Please Mr. Postman!

postman

Depois de muito empurra-empurra aqui na firma (o departamento de autógrafos mandava pro departamento de endereçamento, que dizia que não podia fazer nada sem a intervenção do departamento de compras de envelopes revestidos com plástico-bolha, que devolvia pro departamento de estatística, que dizia que não era com ele e sim com o departamento de expedição, e daí já viu), finalmente ontem eu consegui levar ao Correio as duas caixas de envelopes fofinhos (plástico-bolha!) contendo os livros autografados para os sorteados .

De modo que, se você foi sorteado e não receber o seu livro dentro de uma semana, me escreva pra gente ver o que aconteceu.

Aproveito para revelar o perfil geográfico dos sorteados :mrgreen:

O Rio de Janeiro é o estado mais sortudo, com 9 premiados. 6 livros estão indo pro Rio, dois para Niterói (se bem que um desses foi desviado, a pedido, para Santo André, SP) e um para Volta Redonda.

7 livros estão a caminho de São Paulo — 3 para a capital, e um cada para Americana, Bauru, Cafelândia e Tapiratiba.

Numa relação premiados x habitantes, Belo Horizonte é a cidade mais sortuda: 4 livros estão indo para lá. (Gente, preciso ir pra Beagá!)

A Bahia (aêêêê) vem em seguida, com 3 ganhadores: dois de Salvador e um de Itabuna.

Os demais livros vão para Aracaju, Florianópolis, Fortaleza, Núcleo Bandeirante (DF), Porto Alegre e Recife.

(Das maiores metrópoles, só ficaram de fora Curitiba e Belém.)

Somando tudo, dá… 29 livros. Pois o que não foi reclamado vai para a nossa primeira suplente, a CarolM (veja o porquê dessa suplência aqui). Vou mandar um email para pegar o endereço dela.

P.S.: de carona, finalmente mandei os livros que tinha prometido para os correspondentes estrangeiros no fim do ano passado.

Ufa!

52 comentários

Para quem mora ou visita Belo Horizonte nos próximos 3 meses uma das dicas “mocadas” dos mineiros e ambientalmente correta é a exposição lançada ontem em uma de nossas instituições de proteção ambiental, o Centro Mineiro de Referência em Resíduos (CMRR). Trata-se de “Arte das Aparas”, exposição do artista plástico Waldir Sérgio, que une expressão corporal e muita criatividade em belas formas feitas de sucatas e peças de automóveis. O CMRR fica na na rua Belém nº. 40 – bairro Esplanada. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 09H às 18H, e a entrada é gratuita.
Para quem quiser conhecer segue o link
http://www.youtube.com/watch?v=MS-BsDvWNyg&feature=channel_page

Chegou o meu!!! Adorei a dedicatória, Riq, obrigada! Já vou escolher minha próxima praia…

Beijos

Ricardo, e a repercussão da pesquisa? Qual o perfil dos seus leitores? Quantas pessoas responderam? Quais os destinos campeões? Quando puder, não deixe de compartilhar conosco o resultado. Eu ando um pouco chateado com este blog e agora só estou vindo aqui a cada hora. Como pode eu não ter sido sorteado? 🙂

hey, gostei dessa: paises são masculinos, cidades são femininas… (se bem que o outro dia li em algum lugar a lista das cidades masculinas e femininas, tipo Londres masculina, Paris feminina, e por aí vai).

Magrinelli, eu tô indo pra BH no sábado dia 08/08, visitar a mana, e volto no domingo mesmo (milhas a expirar, mala no ar). Eu queria assisir o espetáculo Till, do Grupo Galpão, mas não achei nem uma linhazinha sobre programação de agosto…tem algum lugar com a programação mais avançada?

    Oi Meilin!

    Vou responder antes do Magrineli, qualquer coisa ele complementa aqui, depois.

    1º – Vale muito a pena mesmo assistir esta peça. Excelente!

    2º – O Grupo Galpão estreiou a peça em BH, ficando 2 finais de semana por aqui. Depois rodaram os festivais de inverno das cidades do interior de Minas. E me parece agora que vão rodar o país.

    3º – Através do Twitter (http://twitter.com/grupogalpaomg) eles vão atualizando a agenda. No próximo sábado eles estarão em Mairiporã – SP. No Twitter você pode entrar em contato direto com eles!

    ; )

    Vou pedir para eles algum detalhe da programação e assim q receber te mando…

Riq,

tá entregue! Recebi ontem mesmo (dia 28) aqui em Americana o meu exemplar de boa sorte VnV.
Boa sorte e boas viagens, já que meus planos são de transformar o meu querido “100 praias” num livro bem surrado e sujo.
Brigadíssima,
beijos e abraços,

Marilia

Ai, Guilherme, quanto mais 20 horas durante o Carnaval, né…

Eu acho BH e Porto Alegre cidades com astral bem parecido… Elas não se abrem de primeira pra vc, melhor que sejam apresentadas por seus moradores, sabe? É totalmente diferente conhecer BH sozinho ou com um Belo Horizontino. Tou vendo que essa ConVnVenção vai ser show!

Ai gente, que delícia esse encontro nas Geraes… que saudade da terrinha!
Por favor, incluam na programação o Mercado Central… se possível, o Mexidoido do Casa Cheia… nham…

    Tô falando, Sylvia: 4 dias aqui não dá nem pro começo.

    E Adri Lima, as 20 horas que eu passei em Salvador também não deu nem para o começo.

    ; )

A Mesa Coordenadora da Convenção de BH (mineiro é outra coisa – hehehe) já está em pleno funcionamento. Bom lanço aqui a pergunta: quem não conhece BH (Belô) o q gostaria de ver? Podemos mandar materiais sobre pontos de interesse. Já adianto no momento q puder encontrá-los (com ou sem jet lag) garanto a cobertura fotográfica do evento.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.