Porta da esperança: EUA poderiam liberar brasileiros de visto de entrada

vistoamericano

Durante a campanha presidencial, a candidatura Obama mencionou o estímulo ao turismo internacional na sua pauta de governo. Logo depois das eleições, Arthur Frommer especulou em sua coluna no San Francisco Chronicle (republicada no seu blog) alguns dos pontos em que o presidente Obama atuaria no turismo — entre eles, a modernização das ferrovias e a liberação dos entraves a turistas de países como o Brasil. (Eu dei essa notinha na temporada anterior do VnV.)

Pois agora o assunto voltou à baila durante a Pow Wow, uma feira privada de turismo internacional realizada esta semana em Miami.

Segundo o principal site do “trade”, o Panrotas — e confirmado hoje no caderno de turismo da Folha (link para assinantes) — o Brasil estaria na iminência de ser admitido no seleto clube dos países participantes do “visa waiver program”, cujos cidadãos não precisam de visto para fazer turismo nos Estados Unidos.

O Brasil está qualificado para o programa porque diminuiu o índice de pedidos de visto recusados à faixa de 5%; além disso, está pesando o fato de que somos o ÚNICO país, entre os dez maiores emissores de turistas aos EUA, que tem aumentado o número de visitantes, mesmo com a recente débâcle econômica.

Nesse momento de crise profunda, os brazucas podem não ser a salvação da pátria — mas da Flórida, pelo menos, seriam. Se nos liberarem da exigência de visto, vai ter mais brasileiro na Disney do que no Orkut.

Caso a medida se confirme, o Brasil vai ter que rebolar para compensar o êxodo de turistas (até porque o México acompanharia os Estados Unidos, e os brasileiros voltariam a invadir Cancún, talvez em números ainda maiores do que há 10 anos).

Isso porque a desejo reprimido do americano de visitar o Brasil é infinitamente menor do que o desejo reprimido do brasileiro de visitar os Estados Unidos.

Nesses últimos vinte anos de boom do turismo mundial, em que o Brasil burramente optou por impor uma barreira comercial à visita dos americanos (algo equivalente a impor uma barreira comercial à compra de matéria-prima brasileira pela China), vários destinos “equivalentes” se inscreveram no mapa do turista americano.

Assistimos inertes à invenção de Cancún (3 milhões de turistas estrangeiros por ano) e Punta Cana (2 mihões de turistas estrangeiros por ano) e à consolidação da Costa Rica como “o” destino verde das Américas.

No longo prazo, porém, a notícia (se confirmada…) é ótima para o turismo brasileiro também. O americano só vai realmente descobrir onde fica o Brasil depois que a gente abolir o visto e tiver mais vôos diretos. (Volto ao assunto num próximo post.)

59 comentários

Olha,2 anos e 4 meses depois e continua a exigência do visto.Se fosse possivel tirar por intermédio de um despachante… agora,ter que passar por toda a humilhação de pedir para gastar o seu dinheiro lá… eu acho um absurdo!!! Concordo com a Camila, me recuso a implorar para um burocrata…
Mas entendo e respeito quem gosta dos EUA a ponto de passar por essa situação …

Eu não estou nem aí para os americanos, eles fizeram o Brasil de escravo por muito tempo, agora estão pagando. Nosso país tem que aproveitar a chance e passar a dianteira e deixar eles na poeira. Que os Estados Unidos e seu ratos se afundem cada vez mais. OBS: quando tínhamos uma dívida com FMI, eles viviam enchendo o saco, pagamos nossa dívida, agora emprestamos dinheiro para eles. Americanos tem que comer na mão dos brasileiros agora. babaca aquele que se curva diante deles.

Esta complicado demais conseguir um agendamento do visto americado no rio de janeiro…

estou a duas semanas diariamente, varias vezes ao dia entrando no site para conseguir uma data com menos de 100 dias para frente mas esta dificil…

estou relutando muito a não pagar um despachante para isso…

acho um absurdo ter que recorer a despachante… mas estou vendo que não terei escolha…

alguma dica?

    Felipe, eu acho que o despachante fará simplesmente isso que você está fazendo, ou seja, ficar atualizando todos os dias o site… Não sei se vale a pena pagar por uma coisa que voce pode fazer…

    Os agendamentos caem no fim da tarde , tente sempre as 17h.
    Se precisa de uma data especifica , só com despachante.

    Felipe,

    Entre no site para agendar mesmo que a data na primeira página apareça para muito longe. Demora para atualizar. Vc tem que ter paciência e persistência! Entre o máximo que conseguir e vai ver que dará certo. Fiz isso para mim e mais 3 pessoas! Estava indicando para junho e consegui marcar para março.

    Abraço e boa sorte!

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.