O post dos récordes

   recorde400.jpg

Tripulação,

Queria comemorar com vocês dois récordes (eu escrevo assim, deixa? brigado) que batemos juntos, ontem.

O primeiro foi o récorde de acessos num único dia: foram 3.732 visitas entre as 21h de quarta e as 20h59 de quinta. (O WordPress mede os dias pelo horário de Greenwich, ó só que chique.) O récorde anterior tinha sido no dia 30 de março, com 3.578 acessos. E para você saber, essa já é a terceira semana consecutiva em que o VnV registra pelo menos 3.000 visitas em todos os dias úteis.

Para efeito de comparação: lá no Zip.net/Uol, quando não davam chamada na capa (e isso estava ficando cada vez mais raro), o blog dava uns 500, 600 acessos diários (contando os meus, que são inúúúúmeros. Aqui no WordPress as minhas visitas não são registradas).

O resultado de tantas viagens (obrigado, pessoal!) é que, pouco depois das 10 da noite de ontem, o VnV 2.0 registrou o acesso número 200.000.

Mais do que o número redondo, a comemoração é pela velocidade com que a marca foi atingida. Aqui no WordPress o blog levou 2 meses e 3 dias (de 4 de janeiro a 7 de março) para atingir 100.000 visitas. Agora a gente só precisou de 1 mês e 5 dias para dobrar o resultado.

Sem dúvida nenhuma é a participação ativa e generosa de vocês que fez o blog crescer tanto na nova fase. Tenho certeza de que a gente está construindo algo grande por aqui — e se divertindo muito no processo.

Desculpem brindar a essa hora, mas é que daqui a pouquinho vou sair e só volto a blogar no fim da tarde. Mas façam o favor de puxar uma cadeira, que o boteco continua funcionando.

Valeu, pessoal! Obrigadíssimo!

86 comentários

Riq, parabéns e obrigada por promover tanta diversão…é delicioso poder se distrair um pouco no meio dessa loucura que é a vida da gente.
Obrigada também a todo mundo!

Ricardo,

Parabéns! Vida longa ao VNV. Nesse ritmo de crescimento em 3 meses vc chega ao 1MM. A gente é que agradece sua generosidade. Eu adoro participar e a galera que circula por aqui é fantástica.

Parabéns à tripulação também. Oba!!!

O UOL tem uma ferramenta bem mais restrita do que o WordPress. Comentar era mais trabalhoso e eu nem conseguia abrir a janelinha de comentários aqui do escritório. Agora é uma beleza!!!
Todo dia eu vejo que o VNV está no topo da lista de blogs do WordPress e o post do dia na lista dos posts mais visitados. VNV rocks!

Riq, hoje assino embaixo as palavras do Arnaldo. Realmente o que faz o sucesso de seu blog é sua forma de “nos receber” nele, é a maneira como vc une os elos (tripulantes).
Como vc mesmo diz – djilícia!!!!!
Bj

Mira:

Em Berlim, você aproveitará muito bem os três dias, com certeza! É uma cidade moderna, vibrante, muito interessante. É bem tourist-friendly, em todo lugar você encontra orientações em inglês, qualquer dúvida também é fácil encontrar quem fale inglês.

Comece a sua visita por um i-Punkt, centro de informações turísticas, há vários na cidade (na estação de trem e perto da Gedächtnis Kirche, por exemplo). Lá você consegue mapinhas gratuitos, incluindo os do transporte público (use muito!), além de informações sobre tours (vale a pena fazer pelo menos um), espetáculos, concertos, etc.

Não deixe de visitar o Pergamon, na minha opinião um dos melhores museus do mundo! Foi construído para abrigar o imenso Altar de Pergamon, originalmente na Turquia e reconstruído por arqueólogos alemães (você viu recentemente a exposição na FAAP?), mas além disso ainda tem os Portões de Ishtar, da Babilônia, a fachada do Mercado de Mileto, além de uma parte totalmente dedicada a arte islâmica. Se tiver que ir a um só museu em toda a Alemanha, na minha opinião é esse!

Mas Berlim também tem MUITOS outros museus interessantes, é só checar em um bom guia-derivado-de-árvores ou na internet (http://www.smb.spk-berlin.de/smb/home/index.php?lang=en , http://www.berlin.de/english/ , http://www.berlin-tourist-information.de/index.en.php são bons lugares para começar). Os meus outros museus favoritos são: Altes Museum, Bode Museum (ambos na Ilha dos Museus, junto com o Pergamon), Gemäldegalerie (ótimo museu de arte), Jüdische Museum (arquitetura e acervo muito interessantes, sobre a vida de judeus na Alemanha, não focado no Holocausto, mas na vida diária; os tours guiados, focando diferentes assuntos, são ótimos). Pense nos seus interesses pessoais, Berlim terá um museu para você!

Passear pela Ku’Damm, principal avenida do antigo lado ocidental, também é legal, principalmente se você for do trecho entre a Gedächtnis Kirche (uma igreja que foi bombardeada em 1943, e suas ruínas se tornaram uma recordação “viva” sobre os horrores da guerra, vale a visita!) e a KDW, loja de departamentos enorme, tem tudo o que você quiser, não deixe de visitar o sétimo andar, parte de comidinhas (tente passar em horário de almoço ou lanche, para aproveitar a grande variedade de opções). Outra avenida que vale o passeio é a Unter den Linden, principal avenida da parte Oriental, no trecho do Portal de Brandenburgo até a Ilha dos Museus.

Berlim tem muita coisa! Portal de Brandemburgo, Torre de TV, Siegersäule, Berliner Dom, pedaços do muro… Aproveite bem a viagem!

Mais tarde escrevo um pouquinho de Amsterdam.

Mira, tua viagem é ótima, vou abrir um post pra ela quando eu voltar, tá? Só me diz uma coisa: você já tem hotel indicado/reservado?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.