Mais um golpe em Paris: o alerta da Andréia

Paris: uma ponte no Sena

Pessoal, eu não fico postando essas coisas aqui por sensacionalismo, não. É para deixar patente que, à diferença do que acontece no Brasil, na Europa os perigos não estão nas ruas ermas ou nas regiões mal-encaradas. Onde o turista corre perigo é nos… lugares turísticos. O que tem de artista agindo à luz do dia não está no gibi.

(A outra razão pela qual eu gosto de publicar essas histórias é para que a gente pense duas vezes antes de pintar o Brasil pros gringos como o lugar mais inseguro do planeta. Essas ocorrências de rua normais em Buenos Aires, em Barcelona, em Roma, em Paris são virtualmnte desconhecidas por aqui.)

Com a palavra, a Andréia:

Desculpe passar aqui e registrar algo chato que me aconteceu em Paris em 30 de abril. Mais para alertar seus leitores sobre um novo golpe.

Um rapaz (sozinho) aparentando ser turista pediu pra tirarmos uma foto dele com sua câmera. Atendemos prontamente.

Foi quando apareceram dois senhores (que já estavam na esquina) e disseram que era da polícia, mostraram insígnias, disseram que precisavam nos revistar e pegaram a bolsa de meu acompanhante e mandaram tirar tudo. Mexeram no dinheiro, fizeram várias perguntas e disseram que estavam desconfiados do suposto turista ser passador de drogas.

Bom, apesar disso só revistaram uma bolsa, o tal turista ficou só olhando. Então eles pegaram nosso dinheiro, contaram e deixaram cair umas notas no chão, quando nos baixamos para pegar ele guardou imediatamente algumas notas grandes com ele (só notamos isso quando chegamos no hotel).

Logicamente sabíamos que estava acontecendo algo errado porque eu meio desconfiada comecei a andar pro meio da rua mas um deles começou a me abordar e perguntar coisas para despistar o que estava acontecendo na revista de meu acompanhante.

Fica a dica para seus leitores: não ser solícito com supostos turistas e não acreditar que policiais na rua possam te revistar. É golpe.

Conversando com alguns moradores e lendo comentários do Conexão Paris fiquei sabendo que todos os policiais de Paris andam uniformizados, ou seja, não existem policiais civis nas ruas. Se soubéssemos disso antes talvez poderíamos surpreender os falsos policiais.

Obrigado, Andréia!

Leia também:

76 comentários

Comprar o bilhete certo no metrô de Paris não é simples e os espertos se aproveitam do turista desorientado, sem que os funcionários façam qualquer esforço para reprimir ou denunciar. A polícia se satisfaz em multar turistas com bilhete irregular, sem procurar saber quem ou como a vítima foi enganada. Nunca aceite ajuda no metrô, mesmo que alguém apareça com um crachá se dizendo funcionário. Fui multado em 35 euros por andar com bilhete mais barato para crianças e tratado como infrator comum, sem que me fosse perguntado onde ou como sofri o golpe.

Aconteceu comigo em Buenos Aires; De forma sutil ou acidental, alguém sujou a minha roupa, avisando sobre o estrago e começou a ajudar a limpar o local (geralmente perto dos bolsos de jaquetas) com um guardanapo ou um lenço. O larápio aproveitou e também limpou os bolsos do meu casaco e da calça.

Esse foi um dos blogs que tornaram a minha estadia na Europa maravilhosa. Antes de ir li tudo sobre os furtos que acontecem em Paris e em nos outros países que eu iria conhecer. Todos eles ainda são atuais e as pessoas ainda caem porque não leem. Na frente da Galeries Lafayette, que por sinal está um perigo, no meio daquele monte de chineses que ficam parados na entrada, um homem bem vestido de meia idade tentou furtar o meu marido, eu estava atrás e vi, mas ele não havia guardado nada no bolso de trás da calça nem nos bolsos de fora do casaco, tudo foi guardado nos bolsos internos do casaco e o zíper fechado. Eu alertei o meu marido e o homem se afastou olhando para mim e reclamando em francês ele era muito ágil e esperto, meu marido nem notou nada . Quero agradecer a quem relatou os furtos aqui na internet. Em trinta dias de viagem não sofri nada . Quem for para um país estranho, carregue sempre uma bolsa com zíper fechada, transpassada e na frente. Leve o passaporte naquela bolsinha própria pendurada no pescoço por dentro da roupa, com algum dinheiro, o resto leve no bolso interno do casaco fechado, onde tiver muita gente pode estar certa que o ladrão estará lá, preste atenção na sua bolsa Chegue cedo para comprar passagens, para dar tempo de errar e consertar com tempo sobrando, agradeça a quem aparecer para te “ajudar”, procure ajuda nos locais apropriados, tem em todas as estações, vc tem que falar um pouquinho da língua ou pedir licença para falar inglês. Viajei no inicio da primavera, ainda muito frio, no verão eu acho que é mais difícil.

Estou em Paris para a Páscoa e comigo aconteceu o golpe do casaco. A história e mais ou menos o que foi dito acima. Acabou que foram 50 euros nessa história. Ele falou de 100 no início e disse que não tinha. Mas a lição que ficou é não responder, ignorar mesmo e também estar mais atento! Isso no trecho entre a Torre Eifel e o Arco do Triunfo.

Estou em Paris e nas estações de metro têm pessoas que se fazem de funcionários (usam uma espécie de crachá) são super solícitos e te “ajudam” a comprar o seu ticket. Na hora de pagar a passagem eles dizem que vão pagar no cartão deles e pedem pra você olhar para o lado pra não ver a senha. Nesse momento eles “fingem” imprimir o ticket e te vendem uma passagem de menor valor.

Dica: cópia dos documentos e passaporte e dinheiro trocado na carteira. Documentos originais, cartões e dinheiro maior, “malocados”.
Antes viajar, sempre preparo várias cópias. às vezes, pedem o passaporte no hotel pra preencher a ficha, mostro o original, mas se precisar deixar, fica a cópia. Nem sempre por maldade, mas já ouvi um caso em que foi perdido o passaporte de um turista no hotel. Verdade ou não, um problemão.

Concordo que e melhor deixar o passaporte no quarto, mas se precisar comprar algo com cartao nao preciso de identidade? Pode ser carteira de motorista ou identidade do brasil?

    Olá, Rachel! Você não precisa mostrar identidade para fazer compras com o seu cartão de crédito. Mas recomendamos ter sempre uma cópia do seu passaporte a mão. 😉

Aconteceu exatamente o mesmo comigo e com meu marido, em Haia, na Holanda, na primeira vez que fomos à Europa,
Estávamos participando de uma excursão terrestre e recebemos instruções de colocar uma muda de roupa na mochila pois, naquela noite, as malas não seriam retiradas do ônibus, o que ocorreria somente no dia seguinte, em Amsterdan, de modo que estávamos com os nossos passaportes, os vouchers dos hotéis e a passagem aérea para voltar ao Brasil em minha bolsa.
Pra nossa sorte, o guia tinha acabado de comentar para todos tomarem cuidado, pois havia muitos roubos e falou também que um passaporte brasileiro valia cerca de € 2.500.
Quando fomos abordados pelo falso turista, meu marido ficou super alerta e, logo em seguida, fomos abordados pelos dois falsos policias pedindo nossos passaportes. Meu marido pegou rapidamente minha bolsa para segurá-la com mais firmeza do que ele achou que eu seguraria e começou a dizer para os “policiais” que nossos passaportes estavam no ônibus, que estava próximo, e começamos a nós encaminhar para lá, chamando-os para virem conosco para que mostrássemos a eles os passaportes.
Eles insistiam e nós dois insistíamos também, e continuávamos caminhando e, da mesma forma que surgiram, desapareceram.
Todas as vezes que viajamos ficamos sempre alertas, mas, mesmo assim fomos roubados em Roma, no ano passado, quando visitávamos a Boca de Lá Veritá. Houve um corre-corre e, quando percebemos, tinham roubado € 100,00 do bolso do meu marido, mas, por ser nosso último dia na Europa, tínhamos baixado a guarda.

Olá Tânia

Li seu relato e achei muito grave o que aconteceu!
Funcionários do CDG furtaram seu computador de dentro de sua mala ?
Isto tem que ser denunciado até mesmo às instâncias superiores. Já tive minha mala furtada – voo AirFrance – furtaram bobagem, mas estou processando a Air France por isto, afinal minha mala estava sob sua responsabilidade e a devolveram no dia seguinte de minha volta ao brasil furtada e quebrada.
Estas coisas têm que ser coibidas, denunciadas para não se perpetuarem! Só por curiosidade, sua mala chamava a atenção por ser de grife, cara ou algo similar ?

Obrigada pela atenção

Maria Esther

Gostaria de relatar o que aconteceu comigo Paris.
Quando estava checando minha bagagem na esteira antes do embarque, disseram que haviam detectado algo na bagagem e ficaram revistando, depois passaram novamente nossa bagagem na esteira, disseram que não havia nada e pediram desculpas. Fomos rápidamente para o embarque pois estávamos atrasados.
Chegando em Singapura. Verifiquei que estava sem meu macbook.
Acho que aquela encenação toda foi para roubarem meu laptop.
Mandei um email para o aeroporto CDG dizendo o que aconteu e que eu estarei passando pelo aeroporto CDG dentro de alguns dias responderam que iam verificar mas não me deram nenhum retôrno.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.