Estadão registra boom de albergues em São Paulo

Vila Madalena Hostel

Matéria interessante no Estadão de domingo: Cresce a procura por hostels em São Paulo. Até há pouco tempo, só havia dois albergues grandotes,  constituídos no modelo tradicional dos hostels da HI.  Agora começam a aparecer os moderninhos, com ambiente mais festivo. O novo pólo paulistano de albergues fica, muito apropriadamente, no bairro boêmio da Vila Madalena — ou, pelo menos, nas proximidades. Dois deles aparecem no artigo do Estadão: o Casa Club, na Mourato Coelho, e o Vila Madalena Hostel, na Francisco Leitão (que tecnicamente está em Pinheiros). O terceiro albergue da região é o Sampa, na Girassol — o único dos novos associado à HI. O Estadão ainda fala de um albergue no Bexiga, o LimeTime. A diária em quartos coletivos sai entre R$ 35 e R$ 45. O Sampa tem quarto individual a R$ 55. Os quartos duplos com banheiro privativo saem entre R$ 110 e R$ 125 — mais caro que em hotéis ultrabásicos, como os Formule1 (que cobram entre R$ 99 e R$ 109 para até três pessoas, sem café da manhã). Mais do que economia, a vantagem dos novos albergues paulistano está na combinação entre astral, localização conveniente para a night e o apoio em inglês e espanhol para desvendar o melhor da cidade.

3 comentários

Para mim, numa viagem a passeio, se é pra ficar num centro urbano, um hostel bem feitinho é bem melhor do que um hotel, principalmente pelo ASTRAL.
Se tivermos hostels aqui no padrão dos de BsAs estaremos bem na foto.

Gostei do hostel Vila Madalena as fotos mostran um lugar simple, mas agradável e limpo. Também gostei do Sampa. Boas descobertas pra economizar.

Até que enfim. No meu blog eu fiz uma lista de albergues do Rio de Janeiro com mais de 50 estabelecimentos. Quando fui fazer a de São Paulo, só havia cinco. Agora pelo menos são nove. Valeu pela dica.

Um abraço

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.