Por que eu não recomendo o bate-volta de Maceió a Maragogi

Galés de Maragogi

Muita gente fica perplexa, quando não injuriada, ao ver a Bóia, sob minha orientação, tentar demover quem vai a Maceió de fazer o passeio bate-volta às Galés (piscinas naturais) de Maragogi.

Eu sei que, para a imensa maioria das pessoas, tudo o que eu vou falar aqui é irrelevante, porque ir a Maragogi (e quem sabe até a Porto de Galinhas) durante a estada em Maceió equivale a fazer três viagens pelo preço de uma.

De fato, contra a aritmética não há argumentos 😀

Só que uma das missões deste site é tentar ajudar o leitor a viajar melhor. E tecnicamente, o bate-volta de Maceió a Maragogi apresenta uma série de inconvenientes (que são elevados ao cubo quando o bate-volta é de Maceió a Porto de Galinhas).

Vamos a eles:

1) Você passa meio dia na estrada. São pelo menos duas horas, duas horas para voltar (fora o pinga-pinga para pegar e devolver passageiros nos hotéis). Pode acontecer de você passar mais tempo no ônibus do que fora dele. (Para Porto de Galinhas são 4 horas em cada sentido. Uma insanidade.)

Maceió a Maragogi

2) O caminho não é bonito. Não é que você vá por uma costeira avistando o tempo todo. Nos 50 km entre Maceió e a Barra de Santo Antônio você enxerga o mar em dois trechinhos apenas. E depois da Barra a estrada vai para o interior, e você só reencontrará o mar quando faltarem 10 km para Maragogi. Reze para não haver um engraçadinho no grupo fazendo showzinho  não-requisitado…

3) O tempo pode virar no caminho. Piscinas naturais não dependem só da maré para ser apreciadas. Dependem da luz. Se não houver sol, e sol alto, a transparência diminui de maneira drástica. Com chuva, não há transparência. Quando você já está no lugar onde estão as piscinas naturais, você pode decidir se o tempo está adequado ou não para fazer o passeio. Mas quando você vem de longe… não há como tomar essa decisão a tempo. Entre abril e agosto, quando as chuvas são mais freqüentes, o passeio fica ainda mais arriscado. Será que valem cinco horas de ônibus para não pegar as piscinas naturais no seu melhor momento?

4) Tem certeza que o ônibus vai chegar num horário favorável para a maré? O fenômeno das piscinas naturais só acontece durante a maré baixa. O horário da maré baixa muda todo dia, avançando entre meia hora e 45 minutos. O ideal para encontrar as piscinas mais cristalinas é chegar 90 minutos antes do ponto mínimo da maré. A partir do momento em que a maré começa a encher, a água vai ficando mexida, com areia em suspensão. Quando você já está no lugar das piscinas naturais, pode programar a sua ida para o horário certo. Quando você vem de longe, tem que se conformar com o horário em que dá para chegar. Os operadores não costumam ser inteiramente sinceros com relação à maré e levam excursionistas mesmo em condições desfavoráveis. Numa ocasião, em 2007, essa atitude de oferecer o passeio em qualquer circunstância resultou numa tragédia. Um ônibus que levava clientes de uma grande operadora de Maceió a Maragogi capotou na chuva às 6 da manhã nas imediações de Porto Calvo, matando 10 passageiros. O detalhe sórdido é que a maré baixa naquele dia ocorreria apenas até as 7h30 da manhã. Ou seja: os passageiros tinham acordado de madrugada e estavam fazendo um passeio perfeitamente inútil, já que, mesmo se não estivesse chovendo, eles chegariam às piscinas naturais quando o fenômeno já teria acabado.

Ponta de Mangue

5) Maragogi não é só Galés. Há praias lindas, ao norte da vila (Burgalhau, Barra Grande, Ponta de Mangue), onde o mar, apesar de não ser cristalino, tem um belíssimo tom azul-bebê. Dificilmente quem faz o bate-volta tem tempo de ir (ou aproveitar) essas praias; você acaba ticando Maragogi do seu mapa sem ter visto um dos trechos mais bonitos da costa brasileira (e, pior, achando que as praias de Maragogi são feiosas como a praia do centro, de onde saem os barcos para as piscinas naturais).

6) Maceió tem praias lindas nas redondezas — e as piscinas naturais de Paripueira, bem pertinho. Paripueira está a apenas 30 km da orla urbana de Maceió; você visita suas piscinas naturais sem os perrengues de se deslocar até Maragogi.

Galés de Maragogi

Para aproveitar Maragogi e suas Galés

– Hospede-se em Maragogi. Assim você poderá fazer o passeio na hora mais propícia, chegando às Galés uma hora e meia antes do nível mínimo da maré, sem se preocupar com deslocamento.

– Vá numa época de lua cheia ou nova. É quando a maré baixa é mais acentuada, aumentando a sensação de aquário nas piscinas.

Quer matar três viagens em uma? Pois não

Se você quer visitar Maceió, Maragogi e Porto de Galinhas numa mesma viagem, o ideal é ir por conta própria, comprando a passagem de ida ao Recife e a volta desde Maceió. Entre as duas cidades você aluga um carro. Mesmo tendo que pagar sobretaxa de devolução em outra cidade, vale a pena, pelo enorme ganho prático. Numa viagem de 9 noites (saída na sexta, volta no domingo), fique duas noites no Recife, duas noites em Porto de Galinhas, visite a Praia dos Carneiros a caminho de Maragogi, passe duas noites em Maragogi e as três últimas em Maceió. O roteiro inverso também dá certo, mantendo os dias de permanência.

Leia mais:

Passagens mais baratas para Maceió no Kayak

Encontre seu hotel no Booking

Aluguel de carro em Maceió na Rentcars em até 10 vezes

385 comentários

Olá Bóia! Por favor, Salinas de Maragogi e Salinas de Maceió são a mesma coisa? Gosto muito de piscinas naturais, gostaria de ficar próximo a um lugar onde as piscinas naturais não acabem tão rápido com a maré subindo, isso é possível? Qual é a praia mais bonita entre todas de Maceió? Obrigada

Ola tudo bem?
então…vou me casar e decidi passar minha lua de mel em Maceio(Alagoas) queria saber qual o melhor mês: março ou setembro?
vamos ficar 07 noites, gostamos de curtir o dia e a noite com barzinho e musica, agradeceria muito se vc nos ajudasse com algumas dicas nesse estilo.
muitoooo obrigada!

Olá, boa tarde…

Estou com uma dúvida em relação a tábua de marés para os dias 16 e 17 de novembro para o porto de Maceió já que viajarei para Maragogi.
Pesquisei pelo site http://www.climatempo.com.br/tabua-de-mares/ e http://www.mar.mil.br/dhn/chm/tabuas/. Apesar de ter uma variação no ponto mínimo da maré nos dois sites diz que o horário informado é o de Brasília, na hora de visitar as piscinas naturais terei que diminuir uma hora no horário informado nos sites, ou estes horários não estão corrigidos para o horário de verão?

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.