Pedágio automático em Portugal: o relato do Fabricio

Estrada em Portugal

O Fabricio Campos, que planejava uma viagem de carro alugado entre Lisboa, Braga e Serra da Estrela, nos procurou em março para saber detalhes sobre a nova cobrança automática de pedágio nas rodovias portuguesas. Sem querer se preocupar em evitar estradas, havia entrado em contato com uma locadora, que não conseguiu esclarecer por completo como funcionariam os procedimentos para turistas:

A alternativa que me foi sugerida foi o pagamento em uma agência dos correios (citaram outra “loja”, mas não entendi), onde as passagens por estes pedágios automáticos ficariam disponíveis para pagamento sem multas por 5 dias. Um pouco difícil para os turistas, não?

Ainda bem que o Fabricio voltou de suas férias e contou tudo pra gente. Vai pelo Fabricio:

Para comentar sobre como foi a utilização do carro alugado nas estradas com pedágios automáticos em Portugal: a Avis já fornece a opção em que seu cartão de crédito é vinculado à matrícula do carro no momento da locação e por aquele período, não necessitando de procedimentos extras (pelo menos esta era a propaganda no aeroporto de Lisboa). Eu utilizei a Europcar, onde me foi sugerido que fosse aos Correios de Portugal (CTT) para efetuar o pagamento. Durante a viagem, no interior, foi muito rápido ir a uma agência e pagar os pedágios que estão disponíveis 48 horas depois que você passou por eles e devem ser pagos até 5 dias úteis após isto. Já em Lisboa, onde entreguei o carro, como eu ainda fiquei por mais 5 dias, pude passar em uma agência e quitar os pedágios restantes, mas as agências ficam mais cheias e fiquei ali por uns 20 minutos.

Valeu, Fabricio!

Dica: para saber em quais vias há as chamadas portagens electrónicas, consulte a lista do site Visit Portugal.

Leia também:

Day-trip ao sul de Lisboa: Azeitão, Palmela, Setúbal e Arrábida https://www.viajenaviagem.com/2011/12/day-trip-ao-sul-de-lisboa-azeitao-palmela-setubal-e-arrabida/
Duas semanas em Portugal, do Norte a Lisboa: o relato da Sheila
https://www.viajenaviagem.com/2011/08/duas-semanas-em-portugal-do-norte-a-lisboa-o-relato-da-sheila/
Página-guia de Lisboa no Viaje na Viagem
https://www.viajenaviagem.com/europa/lisboa-ricardo-freire/

À descoberta de Portugal, de pousada em pousada Pedágio automático em Portugal: o relato do Fabricio 9

Day-trip ao sul de Lisboa: Azeitão, Palmela, Setúbal e Arrábida Pedágio automático em Portugal: o relato do Fabricio 9

Duas semanas em Portugal, do Norte a Lisboa: o relato da Sheila Pedágio automático em Portugal: o relato do Fabricio 9

Página-guia de Lisboa no Viaje na Viagem Pedágio automático em Portugal: o relato do Fabricio 9

Siga o Viaje na Viagem no Twitter – @viajenaviagem

Siga o Ricardo Freire no Twitter – @riqfreire

Visite o VnV no Facebook – Viaje na Viagem

Assine o Viaje na Viagem por email – VnV por email


27 comentários

Pessoal, vou viajar para Portugal não entendi muito bem essa cobrança de pedagio fiz a reserva do carro em Lisboa para dez dias e ninguem comentou sobre a opção Via Verde. Oque devo fazer? Não quero ser multado.
Se alguem tiver uma sugestão de roteiro com as estradas que pegou agradeço.

Pessoal, agora não existe mais a opção pagar nos correios. Provavelmente aceitar a opção Via Verde seja a mais prática e vantajosa.

Estou em Portugal no momento! Aluguei da goldcar via pepecar.com e tudo ok! Tem o aparelhando da via verde instalado! Vem tudo cobrado via cartão de credito e sem multas! Tentem assim pq esta ótima a viagem cá em Portugal!

Amigos

Percorremos as maravilhosas estradas de Portugal durante 13 dias no mês de Janeiro. Alugamos um carro na AVIS que nada nos orientou. Só percebemos que em algumas portagens acendiam fleches. Ao devolver o carro, meu marido perguntou ao atendente, aquele que nos ´´tranquilizou´´ pois, a multa seria debitada no cartão de crédito. Mas, acho que mesmo que soubéssemos disso tudo, não perderíamos tempo parando nos correios , pois estaríamos deixando de descobrir mais um cantinho dessa maravilhoso País.
Afinal quem está na chuva é pra se molhar…
Essa é nossa opinião…
Abraços

Olá
Muito boas as dicas. Tenho dúvida se sendo assim, ainda vale a pena alugar um carro ou realizar os passeios oferecidos através de ônibus ou até mesmo trens. Vou ficar 5 dias em Portugal, concentrado em Lisboa e gostaria de conhecer algumas cidades mais próximas.
obrigado

    Flavio, viajar pelas rodovias de Portugal é uma maravilha. E a cobrança de pedágio é muito racional. Aluguei carro para uma viagem de 20 dias, do norte à Lisboa, parando, ficando e continuando pelo leste e foi uma grata surpresa a forma como se usa o pedágio por lá. Não envolvi a locadora nessa questão. E foi tudo muito simples e prático. Entra-se na rodovia, passa-se pela cabine, pega-se o coupon, guarda-se e ele será utilizado para o cálculo e cobrança na saída da rodovia. Para uma viagem de apenas 5 dias talvez não valha a pena alugar carro.

    Maria das Graças,

    Você não teve problemas porque não passou, pelo visto, por nenhuma das chamadas SCUTs (Sem Custo para o Utente). Seriam sem cutso, mas a crise mudou tudo. Os preços são pesados.
    Essas auto-estradas foram construidas com dinheiro da Comunidade Europeia para que, principalmente os alemães, fossem passar suas férias nas praias de Portugal.
    Acontece que Portugal está sendo cobrado por essas estradas e a sua manutenção também tem que ser paga. Com isso instituiram os pedágios/portagens.
    Já houve muita discussão sobre o assunto. Não sei como decidiram com os veículos estrangeiros que por lá circulam.
    As auto-estradas mais antigas continuam, pelo que sei, com a cobrança manual.
    Aqui no Estado de São Paulo estão introduzindo esse sistema automárico de cobrança. Deverão cobrar até se você passar por uma estrada de terra. Muito diferente do que acontece na Europa onde sempre há uma estrada paralela, asfaltada e sem pedágios para quem não estiver disposto a pagá-los.
    Provavelmente em 2015 todos os veículos brasileiros já sairão com um “chip” de fábrica que será a identificação necessária para passar pelos pedágios…
    O ruim daqui é que nem estradas de terra nos temos para evitar esse pagamento.

Guilherme, todos esses trechos tem portagem “clássica” ou seja, você retira o ticket quando entra na auto-estrada e paga ao funcionário na saída

Pessoal,

Estou com uma duvida: no trajeto Lisboa – Fátima – Alcobaça – Óbidos – Lisboa há esse tipo de pedagio? Vi que o trecho entre Óbidos e Lisboa pode ser feito pela A8, na qual haveria o pedagio eletrônico, correto? Há alguma alternativa viável?

Deixarei Lisboa no dia seguinte ao aluguel do carro e, portanto, não haveria tempo hábil para pagamento…

Obrigado!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.