Paris pra Meilin

nikistphalle400.jpg

A Meilin está pedindo dicas de Paris, pra onde ela vai agora em novembro.

Bom. Eu costumo recomendar, antes de mais nada, três comprinhas.

1) Um Paris par arrondissement, livrinho mágico de bolso que faz você achar facinho qualquer endereço de Paris, e diz qual é a estação de metrô mais próxima;

2) O Pariscope da semana — é a inspiração dos guias da Folha e do Estadão, sai todas as quartas e custa menos de 1 euro. Traz toda a programação da semana na cidade e é o melhor souvenir que você pode trazer de Paris.

Essas duas coisas podem ser compradas na livraria do desembarque do aeroporto. Já a próxima precisa ser encomendada já, para dar tempo de fazer as reservas.

3) Um Petit Lebey 2007 des Bistrots Parisiens, um guia sensacional para achar bistrozinhos bacanas, tanto tradicionais, quanto regionais, quanto modernos. Encomende o seu na Amazon.fr.

Algumas coisas que eu não deixaria de fazer, na primeira ou em qualquer uma das viagens subseqüentes:

• Tomar uma sopa de cebola (“Une gratinéee, s’il vous plaît”) no Pied de Cochon, de madrugada (o restaurante, uma instituição cívico-brega-chic, não fecha nunca);

• Pedir ostras no La Coupole ou em qualquer outra das brasseries da cidade (a mais bonita é a Julien);

• No mínimo tomar um aperitivo no Train Bleu, na Gare de Lyon, o mais lindo restaurante não-caríssimo do mundo;

• Dar uma passadinha no bar do Hôtel Amour, em Pigalle;

• Levar um cartão de crédito com chip para poder alugar uma bicicleta no Vélib (tem uma estação a cada 300 metros);

• Ir ao cinema! Quase todos os filmes que você perdeu estão em cartaz, neste momento, em Paris — nem que seja num microcineminha do Quartier Latin, só às terças, na sessão das 11 da manhã;

• Entrar na fila para uma casquinha de sorvete Berthillon na île Saint-Louis;

• Ir ao novo museu Quai Branly só para falar mal da coleção;

• Ir ao Quai d’Orsay para babar na parte de mobiliário;

• Passar numa feira de rua;

• Comprar a baguette mais cara numa padaria nota 10;

• Percorrer um mercado de pulgas;

• Ler de cabo a rabo o Conexão Paris, da Maria Lina.

Outros posts aqui do VnV que podem ser úteis:

Hotéis maneiros, não careiros: Paris

Paris: hotéis bon marché

Bate-e-volta: de Paris a Reims

Vale do Loire pra Mariana

Paris para quem não gosta de Paris (eu na VIP, 2001)

Paris: o gourmet de 30 dólares (eu na Viagem & Turismo, 2001)

E você? Que dica de Paris pode dar pra gente? A caixa de comentários está aí pra isso. Allez-y!

99 comentários

Olá, bem estou precisando de muitas dicas para viajar é a primeira vez que vou a europa e como RF disse pretendo ficar por lá uns 4 ou 5 dias no maximo, porque quero muiito ir em roma talves londres, ou seja, vou ficar 15 dias viajando estou completamente sem rumo não sei por onde começo e termino, onde realmente não posso deixar de ir, bem vou em 15 de julho, estou com duvida não sei se compro um pacote terrestre aqui, se vou tentando acertar por lá, o problema é que vou acabar gastando mais tempo se for dando cabeçadas lá e fico com medo de não conseguir ver as coisas realmente interessantes que faça a nossa viagem inesquecivel, vou com mais um casal de amigos e meus filhos de 8 e 14 anos.

pequei a dica da Capela da Medalha Milagrosa de Nossa Senhora no blog da Majo. Somos catolicos e minha mulher é devota de Nossa Senhora. Assim preparei uma surpresa pra ela, levei-a a Capela da Medalha Milagrosa, de surpresa sem ela saber onde ia. Chegamos lá as 17:00 hs bem no inicio da celebração da Adoração do Santissimo. Foi muita emoção, minha mulher chorou de emoção. Foi um dos momentos mais emocionantes de nossa visita a Paris.

Riq,
esse post tem dicas maravilhosas, mas vários links quebrados (tipo o das padarias e dos hotéis baratos), acho que por conta do antigo VnV. Será que tem outro jeito de acessá-los? Merci!

    O link das padarias dançou forever, mas os do pé do post eu arrumei todinhos agora. Bjs!

Olá Ricardo,

Sou visitante do seu blog há algum tempo e não viajo sem antes fazer uma pesquisa no VnV. Morei 1 ano e meio em Paris e quase todas as viagens que fiz na Europa foram com as dicas do blog e do pessoal que anda por aqui. Destaque para um guia de Berlim que é muito bom!!!

Bom, voltei ao Brasil e em outubro vou me casar. Um casal de amigos franceses vem para a festa, querem aproveitar para conhecer o Brasil (vão ter uns 20 dias) e me pediram um roteiro. Aí eu fiquei meio sem saber por onde começar. Minha idéia foi:

– Recife
– Salvador
– Arraial d`Ajuda / Trancoso

– Vitória (meu casamento será lá, e a cidade também vale uma paradinha)

– Rio de Janeiro
– Floripa

O que acha? Tem alguma dica que funcione para os “gringos”? Algum post antigo que possa me ajudar? Imagino que eles queiram ver bastante praia, calor, natureza, etc. O bicho pega é no nordeste, que tem muito lugar para pouco tempo.

É isso, queria sua opinião e ajuda.

Muito obrigado!!

Fábio

    A virada de outubro para novembro costuma ser chuvosa no Sul da Bahia. Não é uma época boa para ir a Floripa — uma frente fria depois da outra.

    Depois de definir o itinerário, compare dois orçamentos: o que você fizer por aqui, com o Brazil Air Pass que eles podem fazer por lá (com a TAM).

    Eu sugeriria uma viagem chegando por Salvador e saindo por São Paulo.

    De Salvador dá para ir à Praia do Forte e/ou a Morro de São Paulo e Boipeba.

    De lá voaria a Vitória (tem um vôo da TAM direto de madrugada).

    De Vitória ao Rio, do Rio a Foz do Iguaçu, de Foz a São Paulo e daí de volta à França.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.