Peguei um Greyhound no Norte: ônibus de Vermont ao Canadá

Greyhound Burlington-Montreal

Recapitulando: de Nova York voamos para Burlington, em Vermont. De lá, depois de uma rápida visitinha, continuaríamos para o Canadá. Burlington fica a 40 minutos da fronteira com o Québec; da fronteira a Montreal dá mais uma horinha, e só.

Não há trem neste trecho (a rota das Adirondacks vai pelo outro lado do lago Champlain), e não era negócio alugar carro pois não voltaríamos para lá. Solução: busão.

Tentei comprar a passagem ainda no Brasil, pelo site da Greyhound. Sem sucesso. Não, não era problema nenhum com o cartão de crédito; o site sequer carregava os horários. O Zé-JET então lembrou que há um guichê da empresa no aeroporto. Compramos então ao desembarcar, para dali a dois dias. Pediram os passaportes. Deu 26 dólares por pessoa. Não achei caro.

O ônibus sai do aeroporto mesmo. Pediram para a gente chegar com vinte minutos de antecedência. Chegamos um pouco antes. Daí recebemos a notícia: o ônibus estava uma hora atrasado (vinha de Boston). Uma hora!

Na hora de embarcar, outra pequena decepção: as malas não são registradas. E é o passageiro quem põe a mala dentro do maleiro do ônibus. O motorista só abre a portinhola e diz o destino onde será aberta. Môntchriól!

Greyhound Burlington-MontrealGreyhound Burlington-Montreal

Agora a parte boa: o ônibus era novo e tinha wifi. As poltronas eram confortaveizinhas, com revestimento imitando couro. (Mas não reclinavam muito.)

O wifi funcionou às maravilhas em território americano, tanto no celular quanto no laptop. (Ah, sim: tem TOMADA pros seus gadgets queridos não morrerem sem bateria; pena que esqueci de fotografar.)

Ao chegar à fronteira, porém, o sinal sumiu.

Passamos reto pelo posto americano; assim como acontece nos aeroportos, não há checagem de saída do país. Descemos todos no posto canadense, com nossas bagagens de mão e retiramos as malas do compartimento para passar pela imigração.

A agente foi meio rispidazinha com todo mundo. Dos que tinham cara de aprontar (jovens meio grunginhos), pediu para abrir a mochila. Um lipo-americano (sim, estou sendo politicamente correto) foi encaminhado ao chefe do departamento por problemas na documentação.

Em 15 minutos estávamos todos de volta ao ônibus (sim, enfiamos as malas novamente por conta própria no compartimento), mas o passageiro retido para averiguações continuava atrasando a saída. Acabamos ficando 45 minutos no total ali na fronteira, e partimos sem o lipo-americanão.

O wifi praticamente parou de funcionar no Canadá; o sinal era muito fraco e não permitia sequer carregar emails. Só foi aparecer forte de novo quando estávamos entrando em Montreal. A vista do skyline contra o rio St.-Laurent nos deu as boas-vindas.

Greyhound Burlington-Montreal

Descemos na rodoviária, tirei dinheiro canadense do caixa automático e subimos num táxi. 10 dólares canadenses depois, estávamos no hotel.

Ou seja: tirando os atrasos, foi uma boa experiência, sim. Para viagens desta duração, eu repetiria.

Leia mais:

99 comentários

Preciso de ajuda para montar minha viagem, voo do brasil para EUA JFK e gostaria de passar uma (1) semana no Canada Montreal, como faco pra ir ao custo mais baixo , ônibus , trem ou avião onde pegar e quais valores , tenho só o visto dos Estados unidos , e para o canada como sera onde vejo vistos. Obrigado quem puder me ajudar !!!

Olá. Soube que o Canadá está permitindo a entrada de brasileiros com visto americano. O caso é que gostaria de ir de NY para Toronto por via terrestre. Não sei ainda se de carro, ônibus ou trem. A ideia é passar uma semana no Canadá pra conhecer e voltar para os EUA. Mas alguém me disse que só a imigração nos aeroportos estão aceitando o visto americano. Achei meio sem lógica. Alguém sabe me dizer algo sobre isso?

Olá.

Primeiramente gostaria de parabenizar o blog.

Estou nos EUA com visto de turista com permanência de 6 meses, e também tenho visto canadense.

Minhas dúvidas são:

Se eu sair dos EUA e ficar no Canadá por um mês e voltar ainda dentro do prazo da minha permanência no EUA eu terei outra data de permanência nos EUA??

Ex: minha permanência é ate 1 de abril/2016 e eu retorno do canada 1 de fevereiro/2016, ao entrar novamente nos EUA eu continuo com permanência até 1 de abril ou eles me dão uma nova data de permanência?? Ou eu preciso informar minha saída dos EUA?? no caso como isso é feito, existe carimbo? formulário? Obs: na duvida se vou de ônibus ou avião para o canada e retorno para os EUA também.

2 ex: Caso eu fique um período maior no canada e minha permanência dos EUA vença, posso entrar novamente nos EUA? posso ter problemas por não ter voltado para o brasil para renovar, porque fui para o canada??

    Olá, De Paula! Ao voltar do Canadá será dada uma nova permanência. Não importa se você esteve no Brasil ou não.

Obrigada por responder. É que fico receosa se TEM esse trecho para vender : Boston-Quebec. Obrigada mais uma vez. Quando chegar lá, postarei aqui o resultado dessas ansiedades!

Não estou conseguindo comprar pelo site o trecho de Boston para Quebec pela Greyhound. Estou pensando em deixar para comprar na hora mesmo(estou em Sampa). Pesquisei muito e não achei nada a respeito de outras companhias que fazem esse trecho. Avião sem chance por estar muito caro. #perdida

    Olá, Meire! É possível que haja cookies que não permitam a venda fora dos Estados Unidos. Deixe para comprar por lá, não haverá problema.

Gostei muito do blog, se puderem me ajudar. Irei viajar de São Paulo para Quebec, passar 12 dias no Canadá e 12 dias nos EUA, e minha viagem de volta sai de New York. Quero alugar um carro, mas como termino a viagem pelos EUA seria mais barato alugar um carro pelo período todo e num só país, então alugaria em Berlington(Vermont – EUA) e devolveria em New York. A minha dúvida é: se eu alugar o carro em Burlington eu poderei entrar no Canadá e depois sair para os EUA? Tenho visto canadense e americano. Ou seja, posso sair do Canadá de ônibus e depois entrar de carro novamente no Canadá?

    Olá, Carla! Você pode entrar e sair de Estados Unidos e Canadá da maneira que você quiser, quantas vezes o seu visto permitir. Entradas e saídas freqüentes podem gerar perguntas da parte dos agentes de imigração, você apenas tem que saber responder com segurança e sem entrar em contradição.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.