Nasce um mito: Alter-do-Chão, “a melhor praia do Brasil segundo a imprensa inglesa”

alter

Lembra da história do Washington Post ter eleito Jericoacoara como uma das 10 praias mais bonitas do mundo? Pois o Washington Post nunca disse isso. Apenas pôs Jeri numa matéria sobre praias exóticas, 22 anos atrás. A revista Visão (ou será que foi a Veja? jamais saberemos ao certo) é que inventou a história das 10 praias, e a coisa colou para todo o sempre.

O engraçado é que um telefone-sem-fio idêntico está acontecendo bem debaixo dos nossos narizes. E desta vez o que está impulsionando o mito não é a inacessibilidade da fonte, mas a velocidade de propagação de factóides pela internet.

É o seguinte: quarta-feira passada a edição online do jornal britânico The Guardian publicou uma lista de 10 praias top do Brasil, escolhidas aleatoriamente por 10 especialistas. 

Alter-do-Chão está entre essas 10 praias, com bastante merecimento. Mas encabeçou a lista não porque seja a número 1 desta avaliação, mas porque está mais ao norte do que as outras nove. A lista foi apresentada em ordem g-e-o-g-r-á-f-i-c-a (a 2a., a 3a., a 4a. e a 5a. da lista estão no Nordeste, da 6a. à 9a. no Sudeste, e a 10a. no Sul). E cada praia teve apenas um voto — não houve eleição ou nada parecido. Como eu sei? Porque eu fiz parte do “júri”, ora.

Só que algum coleguinha da edição online da Época entendeu mal a matéria e apressadamente tascou o título: “Jornal inglês elege praia de rio do Pará como a melhor do Brasil“. (A propósito: a foto eu afanei de lá.)

Pronto. Nada do que se fale, que se argumente ou que se linke será capaz de retificar a notícia. O título de melhor praia do Brasil foi galardoado e está sendo comemorado, com justificada euforia, pela imprensa e pela blogosfera paraense. Hoje, na Folha, uma notícia sobre as enchentes do inverno amazônico assinada pelo correspondente no Pará dá conta de que “a praia mais bela do Brasil, eleita pela imprensa inglesa, está debaixo d’água”.

Veja bem: Alter-do-Chão é linda, e o Pará (junto com o Piauí) é o lugar do Brasil mais injustamente esquecido pela imprensa de viagem. Esse ano eu vou fazer sem falta a viagem que eu mais me devo dentro do Brasil.

Mas que o Guardian não disse isso que todo mundo daqui por diante vai repetir que disse — ah, não disse, não :mrgreen:

47 comentários

Riq, O Rio Tapajós me causou um encantamento semelhante ou superior ao que tive frente-a-frente com o Sena e o Nilo, porém a intra-estrutura do lugar era muito diferente. Prepare-se antes de ir para não decepcionar, quando fui a Santarém no início dos anos 90 o único hotel era um Tropical (dos áreos tempos da Varig ) que estava quase decadente, por falta de hóspedes. Pelo que (não) se tem notícia as coisas podem ter melhorado mas estão muito aquém do que o destino merece.

    Meu caro Luciano,

    Voce tem razao quando diz que o local merecia uma infra-estrutura melhor para se tornar um grande destino turistico. Moro em Belem e ja fui em Alter-do-Chao e lhe digo que quando voce chega, tem um choque pela sua beleza e exuberancia. Eu ja conheci varias praias do Brasil (Fortaleza, Rio, Buzios, Angra…) e do Mundo (Hawaii) e tem que se entender que a praia de Alter-do-Chao e de rio (Tapajos) e e bem diferente das banhadas por oceano. Mas nao posso deixar de desprezar o exotismo do local.

Claro que as palavras “Alter do Chão” jamais me soariam a praia (ainda que neste caso eu já conhecesse esta praia por acaso na Net) .
Alter do Chão é tão-só o melhor lugar em Portugal para quem gosta de cavalos pois lá se encontram os melhores exemplares da raça “Cavalo Lusitano” na Coudelaria do mesmo nome. Fica no Alentejo.
Quem se interessa por cavalos dê um olhinho:
http://www.snc.pt/ca/index.htm

Já muitas vezes me deparei com situações semelhantes – as terras têm os mesmos nomes, levados daqui, mas são tão diferentes…- É muito curioso.

Mea culpa, mea culpa, mea maxima culpa!! Pronto,confessei. A culpa é minha: há uns 3 ou 4 meses ouvi as palavras “Alter-do-chão”, “praia” e “Pará” e diante do enorme significado que essas palavras juntas poderiam conter ( :mrgreen: ) dei uma pesquisadinha sobre o destino, perguntei à algumas pessoas, e pronto! O The Guardian rouba meu segredinho!! Ou seja, daqui a pouco Alter-do-chão acaba e eu nem consegui chegar perto, p/ variar….Tenho que aprender a ficar de boca fechada… :mrgreen:

Ahahahah…parece piada repetida! Mas, de qqr forma a praia é linda! Mas, já que eu sei a história correta, de fonte seguríssima (rs..rsr…), eu tb vou dizer que não foi bem isso que o Gardian disse não! 🙂
Riq, e por falar em praia…tem um banner E-N-O-R-M-E do seu filhote “100 praias que valem a viagem” na Saraiva do Shopping Tijuca”. Fiquei toda feliz qdo vi hoje. :mrgreen:
Mas, sabe quem viu 1° e me mostrou?! A Gabi…já é sua fã mirim!!! 😉

    Paula,
    eu também vi esse banner na Saraiva do Shopping Iguatemi de Campinas. Muito bacana 🙂

No way, definitivamente. Jeri já ganharia. Mas para mim não há nada mais bonito que a praia do Sancho em Noronha no Brasil – pena que não começaram a lista alfabética por lá rsrs

E como te contei no Twitter, uma matéria da Bandeirantes (jornal da noite) também afirmava que Alter do Chão estava no 1o. lugar, jejejeje

Além da confusão sobre Alter do Chão, vi também uma referência errada em uma das matérias sobre a lista do Guardian: fizeram uma resenha de Bonete de Ubatuba, e não de Ilhabela. Só nao me lembro onde li…

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.