informações preciosas. Vimos que, nos Estados Unidos, os outlets e grande parte das lojas de departamento e megastores fecham no domingo de Páscoa. Que na França a Sexta-feira Santa não é feriado — mas a segunda-feira é (ainda assim, os museus abrem). Em Roma só assiste às missas no Vaticano quem tiver convite expedido pela sua paróquia. A Andaluzia fica coloridíssima com festas e procissões. Já Santiago do Chile fica às moscas de sexta a domingo (nem os museus abrem).

Quer ajudar o nosso levantamento? Se você já viajou ao exterior na Páscoa, conte pra gente como foi: se houve mudança no funcionamento do comércio ou dos museus, se foi difícil achar restaurante aberto — e qual foi o ponto alto do feriado para você.

Obrigado!

Siga o Viaje na Viagem no Twitter@viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter@riqfreire

Visite o VnV no FacebookViaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por emailVnV por email


58 comentários

A VnV NY ano passado foi na Pascoa ne, a gente sabe bem como a Marcie sofreu pra conseguir arrumar um brunch no domingo que nao estivesse lotado e que coubesse todo mundo, tudo ja reservado. E realmente a maioria das lojas fecham no domingo (nos EUA em geral).

Em 2010 passamos o periodo da páscoa entre Washington DC e Delaware. Em DC pude perceber que todos os museus Smithsonian funcionavam normalmente (Fecham apenas no Natal e Thanksgiving)
Ano passado passei o Natal em NY e coincidiu com a a ConVnVençãoNY (Nossa mal posso acreditar que já vai fazer 1 ano).. O que pude notar que as lojas que tem proprietários de origem judaica por conta da celebração do Pessach muitas delas chegam a fechar por quase uma semana como é o caso da B&H de equipamentos fotográficos.
Vale lembrar que esta época também é marcada pelo inicio da floração dos Narcisos e das Tulipas, então tendo a oportunidade visite um jardim botânico para se encantar com essas flores.
E para completar em Cingapura tudo funciona normalmente, afinal de contas este é um feriado cristão..

em NY, as Lojas da 5a avenida completamente fechadas no domingo.
Mas um grande movimento com pessoas usando chapéus com motivos de páscoa !

Aqui na Inglaterra é feriado na sexta feira e na segunda, mas pelo menos em Londres, quase tudo abre.
A única diferença é que lojas e museus operam em horários reduzidos, que é o mesmo horário de Domingos, e que geralmente não vai atrapalhar tanto assim a vida dos turistas.
Muito pelo contrario! Como os londrinos aproveitam um dos pouquíssimos feriados que temos por ano então todo mundo viaja e a cidade dica vazia e tranqüilíssima!

No ano passado estava em Paris. Cidade bem cheia, tudo funcionando normalmente de sexta a domingo, muita coisa fechada na segunda feira.
A Notre Dame tinha uma programação intensa, mas não dava pra chegar nem na metade da praça, de tão cheio.

Em Roma, 2 vezes, e em Creta.
Em Roma, funciona tudo na sexta e no sábado. Fecha na segunda-feira pós-domingo de Páscoa. É uma época ótima pra viajar. Só que tem que reservar antes porque tem muita gente por conta do Vaticano. Fui apenas à benção papal, na primeira vez, no domingo, na Praça de S.Pedro. É emocionante por conta da multidão, das muitas línguas em que ele fala a mesma benção.Coisa importante quando se está lá, é lembrar que, quase sempre, o horário de verão começa no domingo de páscoa.

Em Creta:

Em primeiro lugar: a Páscoa da Igreja Ortodoxa é uma semana depois da da Igreja Católica. De modo que neste ano, vi a semana santa em Roma e na Grécia. Os feriados são os mesmos: abre tudo até o sábado e fecha na segunda-feira. Em Creta, na cidaddezinha próxima a Heraklion, onde estávamos,a noite de Páscoa foi linda, com um fogueira numa gruta à beira-mar de onde todos os habitantes da vila acenderam velas , antes de voltar para casa , à meia-noite. Surpreendente e lindo.
Aliás, tudo na Grécia, e sobretudo em Creta, é lindo. Ficamos uma semana lá, alugamos um carro e vimos tudo com calma, curtindo o povo e os costumes das cidadezinhas.
Recomendadíssimo!

Já passei Páscoa duas vezes em Roma, e sempre assisti às cerimônias com o Papa. Na verdade, dizer que “em Roma só assiste às missas no Vaticano quem tiver convite expedido pela sua paróquia” é um pouco simplista. É possível pedir os convites direto na Prefeitura da Casa Pontifícia (com bastante antecedência — na verdade, é para lá que sua paróquia pede os convites, mas eles aceitam pedidos avulsos também). Se você tem amigos no Vaticano, eles podem conseguir convites.

Segue um pequeno guia para cerimônias no Vaticano:

A primeira coisa que você percebe é que os convites têm cores diferentes. Eles determinam o lugar onde você vai se sentar dentro da igreja, ou na praça. Não há regra de cores; na Sexta-Feira Santa de 2010, por exemplo, o convite mais comum era amarelo, mas nada garante que em 2011 ou 2012 tenha sido assim. Os guardas do Vaticano guiam você direitinho de acordo com a cor do seu convite.

Domingo de Ramos: missa com o Papa na Praça de São Pedro. Dá para ir sem convite, mas você vai ficar em pé; o convite significa apenas que haverá uma cadeira para você. Sem convite, você fica ou atrás do povo, na metade “de trás” da praça, ou debaixo da colunata.

Quinta-Feira Santa: missa de lava-pés com o Papa em São João de Latrão, em 2010 começou às 17h30. Para entrar é necessário convite.

Sexta-Feira Santa: cerimônia da Paixão com o Papa na Basílica de São Pedro, em 2010 começou às 17 horas. Para entrar é necessário convite.

Ainda na Sexta-Feira Santa, há a Via Sacra com o Papa no Coliseu, não precisa de convite, é totalmente aberta ao público. Não lembro a que horas começou, mas não tente ir a pé da Basílica de São Pedro (caso você vá à cerimônia da Paixão) até o Coliseu: você vai precisar correr, e com sapato social é bem mais complicado. Atenção, que o metrô Colosseo fica fechado a partir de um determinado horário.

Sábado Santo: Vigília Pascal com o Papa na Basílica de São Pedro, em 2010 começou às 21 horas. Exige convite. É a missa mais espetacular do ano litúrgico católico. Se você tiver que escolher UMA cerimônia papal para assistir, eu recomendaria essa.

Domingo de Páscoa: missa com o Papa na Praça de São Pedro. Em 2010 começou às 10h15. Mesmas regras do Domingo de Ramos em relação a convite e lugar pra sentar.

“Ah, mas eu já estou em Roma e não consegui convite”. Não se aflija (ainda). A dica nesses casos é chegar ao local da missa com umas três horas de antecedência, porque já haverá gente na fila esperando para entrar. Procure grupos grandes: de freiras, de seminaristas, de jovens; aproxime-se e pergunte “per favore, lei ha un biglietto di più?” (por favor, o senhor/a senhora tem um convite sobrando?). Quase sempre eles têm (quanto maior o grupo, maior a possibilidade de haver sobras). Se você disser que é brasileiro, suas chances aumentam (sério!). Se precisar, gesticule para indicar de quantos convites você precisa. Mas se você estiver com um grupo grande, o melhor é se dividir (no máximo em trios) e se espalhar.

Funciona? Sim, funciona! Em 2010, não tínhamos convite para o Lava-Pés e para a Vigília Pascal: conseguimos para mim, minha namorada e meus pais, com certa facilidade. Em 2002, estava em um grupo com 10 pessoas e nos dividimos em duplas para tentar os convites da Vigília Pascal; quando nos reunimos de novo para ver o que tínhamos conseguido, estávamos com 30 convites (claro que distribuímos os 20 que sobraram).

    Só para acrescentar, na Sexta-Feira Santa de manhã visitamos o Coliseu + Fórum e estava até que tranquilo; os restaurantes também estavam abertos.

    No sábado, fomos de manhã a São Paulo Extra Muros e, ao meio-dia, ao Museu do Vaticano, também aberto, mas muito, muito lotado. Não faríamos de novo. Tínhamos bilhete marcado para meio-dia mas só conseguimos entrar lá por 13 horas.

    No domingo de Páscoa, achamos restaurantes abertos perto de Termini e ainda visitamos o Castel Sant’Angelo. Sorveterias da redondeza abertas.

    Na segunda-feira seguinte à Páscoa (eles chamam de “lunedì dell’Angelo”) é feriado, mas a lojinha da basílica de Santa Maria Maior estava aberta, felizmente.

    na segunda de páscoa estou pretendendo visitar o Coliseu, Palatino, Fórum Romano, Phanteon, Igreja de Santo Inácio, Piazza Novana e Museu Capitolinos.
    Será que estes locais estarão fechados?
    Como eu obtenho essa informação?
    Grata

    Olá, Mônica! Atrações turísticas normalmente funcionam nos feriados mas seria mais prudente se informar junto ao seu hotel. Eles poderão ajudar.

    Riq e Bóia, vou contar tudo com mais detalhes lá no Rotas, mas já vou adiantando aqui para ajudar seus leitores.
    Passei a Páscoa em Roma e assisti à missa de domingo na Praça São Pedro, com o Papa. E o melhor: sem convite e sentado!
    Eu li o comentário do Marcio e estava preparado para adotar a estratégia de pedir um convite lá na Praça, já que eu não consegui através da minha paróquia. E realmente, ao chegar lá, vi que a Praça estava cercada e que a maioria das pessoas que passavam pela segurança estavam com convite. Confesso que eu fiquei atordoado com a situação toda e não tive coragem de sair pedindo convite. E já estava quase me conformando a ficar em pé fora do cercado qd eu e a Renata decidimos passar pela segurança sem convite.
    Resultado: não era preciso convite para entrar na área cercada. E o melhor, sequer era preciso ter convite para sentar na área de cadeiras mais ao centro da praça (a última). Eles dividem a praça em vários setores de cadeiras. Os setores de cadeiras que ficam mais à frente, perto do palco, são reservados para quem tem convites, mas o último setor, antes da multidão que fica em pé, não é reservado e pode ser ocupado por qualquer pessoa sem convite. Pelo menos foi assim nesse ano.
    A dica é apenas chegar cedo para conseguir lugar. Nós chegamos com 2 horas de antecedência e conseguimos nos sentar na segunda fileira de cadeiras, bem no meio da Praça. Foi uma experiência única e uma grande emoção!

    Registro meu agradecimento especial a Márcio Antônio, pois somente devido a ele consegui realizar o meu sonho de assistir a vigília pascal dentro da basílica de São Pedro, Apesar da dificuldade para conseguir o bilhete de acesso a vigília, pois eles já haviam se esgotado em janeiro deste ano, resolvi ir para fila de entrada conforme dica do colega Márcio e pedir para cada pessoa: “per favore, lei ha un biglietto di più?” que quer dizer “por favor, o senhor/a senhora tem um convite sobrando?”, após uma hora e meia repetindo esta frase e quase desistindo, localizei um padre mexicano no final da fila que me concedeu um bilhete que havia sobrado, pra mim um milagre, pois o atual papa Francisco está atraindo três vezes mais peregrinos a Roma.
    Pois bem, ao entrar na basílica e me posicionar a poucos metros de nosso Papa Francisco, onde vivenciei três horas de uma cerimônia que me levou aos céus, eis que no Brasil, minha vó e tia vêem seu neto e sobrinho nas lentes da TV do Vaticano que transmitia para o mundo inteiro a mãe de todas as vigílias, a pascal que nos atualiza a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo! Obrigado Marcio e a todos que contribuem neste site maravilhoso.

Para mim, a época de Semana Santa é uma das melhores para uma viagem Buenos Aires/Mendoza. Meusi pais sempre vêm para cá e eu passo a Semana Santa aqui já há 7 (!!!)anos. Aliás, cheguei aqui bem na Semana Santa de 2005.
Nessa época, o clima é perfeito: seco, céu azul, temperatura por volta de 22 graus. De sexta a domingo, os restaurantes e museus abrem, mas algumas lojas fecham. Para quem segue à risca a coisa de nao comer carne vermelha na sexta-feira santa, recomendo o restaurante de pescados El Muelle (fica de frente pro Rio de la Plata) ou algum restaurante espanhol ou peruano (o Sipán é incrível). Domingo é dia de Feira de San Telmo e de se jogar num ojo de bife. O La Brigada é uma ótima pedida. Quem tiver tempo de ir até Mendoza, vale a pena. A cidade fica linda com as folhas das árvores bem amarelinhas, quase douradas.

    ótimas dicas, mariana!
    fui a mendoza no verão e não recomendo, pois é muito quente, acho que na páscoa as coisas devem ser mais amenas…

Em Roma, Londres e Paris.

em Roma notei que as coisas fecha desde a sexta , até a delegacia tinha horário restrito – sim, roubaram a carteira – mas foram eficientes pois recuperaram tudo!

Londres e Paris tudo ok, mesmo pq sempre voltamos no domingo de Páscoa e não notamos nada.

Este ano estarei em Madrid e voltarei na terça, vou ficar de olho!

é uma ótima época pra viajar!

Acho que foram 3 as vezes que passei a Páscoa fora do Brasil: duas vezes em NY e uma em Florença, na Itália. Em NY, comércio e museus, pelo que me lembro, ficaram abertos numa boa sexta e sábado mas a maioria realmente fecha no domingo de Páscoa – e a parada e o brunch no domingo são verdadeiras instituições locais (reservas obrigatórias, porque costumam lotar). Na Itália, também funcionou tudo direitinho até sábado e domingo quase todo o comércio fechou as portas em Florença – até porque rola A festa no domingo de manhã na piazza del Duomo. Os restaurantes também ficam bem cheios e é bem recomendável reservar antes.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.