#Linkódromo | Vai para Luxemburgo? Pegue carona nesses blogs: 1

#Linkódromo | Vai para Luxemburgo? Pegue carona nesses blogs:

luxemburgo viajosfera ideas na mala

Fotos | Mari Vidigal do Idéias na Mala

Luxemburgo, esse país pequenino, vizinho das famosas Alemanha, Bélgica e França, pode passar despercebido do seu roteiro de viagem. Sua capital, de mesmo nome, é puro clichê de cidadezinha de conto de fadas.

A 2h35 de Paris (com baldeação em Metz), Luxemburgo está no limite aceitável de tempo para um bate volta. Também funciona como pit stop a caminho de Bruxelas (são mais 3 horas até a capital belga).

luxemburgo ideais na mala

Se você já tinha planos de visitar Luxemburgo ou quer conhecer mais sobre seus encantos, vai por essa turma:

Luxemburgo no Arquivo de Viagens da Luíza

Luxemburgo no Alemanha! Por que não? da Angela Arten-Meyer

Luxemburgo no Dri Everywhere da Dri Miller

Luxemburgo no Ideias na Mala da Mari Vidigal

Luxemburgo no Próximos Destinos da Thaís Zundt

Luxemburgo no Viajar pelo Mundo da Cláudia

Site oficial do turismo de Luxemburgo: Visit Luxembourg

Você conhece Luxemburgo? Tem alguma dica bacana para compartilhar conosco? A caixa de comentários é toda sua 😀

Leia mais:

37 comentários

Fomos a Luxemburgo a partir de Amsterdam de trem pois minha filha adolescente estava estudando a segunda guerra mundial e queria conhecer as casamatas de Bock. São 5h e meia de viagem mas queríamos andar de trem também (fomos de Thalys, passagem já comprada no Brasil pelo site raileurope.com.br). Não dá pra fazer bate-volta. Chegamos em um dia na hora do almoço e fomos embora no dia seguinte no final da tarde. E usamos muito as dicas do blog Ideias na Mala da Mari Vidigal, com seu roteiro de um dia (perfeito!). Foi exatamente o que fizemos. Ficamos no Hotel Le Place d’Armes, muito charmoso e central mas bemmm caro. Acho que valeu cada centavo gasto! E andamos muito. No final, já cansados, a única coisa diferente que fizemos foi pegar o trem verde, com um circuito menor, para conhecer a parte baixa da cidade. É feito com audio guia (você recebe uns fones de ouvido, com a opção de português de Portugal e outras várias línguas). Quem não quiser andar muito, pode pegar o trenzinho vermelho, que tem um roteiro maior. O palácio do grão duque estava aberto à visitação, mas também não fomos, os horários precisam ser agendados e achamos que íamos perder tempo. E em frente ao palácio, tem uma chocolateria (Chocolate House) com uns chocolates lindos e gostosos. A William Square está em obra, o que tirou um pouco a beleza do lugar, mas em compensação na Praça da Constituição tinha um observatório montado, que subia e girava bem alto mostrando uma vista linda da cidade (somente no verão). Todos falam inglês, alemão e francês, mas a língua dominante é o francês. Existem muitos portugueses morando em Luxemburgo, talvez por alguma razão histórica também. A 1a Grã-Duquesa de Luxemburgo foi Maria Ana de Bragança, neta de D. João VI e sobrinha de D. Pedro I. Achamos uma loja com umas lembranças bem descoladas que se chama Luxembourg House na 2 Rue de l’Eau, 1449 mas se vc quiser umas lembranças mais baratinhas, compramos vários cacarecos pequenos e baratos de turista como chaveiros, canetas e imãs de geladeira (kkk, sou viciada) nos quiosques e bancas de jornais. Da estação de trem até o centro histórico dá para ir e voltar a pé se você não estiver com malas e tiver preparo físico. Na volta, é só fazer o check out, pedir para eles guardarem as mochilas e no final do dia, antes de voltar para estação, voltar para o hotel e pegar tudo.

Oi Bóia, tudo bem?

Então, no site da SNCB partindo de Bruxelas até Luxemburgo o trajeto é Intercity. (IC)
Estou na dúvida por ser intercity se posso deixar pra comprar lá(Bruxelas) ou é melhor fazer a reserva já.

Vc tem alguma informação sobre ônibus pra esse trajeto? ( Bruxelas/Luxemburgo/Bruxelas)?

Obrigada!

    Olá, Fabiana! Não sabemos como se comportam as tarifas neste trecho. Simule viagens para amanhã, 30 e 60 dias e compare as tarifas. Se forem as mesmas, você pode deixar para comprar lá.

Olá! Tenho interesse em conhecer Luxemburgo quando eu for a Paris. Não estou achando na internet muitas informações sobre este trajeto de trem. Poderia me ajudar?

Olá Bóia!!! Parabéns pelo trabalho!
Em agosto estarei na cidade do Porto e aproveitarei para conhecer Amsterdã e Bruxelas. No retorno para o Porto, pensei em sair bem cedo de Bruxelas de trem para conhecer Luxemburgo. Deixaria as malas na estação de trem, que pelo que vi existe um guarda malas na Estação Central, para que no final do dia pudesse apanhá-las, pegar o ônibus para o aeroporto e voar por uma companhia low coast para o Porto. Você acha viável?

    Olá, Rose! São 3h20 para ir, 3h20 para voltar. Quase 7 horas de trem só para dizer que “conheceu” mais um “país”?

Oi Bóia, como eu faço para comprar passagem de trem, saindo de Bruxelas para Luxemburgo e depois Paris? Compro no site da B-rail? Você pode me dizer quais seriam as estações? Desde já agradeço.

    Olá, Perla! Pode comprar na B-Rail o primeiro trecho e na SNCF os dois. Mas se comprar na SNCF certifique-se de que será e-ticket, já que você não poderá retirar o bilhete na França.

Olá Bóia! Irei a Luxemburgo no fim de abril e ficarei 2 dias indo depois a Bruxelas. Não consigo comprar o ticket de trem sem a taxa. Comprar ao chegar lá é se arriscar muito ou vc acha que é tranquilo?

    Olá, Sandra! Comprando com antecedência você encontra passagens com 30, 50 e até 70% de desconto comprando diretamente com as cias. ferroviárias locais. Na hora, só preço cheio. Se você prefere economizar 6,38% de IOF a conseguir 50% de desconto, a decisão é sua.

Opa!
No começo de julho estarei em Luxemburgo para um congresso. De lá eu gostaria de tirar uma semana para conhecer outros lugares (menos Londres, Paris, Bruxelas e Amsterdã, pois já conheço). Qual seria o lugar mais lógico/fácil acesso a partir de Luxemburgo? De preferência pra ir de trem, pois acho mais tranquilo e divertido ^^
Obrigada pela ajuda! 🙂

Olá pessoal,
Queria visitar Luxemburgo na minha ida de Bruxelas à Munique. Sabem me dizer se é uma boa idéia? Qual o tempo de viajem e se há trens diretos nestes percursos: Bruxelas-Luxemburgo , Luxemburgo-Munique?

    Olá, Carolina!

    Se você quer “conhecer” Luxemburgo porque assim adiciona um país ao número de países visitados, é uma má idéia. Já se você estudou Luxembugo e está motivada para ver ao vivo as coisas que descobriu que existem lá, pode ser uma parada interessante, se você puder fazer pelo menos um pernoite.

    De Bruxelas a Luxemburgo são 3 horas de trem. De Luxemburgo a Munique, 7h20 de ônibus e trem, com baldeações em Saarbrücken e Mannheim.

    De Bruxelas a Munique são 7h de trem, com baldeação em Colônia.

    Colônia é uma parada muito mais lógica entre as duas cidades.

    Obrigada pela resposta. É, realmente a logística fica bem complicada, mesmo pq queria fazer somente um pit stop pra viagem ficar menos cansativa, mas tb não queria pernoitar. O que vc acha de Heildelberg? Será que consigo trem direto?

    Olá, Carolina! Colônia é a escala perfeita.

    Para Heidelberg você teria que fazer duas baldeações, saindo de manhã cedo, num total de 5 horas de viagem. De Heidelberg a Munique são 3 horas no trem direto.

    Por favor faça todas as simulações que precisar em http://www.bahn.de/international .

Olá Bóia. Você sabe qual empresa de Trem que faz Basiléia até Luxemburgo? No site da Rail Europe não mostra qual a cia que faz esse trecho.Vi o comentario do Alexandre dizendo que tem que fazer baldeação em Bruxelas. No site da Rail diz que tem trem direto. Algum sabe se é direto ou não? Obrigada Maria

    Oi, Maria. Como minha viagem foi há quase catorze anos, muita coisa pode ter mudado nesse período. Confie mais no site da Rail Europe do que na minha experiência. 😀

    O único adendo é que, na minha baldeação, na verdade eu não saí da Basileia. Meu trem vindo de Zurique parou na Basileia, mas eu tive de trocar de estação, indo para Bâle. Essa troca é (muito) mais simples do que parece, pois a estação fica bem na fronteira entre os dois países, e as duas são conjugadas.

    Mas eu não sabia disso na época. Quando desci do trem, fui procurar a lista de plataformas, para saber aonde teria de ir. Quando procurei por “Bruxelas”, em vez do número da plataforma, havia quatro letras — não me lembro mais quais eram, mas talvez fossem “SNPB” ou algo parecido. Perguntei a um funcionário o que isso significava, e ele respondeu que era só seguir até o fim do corredor e entrar na última porta à esquerda.

    A última porta à esquerda era uma porta, mas também era a fronteira entre os dois países! Do outro lado da porta, eu já estava na plataforma do lado francês da estação.

    Oi Alexandre. Obrigada pelas dicas, na realidade só depois que vi que tura viagem foi em 2000. Eu estou tentando saber qual cia faz o trecho Basiléia/Luxemburgo.Geralmente na Rail Europe diz qual cia é, nesse caso diz (TER 96224 – Reserva no incluida, já pesquisei e nada.Vou fazer -Basiléia-Luxemburgo-Bruxelas-.
    Maria

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.