Roteiros Itália 8 e 14 dias - Veneza

Proibição de mala de rodinhas em Veneza: é boato!

Ponte em Veneza

Deu na BBC. Deu na Time. Deu no Yahoo Travel. Deu no F5 da Folha. Devido a reclamações dos moradores sobre barulho, Veneza teria proibido os turistas de arrastarem malas de rodinhas pelas ruelas da cidade.

Só que não.

Quem esclarece tudo é a blogueira radicada em Veneza Monica Cesarato, que usou sua coluna no site Eurocheapo para tentar esclarecer para a mídia internacional que a proibição é um boato, fruto de um mal-entendido.

Mesmo se fosse verdade, ela diz que uma lei assim jamais conseguiria ser cumprida num país como a Itália :mrgreen:

O que foi inicialmente proposto — e nem sequer votado pelo legislativo local — foi uma medida que impedisse o transporte de mercadorias em carros puxados por rodas de plástico, que infernizam a vida dos moradores ainda de madrugada. Daí a extrapolar para as rodinhas das malas foi um pulo.

Para não deixar nenhuma margem de dúvida, a blogueira linkou o desmentido das autoridades venezianas, no site oficial de Veneza, em italiano.

Ou seja: dá para usar sua mala de rodinha em Veneza. Mas isso não quer dizer que seja uma boa idéia…

Por que não vale a pena mala de rodinha em Veneza

[email protected], a não ser que o seu hotel em Veneza fique muito, mas muito perto da estação de trem, rodar por Veneza com uma mala, mesmo pequena, é um suplício. Não só porque o calçamento não foi feito para isso, como principalmente porque as pontes em Veneza têm escadas. Num trajeto pequeno em Veneza você sobe e desce mais degraus do que em duas baldeações de metrô em Paris.

Além disso, quem chega em Veneza se perde em Veneza. Perder-se no caminho do hotel é supernormal. Não é bom carregar peso nessa hora.

A melhor fórmula para aproveitar Veneza sem stress desde o primeiro momento é deixar a mala principal no guarda-volumes da estação ferroviária e sair para o hotel só com uma mochila, com tudo o que você vai precisar pelos dois ou três dias que passará na cidade.

Leia mais:

21 comentários

Queridos Comandante e Bóia, chegarei em Veneza, de avião, depois de 12 dias já curtindo a Europa, para a temporada italiana de outros 12 dias…obviamente que minhas malas ganharam peso nesse início, e pensei em justamente usar a estratégia de já deixá-las no locker em Santa Lúcia, de onde partirei para Florença: minha dúvida é a segurança do locker para deixar as minhas coisas por 2 noites…vc sabe algo a respeito? Agradeço muito desde já! Forte abraço e adoro o blog!

    Tem essa opção por lá? Excelente! Já passei por Santa Lúcia, mas não precisei na época…só lembro de achar a estação bem pobrezinha em termos de infraestrutura! Muito obrigada mesmo. Bjs

Sempre viajo leve, com uma mala de mão, mesmo que seja por 15 dias. Fui a Veneza com esse peso nas costas e me arrependi. Ja estava com muita dor nas costas e era muito chato ficar tirando e colocando a mochila o tempo todo pra descansar. Se for uma próxima vez a Veneza irei com mala de rodinha mesmo, mas bem leve pra nao ter problema com escadas. Em outras viagens já andei mais de 20 minutos com mala e nunca me chateei tanto quanto com a mochila em Veneza. Acho que tô precisando fazer pilates pra aguentar mochila nas costas! hahaha

Quando pensar em arrastar malas pelas ruelas de Veneza, lembrem que ainda existe a maré que pode ultrapassar mais de 30 cm… Nas ruas principais ainda existem passarelas de madeira(lembrem dos degraus), mas já pensou sua mala com água pela metade… não vale a pena. Uma mochila média e desapega…

Bom eu estive lá em maio e contrariando a todos optei por me hospedar em venezia mestre e valeu muito a pena. Vi gente hospedada em venezia e passou um perrengue malas quase caindo no canal um empurra empurra tipo rua 25 de março. Isso em maio que é tranquilo fico imaginando agora no final do ano.

Acho furada ficar hospedado na ilha a noite sempre via gente bêbada e a iluminação é bem precária fiquei 3 dias numa noite sai de lá quase 1 hora da manhã, só para ver e não valeu a pena. Fiquei em frente a estação de trem em mestre num hotel muito bom.

Agora venezia é encantadora o que estraga são os turistas, mas ela me deu os momentos solitários que eu tanto almejei.

Abcs.

    “venezia é encantadora o que estraga são os turistas”.

    Ai, como sou requintado.

    Ma è vero. Eu gosto de interagir com o local e moradores como falo italiano, os turistas causam uma interferência no ambiente.

    O medo que tinha di venezia era da água era tudo falácia literalmente enfiei a cara na água e não senti cheiro nenhum.

    Que lugar maravilhoso se não fosse pelos turistas viveria lá.

    Depois de: torino,san marino,rimini,modena,lago di garda,san gimignano,chianti,siena, a bela venezia me encantou.

    Cordiali Saluti.

    Oi Ricardo. O encantador de se hospedar em Veneza, e não Mestre, é justamente aproveitar suas ruas vazias, meio escuras, sem turistas, a noite. Chegar a meia noite em uma San Marco deserta, escutando os músicos que se apresentam na Praça, é mágico. Em Dorsoduro você tem uma Veneza algo mais autêntica. E eu juro que não vi nenhum bêbado incomodando, a cidade é muito segura a qualquer hora.

    Sem dúvida peguei os músicos tocaram a trilha do Godfather para mim.

    Agora não gostei dos hotéis de venezia ilha tem os hollywoodianos,mas aí já é demais gastar em algums diárias, o que dá para ficar 1 mês na itália é non sense.

    Abcs.

Existem jornalistas e jornalistas, assim como existem blogueiros e blogueiros. Sobre esta MENTIRA da proibição das malas de rodinhas em Veneza, até a BBC Brasil caiu nessa…

Mas, ainda bem, temos o Ricardo Freire para esclarecer este boato aos viajantes brasileiros. Eu já tinha alertado meus leitores dia 21/11, na minha fan page do Facebook, ao compartilhar o artigo em italiano no qual o próprio Zappalorto DESMENTE tal mentira.

Ponto para o Viaje na Viagem! E, certamente, este artigo vai para a minha fan page ☺

Que pena..rsrsrs…estive lah em Junho e acordei varias vezes a noite com o barulho dessas rodinhas! Sera que as rodinhas nao poderiam ser de borracha?rsrsrs

Ufa!
Já estava pensando em comprar uma mala-boia!
De fato, não faria o menor sentido uma coisa destas.
Pelo menos conseguiram chamar, ainda mais a atenção para uma cidade simplesmente única no mundo. Como se precisasse. Rsss

Estarei em Veneza em janeiro, sentido frio, com minha mulher e filha.
As duas nunca conseguiriam ficar em um lugar 3 dias com uma pequena mochila.
Já estou fazendo RPG a uns 6 meses para carregar as malas em Veneza.
Ainda escolhi um hotel ao lado da parada do Vaporetto para diminuir o sofrimento.

    Faça-as carregar as próprias malas…elas aprenderão rapidinho a viajar leve!

    haha a Carina tem razão. Na minha primeira viagem fui, inocentemente, com uma mala enorme. Sofri tanto, mas tanto por causa disso que desde então me acostumei a viajar leve. Meu marido dá pulinhos da alegria cada vez que vamos viajar e ele vê quão compacta é minha bagagem.. heheh

    É bom treinar mesmo…é um verdadeiro suplício levar malas grandes para Veneza….andar na cidade, apesar de difícil, ainda dá. O problema é embarcar nos vaporettos com elas! Mas, mesmo assim, a cidade é maravilhosa! Tudo vale a pena!

    Desculpa Ferreira, mas não permita que uma viagem maravilhosa (Veneza é incrível) fique desagradável…Se ainda der tempo, troque seu hotel. Fiquei em um muito perto da Estação Sta Lucia – chama Hotel Continental.

Atenção: Os comentários são moderados. Relatos e opiniões serão publicados se aprovados. Perguntas serão selecionadas para publicação e resposta. Entenda os critérios clicando aqui.