“O que você está perdendo se não está no Twitter”

perrin1

O título não é meu — é de um post da Wendy Perrin, a mais influente jornalista de viagem dos Estados Unidos, autora dos dossiês mais quentes da revista Condé Nast Traveler e blogueira das ótimas.

Nos últimos meses, Ms. Perrin tornou-se também a mais prolífica tuiteira de viagem, tuitando ao vivo conferências em que estava na platéia, apontando tendências, repassando ofertas de última hora, recomendando outros tuiteiros.

Semana passada ela pediu a seus mais de 3.300 seguidores (há três meses eram 800; há um ano, zero) que indicassem outros tuiteiros de viagem que fornecessem informações úteis e diferenciadas.

E olhem só no que deu: Momento Tommy! A Marcie e a Alexandra Forbes conseguiram emplacar o meu twitter na hot list de Wendy Perrin.

perrin2

E afinal, o que você está perdendo se não estiver no Twitter?

Nos Estados Unidos, está perdendo um monte de bons negócios. O pessoal avisa direto quando aparecem promoções. O Rick Seaney, dono do site FareCompare, fala de promoções em rotas que só vão aparecer umas duas horas depois nos sistemas de metabuscadores de passagens.

No Brasil a gente ainda não tem um mercado tão sofisticado — então, por enquanto (por enquanto!) ainda não dá para usar o Twitter como a senha para aproveitar barbadas. Mas é um lugar incrível para ficar sabendo de coisas em primeira mão — em todos os assuntos.

Funciona assim: você cria um perfil e então vai atrás de pessoas com quem você se identifica. Podem ser seus amigos, pode ser gente que você acompanha de longe. Com o Twitter você passa a seguir essas pessoas de perto. Basta tornar-se um “follower”, um seguidor — e tudo o que essas pessoas escreverem aparecerá na sua página.

E mais: por meio dessas pessoas você vai descobrindo outras pessoas interessantes, que você pode passar a seguir também.

Se você não gostar do que alguém tuíta, é só parar de seguir (ou, no jargão do Twitter, “dar um unfollow”). E se você não se sentir confortável com alguém te seguindo, é só bloquear (ou, melhor ainda, tornar a sua página privada, dando acesso apenas por convite).

Twitter é uma mistura de Bom Bril com Neston — existem mil e uma utilidades e mil modos de usar. Você precisa entrar para descobrir.

Já temos muitos tripulantes :mrgreen: a bordo. Em alguns momentos, nosso povo transforma o Twitter na sua sala particular de chat…

Clique para entrar nas nossas páginas: @Danibelgium, @LadyRasta, @CassiaZanon, @Aleforbes, @Sylviatravel, @Majozinha, @Marcie14, @AJanelaLaranja, @ZeJET, @FatosEFotos, @EmiliaGF, @CarlaPort, @MoGribel, @Merel, @MariCampos, @PBicudo, @Turomaquia, @GuiBetinho, @FNGomes, @EduLuz, @LeaDorf, @CarlinhaZ, @ArthurPF2009, @Agiesbrecht, @TatiKlix, @BrunoVilaca, @TPRodrigues, @LuciaMalla, @Destemperados, @Mikix10, @Paula_RJ, @BetoPaschoalini, @PatZanetti, @MaluParis, @Vambora, @TravelForever, @Travel_Trips, @Aventureiros, @Lagostini, @ViajeAqui , @Zayram, @DeniseMustafa, @CarlaTolosa, @WanessaLima, @LuMalheiros, @RogeriaVianna, @CamilaNavarro, @MCdeMoura, @AFMarques, @CarolBSB, @MundosdoMundo, @Penelophy, @marcelalcantara e @Riqfreire.

Se eu esqueci alguém (ou alguém resolver entrar), vocês me avisam? #obrigadinho

62 comentários

Ricardo,

Estou pensando em viajar para o Havaí nas minhas férias e elas serão no período entre novembro e dezembro. Gostaria de saber se é uma época boa para ir para lá ou se não vale a pena.
Pensei em passar tb por NY.

um abraço,

    Dá pra ir ao Havaí o ano inteiro. A época mais seca acontece entre abril e outubro. O inverno do hemisfério norte (dezembro-fevereiro) é alta temporada porque japoneses e americanos escapam do frio.

    Leia mais sobre o Havaí no blog da Lucia Malla, que mora lá:
    http://www.interney.net/blogs/malla/?cat=1103

    Se quiser continuar esse assunto aqui no blog, por favor escolha um post da categoria Havaí, para que as perguntas e respostas sejam úteis para quem pesquisar depois:
    https://www.viajenaviagem.com/category/havai

O twitter é extremamente bloqueado aqui no trabalho, mas assim que chegar em casa, vou tratar de seguir a galerinha da lista.

@remarques

Nossa…então foi por isso que tenho vários seguidores novos no twitter…a listinha VnV.
Sabe que preciso mesmo de mais tempo pra me atualizar!
Fiquei uma semana sem internet (por isso tantos comentarios meus de uma vez) e como não sabia o que fazer fui direto no twitter.
Meu reader estã bombando (mais de 600!), preciso de mais horas mesmo!

Fui a cancun em novembro de 2008 e recomendo o passeio a chichen itza, especialmente no dia do show noturno (que era as quartas feiras na época em que estava lá). É um lugar incrível, acessível por conta própria (a estrada é boa e bem sinalizada) e muito bem conservado (não se pode mais subir nas ruínas). Pra quem gosta de mergulho acho que vale a pena ir a Cozumel, mas se for só p snorkel acho que valeria mais a pena ir p Isla Mujeres (super tranquilo de ir por conta própria) porque demora muito pra chegar em Cozumel. Fui no parque Xcaret, achei muito legal, tem muitas atividades mas, sinceramente, passeio meio artificial e que pode ser dispensado se a viagem é curta. Acho que a pena aproveitar os dias em Cancun e também a noite. No orkut tem uma comunidade bem bacana com várias dicas de Cancun, enviadas por pessoas que foram recentemente “Cancun – México”. Na época peguei até preços a nome de agência local pra fechar passeios nessa comunidade.

    Corrigindo: Acho que vale a pena aproveitar os dias em Cancun e também a noite

Ai que delícia ver os “twitters” da tripulação crescendo! Obrigada por incluir o meu! O post está ótimo! Super didático e informativo! 🙂

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.