Na carona da Carla: La Paz

    balacoca400.jpg

A Carla Portilho está meio atrapalhada com uma mudança, mas mesmo assim já começou a postar sobre sua viagem à Bolívia e ao Peru. No primeiro capítulo de uma série que vai nos entreter pelas próximas semanas, ela revela o que é o soroche e como se prevenir dos seus efeitos. Tamos ligados, Carlinha!

16 comentários

ah não, eu tenho certeza que eu vomitei mais que o Beto ! Eu sai de La Paz vomitando ! Mas qdo entrei no avião passou tudo !!!!

Beto, Chacaltaya no 2o. dia de La Paz só pode ser o primeiro caso documentado de tentativa de suicídio por soroche… 😆 Deus me livre!!!

Emília, eu amarelei também, fiquei só no chazinho mesmo… Mas provei o chá feito diretamente com a folha, não apenas o de saquinho!

O Chacaltaya está a uns 5000 metros, subir no segundo dia, assim, de sopetão…é muita coragem ou muita loucura 😀
Infelizmente não pude subir (algumas amigas acharam muito bonito o lugar), não pude voltar a La Paz na volta…probleminhas ‘leves’ fecharam El Alto 🙁

Eu nem sabia que aquilo tinha nome. Soroche, é? Pois eu tive dois mega-ones. Esse em La Paz e outro em Cochabamba. Tive também uma branqueira em Cusco, que não se enquadra na categoria Soroche. Eu acho.

Eu tava em Chacaltaya (é assim que se escreve?). Fomos pra lá no 2º dia de La Paz. Não sei como o taxista não nos atirou lá de cima. As três janelas do carro ocupadas. Uma coisa dantesca.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.